A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Função Hash Mínima e Perfeita César Francisco Moura Couto David Menoti Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Função Hash Mínima e Perfeita César Francisco Moura Couto David Menoti Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais."— Transcrição da apresentação:

1 Função Hash Mínima e Perfeita César Francisco Moura Couto David Menoti Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais

2 Roteiro da Apresentação Introdução Função Hash Função Hash Perfeita Função Hash Perfeita e Mínima Algoritmos para geração da FHPM Experimentos Conclusões

3 Hashing Hashing ou transformação de chave é um método de pesquisa onde os registro armazenados em uma tabela são diretamente endereçados a partir de uma transformação aritmética sobre a chave de pesquisa. Esse método é constituído de duas fases: Computar o valor da função de transformação (função hashing), a qual transforma a chave de pesquisa em um endereço na tabela. Considerando que duas ou mais chaves podem ser transformadas em um mesmo endereço da tabela, é necessário existir um método para lidar com colisões

4 Função Hashing Uma função hashing transforma um conjunto de chaves em um conjunto de valores inteiros com colisões permitidas.

5 Função Hashing Perfeita Quando não houver colisões a função hashing é denominada função hashing perfeita.

6 Função Hashing Perfeita Mínima Se o numero de chaves n e o tamanho da tabela m são iguais, então a função hashing é denominada função hashing perfeita e mínima

7 Algoritmos para gera ç ão FHPM Existem várias estratégias para encontrar funções Hashing perfeitas. A estratégia definida nos algoritmos 1 e 2 utiliza a abordagem MOS (Mapping, Ordering e Searching) descrita por Cichelli, 1980

8 Algoritmos para gera ç ão FHPM Mapping Consiste em transformar um conjunto de chaves de um universo original para um novo universo Ordering Coloca as chaves em uma seqüência ordenada que determina a ordem em que os valores das chaves serão espalhados (Hashing) O passo de Ordering deve particionar as chaves dentro de subseqüências de chaves consecutivas. Esta subseqüência forma um nível e as chaves de cada nível devem ter seus valores determinados na tabela hash

9 Algoritmos para gera ç ão FHPM Searching Consiste em tentar determinar valores hash para as chaves de cada nível. Se o passo Searching encontrar um nível que é incapaz de acomodar, ele volta para um nível anterior, determina novos valores para as chaves do nível e tenta novamente determinar valores para níveis posteriores.

10 Algoritmo 1 - Mapping FOX, HEATH, CHEN, DAOUD [7] Considerando que chaves são strings de caracteres, no passo de Mapping um conjunto de triplas é obtido para servir como identificador da chave. A técnica para construir esse conjunto de triplas consiste essencialmente em obter um numero randômico (mod n) para cada chave, fazendo o uso de todas as informações na chave para dar o máximo de discriminação

11 Algoritmo 1 - Mapping Três tabelas de números randômicos são criadas, uma para cada função h 0, h 1 e h 2,onde cada tabela contém um número randômico para cada caractere de cada posição i na chave. Então as triplas são computadas usando as seguintes formulas:

12 Algoritmo 1 - Mapping Os valores de h 1 e h 2 são usados para construir um grafo bipartido chamado de grafo de dependência A metade dos vértices do grafo de dependência correspondem aos valores de h 1. A outra metade correspondem aos valores de h 2 Uma chave k corresponde a uma aresta nomeada por k entre os vértices nomeados por h 1 (k) e h 2 (k)

13 Algoritmo 1 - Ordering O passo de Ordering ordena os vértices do grafo bipartido e a partir desse vértices, níveis são criados Cada nível representa um conjunto de arestas

14 Algoritmo 1 - Searching O passo de Searching obtém os níveis produzidos no passo de Ordering e tenta determinar os valores hash para as chaves Esse passo utiliza a seguinte equação para determinar a posição na tabela

15 Algoritmo 1 - Execução Mapping A ilustração do algoritmo utiliza um conjunto de seis chaves. A seis palavras com os seus valores de h 0, h 1 e h 2 são Conjunto de chaves associadas a seus valores de Palavra valor Asgard 205 Ash 305 Ashanti 023 Ashcroft 315 Ashe 513 Asher 113

16 Algoritmo 1 - Execução Mapping Os valores h 1 e h 2 formam o grafo de dependência bipartido

17 Algoritmo 1 - Execução Ordering

18 Algoritmo 1 - Execução Os resultados do passo de Ordering são os vertices ordenados 1, 5, 3, 0 e 2 obtidos na ordenação de quatro níveis Níveis na Ordenação Nível Tamanho do Nível Chaves no Nível 11Ashcroft 22Ashe, Asher 32Asgard, Ash 41Ashanti

19 Algoritmo 1 - Execução Searching

20 FOX, CHEN, HEATH [6]: MPHF até 3.8 milhões de chaves em 6 horas. Resultado experimental: O(n) ??? Pouco espaço para representar a MPHF obtida: 2.5 bits/chave. CZECH, HAVAS e MAJEWSKI [4]: O(n n /2 n ) ??? Algoritmo 2 - Buckets

