A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Profª Angela Oliva

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Profª Angela Oliva"— Transcrição da apresentação:

1 COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Profª Angela Oliva

2 PLANEJAMENTO INTEGRADO DE COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Era uma vez uma empresa cuja comunicação...

3 Comunicar é fundamental No Gênesis, conta-se que Deus, aborrecido com a presunção dos construtores da torre de Babel, confundiu-lhes a linguagem para frustrar-lhes a intenção de alcançar o céu pelas escadas. O ciclópico empreendimento faliu por falta de comunicação.

4 Comunicação e Civilização Communicare tornar comum partilhar Esforço para se encontrar um terreno de compreensão comum às partes envolvidas.

5 Comunicação Tradicional Presidente Diretores Gerentes Subgerentes Chefes de Seção Trabalhadores CLIENTES

6 Comunicação Atual Cliente Chefes de Seção Presidente Gerentes Subgerentes Diretores Supervisores Vice-presidente Todos são responsáveis pelo Cliente Funcionários

7 Comunicação e Produtividade O correto uso da Comunicação implica eficiente administração organizacional - para dentro e para fora. E isso dá lucro! A má comunicação coloca em evidência um problema mais profundo.

8 Papel Estratégico da Comunicação Auxiliar Externamente: ajuda a posicionar a empresa junto aos públicos externos Internamente: motiva os empregados a uma ação produtiva

9 Comunicação Interna / Externa Falar com / para o público Participar do mundo do cliente Fazer o público enxergar as particularidades de seu produto/serviço Ouvir os clientes. Fazê- los participar do mundo da empresa Enxergar as particularidades dos clientes

10 BARREIRAS À COMUNICAÇÃO Deficiências e diferenças culturais Mensagens mal elaboradas/expressas Interpretações equivocadas Falta de confiança na fonte Desatenção Falta de informação Atenção seletiva Distorção seletiva Retenção seletiva

11 Elementos do Processo de Comunicação EMISSOR CÓDIGO Decodificação RECEPTOR Ruído FeedbackResposta MEIO MENSAGEM REFERÊNCIA

12 Pesquisa (SEBRAE) 1500 micro e pequenas empresas 0,03% investidos em comunicação - Não conhecem os clientes. - Clientes não os conhecem.. 40% pesquisam necessidades / expectativas de clientes. 70% só corrigem o rumo após reclamações. 90% não possuem processo de Comunicação sistematizado

13 Comunicação Corporativa MITOS Comunicação é para grandes empresas Nos momentos de crise, cortar supérfluos As grandes empresas ditam o padrão Comunicação é perda de tempo e $ Comunicação depende de talentos Comunicação usada para apagar incêndio COMUNICAÇÃO SÓ DÁ DESPESA!

14 Comunicação Corporativa REALIDADE Para ser Grande: essencial a Comunicação Ferramenta para sobreviver às Crises Quem não é o maior, pode ter sucesso Táticas simples podem ser eficazes Trabalho de Pesquisa deve ser constante Comunicação é atividade planejada Eficiência implica permanente avaliação COMUNICAÇÃO DÁ LUCRO !

15 Empresa/Marca Fornecedores Mídia Órgãos Governo Distribuição Investidores Produção Marketing Administração Contábil Consumidores Público empresarial:diversidade Vendas

16 Comunicação empresarial As companhias precisam ir além da Comunicação voltada só para Consumidores. Chega de procurar parceiros apenas entre eles. É preciso dirigir-se também aos Fornecedores e Distribuidores, aos Empregados, aos Bancos, ao Governo, à Mídia, a todos os que têm um impacto no desempenho da companhia. ( Philip Kotler)

17 Vender produtos Objetivos empresariais: diversidade Recuperar imagem Ampliar imagem Manter imagem Apresentar produto Criar imagem Prevenir acidentes Obter bons negócios Motivar funcionários Abrir e manter canais Aumentar nível organizacional Conscientizar funcio- nários Conscientizar sociedade Obter a boa vontade Fortalecer credibilidade Obter reconhecimento Etc...

