A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Plano de Gestão do Desempenho Individual PGDI Januária 23 de setembro 2009 Diretoria de Avaliação de Desempenho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Plano de Gestão do Desempenho Individual PGDI Januária 23 de setembro 2009 Diretoria de Avaliação de Desempenho."— Transcrição da apresentação:

1 Plano de Gestão do Desempenho Individual PGDI Januária 23 de setembro 2009 Diretoria de Avaliação de Desempenho

2 ADI: Recurso Hierárquico Problemas detectados: :: :: deficiência na elaboração e acompanhamento do PGDI; :: não cumprimento dos prazos previstos e não formalização do processo apuração de responsabilidades. :: não cumprimento dos prazos previstos e não formalização do processo: apuração de responsabilidades. Parecer SEPLAG/AJA nº Parecer SEPLAG/AJA nº 307/2008

3 ADI :: Não há fechamento do SISAD para consultas, inserção do PGDI AED :: Elaboração e Inserção no SISAD no 1º mês da etapa

4 Registro do PGDI no SISAD ,65% 44,17% 38,49% 13,34% 1º Tri 2º Tri 3º Tri 4º Tri

5 :: O PGDI é um Plano de trabalho do servidor, um dos principais documentos que compõem o processo de avaliação de desempenho. O que é?

6 Existe para quê? 1) ser instrumento de gestão para a chefia imediata 2) possibilitar que a Comissão de Avaliação conheça o trabalho desenvolvido pelo servidor em um determinado período. Decreto nº /2007 Art. 8º Decreto nº /2004

7 Decreto /2007 Art. 8º O processo de ADI será formalizado e instruído com os seguintes formulários obrigatórios: I - Plano de Gestão do Desempenho Individual - PGDI; e II - Termo de Avaliação; § 1º O PGDI conterá essencialmente a descrição e o acompanhamento das metas e atividades a serem cumpridas pelo servidor no período em que será avaliado, incluindo as condições de trabalho nos fatores facilitadores e dificultadores do seu desempenho. § 2º Na hipótese de ocorrer transferência, relotação, cessão ou outro tipo de movimentação do servidor para outro órgão ou entidade da Administração Pública Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo, a nova chefia imediata deverá elaborar novo PGDI que contemple as novas atividades do servidor. § 3º O Termo de Avaliação conterá essencialmente os critérios e a metodologia de ADI.

8 Quais são os envolvidos no PGDI? :: Chefia imediata :: Servidor :: Comissão de Avaliação

9 Chefia imediata A chefia imediata coordena, estabelece cronograma, orienta e elabora com o servidor suas metas e ações em comum acordo. Além disso, monitora e acompanha as ações, efetuando o registro do acompanhamento dos resultados. Para a chefia, o PGDI serve para pactuar junto com o servidor, as metas e ações que devem ser e executadas e os resultados alcançados, dentro do período avaliatório, possibilitando explorar o potencial de cada membro da equipe de trabalho.

10 SERVIDOR O servidor participa da elaboração do PGDI em comum acordo com a chefia. É o seu plano de trabalho acordado para o período avaliatório, onde estão descritas as metas e ações que devem ser realizadas; os momentos de acompanhamento constituem o feedback da chefia quanto ao desempenho parcial do trabalho desenvolvido, tornando-se, também, espaço de diálogo entre o servidor e a chefia.

11 COMISSÃO DE AVALIAÇÃO A comissão de avaliação utiliza o PGDI como instrumento de consulta. Este documento auxilia a comissão na fundamentação e no julgamento de valor do desempenho do servidor avaliado. Uma grande vantagem do PGDI é fazer com que a avaliação se torne menos subjetiva, facilitando o trabalho da comissão

12 Quando deve ser elaborado o PGDI? ::No início do período avaliatório (ADI) ou da etapa de avaliação (AED). :: No início do período avaliatório (ADI) ou da etapa de avaliação (AED). :: Sempre que o servidor mudar de função ou unidade de exercício.

13 Campos de registro do PGDI :: IDENTIFICAÇÃO DO SERVIDOR Nome/Masp do servidor Número da admissão / Cargo – disciplina Unidade de exercício e de lotação :: IDENTIFICAÇÃO DA CHEFIA IMEDIATA Nome/Masp e cargo da chefia imediata do servidor.

