A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMO ALAGOAS IRÁ ACOMPANHAR OS MUNICÍPIOS ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE SAÚDE COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE PROGRAMA DE ATENÇÃO BÁSICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMO ALAGOAS IRÁ ACOMPANHAR OS MUNICÍPIOS ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE SAÚDE COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE PROGRAMA DE ATENÇÃO BÁSICA."— Transcrição da apresentação:

1 COMO ALAGOAS IRÁ ACOMPANHAR OS MUNICÍPIOS ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE SAÚDE COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE PROGRAMA DE ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE

2 Monitorar e avaliar a Atenção Básica à Saúde no estado de Alagoas, de forma permanente e integrada, envolvendo os diversos atores da SESAU e os municípios, contribuindo para a institucionalização do processo de avaliação. OBJETIVO GERAL

3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Executar as ações previstas no Plano de Monitoramento e Avaliação da Atenção Básica; Analisar a disponibilidade de recursos (infra-estrutura, humanos, equipamentos e insumos entre os quais medicamentos) necessários ao nível básico da atenção; Avaliar a ocorrência de mudanças na composição dos serviços ofertados; Avaliar a participação social na gestão do sistema;

4 ESTRATÉGIAS Formação do Grupo Ampliado envolvendo todas as áreas estratégicas de Monitoramento e Avaliação da SESAU num processo de capacitação e cooperação técnica aos municípios do PROESF. Promoção da compatibilidade de informações entre os sistemas de informação, particularmente com relação ao registro de óbitos, nascimentos e atendimentos do SUS. Constituição de uma comissão intersetorial de técnicos interessados em análise de dados para monitoramento e avaliação, atuante no acompanhamento das atividades relativas a esta área. Verificação das dificuldades dos municípios de Arapiraca e Maceió em atingir as metas contempladas nos Planos Municipais do PROESF. Elaborar proposta de educação permanente em saúde para a equipe técnica da SES e municípios, com foco em assuntos relacionados ao monitoramento e avaliação da atenção básica.

5 METAS Ofertar capacitações em Monitoramento e Avaliação para a equipe do PROESF da SESAU e dos municípios de Maceió e Arapiraca, visando sua implantação nos municípios. Realizar oficinas semestrais para avaliar o Pacto dos Indicadores da Atenção Básica e da PPI-VS, definindo estratégias para o alcance das metas. Promover capacitações anuais sobre a utilização do SIAB como instrumento de planejamento e avaliação da atenção básica. Promover 02 capacitações sobre atenção básica e vigilância à saúde coordenadores da Atenção Básica e grupo local de avaliação em saúde.

6 METAS Realizar avaliações trimestrais para análise e discussão das metas propostas no Plano de Monitoramento e Avaliação da Atenção Básica. Realizar oficinas trimestrais com os setores da SESAU para avaliação do desenvolvimento das ações de monitoramento e avaliação e fortalecimento da integração intersetorial. Promover curso de atualização em Planejamento e Avaliação em Saúde para os setores envolvidos com as ações de monitoramento e avaliação da atenção básica da SESAU e municípios do PROESF. Realizar supervisões em 100% das Unidades Básicas de Saúde dos municípios que compõem o PROESF. Utilizar o instrumento de Melhoria da Qualidade da Equipes Saúde de Família para avaliação e acompanhamento da Atenção Básica nos Municípios.

7 ATIVIDADES DE EXECUÇÃO Compartilhar o processo de monitoramento e avaliação nos diversos setores da SESAU para utilização dos sistemas de informação de uso coletivo. Apoiar o desenvolvimento de capacidade técnica dos municípios para o monitoramento e avaliação da atenção básica, construindo coletivamente as ações, metas, estratégias, indicadores e instrumentos de avaliação. Disponibilizar dados, informações e pesquisas possibilitando o acesso a informações aos vários setores da SESAU e municípios. Reestruturar os instrumentos de investigação e supervisão para permitir a informatização e análise de seus dados.

8 Produzir uma publicação anual com indicadores selecionados de estado de saúde, prestação de serviços e políticas de saúde, desagregados por municípios e microrregiões, semelhante aos Indicadores e Dados Básicos - IDB da RIPSA. Reativar os Comitês de Redução da Mortalidade Materna e Infantil, ofertando-lhes todo o suporte necessário para o desenvolvimento de suas funções. Realizar o monitoramento regular da mortalidade infantil (mensal) e de outros eventos relevantes em saúde pública (trimestral), através de um sistema permanente de vigilância epidemiológica. Aprimorar e informatizar as fichas de investigação de óbitos materno-infantil, realizando análise das mesmas e retroalimentando os municípios. ATIVIDADES DE EXECUÇÃO

9 Verificar as capacidades instaladas das maternidades publicas e conveniadas ao SUS dos Municípios. Acompanhar o percentual de cobertura da ESF nos municípios de Arapiraca e Maceió. Acompanhar a atualização do mapeamento (anual) e cadastro (mensal) das áreas cobertas pelas ESF. Realizar pesquisa para conhecer a real taxa de mortalidade infantil no estado. Realizar Curso de investigação de óbitos para as equipes de Saúde da Família dos municípios. ATIVIDADES DE EXECUÇÃO

10 Realizar Curso Básico de Informática (Internet, PowerPoint, Excel, Tabwin, Epi-info) para os setores envolvidos com as ações de monitoramento e avaliação da atenção básica da SESAU e municípios do PROESF. Realizar Visita Técnica a localidades com experiências exitosas em Monitoramento e Avaliação. Realizar pesquisa sobre a participação social na gestão da saúde no estado de Alagoas. Assessorar os municípios na atualização do cadastro nacional dos estabelecimentos dos serviços de saúde – CNES. ATIVIDADES DE EXECUÇÃO


Carregar ppt "COMO ALAGOAS IRÁ ACOMPANHAR OS MUNICÍPIOS ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE SAÚDE COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE PROGRAMA DE ATENÇÃO BÁSICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google