A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“ Voce acredita em OVNIs?” por Aldo Loup.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“ Voce acredita em OVNIs?” por Aldo Loup."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 “ Voce acredita em OVNIs?”
por Aldo Loup

4

5

6

7

8 71 % acha que o governo americano esconde
Opinião pública 87 % das pessoas já leram ou ouviram histórias de OVNIs. 71 % acha que o governo americano esconde alguma coisa em relação aos OVNIs. 48 % opina que os OVNIs são alguma coisa real e não apenas a imaginação das pessoas. 33 % acha que seres extraterrestres têm visitado a Terra em algum momento do passado. 12 % das pessoas já viram alguma coisa que acham ser um OVNI.

9 Definição de O.V.N.I. ( em inglês: U.F.O.)
Disco voador de origem extraterrestre. Qualquer Objeto Voador Não Identificado pelo observador. “ Objeto voador, relatado aos órgãos competentes, que continua não identificado depois de exame minucioso e rigoroso de toda a evidência disponível por pessoas que são tecnicamente capazes de fazer uma identificação de senso comum, se é possível uma.”

10 12 618 casos estudados em 21 anos
Projeto “ Livro azul”: casos estudados em 21 anos Identificados ( 94,44 %) Não identificados ( 5,56 %) Identificados como visitantes do espaço sideral ( 0,00 %)

11 Quem vê O.V.N.I.s? Aviadores Adolescentes e crianças Donas de casa Militares Seguranças Técnicos/ profissionais Comerciantes Cientistas Educadores 25,1 % dos casos 19,3 % dos casos 11,2 % dos casos 6,1 % dos casos 4,4 % dos casos 4,1 % dos casos 2,4 % dos casos 1,2 % dos casos

12 Que tipo de O.V.N.I.s essas pessoas vêem?
Aviadores Radar/ visual Militares, Cientistas Encontros distantes Seguranças, Educadores Encontros imediatos de primeiro grau Adolescentes e crianças, Donas de casa, Técnicos/ profissionais, Comerciantes Encontros imediatos de segundo grau

13 O que há no céu?

14 Antes de 3000 A.C: O deus-Sol.

15 A.C.: Vênus.

16 1250 A.C.: A criação dos planetas.

17 130 D.C.: O sistema Ptolomeico

18 1321: O Paraíso e o Inferno

19 1600: Giordano Bruno

20 1610: Galileo Galilei

21 1687: Isaac Newton

22 1698: Christiaan Huygens

23 1865: Jules Verne

24 1898-Presente: H. G. Wells & outros

25 1939-1945: Segunda Guerra Mundial

26 1947-Presente: Kenneth Arnold & outros

27 A partir de 1955: O culto aos OVNIs

28 No Futuro Talvez algum dia saberemos se existem ou não extraterrestres. …e depois, o que buscaremos no céu?: visitantes do futuro? visitantes de universos paralelos?.

29 Os limites do irracional

30 Se na Bíblia não há nada inventado:
Deus criou o homem à Sua imagem, mas e os E.T.s? Deus não mente, então Ele é mesmo o todo- poderoso criador do Universo e não apenas um “astronauta”. Deus não se aparece a qualquer um mas apenas aos devotos. Deus não traumatiza aos seus escolhidos. Eram os deuses astronautas?

31 Dados que um “contatado” saberia antes que os cientistas
Composição química exata da Poeira Interestelar. Coordenadas da Anã Marrom mais próxima. Composição química da superfície do asteróide Vesta. Coordenadas do maior lago de gelo puro na Lua. Distância exata até a Heliopausa. Elevação exata da maior montanha de Plutão. Coordenadas do maior Objeto Trans-Netuniano. Data de chegada dos neutrinos da próxima Supernova em nossa galáxia. Coordenadas do maior lago de etano em Titã. Coordenadas da maior fonte de água líquida em Marte.

32 “ É claro que é possível que os O. V. N. I
“ É claro que é possível que os O.V.N.I.s realmente contenham alienígenas, como muita gente acredita, e que o governo esteja encobrindo isto. Eu nem saberia comentar isto!” Professor Stephen Hawking

33 Atitude das pessoas perante a hipótese de visitantes extraterrestres
a) Zombar b) Tentar desmascarar c) Duvidar d) Apoiar a idéia e) Tornar-se um convencido f ) Acreditar cegamente

34 Perguntas que todo mundo faz mas que são irrelevantes
- “Você acredita em OVNIs?” De fato os O.V.N.I.s existem. - “Você acredita que seres extraterrestres visitam a Terra?” a) Não … mas se eu estiver enganado? b) Sim … mas se eu estiver enganado novamente?