18 A COMUNICAÇÃO INTEGRADA PARTE DO CONCEITO DE QUE TUDO O QUE A EMPRESA FAZ COMUNICA ALGO A SEU RESPEITO. CLIENTE- CONSUMIDOR PROPAGANDA BOCA A BOCASERVIÇOS PATROCÍNIOS PUBLICIDADEIMAGEM DA EMPRESA PRODUTO EMBALAGEMATENDIMENTO MERCHANDISING PROMOÇÕES

19 Comunicação Corporativa Integrada Conjunto de atividades administrativo-sistêmicas permanente, de caráter estratégico, voltado para seus diferentes públicos, com o objetivo de auxiliar a organização a atingir suas metas, otimizando as relações interpessoais e inter-organizacionais.

20 Comunicação integrada CI Comunicação interna Comunicação institucional Comunicação de marketing Clientes/usuários Imprensa Revendedores e canais Franqueado Consultores Parceiros Concorrência Comunidade Público em geral Governo Congresso Poder judiciário Associações Sindicatos Acionistas ONG´s Empregados Funcionários Consultores Profissionais do mercado Estagiários

21 COMPOSTO DA COMUNICAÇÃO 1. Comunicação de Marketing 2. Comunicação Interna 3. Comunicação Institucional 4. Comunicação Administrativa

22 Comunicação de Marketing

23 COMUNICAÇÃO DE MARKETING 1. Propaganda 2. Relações Públicas / Publicidade 3. Vendas Pessoais 4. Promoção de Vendas 5. MKT Direto

24 Por que usar diferentes canais de comunicação em MKT? fragmentação do mercado crescente sofisticação do público variedade de recursos disponíveis variedade de novos tipos de mídia COMUNICAÇÃO DE MARKETING

25 Mix de Marketing P roduto P reço P raça P romoção C liente C usto C onveniência C omunicação

26 Equipe de Comunicação Chefe Assessoria de Imprensa (mídia e publicações internas) Relações Públicas (eventos e atividades próprias) Secretário Auxiliar (tarefas externas e clipping) Pequena empresa: possibilidade de terceirização de algumas ações: assessoria de imprensa, eventos, pesquisa de clima organizacional,etc.

27 Políticas Filosofias Atitudes Atividades Aparato ideológico da Comunicação

28 1. Definição dos objetivos corporativos e mercadológicos 2. Diagnóstico da empresa 3. Definição dos objetivos de comunicação 4. Planejamento de comunicação 4.1. Identificação do público alvo 4.2. Determinação dos objetivos 4.3. Definição do orçamento total de comunicação 4.4. Decisão sobre o mix de comunicação 4.5. Seleção dos canais de comunicação 5. Elaboração da mensagem 6. Implementação das ações 7. Mensuração dos resultados 8. Gerenciamento e coordenação da comunicação integrada PLANEJAMENTO INTEGRADO DE COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL (PICE)

29 1. Definição dos objetivos corporativos e mercadológicos O planejamento de comunicação corporativa, para poder desempenhar sua função estratégica, necessita estar vinculado aos objetivos institucionais e mercadológicos da empresa.

30 PLANEJAMENTO INTEGRADO DE COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL (PICE) 2. Diagnóstico da empresa 2.1. Histórico da empresa

31 2. Diagnóstico 2.2. Produtos e Serviços estrutura de distribuição pontos-de-venda serviços de pós-venda sucessos e fracassos mercadológicos e suas razões atividades pontos fortes e fracos pontos-de-venda da concorrência política de Marketing outros fatores relativos à estrutura de negócios da empresa

32 2.3. COMUNICAÇÃO COM Empregados Clientes Fornecedores ( antigos, atuais e potenciais) Governo Bancos e outros segmentos da comunidade de negócios Comunidade em geral : líderes da comunidade, delegados de polícia, sociedades beneficentes, etc. Imprensa Associações patronais – FIRJAN, associações de fabricantes e similares Sindicatos Concorrentes Outros segmentos do público externo 2. Diagnóstico

33 2.3. C omunicação Externa publicidade comercial em geral publicidade institucional publicidade legal anúncios de recrutamento folhetos institucionais relatórios anuais da administração outros veículos de comunicação externa 2. Diagnóstico

34 2.3. Comunicação Interna inter-relacionamentos: formais e informais canais formais e informais de comunicação interna e externa estrutura formal e informal de poder idiossincrasias jargão interno sistemas formais e informais que afetam a cultura interna grau de transparência : falta ou excesso de normas identificação de gargalos e áreas de atrito (existentes ou potenciais) grau de abertura para novas idéias (de baixo para cima) grau de aceitação para novas idéias (de cima para baixo) estilo geral 2. Diagnóstico