21 Mapping

22 Algoritmo 2 - Buckets Ordering e Searching

23 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) janfev jun dez mar mai set nov abrjul Ago Out Jan, fev, mar, abr, mai, jun, jul, ago, set, out, nov, dez mar mai set nov janfev jun dez abr jul agoOut mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h 10 h 11 h 12 Sort C

24 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

25 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

26 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

27 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

28 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

29 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

30 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

31 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

32 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

33 Algoritmo 2 - Exemplo (Searching) mar mai set nov fev jun dez abr jul janagoout h g SEARCHSEARCH Tabela Hash B

34 Algoritmo 3 - Grafo Acíclico CZECH, HAVAS, MAJEWSKI [5] Método elegante baseado na geração de grafos aleatórios. O objetivo do algoritmo é obter uma função g que faça com que a função abaixo seja uma função hash perfeita mínima: Cada função h é uma função hash universal: H(chave) = (g(h 1 (chave)) + g(h 2 (chave))) mod n

35 Algoritmo 3 - Grafo Acíclico Características Complexidade de Tempo linear: O(n) Espaço de Especificação: c n log n Ordem preservada: Limite inferior da Classe O algoritmo consiste de dois passos: Mapping – Obtenção do grafo acíclico Assignment – Obtenção da função g.

36 Algoritmo 3 - Mapping

37 Algoritmo 3 - Assignment Busca em Profundidade a partir de um vértice n = 6, m = 13, c = 2,16 h(k) = (g(h 1 (k)) + g(h 2 (k))) mod n

38 Resultados - Algoritmo 1

39 Resultados - Algoritmo 2

40 Resultados - Algoritmo 3

41 Resultados - Comparação

42 Conclusões Algoritmo 3 Mais rápido Ordem lexicográfica das chaves Espaço de especificação: (cn log n) bits Limite inferior n log n \bits Complexidade de Tempo: O(n) Algoritmos 1 e 2 Não preserva a ordem lexicográfica das chaves Espaço de especificação inferior a 5n bits (Alg 2) e cn log n (Alg 1) Limite inferior 1,5 n bits Complexidade de Tempo: O(n 2 )

43 Referências 1.CHEN, Q. F. (1992). An object-oriented database system for efficient information retrieval applications. PhD thesis, Department of Computer Science, Virginia Tech. 2.CICHELLI, R. J. Minimal Perfect Hashing Made Simple, Comm. ACM 23(1)(January 1980) CORMEN, T. H., LEISERSON, C. E., RIVEST, R. L., and STEIN, C. (2002). Introduction to Algorithms. MIT Press and McGraw-Hill, second edition 4.CZECH, Zibigniew j., HAVAS, George MAJEWSKI, Bohdan S. Fundamental Study Perfect Hashing. Theoretical Computer Science 182(1997) CZECH, Zibigniew j., HAVAS, George MAJEWSKI, Bohdan S. An Optimal algorithm for generating minimal perfect hash functions. Information Processing Letters 43(1992)

44 Referências 6.FOX, Edward A., CHEN, Qi Fan, HEATH, Lenwood S. A Faster Algorithm for Constructing Minimal Perfect Hash Functions. In: Proc. 15 th Ann. Internat. ACM SIGIR Conf. On Research and Development in Information Retrieval – SIGIR92 (Copenhagen, Denmark, june 1992) FOX, Edward A., HEATH, Lenwood S, CHEN, Qi Fan, DAOUD, Amjad M. Practical Minimal Perfect Hash Functions for Large Databases, Comm. ACM 35(1) (January 1992) FREDMAN, M. R., KOMLÓS, J., SZEMERÉDI, E. Storing a sparse table with O(1) Worst Case Access Time, J. ACM 31(3) (July 1984) HAVAS, G. and MAJEWSKI, B. S. Optimal algorithms for minimal perfect hashing. Technical Report 234, The University of Queensland, Key Centre for Software Technology, (1992). 10.MAJEWSKI, Bohdan S., WORMALD, Nicholas C., HAVAS, George, CZECH, Zibigniew j. A Family of Perfect Hashing Methods. The Computer Journal, v.39, N.6, 1996.

45 Referências 11.MEHLHORN, K. On the program size of perfect and universal hash functions. In Proceedings of the 23rd IEEE Symposium on Foundations of Computer Science (FOCS82), pages 170–175, MEHLHORN, K. Data Structures and Algorithms 1: Sorting and Searching. Springer-Verlag, Berlin - Heidelberg - New York – Tokyo, PEARSON, P. K. Fast hashing of variable-length text strings. Communications of the ACM, 28(6):667–680, SAGER, T. J. A new method for generating minimal perfect hashing functions. Technical report, Department of Computer Science, University of Missouri-Rolla, Mo, SAGER, T. J. A Polynomial Time Generator for Minimal Perfect Hash Functions, Comm. ACM 28(5), pages , ZIVIANI, N. Projeto de Algoritmos com implementações em Pascal e C. Pioneira Thomson Learnig, São Paulo - SP - Brasil, 2a. edição revisada e ampliada, 2004.

46 Agradecimentos

47 Dúvidas e Perguntas ?


Carregar ppt "Função Hash Mínima e Perfeita César Francisco Moura Couto David Menoti Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google