14 DIAGNÓSTICO: QUALIDADES E DIFICULDADES :: :: Qualidades pessoais, pontos fortes e positivos que contribuem para o desenvolvimento das ações planejadas. :: :: Dificuldades ou deficiências que interferem no desempenho de suas funções. :: :: Condições de trabalho

15 OBJETIVOS E METAS Plano de Metas da SEE Metas da Diretoria/Setor PGDI servidor

16 Interferência das áreas ESCOLA SRE SEE

17 Interferência das áreas ESCOLASRE UC

18 CARACTERÍSTICAS DAS METAS :: :: As metas devem ser específicas, significativas, mensuráveis e alcançáveis dentro do prazo proposto, tanto para o servidor quanto para a unidade de exercício. É necessário especificar: prazos, quantidades, taxas, índices ou porcentagem, e a abrangência, que servirão de parâmetro para o resultado desejável.

19 M e n s u r á v e l E s p e c í f i c a T e m p o r a l i d a d e A l c a n ç á v e l S i g n i f i c a t i v a CARACTERÍSTICAS DAS METAS

20 AÇÕES: operacionalização das metas! O número elevado de metas poderá sobrecarregar e inviabilizar a execução do trabalho planejado.

21 METAS 1.Problema: identificação do problema 2.Observação: características do problema (reconhecimento) 3.Planos de ação: descoberta das causas principais 4.Análise do processo: contramedidas das causas principais 5.Treinamento/Capacitação dos executores: comunicação das contramedidas 6.Atuação conforme plano de ação 7.Verificação: confirmação da efetividade da ação.

22 Antes das ações, objetivos e metas E antes de tudo, o diagnóstico dos problemas...

23 Bagunça nos corredores da escola nos intervalos das aulas Indisciplina dos alunos Atraso/falta de professor Sentimento de impunidade Regras indefinidas Exemplo

24 Exemplo Reclamação dos servidores Intempestividade na conclusão dos processos Conhecimento deficiente da legislação Má distribuição de serviços entre os servidores Regras indefinidas Problemas de equipamento Solicitações inesperadas

25 Elaboração do PGDI PROBLEMA META (OBJETIVO + INDICADORES) A3 A2 A1 M4 1 M3 M2 SITUAÇÃO PERCEBIDA

26 Estudo de caso: ESCOLA D 1º ao 9º ano, ensino médio e EJA 1500 alunos 3 turnos Área de 3800 m2 Alta rotatividade de servidores, devido à localização da escola Proeficiência média dos alunos no 3º ano do ciclo inicial

27 Resposta questionários: tabulação das informações e dados fornecidos pela comunidade escolar (servidores, professores, alunos, pais, responsáveis, Colegiado Escolar) 1. Aceitabilidade da merenda escolar 2. Limpeza das dependências da escola 3. Clareza e confiabilidade das informações prestadas pela secretaria da escola 4. Clareza e confiabilidade das informações prestadas pela direção da escola 5. Transparência na gestão de recursos financeiros, inclusive dos recursos diretamente arrecadados 6. Disciplina dos alunos: 7. Pontualidade dos professores na entrega dos resultados escolares 8. Comprometimento dos professores, especialistas, auxiliares de educação, direção e responsáveis com o sucesso do aluno

28 METAS AÇÕES 1. Melhorar a disciplina dos alunos de 15% ruim e 10% regular para 95% bom e 5% ótimo Integração dos alunos em atividades e projetos interdisciplinares (meio ambiente, trânsito, afetivo-sexual, jogos escolares).

29 METAS AÇÕES 1. Criar ambiente organizado e propício à aprendizagem, reduzindo as situações de indisciplina dos alunos em 30% no ano de Planejar e implementar o Projeto Disciplina no Esporte. 2 Agendar no primeiro semestre palestra com representante do Juizado da Infância e Juventude sobre os direitos e deveres, punições e medidas sócioeducativas para alunos e responsáveis. 3 Elaborar em parceria com o Conselho Tutelar projeto para melhorar a disciplina escolar. 4 Discutir e reformular o Regimento Escolar, no primeiro semestre, com a participação dos responsáveis pelos alunos e servidores da escola. 5 Registrar devidamente as ocorrências referentes a indisciplina e encaminhar tempestiva e formalmente o registro aos responsáveis pelos alunos.