35 2.3. Comunicação Interna Veículos Quadro de avisos Comunicados gerais : interpessoais e intersetoriais (escritos) House organ Processo de integração de novos funcionários : audiovisuais e materiais Outros veículos de comunicação interna 2. Diagnóstico

36 2.4. Comunicação Interna: Atividades Eventos: festas Competições esportivas Campanhas de motivação interna Visitas organizadas de familiares Outras atividades planejadas para o público interno: concurso de fotos, convênio com cinemas, teatros, etc. 2. Diagnóstico

37 2.4. Comunicação Externa: Atividades política de visitas de escolas de diferentes níveis política de doações benemerentes apoios culturais e/ou esportivos política de informações à imprensa sistema e estilo de remessa de folhetos e relatórios política de brindes outras atividades para públicos externos 2. Diagnóstico

38 2.5. Elementos Visuais identificação corporativa existente: logotipia em geral, sinalização interna papelaria: níveis, estilo e política geral escritórios : padrões, estilo geral e mensagens emitidas outros elementos visuais 2. Diagnóstico

39 3. Definição dos Objetivos da Comunicação 3.1. PERMANENTES 1. Somos bons cidadãos. 2. Nossos produtos e serviços são excelentes. 3. Temos profundo respeito por nossos clientes. 4. Temos profundo respeito por nossos acionistas. 5. Somos uma empresa bem administrada. 6. Temos tradição. 7. Somos altamente éticos. 8. Somos generosos. 9. Somos bons clientes. 10. Somos bons patrões. 11. É bom trabalhar na nossa empresa. 12. Nossos administradores, gerentes e técnicos são os melhores. os melhores.

40 3. Definição dos objetivos da Comunicação 3.2. PONTUAIS O que a empresa espera alcançar em determinada circunstância: Tornar-se fonte natural de notícias Obter conhecimento positivo para seu serviço / produto Abrir novos canais de comunicação Motivar funcionários Fortalecer credibilidade Conscientizar o público sobre sua capacidade tecnológica

41 Diagnosticando sua empresa ( ) Manual do funcionário ( ) Diretrizes de Conduta com clientes ( ) Carta de final de ano, agradecendo/avaliando o trabalho ( ) Sistema de padrinho / madrinha ( ) Kit funcionário ( ) Jornal interno ( ) Clube de Funcionários ( ) Prêmio por meta de vendas ( ) Música / TV na hora do almoço ( ) Time de futebol dos funcionários ( ) Encontros: Festa de Natal, comemorações ( ) Relatório anual aos gerentes ( ) Aniversariantes dos mês ( ) Prefeito do mural

42 4.PLANEJAMENTO 4.1. IDENTIFICAÇÃO DO PÚBLICO ALVO 1. Análise da Imagem 2. Medição dos resultados 3. Verificação da variação da imagem

43 Análise familiaridade/receptividade C D A B Pouca familiaridade Grande familiaridade Atitude desfavorável Atitude favorável

44 4. PLANEJAMENTO 4.2. DETERMINAÇÃO DOS OBJETIVOS Resposta desejada do público Cognitivas : conscientização conhecimento Afetivas : simpatia preferência Comportamental : convicção compra

45 4.3. DEFINIÇÃO DO ORÇAMENTO TOTAL DE COMUNICAÇÃO Métodos –1. dos recursos disponíveis –2. da porcentagem de vendas –3. da paridade com a concorrência –4. de objetivos e tarefas Custo total de implementação Justificativa das despesas Indicação do retorno esperado 4. PLANEJAMENTO

46 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX DE COMUNICAÇÃO de MKT 1. PROPAGANDA 2. RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE 3. VENDAS PESSOAIS 4. PROMOÇÃO DE VENDAS 5. MARKETING DIRETO Agilização do processo de comunicação: repensar a relação das pessoas

47 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX DE COMUNICAÇÃO 4.4. Decisão sobre Mix de Comunicação de MKT a. Propaganda Apresentação e promoção de idéias, mercadorias / serviços paga por um anunciante identificado; Parte de um conjunto de atividades; Ênfase em um diferencial competitivo; Impessoal; Voltada para um público específico.

