A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Função que assegura a continuidade das espécies. Reprodução A reprodução pode ser: Sexuada Assexuada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Função que assegura a continuidade das espécies. Reprodução A reprodução pode ser: Sexuada Assexuada."— Transcrição da apresentação:

1

2 Função que assegura a continuidade das espécies. Reprodução A reprodução pode ser: Sexuada Assexuada

3 Reprodução assexuada da estrela-do-mar. Ocorre sem a participação de dois animais de sexo diferente. Reprodução assexuada Os novos seres podem originar-se a partir de fragmentos de um dado animal. Separação de um braço. A partir do braço quebrado, origina-se um novo indivíduo, idêntico ao original. Ocorre a regeneração do braço perdido pelo indivíduo original.

4 Realiza-se com a intervenção de dois indivíduos: um macho e uma fêmea. Reprodução sexuada Etapas da reprodução de um mamífero: fecundação ovo Da fecundação (união de um espermatozóide com um óvulo) resulta uma célula – o ovo. óvulos A fêmea produz óvulos. espermatozóides. O macho produz espermatozóides.

5 Realiza-se com a intervenção de dois indivíduos: um macho e uma fêmea. Reprodução sexuada Etapas da reprodução de um mamífero: ovo A partir do ovo, por divisão celular, embrião forma-se um embrião. ovo A partir do ovo, por divisão celular, embrião forma-se um embrião. embrião O embrião desenvolve-se dando origem a um ser semelhante aos seus progenitores.

6 dimorfismo sexual Em muitas espécies os machos distinguem-se das fêmeas pelo seu aspecto exterior – nestes casos existe dimorfismo sexual. Os leões apresentam juba, mas as leoas não.

7 dimorfismo sexual Em muitas espécies, os machos distinguem-se das fêmeas pelo seu aspecto exterior – nestes casos existe dimorfismo sexual. O zarro-negrinha apresenta plumagem diferente nos dois sexos. O macho distingue-se da fêmea pelo contraste da plumagem preta e branca.

8 acasalamento Após a aproximação dos animais, ocorre, em geral, o acasalamento. Muitas espécies reproduzem-se apenas num dado período do ano. Durante este período, os animais podem exibir comportamentos diversos para atrair seres da mesma espécie, de sexo oposto ao seu. parada nupcial O conjunto de comportamentos que os animais exibem antes, durante e após o acasalamento constitui a parada nupcial.

9 Muitas aves, como o fragata macho, exibem- -se para atrair a fêmea. Esta exibição pode ocorrer com cantos e danças, entre outros artifícios. Muitas aves, como o fragata macho, exibem- -se para atrair a fêmea. Esta exibição pode ocorrer com cantos e danças, entre outros artifícios. A parada nupcial

10 O pavão macho procura atrair a fêmea exibindo o magnífico leque de penas da sua cauda. Enquanto anda em redor da fêmea, faz vibrar as penas, gerando um zumbido. A parada nupcial

11 O pássaro arquitecto macho constrói um ninho usando materiais coloridos. Desta forma, procura atrair as fêmeas. A parada nupcial

12 No caso de alguns anfíbios, os machos emitem sons para atrair as fêmeas – coaxam. A parada nupcial

13 Os impalas machos envolvem-se frequentemente em lutas pelo direito a acasalar. A parada nupcial

14 Alguns animais, como certas fêmeas de traça, libertam substâncias para atrair os machos. Estes detectam os odores a quilómetros de distância. A parada nupcial

15 vivíparos Os animais que nascem directamente do ventre materno são designados vivíparos. Animais vivíparos vivíparos Nos animais vivíparos, o embrião desenvolve-se dentro do ventre materno, utilizando os nutrientes que a mãe lhe fornece. Nestes animais, o ovo não tem substâncias nutritivas suficientes para alimentar o embrião. A égua, por exemplo, é um animal vivíparo. vivíparos Nos animais vivíparos, o embrião desenvolve-se dentro do ventre materno, utilizando os nutrientes que a mãe lhe fornece. Nestes animais, o ovo não tem substâncias nutritivas suficientes para alimentar o embrião. A égua, por exemplo, é um animal vivíparo.

16 gestação O período de desenvolvimento do novo ser no interior do corpo materno designa-se gestação. O período de gestação do veado é de cerca de 33 a 34 semanas.

17 parto Terminado o período de gestação, ocorre a expulsão do novo ser do corpo materno – sucede, então, o parto. Parto de uma égua.

18 parto Terminado o período de gestação, ocorre a expulsão do novo ser do corpo materno – sucede, então, o parto. Parto de uma égua.

19 ovíparos Os animais cujo embrião se desenvolve no interior do ovo, fora do corpo materno, são ovíparos. Animais ovíparos ovíparos Nos animais ovíparos, o ovo tem substâncias nutritivas suficientes para permitir o desenvolvimento do embrião, ao longo do período de gestação. As cobras são animais ovíparos.

20 postura Quando a fêmea põe o ovo no exterior, diz-se que ocorre a postura. eclosão A saída do novo ser do interior do ovo recebe o nome de eclosão. Eclosão em ovos de répteis.

21 Alguns animais ovíparos, no momento da eclosão, têm um aspecto muito diferente do dos progenitores. Metamorfoses metamorfoses Até chegarem à fase adulta sofrem diversas transformações: metamorfoses. desenvolvimento indirecto Os animais que sofrem metamorfoses têm um desenvolvimento indirecto. Rãs e borboletas são exemplos de animais que sofrem metamorfoses.

22 ovoslarvas A partir da eclosão de ovos de borboleta, libertam-se larvas – lagartas.

23 casulo ninfa crisálida insecto adulto. A lagarta tece um casulo à sua volta e, no interior deste, transforma-se em ninfa ou crisálida. Na crisálida, forma- -se o insecto adulto. O insecto adulto liberta-se do casulo. Inicialmente as asas encontram-se moles e enrugadas, mas rapidamente ficam aptas para o voo.

24 Classificação dos animais como ovíparos ou vivíparos. Vivíparos Ovíparos Vivíparos


Carregar ppt "Função que assegura a continuidade das espécies. Reprodução A reprodução pode ser: Sexuada Assexuada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google