30 METASAÇÕES 2.Elevar o nível de satisfação com a limpeza para 60% 1 Elaborar um cronograma com divisão de tarefas para os auxiliares de serviços gerais 2. Melhorar, em quatro em meses, a limpeza nas dependências da escola, atingindo 100% de satisfação ao final do ano. 1 Sistematizar a divisão de tarefas dos servidores ASB. 2 Elaborar e monitorar cronograma de limpeza diário, semanal e mensal. 3 Executar o cronograma de limpeza diário, semanal e mensal. 4 Providenciar cestas de lixo em pontos estratégicos da escola e todas as salas. 5 Planejar e implementar projetos, como por exemplo, Sala limpa e agradável para alunos do 1º turno. 6 Elaborar e implementar projeto de Educação ambiental, higienização e limpeza junto aos professores e alunos. 7 Elaborar e implementar e monitorar o projeto Monitor da limpeza.

31 METAS AÇÕES 3. Alcançar 60% de satisfação da comunidade com relação à clareza e confiabilidade das informações 3.1a Ter domínio de todo o processo administrativo e pedagógico 3.2a Divulgar a prestação de contas de todo recurso recebido e arrecadado pela Escola 3.3a Procurar inteirar-se dos assuntos administrativos da Escola.

32 METAS AÇÕES 3b. Assegurar a exatidão dos documentos expedidos pela escola e melhorar em 100% o grau de confiabilidade da informação fornecida. 3.1b Elaborar o relatório de pagamento no 1º dia útil do mês, para conferência do diretor. 3.2b Revisar o relatório de pagamento e enviar no 2º dia útil do mês. 3.3b Conferência diária dos registros de pontos (freqüência, faltas e licenças). 3.4b Manter atualizado nos diários, de sua responsabilidade, os dados referentes a matrícula, transferência e abandono de alunos. 3.5b Registrar no diário, tempestivamente, a freqüência e notas dos alunos. 3.6b Revisar todas as informações que serão anexadas nos murais da escola. 3.7b Manter atualizado nos murais de aviso as informações do cotidiano escolar. 3.8b Utilizar formulário padrão para encaminhar informações aos responsáveis pelos alunos.

33 METAS AÇÕES 5a. Alcançar a meta proposta pela SEE (559 pontos) na proficiência média dos alunos do 3º ano do ciclo de alfabetização. 5.1a Utilização de materiais didáticos concretos, com todos os alunos, para o ensino da matemática. 5.2a Utilização de leituras diversificadas objetivando a aquisição da interpretação e aprimoramento da escrita. em b. Alcançar a meta proposta pela SEE (559 pontos) na proficiência média dos alunos do 3º ano do ciclo de alfabetização, em 2009.

34 METAS AÇÕES 5b. Alcançar a meta proposta pela SEE (559 pontos) na proficiência média dos alunos do 3º ano do ciclo de alfabetização, em b Leitura diária de 15 minutos no início da aula do texto definido com o especialista. 5.2b Definir, no módulo II, junto com os professores os textos para leitura com os alunos na semana subseqüente. 5.3b Planejar, executar e monitorar o projeto Pequeno autor, visando a Feira do Livro em julho/ b Desenvolver Projeto Xadrez na Escola, com torneio entre alunos. 5.5b Organizar aula de reforço extra-turno com professor excedente para os alunos que apresentam baixo desempenho. 5.6b Definir no início do ano, junto com os professores, os critérios para enturmação. 5.7b Definir junto com o colegiado escolar os critérios para distribuição de turma e escolha do professor eventual e de uso correto da biblioteca.

