A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DOMICILIAR EM DOENÇAS RESPIRATÓRIAS ILMA PASCHOAL PNEUMOLOGIA-FCM-UNICAMP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DOMICILIAR EM DOENÇAS RESPIRATÓRIAS ILMA PASCHOAL PNEUMOLOGIA-FCM-UNICAMP."— Transcrição da apresentação:

1 DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DOMICILIAR EM DOENÇAS RESPIRATÓRIAS ILMA PASCHOAL PNEUMOLOGIA-FCM-UNICAMP

2 POR QUÊ DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DOMICILIAR? PORQUE 29,9% DA POPULAÇÃO SÃO PORTADORES DE PELO MENOS UMA DOENÇA CRÔNICA (Pnad IBGE). PORQUE JÁ ESTÁ DISPONÍVEL A TECNOLOGIA PARA FAZER ESTE TIPO DE ATENDIMENTO. PORQUE ESTE TIPO DE ATENDIMENTO EVENTUALMENTE IMPLICA EM UM GASTO MENOR E, QUASE SEMPRE, EM UM GASTO MELHOR, PELO FATO DE PRESERVAR E/OU MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA

3

4

5

6 IResC INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA CRÔNICA OBSTRUTIVA INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA CRÔNICA RESTRITIVA COM FREQUÊNCIA RESPIRATÓRIA ALTA COM FREQUÊNCIA RESPIRATÓRIA BAIXA INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA CRÔNICA POR DOENÇA VASCULAR PULMONAR

7 DADOS SOBRE A DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA NÚMERO ESTIMADO DE PACIENTES COM DPOC NO BRASIL =7,5 MILHÕES QUINTA CAUSA DE MORTE NO BRASIL EM (DATASUS) CONDIÇÃO QUE APRESENTOU O MAIOR AUMENTO PERCENTUAL DE MORTALIDADE NO PAÍS NOS ÚLTIMOS 20 ANOS(DATASUS) NAS INTERNAÇÕES EM PESSOAS DE MAIS DE 40 ANOS, A DPOC É RESPONSÁVEL PELO MAIOR GASTO COM HOSPITALIZAÇÕES POR DOENÇAS DO APARELHO RESPIRATÓRIO (DATASUS) GASTOS COM INTERNAÇÃO EM 2.001=100 MILHÕES DE REAIS ( INTERNAÇÕES)

8 Assim, parece que algum oxigênio é melhor do que nenhum e que oxigênio contínuo é melhor do que o noturno,pelo menos nos pacientes mais graves. In Continuous or nocturnal oxygen therapy in hypoxemic chronic obstructive pulmonary disease: a clinical trial. Nocturnal oxygen therapy trial group. Ann Intern Med,93: ; 1980.

9 SOBREVIDA COM OXIGÊNIO NA DPOC O ESTUDO DO MEDICAL RESEARCH COUNCIL MOSTROU UM AUMENTO DE SOBREVIDA DE 25% PARA 41% AO FINAL DE SEGUIMENTO DE 5 ANOS EM PACIENTES QUE USAVAM PELO MENOS 15 HORAS DE OXIGÊNIO POR DIA(Lancet 1: ,1.981)

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35 TRATAMENTO DOMICILIAR DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS- PNEUMOLOGIA-FCM-UNICAMP INÍCIO EM USO DE CONCENTRADORES ALUGADOS A PARTIR DE ENCAMINHAMENTO DE SOLICITAÇÃO PARA INCLUSÃO DO PROCEDIMENTO NA TABELA DO SUS TAMBÉM EM INCLUSÃO NA TABELA DO SUS PUBLICADA NO ANO 2.000

36 INCLUSÃO DA OXIGENOTERAPIA NA TABELA DO SUS DENTRO DA VERBA RECEBIDA PELO MUNICÍPIO, BASEADA NO NÚMERO DE HABITANTES E SÓ CONTEMPLA O USO DE CONCENTRADORES NOS MUNICÍPIOS QUE TÊM GESTÃO PLENA DAS VERBAS DO SUS A UTILIZAÇÃO DO DINHEIRO PARA A OXIGENOTERAPIA E/OU OUTROS CUIDADOS RESPIRATÓRIOS DOMICILIARES FICA MAIS FÁCIL

37 ALGUMAS DAS MUITAS FALHAS DA ODP NÃO TRATAMOS TODOS OS PACIENTES QUE PRECISAM DE OXIGÊNIO A OPÇÃO PELO CONCENTRADOR ACONTECE PRINCIPALMENTE POR MOTIVOS ECONÔMICOS O CONCENTRADOR CUSTA POUCO PARA QUEM FORNECE A MÁQUINA MAS CUSTA MUITO PARA QUE USA, EM RAZÃO DO ALTO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA SABEMOS QUE O MELHOR TRATAMENTO É O OXIGÊNIO CONTÍNUO E AINDA NÃO TEMOS POSSIBILIDADE DE OFERECÊ-LO AOS DOENTES NÃO CONSEGUIMOS CONVENCER OS PACIENTES QUE USAM, A PERMANECER COM OXIGÊNIO PELO MENOS 15 HORAS POR DIA NÃO ATENTAMOS PARA O FATO DE QUE A HIPÓXIA INTERMITENTE É PERNICIOSA.

