A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O PAP não assegura, por si só, a melhoria da qualidade de ensino.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O PAP não assegura, por si só, a melhoria da qualidade de ensino."— Transcrição da apresentação:

1 O PAP não assegura, por si só, a melhoria da qualidade de ensino.

2 A VALIAR e P LANEJAR

3 Instrumento para a construção de um caminho de melhoria OBJETIVO ESTRATÉGICO: 1.Contribuir para a disseminação e aperfeiçoamento da cultura de gestão democrática, participativa e orientada para resultados. OUTROS OBJETIVOS: 1.Orientações claras sobre as 5 dimensões da gestão escolar 2.Em consonasncias com os 5 pilares do Programa Educação – Compromisso de São Paulo 3. Contribuir para o aperfeiçoamento da cultura institucional de auto- avaliação, planejamento e acompanhamento 4. Permitir o compartilhamento de visão e metas entre todos da comunidade escolar O Plano de Ação Participativo 2014

4 PAP deve ter meta simultaneamente: Relevante Específica Mensurável Alcançável Temporal

5 4 Dimensão Pedagógica: 11 questões avaliativas Dimensão Participativa: 08 questões avaliativas Dimensão de Recursos Humanos: 05 questões avaliativas Dimensão de Recursos Físicos e Financeiros: 11 questões avaliativas Dimensão de Resultados Educacionais do Ensino e da Aprendizagem: 05 questões avaliativas P A P Questões avaliativas e proposições Todas dimensões articuladas à Proposta Pedagógica da escola

6 O Plano de Ação Participativo 2014: “dos olhares possíveis às ações necessárias". Parte I - Diagnóstico e Formulação de Ações: Diagnosticar problemas críticos e formular ações dentro da governabilidade da própria escola Parte II - Plano de Ação Consolidado Construir um plano de ação para superar ou minimizar cada um desses problemas Parte III - Painel de Acompanhamento do Plano de Ação Implementar as ações planejadas e acompanhá-las ao longo do ano letivo

7 6 O Plano de Ação Participativo 2014 1.Analisar: Reflexão sobre a questão 2. Definir o nível de importância: relevância 3. Definir o nível de Satisfação: Diagnóstico 4. Descrever os fatos 5. Descrever os problema 6. Formular os objetivos 7.Formular os resultados que se deseja atingir 8. Construir Indicadores 9. Registrar a situação atual 10. Estabelecer as metas 11. Formular ações 12. Consolidar Plano de Ação 13. Acompanhar a Execução Parte I: Os passos para o Diagnóstico e Formulação de Ações

8 Formulário: Diagnóstico e Formulação de Ações Diagnosticar problemas críticos dentro da governabilidade da própria escola e formular ações para solucionar esses problemas

9 8 Observe: deve haver um encadeamento lógico e sequencial entre os passos... O Plano de Ação Participativo – Escolas Prioritárias Verifique: a ação proposta guarda estreita relação com o objetivo, problema e fato?

10 9 Parte II: O Plano de Ação consolidado É a representação visual do conjunto de ações e atividades que serão realizadas com a finalidade de atingir a situação futura desejada na escola. O Plano de Ação Participativo – Escolas Prioritárias Ação: a própria descrição da atividade proposta (já formulada na etapa anterior) Prioridade: hierarquização da importância de uma Ação em relação às outras Ações, dentro de uma mesma Dimensão Responsável: pessoa que coordenará a Ação Equipe: demais envolvidos na realização da Ação Prazos: datas previstas de início e término da Ação

11 10 Parte III : Painel de Acompanhamento do Plano de Ação O Plano de Ação Participativo – Escolas Prioritárias Dificilmente um planejamento termina do mesmo jeito que começou...


Carregar ppt "O PAP não assegura, por si só, a melhoria da qualidade de ensino."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google