35 METASAÇÕES 1) Até o final do ano, 100% dos alunos devem ser capazes de avaliar as atividades econômicas do município. 1. Aplicação de atividades que visem desenvolver nos alunos a capacidade de simbolizar os aspectos físicos e geográficos de mapas. 2. Aplicação de atividades para interpretação de legendas e dimensionamento escala geográfica. 3. Aplicação de atividades para comparação de mapas identificando rios e córregos (rede principal e seus afluentes, bem como sua direção de escoamento), prédios públicos e sua residência. 4. Elaboração de mapa do município/bairro, a partir da residência do aluno. 2) 95% dos alunos do ensino médio devem ser capazes de avaliar o potencial turístico do município 2.1 Promover atividades que visem a identificação do potencial turístico local 2.2 Desenvolver estudo das atividades econômicas que impactam no turismo local. 2.3 Propor elaboração de texto dissertativo que discuta o turismo como uma atividade capitalista, apresentando suas contradições.

36 METASAÇÕES 3) Desenvolver no aluno do ensino médio a capacidade de avaliar o potencial turístico local e de outros municípios da região, bem como desenvolver a capacidade de argumentação. Desenvolver o Projeto turismo local 4) 90% dos alunos do 8º e 9º ano, ao final do semestre, devem ser capaz de compreender o aporte geográfico do município, considerando os aspectos naturais (clima, relevo, vegetação, solos e hidrografia) e humanos (população, formação étnica, cultura local, atividades econômicas, etc.).

37 METASAÇÕES 5) Até o final do primeiro semestre 90% dos alunos do ensino médio devem ser capaz de relacionar a ingestão de gordura trans com problemas coronarianos. 5.1 Aplicação de atividades que permitam a identificação da composição das gorduras trans e os alimentos que as contêm. 5.2 Desenvolver estudo dos problemas coronarianos 6) Até o final do trimestre, 100% dos alunos do 6º, 7º e 8º ano devem ser capazes de compreender os poliedros e seus usos sociais. 6.1 Aplicação de atividades que permitam a identificação das características dos poliedros no cotidiano, bem como dominar a nomeclatura 6.2 Promover atividades que visem a construção de poliedros, utilizando canudos de plásticos e linhas. 6.3 Ensino de fórmulas para cálculo de área, perímetro e volume. 7) Até o final do 1º trimestre, 85% dos alunos devem ser capazes de elaborar textos, narrativos, descritivos e dissertativos. 7.1 Apresentar diversos tipos de textos contemplando os estilos 7.2 Ensinar as características dos estilos narrativos, descritivos e dissertativos. 7.3 Elaborar e revisar textos narrativos, descritivos e dissertativos.

38 Quanto à pertinência das metas/ações do PGDI: 1) É possível aferir o desempenho do servidor, a partir das metas/ações propostas? 2) É possível mensurar o cumprimento da meta/ação? (percentual e tempo para execução) 3) O (não) cumprimento da meta/ação impacta o resultado? 4) Quanto da meta /ação depende do servidor, isto é, qual o grau de responsabilidade do servidor no cumprimento da meta?

39 PGDI: planejar + acompanhar :: :: PERÍODO DE ACOMPANHAMENTO É o registro fidedigno das informações sobre o desempenho do servidor em dois momentos distintos do período avaliatório, direcionando ou redefinindo, se for o caso, as metas e ações do servidor, de acordo com a necessidade. :: :: ADI: a cada 6 meses janeiro a junho; julho a 30/novembro :: :: AED: a cada 5 meses

40 Colunas do acompanhamento :: :: DE, a chefia estará registrando que as ações executadas e o alcance dos objetivos atingiram o resultado esperado e satisfatório. :: PE, a chefia estará registrando que as ações executadas e o alcance dos objetivos atingiram um resultado próximo ao esperado, isto é, ficaram um pouco aquém do resultado esperado, satisfatório. :: :: AE, a chefia estará registrando que as ações executadas e o alcance dos objetivos ficaram bem abaixo do resultado esperado.

