A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Características Gerais dos Seres Vivos Origem da Vida.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Características Gerais dos Seres Vivos Origem da Vida."— Transcrição da apresentação:

1 Características Gerais dos Seres Vivos Origem da Vida

2 Ciclo Vital

3 Metabolismo Quando estamos em repouso gastamos energia, portanto quando estamos em alguma atividade gastamos muito mais energia. Precisamos de uma renovação contínua de substâncias que nos forneçam muita energia. Essa reposição é feita através da nutrição. A queima destes compostos ricos em energia, denominada respiração celular, resulta em liberação de energia. O conjunto de transformações físico-químicas entre matéria e energia que ocorre nos seres vivos é denominado metabolismo. Os processos de nutrição e respiração fazem parte do conjunto de eventos do metabolismo dos seres vivos. Tanto florescimento de vida vegetal em apenas uma garrafa. Será que isso é mesmo possível? Por mais incrível que pareça, esse jardim garrafa é ainda mais incrível do que parece: não tem sido aberto desde David Latimer, 80 anos, é o dono deste curioso experimento que não tem tomado muito do seu tempo. A última vez que ele regou as plantas, o Brasil era governado pelo regime militar e Emílio Garrastazu Médici era presidente. Mas como essas plantas sobrevivem? Seria uma montagem? De acordo com especialistas, não. É totalmente possível que plantas formem um miniecossistema que cuida de si mesmo. E, aparentemente, é o caso do jardim lacrado do Sr. Latimer (embora ninguém possa dizer com certeza se ele realmente não abre ou vem regando a garrafa com frequência).

4 Respiração Respiração Aeróbica Respiração Anaeróbica Quando você corre e seu ritmo respiratório aumenta, você vai precisar de mais energia e para ocorrer. As células musculares em atividade precisam de mais sangue rico em oxigênio para "queimar" a glicose, que libera a energia do movimento. Esse processo também produz água e gás carbônico que normalmente são eliminados pelo organismo. A respiração anaeróbica consiste em um processo de "queima" da glicose com um rendimento energético inferior ao da respiração aeróbica. Alguns fungos e bactérias realizam a respiração anaeróbica. Em vez de oxigênio eles usam enzimas que degradam a glicose, liberando energia e formando outras substâncias.

5 Nutrição Autotrófica É realizada pelas plantas verdes (clorofiladas), pelas algas e por certas bactérias(cianobactérias); Estes seres usam substâncias minerais, como o gás carbônico, a água e sais minerais minerais, que estão disponíveis no ambiente para construírem todas as moléculas orgânicas do seu corpo, por isso não dependem de outro ser vivo para sua sobrevivência; O ser utiliza a luz solar, as suas células clorofiladas, juntamente como o gás carbônico absorvido no ar/água, a água do solo e presente também em outros ambientes, para produzir a glicose (que é muito rica em energia).

6 Nutrição Heterotrófica Os seres vivos que não podem sintetizar seu próprio alimento são chamados de heterotróficos. Eles retiram o seu próprio alimento de outros seres como o bife que você come.

7 Temperatura Todos os processos que ocorrem em um organismo para manter seu funcionamento necessitam de uma temperatura adequada. Quanto a tempersatura,os seres vivos são classificados em: seres homeotérmicos ou endotérmicos - apresentam temperatura corpórea constante, pois não variam com as modificações do meio ambiente. seres homeotérmicos Ex.: Aves e mamíferos. seres pecilotérmicos ou ectotérmicos - apresentam temperatura corpórea que varia de acordo com o ambiente. seres pecilotérmicos Ex.: Répteis, anfíbios e peixes.

8 Reprodução: a perpetuação das espécies Uma das características fundamentais dos seres vivos é a hereditariedade, ou seja a capacidade de transmitir informação genética de uma geração a outra. Formar novos indivíduos da mesma espécies. Aumentar em número, perpetuar a espécie.

9 Reprodução: capacidade de gerar novos indivíduos Mecanismos de reprodução: 1- SEXUADA 2 - ASSEXUADA Reprodução Assexuada b conta com a participação de apenas um indivíduo; b descendentes geneticamente iguais; b vários descendentes; b sem variabilidade genética; Reprodução Sexuada b com variabilidade genética; b participação de gametas.

10 Reprodução: a perpetuação das espécies

11 MUTAÇÃO: as mudanças genéticas As mutações são raras, imprevisíveis, um acidente que ocorre de vez em quando nos genes, independente da necessidade ou da vontade dos seres vivos; São alterações no patrimônio genético e transmitidas as futuras gerações. Algumas mutações aumentam a chance de um organismo sobreviver; outras não. Uma mutação pode facilitar a sobrevivência de um novo ser vivo, tornando-o mais adaptado ao ambiente, por seleção natural. Consequência: promove alterações na espécie, cria novas espécies e pode levar a extinção da espécie.

12 SELEÇÃO NATURAL Alguns indivíduos da mesma espécies possuem características que aumentam suas chances de sobrevivência e reprodução. Assim o número de descendentes com essas características cresce ao longo do tempo, enquanto com outros indivíduos ocorre o contrário, e o número de seus descendentes diminui. Esse processo é chamado SELEÇÃO NATURAL. Exemplos: Melanismo Industrial: Mariposas Biston betularia ; Importante: a reprodução sexuada, por combinar genes maternos e paternos, também é uma fonte de variabilidade genética, isto é, de combinações novas de genes. Os cientistas concordam que as mutações e a seleção natural são dois fatores fundamentais na história da evolução; as catástrofes naturais. A teoria Moderna da Evolução.

13 ADAPTAÇÃO: capacidade de sobreviver Continuamente os seres vivos estão num processo de ajuste ao ambiente; Os seres vivos são versáteis, apresentam variabilidade genética; Através de suas características, os seres vivos se adaptam e são capazes de enfrentar os mais diferentes desafios; Competição pelo alimento, território e luz; Luta pela reprodução; Mecanismos de defesa. Mimetismo, camuflagem... Estruturas anatômicas: membros, bicos... Os seres vivos mais adaptados a seu ambiente e ao seu modo de vida, devem reproduzir mais, deixando um maior número de descendentes, e suas características irão predominar na espécie.

14 Acessar em casa: cs/templates/htm/tem plate_ccs/aedes_video/ aedes_baixa.swf cs/templates/htm/tem plate_ccs/aedes_video/ aedes_baixa.swf m/watch?v=THgL5mZ UxUo&playnext=1&list =PLYZIvxqPs9Q25GpF YUAUGGVMWVJb_OL Uk&feature=results_vi deo /atividades/biologia/ex perimentos_de_redi_s pallanzan_pasteur/ /atividades/biologia/ex perimentos_de_redi_s pallanzan_pasteur/ m/watch?v=vwgHNFu D8Sg&list=PLYZIvxqPs 9Q25GpFYUAUGGVM WVJb_OLUk(1º vídeo)


Carregar ppt "Características Gerais dos Seres Vivos Origem da Vida."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google