A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

John Locke O liberalismo e a política.. Aspectos biográficos de John Locke. Nasce em Wrington (GB) em 1632; Nasce em Wrington (GB) em 1632; Ao ingressar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "John Locke O liberalismo e a política.. Aspectos biográficos de John Locke. Nasce em Wrington (GB) em 1632; Nasce em Wrington (GB) em 1632; Ao ingressar."— Transcrição da apresentação:

1 John Locke O liberalismo e a política.

2 Aspectos biográficos de John Locke. Nasce em Wrington (GB) em 1632; Nasce em Wrington (GB) em 1632; Ao ingressar na universidade de Oxford, demonstra interesse por várias áreas de conhecimento como a Química, a Teologia e a Filosofia; Ao ingressar na universidade de Oxford, demonstra interesse por várias áreas de conhecimento como a Química, a Teologia e a Filosofia; Não obstante, laurea-se em Medicina; Não obstante, laurea-se em Medicina; Ainda estudante em Oxford toma conhecimento das teorias da época; Ainda estudante em Oxford toma conhecimento das teorias da época; Decepciona-se com a Escolástica medieval e adere ao pensamento Empirista de Bacon e ao Racionalismo de Descartes; Decepciona-se com a Escolástica medieval e adere ao pensamento Empirista de Bacon e ao Racionalismo de Descartes;

3 A biografia de John Locke. A biografia de John Locke. Locke ingressa no mundo político por meio do seu relacionamento com lorde Shaftesbury, do qual tornar-se-á médio e assessor particular; Locke ingressa no mundo político por meio do seu relacionamento com lorde Shaftesbury, do qual tornar-se-á médio e assessor particular; Vive a era do Absolutismo inglês. Embora tenha idéias liberais (e, as quais influenciará seu tutor), é perseguido e obrigado à refugiar-se; Vive a era do Absolutismo inglês. Embora tenha idéias liberais (e, as quais influenciará seu tutor), é perseguido e obrigado à refugiar-se;

4 A biografia de John Locke. A biografia de John Locke. Refugia-se na França, nos Países Baixos (Holanda); Refugia-se na França, nos Países Baixos (Holanda); Em 1688, participa da Revolução Gloriosa, fazendo com que retorne à Inglaterra; Em 1688, participa da Revolução Gloriosa, fazendo com que retorne à Inglaterra; Ascende ao governo o holandês Guilherme (Willian ou Willem) de Orange, sendo coroado rei da Inglaterra; Ascende ao governo o holandês Guilherme (Willian ou Willem) de Orange, sendo coroado rei da Inglaterra; Locke passa a maior parte de seu tempo escrevendo. Locke passa a maior parte de seu tempo escrevendo.

5 Uma biografia de John Locke. Uma biografia de John Locke. Abertamente adere ao Empirismo; Abertamente adere ao Empirismo; Empirismo: corrente filosófica que atesta que o conhecimento só pode ser dado através da experiência. A nossa mente é como uma tábula rasa do conhecimento; à medida em que experimentamos, mais conhecemos; Empirismo: corrente filosófica que atesta que o conhecimento só pode ser dado através da experiência. A nossa mente é como uma tábula rasa do conhecimento; à medida em que experimentamos, mais conhecemos; Seu pensamento é importante para o desenvolvimento da Neurociência do século XX; Seu pensamento é importante para o desenvolvimento da Neurociência do século XX; Com a revolução Gloriosa, Locke obtém prestígio junto à sociedade inglesa; Com a revolução Gloriosa, Locke obtém prestígio junto à sociedade inglesa;

6 Uma biografia de John Locke. Uma biografia de John Locke. Assume o cargo de Comissário de Recursos. Recusa o cargo de embaixador em Brandemburgo (Alemanha); Assume o cargo de Comissário de Recursos. Recusa o cargo de embaixador em Brandemburgo (Alemanha); Reside nas terras de sir Francis Mashan, em Oates, de onde recebia visitas dos ilustres cientistas da época como, por exemplo, Isaac Newton; Reside nas terras de sir Francis Mashan, em Oates, de onde recebia visitas dos ilustres cientistas da época como, por exemplo, Isaac Newton; Em 1696 assume o cargo de comissário da Câmara de Comércio, obrigando-o a deslocar-se constantemente à Londres; Em 1696 assume o cargo de comissário da Câmara de Comércio, obrigando-o a deslocar-se constantemente à Londres;

