A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENSINO MÉDIO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL: Uma parceria viável A experiência do Colégio Técnico de Campinas da UNICAMP COTUCA Cristina Cimarelli Rubega.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENSINO MÉDIO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL: Uma parceria viável A experiência do Colégio Técnico de Campinas da UNICAMP COTUCA Cristina Cimarelli Rubega."— Transcrição da apresentação:

1 ENSINO MÉDIO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL: Uma parceria viável A experiência do Colégio Técnico de Campinas da UNICAMP COTUCA Cristina Cimarelli Rubega

2 COTUCA Criado em 1967 com os cursos de MECÂNICA, ELETROTÉCNICA e ALIMENTOS - diurnos. Criado em 1967 com os cursos de MECÂNICA, ELETROTÉCNICA e ALIMENTOS - diurnos curso de ENFERMAGEM diurno; curso de ENFERMAGEM diurno; PROCESSAMENTO DE DADOS, diurno e ELETROTÉCNICA e MECÂNICA, ambos no período noturno PROCESSAMENTO DE DADOS, diurno e ELETROTÉCNICA e MECÂNICA, ambos no período noturno MECÂNICA e ELETROTÉCNICA seqüenciais (QP-IV), no período noturno MECÂNICA e ELETROTÉCNICA seqüenciais (QP-IV), no período noturno Eletrotécnica transformado no curso de ELETROLETRÔNICA – para diurno e noturno Eletrotécnica transformado no curso de ELETROLETRÔNICA – para diurno e noturno.

3 Curso de PLÁSTICOS e EQUIPAMENTOS MÉDICO-HOSPITALARES – ambos na modalidade QP-IV e no período noturno Curso de PLÁSTICOS e EQUIPAMENTOS MÉDICO-HOSPITALARES – ambos na modalidade QP-IV e no período noturno Curso de Processamento de Dados passa a ser denominado INFORMÁTICA (QP- IV) no noturno Curso de Processamento de Dados passa a ser denominado INFORMÁTICA (QP- IV) no noturno – Lei Federal 9.394/96 e Decreto Federal 2.208/97 – Criação do Ensino Médio e separação da organização curricular da Educação Profissional, com matrículas distintas – Lei Federal 9.394/96 e Decreto Federal 2.208/97 – Criação do Ensino Médio e separação da organização curricular da Educação Profissional, com matrículas distintas.

4 ENSINO MÉDIO – Apenas para os cursos de Alimentos, Eletroeletrônica (diurno e noturno), Enfermagem, Informática e Mecânica (diurno e noturno). ENSINO MÉDIO – Apenas para os cursos de Alimentos, Eletroeletrônica (diurno e noturno), Enfermagem, Informática e Mecânica (diurno e noturno). Em 1999 é criado o curso de TELECOMUNICAÇÕES, no período noturno na antiga modalidade QP-IV. Em 1999 é criado o curso de TELECOMUNICAÇÕES, no período noturno na antiga modalidade QP-IV.

5 A construção de um currículo Indicação CEE 08/2000 – Diretrizes para Implementação da Educação Profissional de nível Técnico no sistema de ensino do Estado de São Paulo. Indicação CEE 08/2000 – Diretrizes para Implementação da Educação Profissional de nível Técnico no sistema de ensino do Estado de São Paulo. COTUCA - 2º semestre de 2000 inicia uma ampla reestruturação curricular de seus cursos técnicos simultaneamente com a definição do perfil do seu ENSINO MÉDIO. COTUCA - 2º semestre de 2000 inicia uma ampla reestruturação curricular de seus cursos técnicos simultaneamente com a definição do perfil do seu ENSINO MÉDIO.

6 O modelo utilizado para a construção dos novos currículos foi o de competências e habilidades proposto pela Resolução CNE/CEB 04/99. O modelo utilizado para a construção dos novos currículos foi o de competências e habilidades proposto pela Resolução CNE/CEB 04/99. COTUCA opta pela organização do itinerário formativo dos cursos técnicos em módulos interdependentes com Qualificações Profissionais reconhecidas pela CBO. COTUCA opta pela organização do itinerário formativo dos cursos técnicos em módulos interdependentes com Qualificações Profissionais reconhecidas pela CBO.

