A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mapas de fluxos na avaliação e planejamento do acesso aos serviços de saúde Evangelina X. G. de Oliveira (IBGE)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mapas de fluxos na avaliação e planejamento do acesso aos serviços de saúde Evangelina X. G. de Oliveira (IBGE)"— Transcrição da apresentação:

1 Mapas de fluxos na avaliação e planejamento do acesso aos serviços de saúde Evangelina X. G. de Oliveira (IBGE)

2 Mapas de fluxos identificação dos polos de atração regionalização do atendimento distâncias percorridas pela população e volumes envolvidos neste deslocamento.

3 Padrões de deslocamento A identificação destes padrões alerta para problemas de acesso, sinalizando áreas com poucas opções, configurando pontos de estrangulamento, ou oportunidades de desconcentração e regionalizações alternativas.

4 Serviços de uso mais freqüente – redes mais compactas

5 Serviços de maior complexidade – deslocamentos mais extensos

6 Distâncias percorridas e nível de complexidade dos tratamentos pouco menos de 20% dos pacientes de 5 anos e mais de idade (procedimentos mais freqüentes ) internaram-se em centros a mais de 60km, e as pessoas residentes além deste limite representam apenas 1,3% da população total. apenas 3% dos pacientes internados para cirurgia cardíaca residiam em municípios situados a mais de 60km do centro em que se internaram, e nestes municípios concentram-se cerca de 40% da população brasileira.

7 Possibilidade de aplicação informações necessárias origem e destino dos fluxos exemplos nos Sistemas de Informações de Saúde : internações hospitalares (SIH), atendimentos ambulatoriais de alta complexidade (APAC), partos (SINASC), infecção (SINAN), óbito (SIM) o método de visualização dos dados está disponível no ambiente do TabWin

8 Representar todas as ligações? Possível acúmulo de linhas, impedindo a observação de padrões mais gerais.

9 Fluxo dominante O maior fluxo a partir de cada origem, permite identificar o arcabouço da rede de ligações, e pode revelar a presença de mais de um polo de atração em uma mesma região, e os diferentes graus de organização da rede.

10 Lugares que exportam parcela significativa das pessoas que demandam atendimento Exemplo: fluxos que representam mais de 25% das internações de residentes de cada município de origem, desde que estes fluxos se dirijam a municípios cuja sede fique a pelo menos 15 km

11 Importação de residentes em outras áreas o gráfico de setores indica o peso dos eventos de origem externa em relação aos eventos gerados na própria área.


Carregar ppt "Mapas de fluxos na avaliação e planejamento do acesso aos serviços de saúde Evangelina X. G. de Oliveira (IBGE)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google