7 Uma biografia de John Locke. Uma biografia de John Locke. Em 1700, sua saúde débil indica seu fim eminente. Renuncia ao cargo (onde ficara por dois anos) e vai dedicar-se à vida contemplativa e meditativa; Em 1700, sua saúde débil indica seu fim eminente. Renuncia ao cargo (onde ficara por dois anos) e vai dedicar-se à vida contemplativa e meditativa; Falece em 27 de outubro de 1704; Falece em 27 de outubro de 1704; Locke jamais buscou o poder, a ascenção, a glória fugaz aos homens; pelo contrário, acreditava tudo ser mérito por sua pequena colaboração para a sociedade. Locke jamais buscou o poder, a ascenção, a glória fugaz aos homens; pelo contrário, acreditava tudo ser mérito por sua pequena colaboração para a sociedade.

8 Obras e escritos relevantes: Obras e escritos relevantes: Ensaio sobre o entendimento humano; Ensaio sobre o entendimento humano; Carta sobre a tolerância; Carta sobre a tolerância; Dois tratados sobre o governo civil; Dois tratados sobre o governo civil; Alguns pensamentos referentes à educação; Alguns pensamentos referentes à educação; Racionalidade do Cristianismo. Racionalidade do Cristianismo.

9 Contra o Absolutismo. Contra o Absolutismo. Toda forma de poder é uma forma de morrer por nada, sintetiza Humberto Gessinger. Locke, antes de qualquer outra coisa, era um ferrenho defensor da liberdade e do liberalismo; Toda forma de poder é uma forma de morrer por nada, sintetiza Humberto Gessinger. Locke, antes de qualquer outra coisa, era um ferrenho defensor da liberdade e do liberalismo; João Paulo Monteiro: As teses sociais e políticas de Locke caminham em sentido paralelo. Assim como não existem idéias inatas no espírito humano, também não existe poder que possa ser considerado inato e de origem divina, como queriam os teóricos do absolutismo. Antes, Robert Filmer ( ), o autor de O Patriarca, e um dos defensores do absolutismo, procurava demonstrar que o povo não é livre para escolher sua forma de governo e que os monarcas João Paulo Monteiro: As teses sociais e políticas de Locke caminham em sentido paralelo. Assim como não existem idéias inatas no espírito humano, também não existe poder que possa ser considerado inato e de origem divina, como queriam os teóricos do absolutismo. Antes, Robert Filmer ( ), o autor de O Patriarca, e um dos defensores do absolutismo, procurava demonstrar que o povo não é livre para escolher sua forma de governo e que os monarcas

10 Contra o absolutismo. (...) possuem um poder inato. Contra O Patriarca, Locke dirigiu seu Primeiro tratado sobre o governo civil; depois desenvolveu suas idéias no Segundo tratado. Neles, Locke sustenta que o estado de sociedade e, conseqüentemente, o poder político nascem de um pacto entre os homens. Antes desse acordo, os homens viveriam em estado natural. (...) possuem um poder inato. Contra O Patriarca, Locke dirigiu seu Primeiro tratado sobre o governo civil; depois desenvolveu suas idéias no Segundo tratado. Neles, Locke sustenta que o estado de sociedade e, conseqüentemente, o poder político nascem de um pacto entre os homens. Antes desse acordo, os homens viveriam em estado natural.

11 Liberdade e razão. Liberdade e razão. (...) no estado natural nascemos livres na mesma medida em que nascemos racionais. Os homens, por conseguinte, seriam iguais, independentes e governados pela razão. O estado natural seria a condição na qual o poder executivo da lei da natureza permanece exclusivamente nas mãos dos indivíduos, sem se tornar comunal. (...) no estado natural nascemos livres na mesma medida em que nascemos racionais. Os homens, por conseguinte, seriam iguais, independentes e governados pela razão. O estado natural seria a condição na qual o poder executivo da lei da natureza permanece exclusivamente nas mãos dos indivíduos, sem se tornar comunal.

12 Liberdade e razão. Liberdade e razão. Todos os homens participariam dessa sociedade singular que é a humanidade, ligando-se pelo liame comum da razão. No estado natural todos os homens teriam o destino de preservar a paz e a humanidade e evitar ferir os direitos dos outros. Todos os homens participariam dessa sociedade singular que é a humanidade, ligando-se pelo liame comum da razão. No estado natural todos os homens teriam o destino de preservar a paz e a humanidade e evitar ferir os direitos dos outros.

