A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA PROFA. DRA. EUGENIA VELLUDO VEIGA Oficina de Projetos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA PROFA. DRA. EUGENIA VELLUDO VEIGA Oficina de Projetos."— Transcrição da apresentação:

1 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA PROFA. DRA. EUGENIA VELLUDO VEIGA Oficina de Projetos em Esfigmomanometria Departamento de Enfermagem Geral e Especializada Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo 1998

2 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA PREVALÊNCIA DA H A INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA MUNDIAL - 2 % A 13% BRASIL - 6% A 8%

3 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA POR QUE DETERMINAR A PRESSÃO ARTERIAL NA INFÂNCIA ???

4 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA É PARTE INTEGRANTE DA AVALIAÇÃO CLÍNICA - o brigatória aualmente a partir dos 3 anos de idade. - ou antes se a criança apresentar antecedentes mórbidos neonatais, doenças renais ou fatores de riscos familiares III- CBHA-1998 MEDIDA DA PA

5 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA A PRESSÃO SANGUÍNEA AUMENTA RAPIDAMENTE NOS PRIMEIROS MESES DE VIDA. - DEPOIS AUMENTA GRADATIVAMENTE ATÉ OS 5 ANOS DE IDADE PAS mm Hg/ ano PAD - 0,5- 1 mm Hg /ano -DIFERENÇAS MÍNIMAS ENTRE OS SEXOS ATÉ A PUBERDADE ENTRE OS 13 E 18 ANOS OS MENINOS APRESENTAM NÍVEIS DE PA MAIORES

6 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA QUANTO MAIS CEDO DETECTAR VALORES DE PA ELEVADOS MELHOR PARA O TRATAMENTO E CONTROLE

7 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA - SINAL DE H A ESSENCIAL -DISFUNÇÃO ORGÂNICA E / OU CELULAR EVITANDO PRECOCEMENTE DANOS DE ÓRGÃOS ALVOS CARDIOVASCULAR- RENAIS - RISCO ATEROSCLEROSE FUTURA IDENTIFICAR:

8 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA QUANTO MAIS ELEVADOS OS NÍVEIS DE PRESSÃO ARTERIAL E MAIS JOVEM FOR O INDIVÍDUO MAIOR PROBABILIDADE TERÁ DE SER HIPERTENSO

9 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA CAUSAS H A INFÂNCIA MAIOR PREVALÊNCIA - CAUSAS SECUNDÁRIA -RENAIS

10 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA - HISTÓRIA FAMILIAR -OBESIDADE -ERROS DIETÉTICOS -TABAGISMO-SEDENTARISMO CAUSAS H A INFÂNCIA

11 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA CAUSAS H A ADOLESCENTES -EXCESSO DE PESO -INGESTÃO DE DROGAS -INGESTÃO DE ÁLCOOL -USO DE COCAÍNA - ESTERÓIDES -ANABOLIZANTES -ANTICONCEPCIONAIS ORAIS.

12 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA VALORES DE PA NA CRIANÇA SÃO COMPARADOS DE ACORDO COM: - IDADE - SEXO - ALTURA

13 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA VALORES CONSIDERADOS NORMAIS -PAS-PAD ABAIXO DO PERCENTIL 90

14 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA VALORES CONSIDERADOS LIMÍTROFES-PAS-PAD ENTRE O PERCENTIL

15 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA VALORES CONSIDERADOS ELEVADOS ( H A ) - PAS -PAD ACIMA DO PERCENTIL - 95 VERIFICADOS EM 3 DETERMINAÇÕES EM OCASIÕES DIFERENTES

16 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA - Largura do manguito 40% CB -Comprimento 80 a 100% CB -PAD Fase V de Korotkoff CRITÉRIOS DE MEDIDA DA PA

17 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA CRITÉRIOS DE MEDIDA DA PA FATORES DE ERRO : -AMBIENTE-OBSERVADOR-CRIANÇA-INSTRUMENTO

18 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA VEIGA,E.V. (1995) - VALORES DE PA EM FUNÇÃO DA LARGURA DO MANGUITO EM ESCOLARES DE 6 A 10 ANOS DE IDADE. HIPOESTIMAÇÃO E HIPERESTIMAÇÃO DOS VALORES DE PAS E PAD MLP crianças(9cm) X MLC 40% CB

19 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA VEIGA,E.V. (1987) - PRESSÃO ARTERIAL EM ESCOLARES DE 7 A 10 ANOS : UM ESTUDO DE VARIABILIDADE VALORES DA PA DIMINUIAM EM FUNÇÃO DO AUMENTO DO N° DE MEDIDAS E DO AUMENTO DO N° DE VISITAS. SUGERINDO QUE AS MEDIDAS DA PA FOSSEM VERIFICADAS PELO MENOS DUAS VEZES EM TRÊS CONSULTAS DIFERENTES. VALORES DA PA DIMINUIAM EM FUNÇÃO DO AUMENTO DO N° DE MEDIDAS E DO AUMENTO DO N° DE VISITAS. SUGERINDO QUE AS MEDIDAS DA PA FOSSEM VERIFICADAS PELO MENOS DUAS VEZES EM TRÊS CONSULTAS DIFERENTES.

20 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA -NÃO MEDICAMENTOSO 0BRIGATÓRIO - P >90 (PAS e PAD) ENFASE NA PERDA DE PESO TRATAMENTO H A

21 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA H A - INFÂNCIA POR SI NÃO CONTRAINDICA PRÁTICA DE ESPORTES: -DEVE SER ESTIMULADA SOB SUPERVISÃO COMO MEDIDA TERAPÊUTICA.

22 HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA - MEDICAMENTOSO: -HIPERTENSOS ( MOD. E GRAVES) -SINTOMÁTICOS -NÃO RESPONSIVOS AO T.N.M -EVIDÊNCIAS DE DANOS EM ÓRGÃOS ALVOS TRATAMENTO H A


Carregar ppt "HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA HIPERTENSÃO ARTERIAL SITUAÇÕES ESPECIAIS CRIANÇA PROFA. DRA. EUGENIA VELLUDO VEIGA Oficina de Projetos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google