35 “Saber uma coisa é ter certeza de uma coisa, mas acreditar numa coisa
é reconhecer que não se tem certeza” Ludwing Wittgenstein

36 Perguntas que os cientistas se fazem
Existe vida em outros lugares do Universo? Não sabemos. Existe inteligência em outros lugares do Universo? Se existirem, seres extraterrestres inteligentes poderiam comunicar-se conosco? Sim. Se existirem, seres extraterrestres extremamente avançados poderiam chegar até a Terra? O.V.N.I.s são prova da existência de extraterrestres? Não. Seres extraterrestres visitam a Terra?

37 O Método Científico 1) Definir o Problema. 2) Achar uma Teoria. 3) Definir uma Hipótese Experimental. 4) Definir uma Hipótese Nula. 5) Projetar um Experimento. 6) Realizar o Experimento e coletar os Dados. 7) Analisar os Dados coletados. 8) Tirar uma Conclusão e Divulgar o trabalho.

38 A ovniologia ( ou ufologia) é uma ciência?
a) A Ciência exige rigorosa verificação dos dados. b) A Ciência exige teorias testáveis. c) A Ciência exige que experimentos ou observações que demostrariam uma hipótese respondam se esta é “verdadeira” ou “falsa”. d) A Ciência exige provas. e) A Ciência exige que as provas de uma descoberta sejam fornecidas pelo descobridor.

39 “ Alegações extraordinárias requerem evidências extraordinárias.”
Carl Sagan

40 Porque 95% de enganos? Limitações sensoriais. Dificuldades na Percepção. Limitações da memória. Desconhecimento. Pre-disposição psicológia. A maior parte das pessoas quer acreditar.

41 E porque 5% de “ não identificados”?
Dados insuficiêntes. Dados distorcidos. Dados falsos. Erro na análise e/ou interpretação dos dados. Falta de sorte.

42 Dez fatos lembrados pelos céticos
1) Nenhuma testemunha é imune a erro. 2) Descrições difícilmente são exatas. 3) A exaltação interfere na observação. 4) A mídia prefere as “boas histórias”. 5) Ninguém consegue estimar distâncias, alturas, tamanhos e/ou velocidades de objetos distantes sem referências conhecidas. 6) Todo mundo tenta ver “aquele OVNI do Jornal”. 7) Sempre há uma primeira vez para mentir. 8) Aquele caso que “ninguém conseguiu explicar’’ ainda pode acabar sendo Vênus. 9) Pilotos e controladores jogam no mesmo time. 10) A investigação pode ter sido insuficiênte.

43 “a Ciência não conseguiu explicar”
Outros casos que “a Ciência não conseguiu explicar” Autores de alguns crimes. Alguns casos de pessoas desaparecidas. A causa de alguns acidentes aéreos. O culpado de alguns acidentes de carro. Alguns truques de mágica de Mr. M.

44 Busca de Inteligência Extraterrestre (S.E.T.I.)

45 Diferenças entre S.E.T.I. e o estudo de O.V.N.I.s
Disciplinas de estudo. Características dos pesquisadores. S.E.T.I. só aceita provas físicas. S.E.T.I. não tenta explicar “sinais inexplicáveis”. Conclusões de cada uma das observações. Número de lugares pesquisados.

46 Mas afinal, um determinado caso desses 5% não identificados, o que poderia ser?
1) Fraude, ou 2) Um fenômeno ou aparelho bem conhecido, 3) Um fenômeno natural conhecido porém incomum, 4) Um aparelho tecnológico terrestre incomum, 5) Um fenômeno natural até agora desconhecido, 6) Um aparelho tecnológico de origem extraterrestre, 7) Alguma outra causa que possa ser especificada, 8) Alguma outra causa que não pode ser especificada.

47 “ Pluralidade não deve ser pressuposta sem necessidade”
William of Ockham

48 Avaliando informes sobre E.T.I.: A Escala Rio
Um determinado informe sobre a descoberta de E.T.I. terá maior ou menor importância dependendo de: Tipo de fenômeno, distância aparente e tipo de descoberta. Credibilidade ( científica) do relatório.