48 a. Propaganda apresentação pública: padronização legitimidade penetração: repetição comparação expressividade: recursos artísticos impessoalidade: ausência de obrigação do receptor 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX DE COMUNICAÇÃO de MKT

49 Os 5 Ms da propaganda MISSÃO -Metas de venda -Objetivos da propaganda MENSU RAÇÃO -Impacto na comunicação -Impacto nas vendas MOEDA FATORES: Estágio no ciclo Participação de mercado Concorrência e saturação Freqüência da propaganda Facilidade de substituição produto MENSAGEM -Criação -Avaliação e seleção -Execução -Análise da resp. social MÍDIA -Alcance, freq. e impacto -Tipos de mídia -Veículos específicos -Timing da mídia -Distribuição geográfica

50 Mídia de Massa jornais, rádios, TVs, revistas etc. alto custo dos veículos tradicionais / alcance alto volume de anúncios disputando a atenção do cliente necessidade de uma série de inserções para impactar

51 Mídia Segmentada Jornal de bairro e classificados Páginas Amarelas Revistas Especializadas Ligadas a associações VANTAGENS Periodicidade maior que jornais/TVs Simpatia às causas sociais, à comunidade Adequação a pequeno orçamento Menor dispersão de mensagens.

52 Mídia Alternativa outdoors busdoors backlight painel eletrônico placa de sinalização de rua cartaz em estação de metrô pager internet fax celular luminosos em táxi painel em mobiliário urbano

53 The new look Your Shoes Now you can make one brochure look good to everybody

54 Dicas para avaliar uma peça de comunicação Fica claro quem é o público Fala a linguagem do público Objetivo pretendido é compreensível Relacionada ao ciclo de vida da empresa / produto Tem mensagem concentrada Chama a atenção Mantém a atenção A mensagem é retida A mensagem é associada ao patrocinador Leva à ação pretendida

55 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX COMUNICAÇÃO de MKT Relações Públicas / Publicidade b. Relações Públicas / Publicidade Programas de proteção da imagem da empresa; Mídia de massa; Utilização de espaço não pago ; Conteúdo determinado pelo meio utilizado ; Assessoria de imprensa, lobby, ações sociais.

56 Assegurar espaço editorial na imprensa e na mídia eletrônica para promover ou divulgar um serviço, produto, idéia, lugar, pessoa, organização. Apoio no lançamento de novos produtos Apoio no reposicionamento de produto maduro Captação de interesse por categoria específica de produtos Influência sobre grupos alvo específicos Defesa de produtos que enfrentaram problemas políticos Construção de uma imagem corporativa que se reflita favoravelmente nos produtos RELAÇÕES PÚBLICAS RP / Assessoria de Imprensa

57 Principais ferramentas Publicações: relatórios anuais, folhetos, artigos, jornais e revistas da empresa e materiais audiovisuais. Eventos: conferências, seminários, exposições, concursos, passeios, competições, aniversários e patrocínios de eventos culturais e esportivos. Notícias: preparar matéria, fornecer release, participar de entrevistas coletivas. RELAÇÕES PÚBLICAS

58 Principais ferramentas. Discursos: associações comerciais, reuniões de venda.. Atividades de prestação de serviços de interesse público: doação de tempo, dinheiro a causas sociais.. Identidade de mídia: identidade visual: logotipos, cartões, papéis de carta, folhetos, formulários, instalações, uniformes, vestuário, cartazes. RELAÇÕES PÚBLICAS

59 Microsoft e Windows 95 Até 24 de agosto de 1995, dia do lançamento do Windows 95, nenhuma propaganda havia sido lançada. Foi feita uma estimativa de que 3000 manchetes, 6852 matérias e mais de 3 milhões de palavras foram dedicadas ao Windows 95 de 1º de julho a 4 de agosto. London Times : 15 milhões de exemplares distribuídos gratuitamente NY: Empire State Building revestido de vermelho, amarelo e verde Toronto: faixa de 200m do alto da CN Tower 1ª semana nos EUA: Us$ 108 milhões RELAÇÕES PÚBLICAS

60 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX DE COMUNICAÇÃO 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX DE COMUNICAÇÃO de MKT Vendas Pessoais c. Vendas Pessoais I nteração pessoal (face to face); Diálogo empresa / consumidor; Customização; Número limitado de pessoas é atingido; Altos custos envolvidos

61 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX DE COMUNICAÇÃO de MKT Promoção de Vendas d. Promoção de Vendas Interação Pessoal ou não Aprofundamento Convite Incentivo Resposta A Propaganda oferece razão para comprar; a Promoção de Vendas oferece um incentivo à compra.

