A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

21 de maio de 2009 A Crise e a Economia Brasileira Paulo Paiva.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "21 de maio de 2009 A Crise e a Economia Brasileira Paulo Paiva."— Transcrição da apresentação:

1 21 de maio de 2009 A Crise e a Economia Brasileira Paulo Paiva

2 A crise é global Não se restringe apenas ao setor financeiro. Também chegou à produção e ao consumo. A crise é global, atinge a economia dos países industrializados e dos países emergentes.

3 Variação do PIB (FMI, jan/2009)

4 Preços de commodities

5 Inflação

6 Canais de propagação da crise Financeiro: crédito. Real: produção / consumo.

7 Canais de propagação da crise financeira para a economia Produção Crédito Patrimônio Expectativas Crédito Patrimônio Expectativas Emprego OfertaDemanda Consumo

8 Canais de propagação da crise financeira para a economia Produção Crédito Patrimônio Expectativas Crédito Patrimônio Expectativas Emprego Redução do PIB OfertaDemanda Consumo

9 Feedbacks Interno: financeiro – produção / consumo. Externo: comércio exterior.

10 A crise e seus impactos no Brasil.

11 Produção industrial: EEUU x Brasil x Euro Fonte: BDMG / BCB / IPEA

12 Produção industrial por setor Brasil | Jan/2003 – Mar/2009

13 PIB 2008 Taxas de crescimento por setor trimestre/trimestre

14 PIB Taxas anuais de crescimento trimestre / trimestre do anterior

15 PIB e per capita | 2000 a 2008

16 A crise e seus impactos em Minas.

17 Produção industrial Brasil x Minas Gerais

18 PIB: Brasil x Minas Gerais

19

20 Atenuantes e respostas à crise no Brasil e em Minas.

21 Medidas tomadas no passado recente: Reformas econômicas, PROER, ajuste fiscal (LRF), câmbio flutuante, metas inflacionárias. Reservas externas. Relação dívida pública / PIB. Ausência de dívida pública em moeda externa. Atenuantes no Brasil

22 Medidas na área monetária: Linhas de financiamento ao setor exportador. Linhas de financiamento para compra de carteiras. Venda de dólares. Autorização para compra de instituições financeiras pelos bancos públicos Redução do compulsório Redução da taxa Selic Respostas do Governo Federal

23 Medidas fiscais: Isenção tributária para automóveis Isenção tributária para linha branca Programa habitacional Respostas do Governo Federal

24 Medidas na área de crédito: Aumento no volume de funding do BNDES. Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para depósitos de até R$ 20 milhões Maior participação dos bancos públicos na oferta de crédito. Respostas do Governo Federal

25 Variação do Crédito Bancário Set/2008 a Mar/2009, por tipo de banco

26 No âmbito tributário: adiamento nos prazos de recolhimento de impostos. No âmbito do crédito: novas linhas de financiamento do BDMG. Respostas do Governo Estadual

27 A atuação do BDMG nos últimos 6 anos.

28 Financiamentos | Janeiro 2003 a Abril 2009 Aumento significativo nos desembolsos 2003 R$ 609,6 milhões 2008 R$ 765,4 milhões Crescimento 26% Total no período R$ 4,3 bilhões

29 Clientes financiados Clientes atendidos ( )R$ 4,3 bilhões Setor privado ( )R$ 3,8 bilhões Setor público ( 991 )R$ 332,9 milhões Produtores rurais ( )R$ 168,2 milhões Financiamentos | Janeiro 2003 a Abril 2009

30 Clientes do setor privado, por porte Grandes empresas 364 Médias empresas 555 Pequenas empresas Micro empresas Financiamentos | Janeiro 2003 a Abril 2009

31 Apoio a setores estratégicos Indústria da transformação R$ 2,6 bilhões Comércio, serviços e construção R$ 935 milhões Agricultura, pecuária, silvicultura R$ 272 milhões Serv. industriais utilidade pública R$ 439 milhões Indústria extrativa mineral R$ 439 milhões Financiamentos | Janeiro 2003 a Abril 2009

32 Desembolsos do BDMG (Credpop) para instituições repassadoras de microcrédito. 2003R$ 2,5 milhões 2008R$ 12,9 milhões Crescimento416% Total no períodoR$ 24,9 milhões Atuação em microcrédito | 2003 a 2009

33 O papel do BDMG no enfrentamento da crise em Minas.

34 Mais linhas de financiamento de capital de giro com foco em média, micro e pequenas empresas. Estratégia de interiorização. Fortalecimento e ampliação de parcerias em todo o Estado. Atuação com o foco do cliente

35 Desembolsos por origem dos recursos. Financiamentos | 1º Quadrimestre 2008 x 1º Quadrimestre 2009 RECURSO Variação (%) Realizado (R$ milhões) 2008 X 2009 BDMG51,095,387 Próprios9,736,1274 Repasse41,359,243 Terceiros134,6148,410 Total Geral185,5243,831

36 Desembolsos por porte do cliente CLIENTE Variação (%) Realizado R$ milhões Realizado R$ milhões 2008 X 2009 Setor Privado167,1231,839 Grande Empresa103,7125,420 Media Empresa27,164,8137 Micro e Pequena Empresa36,342,718 Financiamentos | 1º Quadrimestre 2008 x 1º Quadrimestre 2009

37 Gratos pela atenção.


Carregar ppt "21 de maio de 2009 A Crise e a Economia Brasileira Paulo Paiva."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google