49 Tipo de fenômeno 6= Mensagem específica para a Terra ou encontro físico direto com inteligência extraterrestre. 5= Mensagem não direcionada, com informação descifrável. 4= Sinal específico para a Terra para atrair nossa atenção. 3= Sinal não direcionado para atrair qualquer um. 2= Vazamento de transmissão, claramente extraterrestre, mas sem interpretação possível. 1= Rastros de atividade de astro-engenharia; qualquer indicação de atividade tecnológica extraterrestre por uma civilização existente ou já extinta.

50 Distância aparente 4= Dentro do Sistema Solar 3= Dentro de uma distância que permite comunicação à velocidade da luz dentro do tempo de vida de um ser humano. 2= Dentro de nossa galáxia. 1= Fora de nossa galáxia.

51 Tipo de descoberta 5= Resultado de busca científica séria; um fenômeno constante, verificável por observações/ investigações repetidas. 4= Resultado de outro tipo de observação, um fenômeno constante, verificável por observações/ investigações repetidas. 3= Resultado de busca científica séria; um fenômeno passageiro, verificado mas nunca mais experimentado. 2= Resultado de outro tipo de observação, um fenômeno passageiro, confiável mas nunca mais repetido. 1= Avaliação de dados arquivados; descoberta a posteriori de um fenômeno numa base de dados sem possibilidade de verificação.

52 Credibilidade (científica) do relatório
2/3 da nota= Absolutamente confiável, sem dúvida nenhuma. 1/2 da nota= Muito provável, já verificado. 1/3 da nota= Possível, mas deveria ser verificado antes de ser levado a sério. 1/6 da nota= Muito incerto, mas vale a pena tentar verificar. Nota = Obviamente falso ou fraudulento.

53 Avaliando informes sobre E.T.I.: A Escala Rio

54 O verdadeiro mistério dos O.V.N.I.s
Todos os casos de O.V.N.I.s são simplesmente fenômenos desconhecidos apenas para as teste- munhas ou entre eles há mesmo fenômenos físicos reais desconhecidos para a Ciência? Poderiam as Ciências Psicológicas e Sociológicas explicar o fenômeno O.V.N.I. sem necessidade das Ciências Físicas?

55 Sugestões para um futuro mais racional
1) Trocar O.V.N.I. por F.O.A. ( Fenômeno Observacional Anômalo) 2) Trocar Ufologia por : Estudo científico de F.O.A.s S.E.T.A. ( Busca de Artefatos Extraterrestres)

56 “ Qualquer Tecnologia suficientemente avançada
não se distingue de Mágica” Arthur C. Clarke

57 O que seria prova de um Artefato Extraterrestre?
Prova física, autenticada e presente, de: 1) Objeto claramente artificial e tecnológico: forma, materiais, partes móveis, fonte interna de energia, propulsão propria, etc. 2) Origem não humana: idade, local do achado, trajetória, estrutura e/ou desempenho que a nossa Ciência não consegue compreender, etc. 3) Presência de seres inteligentes não humanos: diferente anatomia, bioquímica, fisiologia, etc. 4) Ponto de origem fora da Terra: espaço interestelar, outro sistema planetário, etc.

58 Projeto Hessdalen

59 Porque os líderes ignoram o fenômeno O.V.N.I.?
Medo ao ridículo. “Cabeça feita”. Medo de perder a “liderança” para os E.T.s. “O Mundo está bom assim”.

60 O verdadeiro mistério dos E.T.s
O cálculo de Tipler-Von Neumann: mesmo com tecnologias não muito superiores as nossas, teria sido possível povoar a Galáxia inteira em apenas 1% da atual idade dela. O Paradoxo de Fermi: “Cadê eles?” a) Eles já estão aqui. b) Eles estão logo ali. c) Eles não querem vir até aqui. d) Eles não existem.