41 Colunas do acompanhamento LEGENDA LEGENDA A Cumpriu as ações e alcançou a meta B Cumpriu as ações e alcançou parcialmente a meta C Cumpriu as ações e não alcançou a meta D Cumpriu parcialmente as ações e não alcançou a meta E Não cumpriu as ações e não alcançou a meta

42 É o espaço que deve ser preenchido com as justificativas da chefia quanto aos resultados dos desempenhos registrados e monitorados, conforme as legendas, sempre que se fizerem necessários, ou para informar sobre replanejamento das metas e ações pactuadas. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

43 Atenção! O PGDI deve ter todas as suas páginas rubricadas, datas e assinaturas da chefia imediata e do servidor avaliado.

44 ACOMPANHAMENTOINDICADORES 1 Assiduidade / Pontualidade Freqüência/ausência Permanência no local de trabalho Atrasos 2 Informações prestadas com clareza e confiabilidade Tempestividade Grau de clareza e confiabilidade das informações prestadas 3 Elaboração de históricos escolares, contagem de tempo, relatório de freqüência, quadro informativo, livros da secretaria e diário de classe, ficha individual do aluno, pasta funcional, pasta de AD. Organização Tempestividade Grau de exatidão Arquivamento SUGESTÕES DA DIAD PARA REGISTRO DO ACOMPANHAMENTO DO PGDI

45 4. Transparência na gestão de recursos financeiros, inclusive dos recursos diretamente arrecadados Observação da legalidade Exatidão da informação Publicidade e clareza da informação Tempestividade Organização da documentação Arquivamento 5. Relacionamento Interpessoal/ Trabalho de equipe Ponderação e bom senso na resolução de conflitos Disposição para integração/aceitação das propostas do outro e compartilhamento de informações. 6. Merenda escolar preparada com qualidade Elaboração e execução de cardápio equilibrado, dentro das normas legais Limpeza e higiene da cozinha e refeitório Organização da dispensa Planejamento tempestivo de compras dos alimentos Satisfação dos alunos SUGESTÕES DA DIAD PARA REGISTRO DO ACOMPANHAMENTO DO PGDI

46 7 Limpeza das dependências da escola Elaboração e execução do cronograma de limpeza Ambientes limpos 8 Domínio de turma/classe/ disciplina Cumprimento e utilização adequada das regras de manutenção da disciplina e organização do espaço escolar. Registro claro e tempestivo das ocorrências de situações de indisciplina. Mediação de conflitos (alunos, professores, responsáveis) com evidências de bom senso, equilíbrio e tranqüilidade. Elaboração e execução de plano de aula do professor. SUGESTÕES DA DIAD PARA REGISTRO DO ACOMPANHAMENTO DO PGDI

47 9 Comprometimento com o sucesso do aluno Cumprimento do planejamento Participação nos módulos e reuniões administrativas e dos responsáveis pelos alunos Fornecimento de informações tempestivamente aos EEB e responsáveis as dificuldades dos alunos Disponibilidade, presteza e criatividade para favorecer a aprendizagem do aluno Paciência e tolerância com as dificuldades Disponibilidade de atendimento aos responsáveis 10 Promoção de ações de desenvolvimento e capacitação Uso de reuniões e módulo II para discussão e aprofundamento de temas pertinentes. SUGESTÕES DA DIAD PARA REGISTRO DO ACOMPANHAMENTO DO PGDI

48 METASAÇÕES Elevar os índices de desempenho dos alunos nas avaliações internas, em 75%, no ano de Realizar, no início de cada bimestre, diagnóstico da aprendizagem dos alunos, para definição de estratégias de trabalho, a ser realizada por área de conteúdo. 2.Diversificar os instrumentos de avaliação (provas, pesquisas, oficinas, trabalhos individuais e em grupos), segundo critérios de distribuição de pontos definidos com o especialista. 3.Estudo em grupo dos professores com especialistas das questões de provas das avaliações externas durante reunião do módulo II, para aprimorar o processo de avaliação interno. 4.Desenvolver projetos interdisciplinares para melhorar a leitura e compreensão dos textos e conteúdos diversos, e, consequentemente, das questões de prova. 5.Desenvolver estratégias de trabalho diferenciadas com os alunos de baixo rendimento, reagrupando-os, eventualmente, por dificuldades.


Carregar ppt "Plano de Gestão do Desempenho Individual PGDI Januária 23 de setembro 2009 Diretoria de Avaliação de Desempenho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google