7 Professores tiveram ampla liberdade para desenhar seus novos currículos, respeitando as diretrizes da Resolução CNE/CEB 04/99 e Ind. CEE 08/200: Professores tiveram ampla liberdade para desenhar seus novos currículos, respeitando as diretrizes da Resolução CNE/CEB 04/99 e Ind. CEE 08/200: Proposição de cargas horárias; Proposição de cargas horárias; Definição das bases tecnológicas; Definição das bases tecnológicas; Qualificações Profissionais intermediárias, com base em estudos de mercado realizados na RMC. Qualificações Profissionais intermediárias, com base em estudos de mercado realizados na RMC.

8 Ensino Médio, criado em 1998, inicialmente pela separação do antigo Núcleo Comum da Parte Diversificada, passa a desenvolver identidade própria Ensino Médio, criado em 1998, inicialmente pela separação do antigo Núcleo Comum da Parte Diversificada, passa a desenvolver identidade própria. Fevereiro de ano letivo inicia com os horários do Ensino Médio e do Ensino Técnico definitivamente separados. Fevereiro de ano letivo inicia com os horários do Ensino Médio e do Ensino Técnico definitivamente separados.

9 O currículo do Ensino Médio é estruturado com base na possibilidade aberta pela Resolução CNE/CEB 03/98 de aproveitar até 25% do currículo da Educação Básica com disciplinas profissionalizantes. O currículo do Ensino Médio é estruturado com base na possibilidade aberta pela Resolução CNE/CEB 03/98 de aproveitar até 25% do currículo da Educação Básica com disciplinas profissionalizantes. Entendendo as disciplinas de caráter profissionalizante como tecnologias das diversas áreas do conhecimento que estruturam o currículo do Ensino Médio, foi possível manter,também no período noturno, o Ensino Médio concomitante ao Ensino Técnico no mesmo período e no mesmo horário. Entendendo as disciplinas de caráter profissionalizante como tecnologias das diversas áreas do conhecimento que estruturam o currículo do Ensino Médio, foi possível manter,também no período noturno, o Ensino Médio concomitante ao Ensino Técnico no mesmo período e no mesmo horário.

10 2001/2003 – COTUCA revê o foco da sua proposta pedagógica ampliando seus horizontes educacionais. Disseminar os conhecimentos científicos, tecnológicos e humanísticos com vistas a provocar transformações no indivíduo, através de uma educação voltada para a qualificação profissional, tornando-o apto para uma vida produtiva no mundo do trabalho. Formar profissionais capazes de constante aprendizado, preparados para atuar com princípios éticos exercendo plenamente sua cidadania. Disseminar os conhecimentos científicos, tecnológicos e humanísticos com vistas a provocar transformações no indivíduo, através de uma educação voltada para a qualificação profissional, tornando-o apto para uma vida produtiva no mundo do trabalho. Formar profissionais capazes de constante aprendizado, preparados para atuar com princípios éticos exercendo plenamente sua cidadania.

11 Promover ações junto à comunidade social e produtiva, para que, estimulando o estreitamento de relações, se construa uma permanente troca de conhecimentos e informações, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população. Promover ações junto à comunidade social e produtiva, para que, estimulando o estreitamento de relações, se construa uma permanente troca de conhecimentos e informações, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população.

12 COTUCA – Modalidades de ensino oferecidas Forma de Ingresso Prova classificatória - vestibulinho Prova classificatória - vestibulinho Aluno concorre a uma vaga para um curso técnico. Aluno concorre a uma vaga para um curso técnico.

13 TOTAL DE VAGAS OFERECIDAS 780/ano 780/ano

14 CURSOS TÉCNICOS CONCOMITANTES AO ENSINO MÉDIO DO COTUCA Pré-requisito de acesso – EF completo ALIMENTOS- Diurno – 40 vagas ALIMENTOS- Diurno – 40 vagas ELETROELETRÔNICA- D/N - 80 vagas ELETROELETRÔNICA- D/N - 80 vagas ENFERMAGEM – Matutino – 40 vagas ENFERMAGEM – Matutino – 40 vagas INFORMÁTICA – Sistemas de Informação e Sistemas de Suporte – Matutino – 40 vagas INFORMÁTICA – Sistemas de Informação e Sistemas de Suporte – Matutino – 40 vagas MECÂNICA – Automação e Controle – D/N - 80 vagas MECÂNICA – Automação e Controle – D/N - 80 vagas Total de vagas EM Total de vagas EM - 280

