A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLANO DE ENSINO: orientações para elaboração UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA LICENCIATURA ESPECIAL EM FÍSICA DISCIPLINA: DIDÁTICA E PRÁXIS PEDAGÓGICA Salvador,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLANO DE ENSINO: orientações para elaboração UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA LICENCIATURA ESPECIAL EM FÍSICA DISCIPLINA: DIDÁTICA E PRÁXIS PEDAGÓGICA Salvador,"— Transcrição da apresentação:

1 PLANO DE ENSINO: orientações para elaboração UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA LICENCIATURA ESPECIAL EM FÍSICA DISCIPLINA: DIDÁTICA E PRÁXIS PEDAGÓGICA Salvador, 2011 PROFESSORA: CLAUDIA DIAS

2 Estrutura do Plano de Ensino 1.Identificação: nome da instituição, disciplina, ano, período letivo 2.Objetivos geral e específicos (factuais, conceituais, procedimentais e atitudinais) 3.Conteúdos 4.Procedimentos metodológicos 5.Recursos didáticos 6.Avaliação 7.Referências

3 Conteúdos factuais Referem-se ao conhecimento de fatos, acontecimentos, situações, dados e fenômenos concretos e singulares: a idade de uma pessoa, a conquista de um território, a localização ou a altura de uma montanha, os nomes etc. Conteúdos conceituais Referem-se ao conjunto de fatos, objetos ou símbolos que têm características comuns: mamífero, densidade, impressionismo, função, sujeito, romantismo, demografia, nepotismo, cidade etc. A APRENDIZAGEM DOS CONTEÚDOS SEGUNDO SUA TIPOLOGIA

4 Conteúdos procedimentais Conjunto de ações ordenadas e dirigidas para a realização de um objetivo. São conteúdos procedimentais: ler, desenhar, observar, calcular, classificar, traduzir, recortar, saltar, inferir etc. Conteúdos atitudinais Engloba uma série de conteúdos que por sua vez podemos agrupar em valores, atitudes e normas. A APRENDIZAGEM DOS CONTEÚDOS SEGUNDO SUA TIPOLOGIA

5 Algumas sugestões para orientar o professor na elaboração dos objetivos educacionais:  desdobrar os objetivos gerais em vários objetivos específicos, a serem alcançados a curto prazo  focalizar o comportamento do aluno e não o do professor  formular cada objetivo de modo que ele descreva apenas um comportamento por vez  formular objetivos instrucionais relevantes que envolvam principalmente habilidades cognitivas e operações mentais superiores

6 Sugestões de verbos para construção dos objetivos: Fatos: Saber, apresentar, compreender, dizer Conceitos: Reconhecer, comparar, distinguir, identificar, sanar, ampliar, definir, perceber, interpretar Procedimentos: Observar, participar, interpretar, produzir, analisar, entrevistar, coletar, exercitar, apreciar, valorizar Atitudes: Refletir, conhecer, respeitar, trocar, manifestar, cooperar, conscientizar-se, avaliar, conviver, compartilhar

7 Ao selecionar os conteúdos a serem ensinados, o professor deve basear-se nos seguintes critérios:  Validade: adequação e vinculação dos conteúdos aos objetivos estabelecidos para o processo de ensino e aprendizagem, bem como atualização dos conhecimentos do ponto de vista científico.  Utilidade: aplicabilidade do conhecimento adquirido em situações cotidianas; na solução de problemas e enfrentamento de novas situações.  Significação: ligação do conteúdo a ser ensinado a experiências e conhecimentos anteriores dos alunos.  Adequação do nível de desenvolvimento do aluno: respeito à maturidade intelectual do aluno e adequação ao nível de suas estruturas mentais.  Flexibilidade: possibilidade de alterações nos conteúdos selecionados, suprimindo ou acrescentando novos tópicos.

8 Ao adotar os procedimentos de ensino o professor deve:  incentivar sempre a participação dos alunos, criando condições para que eles se mantenham numa atitude reflexiva  aproveitar as experiências anteriores dos alunos, para que eles possam associar os novos conteúdos assimilados às suas vivências significativas  adequar o conteúdo e a linguagem ao nível de desenvolvimento cognitivo da classe  oferecer ao aluno oportunidade de transferir e aplicar o conhecimento aprendido a casos concretos e particulares, nas mais variadas situações  verificar constantemente, por intermédio da avaliação contínua, se o aluno assimilou e compreender o conteúdo desenvolvido.

9 Os recursos didáticos têm como objetivos e vantagens:  Focalizar o interesse e a atenção dos alunos – ex. planilha, texto, transparência  Demonstrar a estrutura básica de um conceito – ex. procedimentos que envolvam análise de situações  Relacionar abstrações com o concreto – ex. kit, demonstração, jogos  Integrar conhecimentos dispersos em uma nova idéia generalizada – ex. monografia, pesquisa, apresentação de uma banda escolar

10 A avaliação deve contribuir no processo de desenvolvimento do educando, na identificação dos desvios de aprendizagem e no surgimento de novas possibilidades – avaliar a avaliação. Além disso, deve possibilitar:  a orientação do trabalho na direção do objetivo proposto  a viabilização dos resultados esperados  a realização de um levantamento sobre as dificuldades e possibilidades dos alunos  o subsídio da ação didática a cada etapa do processo para seu aperfeiçoamento  tomar decisões em relação a todos os aspectos do processo e em todas as suas etapas, ou seja, fazer intervenção pedagógica  atribuir uma qualidade ao objeto avaliado baseando-se em critérios, indicadores e procedimentos estabelecidos com clareza e objetividade


Carregar ppt "PLANO DE ENSINO: orientações para elaboração UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA LICENCIATURA ESPECIAL EM FÍSICA DISCIPLINA: DIDÁTICA E PRÁXIS PEDAGÓGICA Salvador,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google