13 Alguns pontos do pensamento de Locke. Tem como determinante, a liberdade; Tem como determinante, a liberdade; A sociedade se guia pelos seguintes pilares: razão, liberdade e indivíduo; A sociedade se guia pelos seguintes pilares: razão, liberdade e indivíduo; A liberdade humana jamais poderia ser tolhida do indivíduo. Poder algum poderia deixá-lo inerente à esse princípio; A liberdade humana jamais poderia ser tolhida do indivíduo. Poder algum poderia deixá-lo inerente à esse princípio; Os direitos devem ser sempre preservados. Os direitos devem ser sempre preservados.

14 Trabalho e propriedade privada. O trabalho não enobrece o homem (Amarildo). Mote liberal para a justificação do trabalho e da posse; O trabalho não enobrece o homem (Amarildo). Mote liberal para a justificação do trabalho e da posse; Dois tratados sobre o governo civil: linhas mestras: direito, trabalho e propriedade privada; Dois tratados sobre o governo civil: linhas mestras: direito, trabalho e propriedade privada; Trabalho: confere igualdade aos homens; Trabalho: confere igualdade aos homens; Propriedade: resultado do processo de trabalho obtido pelo esforço humano em criar, transformar e obter; Propriedade: resultado do processo de trabalho obtido pelo esforço humano em criar, transformar e obter; Propriedade privada: é a resultado do trabalho. Propriedade privada: é a resultado do trabalho.

15 Leia a fundamentação de Locke: O direito à propriedade seria natural e anterior à sociedade civil, mas não inato. Sua origem residiria na relação concreta entre o homem e as coisas, através do processo de trabalho. [...] Assim, em lugar de opor o trabalho à propriedade, Locke sustenta a tese de que o trabalho é a origem e o fundamento à propriedade. O direito à propriedade seria natural e anterior à sociedade civil, mas não inato. Sua origem residiria na relação concreta entre o homem e as coisas, através do processo de trabalho. [...] Assim, em lugar de opor o trabalho à propriedade, Locke sustenta a tese de que o trabalho é a origem e o fundamento à propriedade.

16 O Estado Liberal. O Estado Liberal. A função do Estado não é de criar ou instituir a propriedade privada, mas, garanti-la e defendê- la daqueles que dela usurpam; A função do Estado não é de criar ou instituir a propriedade privada, mas, garanti-la e defendê- la daqueles que dela usurpam; Segundo Weber, a função do estado é tríplice:uso legal da violência, garantindo o direito natural de propriedade, sem interferir na vida econômica, pois, não tendo instituído a propriedade, o Estado não tem poder para nela interferir; Segundo Weber, a função do estado é tríplice:uso legal da violência, garantindo o direito natural de propriedade, sem interferir na vida econômica, pois, não tendo instituído a propriedade, o Estado não tem poder para nela interferir;

17 O Estado Liberal. O Estado Liberal. Os proprietários privados são capazes de estabelecer as regras e as normas da vida econômica ou do mercado e que fazem agindo numa esfera que não é estatal e sim social, entre o Estado e o indivíduo intercala-se uma esfera social, a sociedade civil, sobre a qual o Estado não tem poder instituinte, mas apenas a função de garantidor das relações sociais e de árbitro dos conflitos nela existentes. Os proprietários privados são capazes de estabelecer as regras e as normas da vida econômica ou do mercado e que fazem agindo numa esfera que não é estatal e sim social, entre o Estado e o indivíduo intercala-se uma esfera social, a sociedade civil, sobre a qual o Estado não tem poder instituinte, mas apenas a função de garantidor das relações sociais e de árbitro dos conflitos nela existentes.

18 O Estado Liberal. O Estado Liberal. O Estado tem o direito de legislar, permitir e proibir tudo quanto pertença à esfera da vida pública, mas não tem o direito de intervir sobre a esfera privada, isto é, sobre a consciência dos governados. O Estado deve garantir a liberdade de consciência, ou seja, a liberdade de pensamento de todos os governados, e só poderá exercer censura nos casos em que se emitam opiniões sediciosas que ponham em risco o próprio Estado. O Estado tem o direito de legislar, permitir e proibir tudo quanto pertença à esfera da vida pública, mas não tem o direito de intervir sobre a esfera privada, isto é, sobre a consciência dos governados. O Estado deve garantir a liberdade de consciência, ou seja, a liberdade de pensamento de todos os governados, e só poderá exercer censura nos casos em que se emitam opiniões sediciosas que ponham em risco o próprio Estado.