61 A verdade está lá fora

62 Créditos audiovisuais
3: Copyright Jon Lomberg and National Air and Space Museum. 4, 24: NASA. 5: Michael Carroll, The Planetary Society (c). 6: Mutual UFO Network, Inc. 13: Nicholson. 14: Boticelli. 15: Michelangelo. 16: A partir de Aristotle Libri de caelo (1519). Duke University Library. 17: Michelangelo Caetani/ Dr Robert A. Hatch - All rights reserved. 18: Christian Bartholméss, Jordano Bruno (Paris: Libaririe Philosophique de Ladrange, 1846), frontispiece. 19: De “Sidereus Nuncius” de Galileo Galilei. 20: Adaptado de “ Philosophiae Naturalis Principia Mathematica” de Isaac Newton. 21: Astroscopium Compendiaria de Christiaan Huygens (1684). 22: Library of Congress. 23: Paramount Studios. 25: Fortean picture library.

63 26: C. Gianfardo. 28: The New York Times. Heaven’s Gate: 31: Stephen Hawking. 34: Mike Duggan. 38: Cornell University. 39: Kai Noeske. 40: Prefeitura do Município de Varginha. 43: National Astronomy & Ionosphere Center. 44: S.E.T.I.: Paramount Pictures. Ufólogos: O site dos ex-ufólogos. 46: Copyright ©1994 Dave Beckett, University of Kent at Canterbury, UK. 55: © 2001 to Ian Andrew. 52: Copyright © 2001 by the International Academy of Astronautics. All rights reserved. Adaptação: Aldo Loup. 57: Copyright Project Hessdalen.

64 Fontes recomendadas Final report of the scientific study of Unidentified Flying Objects conducted by the University of Colorado under contract to the United States Air Force. Dr. Edward U. Condon, scientific director. Daniel S. Gillmor, editor. The Regents of The University of Colorado, 1968. Versão on-line: An analysis of the Condon Report on the Colorado UFO project Peter A. Sturrock. Journal of Scientific Exploration, Vol. 1, No. 1, p Versão on-line: sturrock_condon/toc.html Temporal Doorway. The scientific study of unidentified flying objects. Por Mark Cashman. The wonder of UFO. Mistakes and misidentication in UFO research. Or, how to fly a flying saucer without sound physics. Por Larry Robinson. Related links for the Higher Source mass suicide. CNN.com

65 Mutual UFO network. The J. Allen Hynek center for UFO studies. Fund for UFO research, Inc. The computer UFO network. The UFOs skeptic’s page. Por Robert Schaeffer. The “Null Hypothesis”. The Black Box approach to UFO perceptions. James Oberg. The Fourteenth International Conference on the Unity of the Sciences. Houston, Texas November 28 - December 1, 1985. Versão on-line: perceptions.html The failure of the “science” of UFOlogy. New Scientist Magazine, 11 de outubro de 1979. Reed Business Information Ltd. Versão on-line:

66 National Institute for Discovery Science.
Physical evidence related to UFO reports. The proceedings of a workshop held at the Pocantico Conference Center, Tarrytown, New York. September 29 – October 4, 1997. Peter A. Sturrock. Journal of Scientific Exploration, Vol. 12:2, p. 179, 1998. Versão on-line:http://www.scientificexploration.org/jse/articles/ufo_reports/ sturrock/toc.html International Academy of Astronautics’ SETI permanent study group. Interstellar Probes R. N. Bracewell Capítulo do livro “Interstellar Communication: Scientific Perspectives” editado por C. Ponnampernuma and A. G. W. Cameron. Pp Houghton Mifflin Co., Boston, 1974. Versão on-line: The search for extraterrestrial artifacts (S.E.T.A.). Robert A. Freitas, Jr. Journal of the British Interplanetary Society, Vol. 36, pp , Versão on-line:

67 Small smart interstellar probes.
Allen Tough. Journal of the British Interplanetary Society, Vol. 51, pp , 1998. Versão on-line: SETV- The search for extraterrestrial visitation. Project Hessdalen. UFO skeptic. Por Bernard Haisch. Quest for evidence: how to prove you’re an alien. Por James Oberg. Palestra “ As chances de encontrar ETs: a Equação de Drake”. Por Aldo Loup. Centro de Divulgação da Astronomia, CDCC-USP/ SC, 2 de fevereiro de 2002. Versão on-line: 2002/index.html The anthropic cosmological principle. Frank J. Tipler & John D. Barrow Oxford University Press, 1986.


Carregar ppt "“ Voce acredita em OVNIs?” por Aldo Loup."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google