15 CURSOS COM CONCOMITÂNCIA EXTERNA Pré-Requisito - Estar matriculado na 2a série do EM em outra escola. INFORMÁTICA – Programação e Internet - Vespertino/Noturno - 80 vagas INFORMÁTICA – Programação e Internet - Vespertino/Noturno - 80 vagas PLÁSTICOS - Matutino/Noturno - 70 vagas PLÁSTICOS - Matutino/Noturno - 70 vagas SEGURANÇA DO TRABALHO - Noturno – 40 vagas SEGURANÇA DO TRABALHO - Noturno – 40 vagas Total de vagas: 190 Total de vagas: 190

16 CURSOS TÉCNICOS SUBSEQÜENTES Pré-Requisito - Ensino Médio completo AMBIENTAL – Noturno – 30 vagas AMBIENTAL – Noturno – 30 vagas ELETROELETRÔNICA – Noturno – 40 vagas ELETROELETRÔNICA – Noturno – 40 vagas ENFERMAGEM – Vespertino – 30 vagas ENFERMAGEM – Vespertino – 30 vagas EQUIPAMENTOS MÉDICO-HOSPITALARES – Noturno – 40 vagas EQUIPAMENTOS MÉDICO-HOSPITALARES – Noturno – 40 vagas MECÂNICA - Automação e Controle - Noturno – 40 vagas MECÂNICA - Automação e Controle - Noturno – 40 vagas TELECOMUNICAÇÕES – Not. – 40 vagas TELECOMUNICAÇÕES – Not. – 40 vagas Total de vagas: 220 Total de vagas: 220

17 ESPECIALIZAÇÕES DE NÍVEL TÉCNICO Pré-Requisito - Habilitação Técnica Gestão pela Qualidade e Produtividade – Noturno – 40 vagas Gestão pela Qualidade e Produtividade – Noturno – 40 vagas Projetos Mecânicos Assistidos por Computador – Noturno – 30 vagas Projetos Mecânicos Assistidos por Computador – Noturno – 30 vagas Materiais Metálicos – Noturno – 20 vagas Materiais Metálicos – Noturno – 20 vagas Total de vagas: 90 Total de vagas: 90

18 Articulação EM/ET EM articulado aos cursos de: EM articulado aos cursos de: Alimentos Alimentos Eletroeletrônica – Diurno e Noturno Eletroeletrônica – Diurno e Noturno Enfermagem Enfermagem Informática Informática Mecânica – Diurno e Noturno Mecânica – Diurno e Noturno

19 Base Nacional Comum Códigos, Linguagens e suas Tecnologias CH Total Língua Portuguesa 340 horas Língua Portuguesa 340 horas Arte68 horas Arte68 horas Educação Física306 horas Educação Física306 horas Inglês204 horas Inglês204 horas Informática34 horas Informática34 horas

20 Ciências Humanas e suas Tecnologias CH Total História136 horas História136 horas Geografia136 horas Geografia136 horas Ética e Cidadania34 horas Ética e Cidadania34 horas

21 Ciências da Natureza e suas Tecnologias CH Total Física306 horas Física306 horas Química 204 horas Química 204 horas Biologia204 horas Biologia204 horas Matemática340 horas Matemática340 horas Carga Horária Total da BNC: 2314 horas Carga Horária Total da BNC: 2314 horas

22 Algumas disciplinas técnicas do curso no qual o aluno está matriculado completam o currículo do EM. Algumas disciplinas técnicas do curso no qual o aluno está matriculado completam o currículo do EM. Aluno cursa essas disciplinas no período do curso técnico. Aluno cursa essas disciplinas no período do curso técnico. Planejamento dos conteúdos no EM enfoca a formação geral e a área profissional ao qual se vincula. Planejamento dos conteúdos no EM enfoca a formação geral e a área profissional ao qual se vincula.

23 Algumas disciplinas profissionalizantes que integram o Ensino Médio Meio Ambiente Meio Ambiente Ética Profissional Ética Profissional Anatomia e Fisiologia Humana Anatomia e Fisiologia Humana Projeto de Páginas de Internet Projeto de Páginas de Internet Microbiologia Microbiologia Eletricidade Eletricidade Eletrônica Eletrônica Elementos de Organização Industrial e Qualidade Elementos de Organização Industrial e Qualidade Desenho Técnico Desenho Técnico