19 O Estado liberal. O Estado liberal. O Liberalismo se consolida na Inglaterra em 1688; O Liberalismo se consolida na Inglaterra em 1688; Nos EUA em 1776 e, na França em Nos EUA em 1776 e, na França em As idéias de Locke são de comum acordo com as idéias burguesas tendo, por quase quatro longos séculos sendo aplicadas à esmo e satisfação (de alguns). As idéias de Locke são de comum acordo com as idéias burguesas tendo, por quase quatro longos séculos sendo aplicadas à esmo e satisfação (de alguns).

20 A burguesia e a propriedade privada. Regularizou o acesso dos burgueses ao mercado, às formas de produção e ao quase total controle destes meios; Regularizou o acesso dos burgueses ao mercado, às formas de produção e ao quase total controle destes meios; Despeja a nobreza de seu posto: a teoria do trabalho põe em xeque a questão da nobreza; Despeja a nobreza de seu posto: a teoria do trabalho põe em xeque a questão da nobreza; Um burguês jamais se tornará um nobre; um nobre jamais tornar-se-á um burguês; Um burguês jamais se tornará um nobre; um nobre jamais tornar-se-á um burguês;

21 Pensamento de John Locke. Pensamento de John Locke. CHAUÍ: De fato, embora o capitalismo estivesse em via de consolidação e o poderio econômico da burguesia fosse inconteste, em toda parte o regime político permanecia monárquico. (...) Para que o poder econômico da burguesia pudesse enfrentar o poder político dos reis e das nobrezas a burguesia precisava de uma teoria que lhe desse uma legitimidade(...) Essa teoria será a da propriedade privada como direito natural. CHAUÍ: De fato, embora o capitalismo estivesse em via de consolidação e o poderio econômico da burguesia fosse inconteste, em toda parte o regime político permanecia monárquico. (...) Para que o poder econômico da burguesia pudesse enfrentar o poder político dos reis e das nobrezas a burguesia precisava de uma teoria que lhe desse uma legitimidade(...) Essa teoria será a da propriedade privada como direito natural.

22 O Trabalho. O Trabalho. Modo o qual, a burguesia, encontrara uma justificativa plausível para fundamentar a propriedade privada frente à nobreza; Modo o qual, a burguesia, encontrara uma justificativa plausível para fundamentar a propriedade privada frente à nobreza; Locke: Deus, é um artífice, um obreiro, um arquiteto e engenheiro que fez uma obra: o mundo. Este, como obra do trabalhador divino, a Ele pertence. É seu domínio e propriedade. Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, deu-lhe o mundo para que nele reinasse e, ao expulsá-lo do paraíso, não lhe retirou o domínio do mundo, mas lhe disse que o teria com o suór de seu rosto (...) Locke: Deus, é um artífice, um obreiro, um arquiteto e engenheiro que fez uma obra: o mundo. Este, como obra do trabalhador divino, a Ele pertence. É seu domínio e propriedade. Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, deu-lhe o mundo para que nele reinasse e, ao expulsá-lo do paraíso, não lhe retirou o domínio do mundo, mas lhe disse que o teria com o suór de seu rosto (...)

23 O Trabalho. O Trabalho. Continua: Por todos esses motivos, Deus institui, no momento da criação do homem, o direito à propriedade privada como fruto legítimo do trabalho. Por isso, de origem divina, ela é um direito natural. Continua: Por todos esses motivos, Deus institui, no momento da criação do homem, o direito à propriedade privada como fruto legítimo do trabalho. Por isso, de origem divina, ela é um direito natural. Estado: existe a partir do contrato social; Estado: existe a partir do contrato social; Logo, o capitalismo achou o seu terreno, teoria e formulação ideal para se manter, por assim dizer, mais três mil anos. Logo, o capitalismo achou o seu terreno, teoria e formulação ideal para se manter, por assim dizer, mais três mil anos.


Carregar ppt "John Locke O liberalismo e a política.. Aspectos biográficos de John Locke. Nasce em Wrington (GB) em 1632; Nasce em Wrington (GB) em 1632; Ao ingressar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google