A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O tempo externo nos rouba o tempo interno. Albert Einstein.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O tempo externo nos rouba o tempo interno. Albert Einstein."— Transcrição da apresentação:

1 O tempo externo nos rouba o tempo interno. Albert Einstein

2 O trabalho O trabalho é a condição básica e fundamental de toda a vida humana. Até certo grau pode-se afirmar que o trabalho criou o próprio homem. ( Engels )

3 A posição ereta foi o passo decisivo para a evolução humana. O uso livre das mãos e a visão ampliada, possibilitaram a utilização de recursos que levaram à um aperfeiçoamento da mão do homem. Pode-se dizer que a mão humana foi aperfeiçoada pelo trabalho durante centenas de milhares de anos.

4 A Mão não é apenas o órgão do trabalho, mas é fruto dele.

5 Através do trabalho o homem dominou a natureza e a transformou em seu benefício e visando a sua sobrevivência e seu conforto.

6 O desenvolvimento do trabalho contribuiu para a característica gregária do homem, pelo seu aspecto de ação conjunta, agrupamento.

7 A evolução do homem acarretou um aperfeiçoamento e diversificação do trabalho, A caça, pesca, agricultura, mais tarde a fiação e tecelagem, elaboração de metais,a olaria, a navegação, o comércio, artes e ciências, industria e a tecnologia de ponta.

8 Ao final do processo de trabalho do homem surge um resultado que já existia na mente do trabalhador, isto é, algo que já existia na idéia do homem.

9 Através do trabalho o mundo passa de natural a humano e o homem transforma sua identidade e subjetividade.

10 O valor do trabalho Trabalho manual X Trabalho cerebral Já na família primitiva existia aquele que obrigava mãos alheias a realizar o trabalho projetado por ele.

11 Feudalismo Pessoas trabalhavam a terra alheia, porém, podiam trabalhar em um pedaço de terra para seu próprio consumo. Trabalho transformado em valores de uso, ( alimentos ).

12 Revolução Industrial X Capitalismo Exploração da força de trabalho Trabalhadores realizam sua atividade em troca de meios de vida ( salário ). Trabalhadores não são donos dos meios de produção nem do produto de seu trabalho. ( Trabalho alienado – Marx ).

13 Acumulação de Riqueza Mais-Valia A acumulação de riqueza se coloca como finalidade da produção e não mais a produção de objetos úteis voltados à necessidade humana ( supérfluo ).

14 O trabalhador produz mais valor do que o valor de sua força de trabalho, de seu salário.

15 A diferença entre o valor da força de trabalho e o valor do produto é a mais-valia. Esta é,pois, o tempo do trabalho que não foi pago.

16 O trabalho como um Projeto de Vida: A partir das conquistas trabalhistas, como negociações salariais, férias, 13º salário, bônus produtividade etc, a relação trabalhador X trabalho mudou.

17 O trabalho e o Lazer: A importância do ócio criativo, do lazer autônomo e do respeito ao tempo de cada um, bem como, a busca pela boa convivência entre os pares e a ênfase ao fortalecimento das equipes de trabalho, vem se constituindo na marca das relações trabalhistas no século XXI.

18 O lazer alienado; A educação para o lazer e pelo lazer; O lazer como algo permitido pela sociedade e subordinado ao tempo da produção; Lazer sim, mas não qualquer lazer, não o lazer mercadoria; Espírito de manada, indústria do entretenimento.

19 Chão firme das danças, dos bailes, enfim das festas do povo. Terra, mais do que espaço de trabalho, espaço de prazer! Terra da reinvenção das relações ser humano – ecossistema lugar de encontros e desencontros da vida, ecos... de um sistema vivo! Tania Mara Vieira Sampaio


Carregar ppt "O tempo externo nos rouba o tempo interno. Albert Einstein."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google