A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vícios de Linguagem estudo. Definição G Chama-se vício de linguagem ao modo de falar ou escrever que contraria as normas de uma língua. A infração à norma.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vícios de Linguagem estudo. Definição G Chama-se vício de linguagem ao modo de falar ou escrever que contraria as normas de uma língua. A infração à norma."— Transcrição da apresentação:

1 Vícios de Linguagem estudo

2 Definição G Chama-se vício de linguagem ao modo de falar ou escrever que contraria as normas de uma língua. A infração à norma só recebe o nome de vício quando se torna frequente e habitual na expressão de um indivíduo ou de um grupo.

3 Arcaísmo G Consiste no emprego de palavras ou construções que já caíram em desuso, que pertencem ao passado da língua e não entram mais em seu uso normal. G Exemplos: G Mui = muito G Fumo = fumaça G Nojo = luto G Consiste no emprego de palavras ou construções que já caíram em desuso, que pertencem ao passado da língua e não entram mais em seu uso normal. G Exemplos: G Mui = muito G Fumo = fumaça G Nojo = luto

4 Anfibologia ou ambiguidade G Ocorre quando uma mensagem apresenta mais de um sentido. Anfibologia geralmente resulta da disposição inadequada das palavras na frase: G Deixei-o contrariado. (quem estava contrariado: eu ou ele?) G Barcelona muda até a Olimpíada. (Barcelona sofrerá mudanças ou Barcelona alterará a própria Olimpíada?) G Ocorre quando uma mensagem apresenta mais de um sentido. Anfibologia geralmente resulta da disposição inadequada das palavras na frase: G Deixei-o contrariado. (quem estava contrariado: eu ou ele?) G Barcelona muda até a Olimpíada. (Barcelona sofrerá mudanças ou Barcelona alterará a própria Olimpíada?)

5 Ambiguidade G Ocorre sempre que uma palavra admite duas ou mais interpretações.A função da ambiguidade é sugerir significados diversos para uma mesma mensagem. Embora funcione como recurso estilístico, também pode ser um vício de linguagem, que decorre da má colocação da palavra na frase.

6 Exemplos - Ambiguidade G Os corpos do casal serão exumados pela segunda vez nesta semana. G (Os corpos serão exumados pela segunda vez desde que foi iniciado o inquérito ou pela segunda vez nesta semana?) G Flamengo venceu o Vasco jogando em casa. (Quem jogou em casa?) G Os corpos do casal serão exumados pela segunda vez nesta semana. G (Os corpos serão exumados pela segunda vez desde que foi iniciado o inquérito ou pela segunda vez nesta semana?) G Flamengo venceu o Vasco jogando em casa. (Quem jogou em casa?)

7 Barbarismo G É todo erro que diz respeito à forma da palavra. G A) Cacoépia: erro de pronúncia. G Esteje (incorreto) - esteja (correto) G B) Silabada: quando o erro se deve ao deslocamento do acento tônico. G Rúbrica (incorreto) - rubrica (correto) G É todo erro que diz respeito à forma da palavra. G A) Cacoépia: erro de pronúncia. G Esteje (incorreto) - esteja (correto) G B) Silabada: quando o erro se deve ao deslocamento do acento tônico. G Rúbrica (incorreto) - rubrica (correto)

8 Barbarismo G C) Cacografia: Qualquer erro de grafia. G Hontem (errado) - ontem (correto) G OBS: Erros de separação de sílabas também se incluem na Cacografia. G C) Cacografia: Qualquer erro de grafia. G Hontem (errado) - ontem (correto) G OBS: Erros de separação de sílabas também se incluem na Cacografia.

9 Barbarismo G D) Estrangeirismo: é o emprego de palavras ou expressões estrangeiras ainda não adaptadas ao idioma nacional. G antidoping G Quando o vocábulo estrangeiro revela-se muito útil ou necessário, tende a se adaptar à pronúncia e grafia do português. É o que chamamos de aportuguesamento. G Club - clube G Beef - bife G D) Estrangeirismo: é o emprego de palavras ou expressões estrangeiras ainda não adaptadas ao idioma nacional. G antidoping G Quando o vocábulo estrangeiro revela-se muito útil ou necessário, tende a se adaptar à pronúncia e grafia do português. É o que chamamos de aportuguesamento. G Club - clube G Beef - bife

10 Cacófato G É a palavra inconveniente, descabida, ridícula ou obscena que resulta da união de duas outras ou de partes de outras palavras vizinhas. G Ela tinha muito dinheiro. (é latinha) G É preciso ter fé demais! (fede mais) G É a palavra inconveniente, descabida, ridícula ou obscena que resulta da união de duas outras ou de partes de outras palavras vizinhas. G Ela tinha muito dinheiro. (é latinha) G É preciso ter fé demais! (fede mais)

11 Colisão G É a sequência de sons consonantais iguais, da qual resulta um efeito acústico desagradável.Difere da aliteração, que tem finalidade expressiva. G Sabe, se você se sair satisfatoriamente bem, seremos salvos... G É a sequência de sons consonantais iguais, da qual resulta um efeito acústico desagradável.Difere da aliteração, que tem finalidade expressiva. G Sabe, se você se sair satisfatoriamente bem, seremos salvos...

12 Eco G É a rima em prosa. Será um defeito quando não se tratar de prosa literária. G O requerimento que enviamos naquele momento era o único instrumento de que dispúnhamos. G É a rima em prosa. Será um defeito quando não se tratar de prosa literária. G O requerimento que enviamos naquele momento era o único instrumento de que dispúnhamos.

13 Hiato G É o cúmulo de vogais que produz um efeito acústico desagradável. G Assava a asa da ave. G É o cúmulo de vogais que produz um efeito acústico desagradável. G Assava a asa da ave.

14 Solecismo G É o nome dado às construções que infringem as normas da sintaxe. G A) de concordância: G Haviam dez alunos em sala. (havia) G B) de regência: G Assisti o filme. (ao filme) G É o nome dado às construções que infringem as normas da sintaxe. G A) de concordância: G Haviam dez alunos em sala. (havia) G B) de regência: G Assisti o filme. (ao filme)


Carregar ppt "Vícios de Linguagem estudo. Definição G Chama-se vício de linguagem ao modo de falar ou escrever que contraria as normas de uma língua. A infração à norma."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google