62 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX DE COMUNICAÇÃO de MKT Promoção de Vendas d. Promoção de Vendas Incentivos para experimentação, compra de produtos e/ou serviços; Pacote de valor agregado: cupons, prêmios, produtos gratuitos; Atividades de massa, não pessoais; Estímulo de curto prazo.

63 PROMOÇÃO DE VENDAS FERRAMENTAS PROMOÇÃO DE CONSUMO: amostras, cupons, testes gratuitos, recompensas, brindes, reembolso, prêmios, demonstrações, promoções combinadas, promoções cruzadas, displays de ponto de venda, etc. PROMOÇÕES DE COMÉRCIO: descontos, concessões de propaganda, bonificações de exposição, amostras grátis. PROMOÇÃO SETORIAL E PARA EQUIPE DE VENDAS: feiras comerciais e convenções, concursos para vendedores e propaganda dirigida.

64 CRESCIMENTO DA PROMOÇÃO DE VENDAS FATORES INTERNOS ferramenta reconhecidamente eficaz maior nº de gerentes qualificados pressão sobre gerentes de produto para aumento das vendas FATORES EXTERNOS aumento do nº de marcas freqüentes promoções dos concorrentes marcas consideradas similares maior sensibilidade dos consumidores ao preço queda da eficiência da propaganda saturação da comunicação exigência dos revendedores

65 CONSIDERAÇÕES diminuição da fidelidade à marca promoções feitas para consumidores errados trabalho extra dos vendedores irritação / falta de cooperação dos varejistas alto custo envolvido PROMOÇÃO DE VENDAS

66 Planejamento: exercício Propaganda, promoção de vendas e relações públicas estão entre os resultados mais visíveis de qualquer plano de comunicação de marketing. Essas ferramentas fornecem apoio ao produto, à estratégia de preços e à distribuição. Você é responsável pelo planejamento da promoção de seu produto / serviço. Pare para rever e analisar a situação atual da empresa e as informações que você já inseriu em seu plano de marketing. Que objetivos você determinaria par anunciar seu produto? Qual a mídia mais adequada? Que ferramenta do mix de Comunicação você usaria? Você utilizaria promoção de consumo ou de comércio? Você usaria RP para promover seu produto?

67 1. Uma empresa lançou um produto e atingiu uma participação de mercado de 20% em seis meses. Sua taxa de penetração (o mercado alvo que comprou a marca pelo menos uma vez) é de 40%. Sua taxa de recompra é de 10%. Que ferramenta de Promoção de Vendas deve ser utilizada? 2. Se a taxa de recompra tivesse sido alta, cerca de 50%, que ferramenta de Promoção de Vendas seria mais adequada? PROMOÇÃO DE VENDAS Casos 1/2

68 Marca A: consumidores / marca Total Conscien -tização Experimenta- ção da marca Satisfação 100% do mercado 80% estão conscientes 80% não aprovaram 60% experimen- taram 20% não 40% não

69 Marca B: consumidores / marca Total Experimenta- ção da marca Satisfação Conscien -tização 100% do mercado 80% estão 60% não estão conscientes 70% não experimentam 40% estão conscientes

70 Sistema de marketing interativo, que usa um ou mais meios de propaganda para obter uma resposta mensurável e/ou uma transação em qualquer local. Marketing de pedido direto Marketing direto de relacionamento: envio de cartões de aniversário, informações importantes e pequenos brindes para clientes. 4. Decisão sobre o Mix de Comunicação de MKT Marketing Direto

71 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX DE COMUNICAÇÃO DE MKT >sistema interativo com resposta mensurável >veículos: correio, fax, , internet >importância do Banco de Dados > recursos diversificados: mala-direta, telemarketing, venda direta, propaganda de resposta direta, meios eletrônicos em MKT. Marketing Direto e. Marketing Direto

72 4.4. DECISÃO SOBRE O MIX DE COMUNICAÇÃO DE MKT privado personalizado atualizado interativo Marketing Direto e. Marketing Direto

73 PRINCIPAIS CANAIS DE MARKETING DIRETO Venda Pessoal Mala Direta MKT de Catálogo Telemarketing TV e outros meios de resposta direta MKT em quiosques Canais on-line Gerência de Marketing Direto e de e-marketing