24 Atividades Extracurriculares Visitas Técnicas Visitas Técnicas Visitas Culturais Visitas Culturais Jogos dos Calouros Jogos dos Calouros Palestras para os pais Palestras para os pais Saraus Lítero-Musicais Saraus Lítero-Musicais Semana da Enfermagem Semana da Enfermagem Semana do Meio Ambiente Semana do Meio Ambiente

25 Estudo do Meio em Ouro Preto Estudo do Meio em Ouro Preto Entre Amigos – confraternização de alunos e professores Entre Amigos – confraternização de alunos e professores Semana de Cultura Popular Semana de Cultura Popular Semana Nacional do Livro Semana Nacional do Livro Gincana Gincana Semana de Alimentos Semana de Alimentos

26 Organização Didática EM – seriado com disciplinas anuais EM – seriado com disciplinas anuais ET – modular com disciplinas anuais e/ou semestrais ET – modular com disciplinas anuais e/ou semestrais Sistema de avaliação – Nota (0 a 10) Sistema de avaliação – Nota (0 a 10) Pré-Requisitos – EM e ET Pré-Requisitos – EM e ET Regime de dependências Regime de dependências Aluno pode adiantar matérias do período subseqüente Aluno pode adiantar matérias do período subseqüente

27 Professores do COTUCA Formação Continuada Específica Participação em cursos e eventos (congressos, seminários etc) ligados à área de atuação. Participação em cursos e eventos (congressos, seminários etc) ligados à área de atuação.Pedagógica Cursos e palestras no COTUCA. Cursos e palestras no COTUCA. Grupos de discussão sobre a prática pedagógica e gestão da sala de aula. Grupos de discussão sobre a prática pedagógica e gestão da sala de aula.

28 Desafios Docentes Transformar conteúdos escolares em conhecimento aplicável à vida dos alunos. Transformar conteúdos escolares em conhecimento aplicável à vida dos alunos. Integrar aos conteúdos escolares a ciência e a tecnologia do século XX. Integrar aos conteúdos escolares a ciência e a tecnologia do século XX.

29 Abandonar a prática pedagógica na configuração normativa da racionalidade técnica. Abandonar a prática pedagógica na configuração normativa da racionalidade técnica. Racionalidade técnica deriva-se da filosofia positivista. Racionalidade técnica deriva-se da filosofia positivista. Atividade docente tem caráter essencialmente instrumental e é dirigida para a solução de problemas mediante a seleção dos meios técnicos mais apropriados para propósitos específicos. Atividade docente tem caráter essencialmente instrumental e é dirigida para a solução de problemas mediante a seleção dos meios técnicos mais apropriados para propósitos específicos.

30 Processo de ensino normativo caracteriza-se por: Processo de ensino normativo caracteriza-se por: 1. Ensinar a ciência básica relevante; 2. Ensinar a ciência aplicada relevante; 3. Ensinar as habilidades técnicas e práticas para aprender a aplicar o conhecimento.

31 Adotar configuração da Racionalidade Prática Problemas do mundo real não se apresentam com estruturas bem definidas. Problemas do mundo real não se apresentam com estruturas bem definidas. Problemas da vida real são constituídos por uma mistura complexa e mal definida de diversos fatores, que deverão ser organizados em diferentes problemas. Problemas da vida real são constituídos por uma mistura complexa e mal definida de diversos fatores, que deverão ser organizados em diferentes problemas.

32 A racionalidade prática propõe: A racionalidade prática propõe: 1.Ensinar através do conhecer-na-ação; da reflexão-na-ação; do conhecimento-na-ação; 2.Decompor uma situação problemática caótica e complexa pelo do reconhecimento e apreciação dos diferentes elementos que a compõem, utilizando diversas ferramentas para emitir julgamentos;

33 3.Análise de todos os seus aspectos científicos, tecnológicos, ambientais, sociais etc; 4.Elaboração de soluções técnicas para problemas bem-definidos.

34 Promover a formação continuada do corpo docente com base na racionalidade prática. Promover a formação continuada do corpo docente com base na racionalidade prática. Estimular e recompensar o desenvolvimento da habilidade de ensinar. Estimular e recompensar o desenvolvimento da habilidade de ensinar. Manter os jovens envolvidos de forma consciente e participativa com o próprio processo de aprendizagem. Manter os jovens envolvidos de forma consciente e participativa com o próprio processo de aprendizagem.


Carregar ppt "ENSINO MÉDIO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL: Uma parceria viável A experiência do Colégio Técnico de Campinas da UNICAMP COTUCA Cristina Cimarelli Rubega."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google