A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Políticas Nacionais para Vinhos. Dados de 2007 Produção de uvas..... 570.535 t Uvas para vinhos...... 72.151 t Produção de vinhos e derivados: Total -

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Políticas Nacionais para Vinhos. Dados de 2007 Produção de uvas..... 570.535 t Uvas para vinhos...... 72.151 t Produção de vinhos e derivados: Total -"— Transcrição da apresentação:

1 Políticas Nacionais para Vinhos

2 Dados de 2007 Produção de uvas t Uvas para vinhos t Produção de vinhos e derivados: Total litros Vinhos finos – litros Vinhos comuns – litros Derivados – litros Importação de vinhos : litros (18,7 % da produção)

3 Desafios atuais Crescimento mundial da produção de vinhos, com destaque para a rápida evolução na Argentina e no Chile Crescimento mundial da produção de vinhos, com destaque para a rápida evolução na Argentina e no Chile Lenta evolução do consumo no mercado doméstico brasileiro Lenta evolução do consumo no mercado doméstico brasileiro Impacto cambial nos preços relativos dos vinhos importados desde 2002 Impacto cambial nos preços relativos dos vinhos importados desde 2002

4 Importações de Vinhos 2006 a 2008 (jan-out) – Vinhos de uvas frescas, tipo champanha ArgentinaChile Resto do Mundo Total2008 L mil 2700,2278,8549 US$ mil Part.49%0%51%100% Preço M. 2,665,0027,0115, L mil US$ mil Part.31%1%69%100% Preço M. 2,472,7520,7915, L mil US$ mil Part.61%0%39%100% Preço M. 2,802,1312,226,45 Dados: Sistema Alice

5 Importações de Vinhos 2006 a 2008 (jan-out) – Outros vinhos de uvas frescas, espumantes e espumosos ArgentinaChile Resto do Mundo Total2008 L mil US$ mil Part.14%5%81%100% Preço M. 3,382,664,394, L mil US$ mil Part.16%2%82%100% Preço M. 2,683,293,643, L mil US$ mil Part.15%1%84%100% Preço M. 2,613,673,233,14 Dados: Sistema Alice/MDIC Dados: Sistema Alice/MDIC

6 Importações de Vinhos 2006 a 2008 (jan-out) – Outros vinhos, mostos de uvas cuja fermentação tenha sido impedida ou interrompida por adição de álcool; em recipientes <=2litros ArgentinaChile Resto do Mundo Total2008 L mil US$ mil Part.27%35%38%100% Preço M. 2,55 2,55 2,77 2,77 3,82 3,82 3,11 3, L mil US$ mil Part.27%32%40%100% Preço M. 2,33 2,33 2,61 2,61 3,19 3,19 2,77 2, L mil US$ mil Part.26%32%42%100% Preço M. 2,19 2,19 2,51 2,51 2,93 2,93 2,60 2,60 Dados: Sistema /MDIC

7 Importações de Vinhos 2006 a 2008 (jan-out) – Outros Vinhos, Mostos de Uvas cuja fermentação tenha sido impedida ou interrompida por adição de álcool ArgentinaChile Resto do Mundo Total2008 L mil 50,6127,4133 US$ mil Part.4%0%96%100% Preço M. 3,80 3,80 13,33 13,33 2,04 2,04 2,16 2, L mil US$ mil Part.17%1%82%100% Preço M. 1,25 1,25 3,67 3,67 3,06 3,06 2,76 2, L mil US$ mil Part.35%18%47%100% Preço M. 1,26 1,26 1,58 1,58 5,13 5,13 3,15 3,15 Dados: Sistema Alice Dados: Sistema Alice

8 Importações de Vinhos 2006 a 2008 (jan-out) Total dos 4 códigos NCM ArgentinaChile Resto do Mundo Total2008 L mil US$ mil Part.27%33%40%100% Preço M. 2,57 2,57 2,77 2,77 4,20 4,20 3,29 3, L mil US$ mil Part.27%31%42%100% Preço M. 2,34 2,34 2,61 2,61 3,57 3,57 2,94 2, L mil US$ mil Part.27%29%44%100% Preço M. 2,26 2,26 2,51 2,51 3,34 3,34 2,80 2,80 Dados: Sistema Alice

9 Tarifas de importação Desde fevereiro de 1996, o Brasil incluiu os vinhos na sua Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum, com tarifas superiores à TEC. Desde fevereiro de 1996, o Brasil incluiu os vinhos na sua Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum, com tarifas superiores à TEC. Atualmente somente consta a NCM , com tarifa de 27%. As demais NCM estão com a tarifa normal da TEC de 20% Atualmente somente consta a NCM , com tarifa de 27%. As demais NCM estão com a tarifa normal da TEC de 20%

10 Acordo Brasil-Argentina Acordo de 29/07/2005: Acordo de 29/07/2005: –Preço mínimo de US$ 8,00 por caixa de 12 garrafas de 750 ml para vinhos importados da Argentina. Pedido do setor privado brasileiro para revisão dos preços mínimo e inclusão de quotas. Pedido do setor privado brasileiro para revisão dos preços mínimo e inclusão de quotas. O Governo da Argentina propôs trabalho conjunto para transferência tecnológica da Argentina para o Brasil. O Governo da Argentina propôs trabalho conjunto para transferência tecnológica da Argentina para o Brasil.