74 Outros meios de MKT de resposta direta Jornais e revistas: nº de discagem gratuita para adquirir diferentes bens / serviços Rádios apresentam ofertas 24h/dia TV Propaganda de resposta direta (infomerciais) Canais de vendas em domicílio (homeshopping) MKT de terminais de mídia (especificações são lançadas na tela do terminal) Gerência de Marketing Direto

75 Outros meios de MKT de resposta direta E-commerce Propagandas on-line Anúncios classificados em seções especiais Anúncios colocados em certos grupos de discussão Anúncios pagos on-line ( banners, janelas pop-up, tickers, bloqueios de estrada). Fóruns, grupos de discussão, BBS e comunidades Web Gerência de Marketing Direto

76 Desafios do E-commerce Exposição e compra do cliente limitadas Usuários avessos a dados estatísticos e demográficos Caos e saturação Segurança Preocupações éticas Reação adversa de consumidores Gerência de Marketing Direto e de e-marketing

77 Vantagens para quem compra É conveniente e prática Econômica em termos de tempo Permite comparações entre produtos Apresenta grande variedade de produtos Vantagens para quem vende Acesso a pessoas que pertencem a diferentes grupos – CUSTOMIZAÇÃO Estratégias de marketing menos visíveis ao concorrente Sincronia para alcançar o cliente no momento certo Marketing Direto e e-marketing

78 MKT DE MASSAMKT CUSTOMIZADO Cliente médioCliente individual Anonimato do clientePerfil Produto-padrãoOferta customizada Produção em massaProdução customizada Distribuição em massaDistribuição personalizada Propaganda maciçaMensagem personalizada Marketing Direto e e-marketing

79 MKT DE MASSAMKT CUSTOMIZADO Mensagem só de idaMensagens de ida e volta Economias de escalaEconomias de escopo Participação de mercadoParticipação no cliente Todos os clientesClientes rentáveis Atração de clientesRetenção de clientes Promoção em massaIncentivos personalizados Marketing Direto e e-marketing

80 4. PLANEJAMENTO 4.5. SELEÇÃO DOS CANAIS DE COMUNICAÇÃO. CANAIS PESSOAIS: possibilidade de individualização da apresentação / feedback.. CANAIS NÃO-PESSOAIS: oportunidade de usar a influência de líderes mídia atmosfera eventos

81 5. Elaboração da Mensagem A mensagem eficaz deve: Atrair a Atenção Manter o Interesse Despertar o Desejo Levar à Ação

82 a. conteúdo: o que dizer b. estrutura: como dizer de maneira lógica c. forma: como dizer de maneira simbólica d. fonte: quem deve dizê-lo 5. ELABORAÇÃO DA MENSAGEM (AIDA)

83 A. CONTEÚDO: a) racional: valor, desempenho, qualidade, economia, durabilidade, etc. b) emocional: positivo( humor) (segurança) / negativo (medo) (humilhação) c) comportamental: certo / errado; legal / ilegal

84 5. ELABORAÇÃO DA MENSAGEM (AIDA) B. ESTRUTURA: a) mensagens bilaterais: público culto / que faz oposição à mensagem / imagem a ser reparada, b) ambigüidade de estímulos: ampliação de mercado c) conclusão em aberto: participação do receptor

85 5.ELABORAÇÃO DA MENSAGEM ( AIDA ) C. FORMA: a) mídia impressa : título, ilustração, texto b) rádio: voz, estilo de locução, palavras c) Tv, filme, vídeo, palestra: linguagem corporal, facial, traje, postura, penteado

86 5.ELABORAÇÃO DA MENSAGEM ( AIDA ) D. FONTE Credibilidade da fonte - domínio do assunto - confiabilidade - simpatia

87 FATORES PARA ESTABELECIMENTO DO MIX DE COMUNICAÇÃO 1. tipo de mercado do produto 2. definição de estratégia 3. velocidade de resposta do consumidor 4. estágio do ciclo de vida do produto 5. classificação da empresa no mercado

88 FATORES PARA ESTABELECIMENTO DO MIX DE COMUNICAÇÃO 1.1. TIPO DE MERCADO DO PRODUTO CONSUMIDOR PROMOÇÃO DE VENDAS PROPAGANDA VENDAS PESSOAIS RELAÇÕES PÚBLICAS EMPRESARIAL VENDAS PESSOAIS PROMOÇÃO DE VENDAS PROPAGANDA RP