11 Acordo Mercosul/Chile Acordo de Complementação Econômica nº 35 – Mercosul/ Chile Acordo de Complementação Econômica nº 35 – Mercosul/ Chile Assinatura: 25/06/1996 – Vigência: 01/10/1996 Assinatura: 25/06/1996 – Vigência: 01/10/1996 Acordo de livre comércio – contempla todo o universo tarifário Acordo de livre comércio – contempla todo o universo tarifário Prazo máximo de desgravação total de todos os produtos – 2011 Prazo máximo de desgravação total de todos os produtos – 2011 (Sensíveis: 2012 para açúcar e 2014 para trigo) (Sensíveis: 2012 para açúcar e 2014 para trigo)

12 Acordo Mercosul/Chile Preferências concedidas aos vinhos 30% para quotas de: caixas de 12 garrafas de 0,75 litros – US$ 10,00 a caixa caixas de 12 garrafas de 0,75 litros – US$ 30,00 a caixa até 31/12/ % para quota de caixas de 12 garrafas de 0,75 litros – US$ 50,00 a caixa desde nov/2002 Preferência extra-quota: 0% até 31/12/2005; 17% em 2006; 33% em 2007; 50% em 2008; 67% em 2009; 83% em 2008; 100% a partir de 2011

13 Propostas de Ação do Governo Gargalo Tributário Gargalo Tributário Tributos representam 45% do valor da garrafa Tributos representam 45% do valor da garrafa Variação de 36% a 56% Proposta de ação: Revisão dos tributos aplicados Proposta de ação: Revisão dos tributos aplicados 1 – IPI - Portaria MF que altera IPI para bebidas alcoólicas 2 – Redução do IPI para insumos 3 – Diferimento do ICMS para a cadeia vitivinícola

14 Propostas de Ação do Governo Gargalo Matéria-Prima Gargalo Matéria-Prima Garrafas (17,3%) e Rolhas (7,6%) Garrafas (17,3%) e Rolhas (7,6%) Proposta de ação: Proposta de ação: 1 – Proposta ao Mercosul de redução da TEC 2 – Uso de mecanismos de drawback 3 – Estudo do setor para uso do Drawback Verde e Amarelo

15 Propostas de Ação do Governo Ações da Conab para o setor Ações da Conab para o setor Diminuição de estoques de vinhos Diminuição de estoques de vinhos 1 – Primeiro Programa: escoamento do vinho Pagamento de diferença entre certo preço de mercado e o custo do produto 2 – Segundo Programa: transformação do produto Pagamento da diferença entre corrigir o vinho da próxima safra com açúcar e corrigir com destilado de vinho Proposta de ação: divulgação ao setor produtivo Proposta de ação: divulgação ao setor produtivo

16 Propostas de Ação do Governo Importações Importações Argentina e Chile Argentina e Chile Proposta de ação: Proposta de ação: 1 – Atualizar valor do acordo entre privados BR/ARG 2 – Negociar acordo de privados com o Chile 3 – Buscar agenda positiva com os dois países (cooperação em integração produtiva e desenvolvimento de mercados)

17 Propostas de Ação do Governo Importações Importações Terceiros Mercados Terceiros Mercados Proposta de ação: Proposta de ação: Solicitação do setor de elevação definitiva da TEC de vinhos, que depende de aprovação do Mercosul

18 Propostas de Ação do Governo Ações do MDA Ações do MDA PRONAF – Fortalecimento da Agricultura Familiar PRONAF – Fortalecimento da Agricultura Familiar Linhas de financiamento para custeio, investimento, comercialização e beneficiamento da produção da agricultura familiar Em 2005/2006 – contratos para uva, com total de R$ 34,6 milhões de R$ 34,6 milhões Proposta de ação: MDA divulgar regras do Programa junto ao setor

19 Propostas de Ação do Governo Ações do MDA Ações do MDA ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural Convênios para prestação de serviços: melhora das ténicas de cultivo, capacitação de técnicos e fortalecimento do cooperativismo na cadeia produtiva Proposta de ação: Negociação em curso de novo convênio com a Fecovinho

20 Propostas de Ação do Governo Fiscalização do MAPA Fiscalização do MAPA Reforço na fiscalização da produção de vinhos e derivados da uva e do vinho Reforço na fiscalização da produção de vinhos e derivados da uva e do vinho Propostas de ação: 1. O MAPA receberá sugestões e denúncias do setor sobre f alsas indicações de conteúdo ou de origem 2. O setor pesquisará sobre a utilização indevida de indicações de conteúdo e denunciará aos órgãos de defesa do consumidor. 3. O MAPA, em parceria com o DPDC/SDE/MJ, desenvolverá ações para coibir a comercialização inadequada de produtos

21 Propostas de Ação do Governo APEX APEX Projeto Setorial Integrado de Promoção de Exportações de Vinhos Finos – Parceria APEX/ Ibravin Projeto Setorial Integrado de Promoção de Exportações de Vinhos Finos – Parceria APEX/ Ibravin Mobilização, adequação de empresas e produtos para exportação, elaboração de materiais promocionais, promoção de exportações. Propostas de ação: Divulgação do projeto junto às vinícolas com potencial de exportação e continuidade das ações promocionais do vinho fino brasileiro em novos mercados


Carregar ppt "Políticas Nacionais para Vinhos. Dados de 2007 Produção de uvas..... 570.535 t Uvas para vinhos...... 72.151 t Produção de vinhos e derivados: Total -"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google