89 FATORES PARA ESTABELECIMENTO DO MIX DE COMUNICAÇÃO 1.2. DEFINIÇÃO DE ESTRATÉGIA PRESSÃO (PUSH) VENDAS PESSOAIS + PROMOÇÃO EMPRESARIAL BAIXA FIDELIDADE DECISÃO NA LOJA COMPRA POR IMPULSO DESCONHECIMENTO DOS BENEFÍCIOS ATRAÇÃO (PULL) PROPAGANDA+ PROMOÇÃO AO CONSUMIDOR ALTA FIDELIDADE CONHECE AS DIFERENÇAS ENVOLVIMENTO COM A MARCA

90 FATORES PARA ESTABELECIMENTO DO MIX DE COMUNICAÇÃO 1.3. VELOCIDADE DE RESPOSTA DO CONSUMIDOR –CONSCIENTIZAÇÃO: Propaganda + RP –CONHECIMENTO: Propaganda + Venda pessoal –CONVENCIMENTO: Venda Pessoal –COMPRA: Venda Pessoal + Promoção de Vendas

91 Estágios de disposição de comprador Vendas pessoais Promoção de vendas Propaganda & RP Relação custo/benefício Conscien- tização Compre- ensão ConvicçãoCompra Novo pedido

92 1. 4. Estágio do ciclo de vida do produto Possibilidade de reduzir promoção Propaganda e RP: construção da marca Promoção: Incentivo à experimentação Venda: cobertura à distribuição Introdução Crescimento Maturidade Declínio Investimentos de promoção devem ser superiores aos da propaganda Propaganda: apenas lembrar Promoção intensa FATORES PARA ESTABELECIMENTO DO MIX DE COMUNICAÇÃO

93 1.5. CLASSIFICAÇÃO DA EMPRESA NO MERCADO LÍDERES : Propaganda PEQUENOS: Promoção de Vendas

94 6. Mensuração do esforço de Comunicação Como avaliar numericamente e a curto prazo a imagem da organização as relações interpessoais a transparência em todos os escalões a motivação dos funcionários a fidelidade dos clientes a boa vontade da mídia o respeito da comunidade

95 6. Mensuração do esforço de Comunicação AVALIAR O IMPACTO DA MENSAGEM O PÚBLICO RECONHECE, LEMBRA, VIU (quando/ onde), GOSTOU? MUDOU SUA ATITUDE EM RELAÇÃO AO PRODUTO / EMPRESA? REUNIR DADOS COMPORTAMENTAIS QUANTAS PESSOAS COMPRARAM O PRODUTO QUANTAS GOSTARAM DELE QUANTAS FALARAM DELE COM OUTRAS PESSOAS

96 O que a empresa GANHA com a boa comunicação Construção da imagem corporativa Manutenção / Conquista de clientes Aquisição de mercados / parceiros Divulgação de produtos Integração à comunidade Cooperação dos funcionários Retenção de talentos Boa vontade do governo

97 Comunicação Corporativa Integrada Caso SHELL Notícias SHELL Carta do Presidente Quadros de avisos. Saiba. O assunto é RH Informa Revendedor SHELL SHELL Responde

98 Comunicação Corporativa Integrada Caso SHELL Três anos de projeto : - mais de 10 mil sugestões - economia de U$ 10 milhões - sugestões somavam pontos à carreira

99 O que a empresa PERDE com a má comunicação Desperdício de energia em justificativas Perda de foco no negócio Gasto de tempo e recursos para solucionar problemas Prejuízo à imagem corporativa

100 Case PETROBRAS (2000) derramamentos de óleo tentativa de mudança de nome Imagem percebida A PETROBRAS não é séria

101 Administrando Crises Normas e Procedimentos em Manuais de Comunicação Interna: - Velocidade - Clareza - Transparência

102 COMUNICAÇÃO Comunicação na organização É processo Provoca mudança É tarefa de todos É estratégica Percorre todas as atividades Não é monólogo nem diálogo Humaniza as relações Possibilita o SUCESSO!

103 Comunicação Corporativa Atual Insere-se como ferramenta estratégica para auxiliar a organização: – a atingir suas metas – a otimizar as relações interpessoais Trabalha a identidade da organização face aos objetivos mercadológicos Deixa de ser acionada em situações de emergência para proteção à marca


Carregar ppt "COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Profª Angela Oliva"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google