38 OXIGÊNIO INTERMITENTE? INTERMITTENT OXYGEN THERAPY IS LIKE BRINGING A DROWNING MAN TO THE SURFACE – OCCASIONALLY. HALDANE APUD GIBSON G J.THORAX 2004;59: (OXIGENOTERAPIA INTERMITENTE SE PARECE COM O ATO DE TRAZER UM HOMEM QUE SE AFOGA À SUPERFICÍE, SÓ QUE OCASIONALMENTE)

39 HIPOXEMIA INTERMITENTE DURANTE A ATIVIDADE FÍSICA PRESENÇA AVALIADA DURANTE O TESTE DA CAMINHADA DOS SEIS MINUTOS (Am J Respir Crit Care Med,166:11-11,2.002) DESSATURAÇÃO MUITO FREQUENTE: NA DPOC(ESPECIALMENTE NOS ENFISEMATOSOS) NOS PACIENTES COM PNEUMONIA INTERSTICIAL USUAL E OUTRAS DOENÇAS INTERSTICIAIS SEMELHANTES NOS PACIENTES COM HIPERTENSÃO PULMONAR

40 HIPOXEMIA DURANTE ATIVIDADE FÍSICA ESTE CONHECIMENTO SOBRE DESSATURAÇÃO SIGNIFICATIVA DURANTE O TESTE DA CAMINHADA DOS SEIS MINUTOS TORNA MUITO NECESSÁRIA A DISPONIBILIDADE DE SISTEMAS PORTÁTEIS DE FORNECIMENTO DE OXIGÊNIO PARA OS INDIVÍDUOS RESTRITIVOS AS VANTAGENS DOS SISTEMAS PORTÁTEIS JÁ SÃO CONHECIDAS HÁ MUITO MAIS TEMPO PARA OS OBSTRUTIVOS.

41 ODP EM CONDIÇÕES OUTRAS QUE NÃO DPOC PACIENTES COM FIBROSE CÍSTICA FORAM OS ÚNICOS ESTUDADOS PROSPECTIVAMENTE, ALÉM DOS PACIENTES COM DPOC. NO ENTANTO, O ESTUDO TEVE APENAS 28 PACIENTES INCLUÍDOS SEGUIMENTO DE 3 ANOS NÃO MOSTROU BENEFÍCIOS NA TAXA DE MORTALIDADE, HOSPITALIZAÇÕES E PROGRESSÃO DA DOENÇA. ( Zinman e cols. J Pediatr 114: ,1.989)

42 HIPOXEMIA NAS FIBROSES INTERSTICIAIS A EVOLUÇÃO CLÍNICA DOS PACIENTES PORTADORES DE FIBROSES INTERSTICIAIS SUGERE QUE SEU COMPORTAMENTO É DIFERENTE DAQUELE OBSERVADO EM PACIENTES COM DOENÇAS OBSTRUTIVAS. A PROGRESSÃO DA DESSATURAÇÃO, QUANDO ACONTECE, É MUITO MAIS RÁPIDA ESTUDOS (NÃO PUBLICADOS) EM PACIENTES COM ESCLEROSE SISTÊMICA TÊM USADO SATURAÇÃO MENOR QUE 92% COMO NÍVEL DE INDICAÇÃO DE ODP.

43 HIPOXEMIA NAS DOENÇAS FIBRÓTICAS INTERSTICIAIS NÃO EXISTEM ESTUDOS PROSPECTIVOS, SEMELHANTES AOS REALIZADOS PARA A DPOC, QUE ESTABELEÇAM OS CRITÉRIOS DE INDICAÇÃO DE ODP NUM DOS POUCOS RELATOS DE AVALIAÇÃO PROSPECTIVA DE PACIENTES COM FIBROSE INTERSTICIAL, O USO DE OXIGÊNIO NÃO INTERFERIU NA SOBREVIDA; NO ENTANTO, FORAM ADMITIDOS PACIENTES COM PaO2 ENTRE 45 E 60 mm Hg (Braghiroli e cols, citado por Zielinski. Respir Care,45: ;2.000)

44 FORMA DE REMUNERAÇÃO DOS CUIDADOS RESPIRATÓRIOS DOMICILIARES DEVE SER MODIFICADA DE MODO A PERMITIR MAIOR FLEXIBILIDADE DE INDICAÇÃO DE FONTES DE OXIGÊNIO E/OU OUTRAS MÁQUINAS DE SUPORTE RESPIRATÓRIO PRECISA TER SEU VALOR ADEQUADO AOS CUSTOS (TALVEZ FAZER PARTE DE MEDICAÇÃO OU PROCEDIMENTO DE ALTO CUSTO) PODE SEGUIR UM MODELO ADOTADO EM VÁRIOS PAÍSES SEGUNDO O QUAL PAGA-SE UM PACOTE DE CUIDADOS RESPIRATÓRIOS DOMICILIARES, DE PREÇO ÚNICO, INTERMEDIÁRIO ENTRE VALORES MAIS ALTOS E MAIS BAIXOS

45 SUPORTE PRESSÓRICO NÃO- INVASIVO PORTARIA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE, DE SETEMBRO DE 2.001, INSTITUI O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA VENTILATÓRIA NÃO INVASIVA A PACIENTES PORTADORES DE DISTROFIA MUSCULAR PROGRESSIVA

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76

77

78

79

80 TRATAMENTO DOMICILIAR DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS-PNEUMOLOGIA-FCM- UNICAMP PACIENTES EM ACOMPANHAMENTO HOJE: 224 RECEBENDO OXIGENOTERAPIA, COM CILINDRO OU CONCENTRADOR 4 PACIENTES COM CONCENTRADOR E CILINDRO 15 PACIENTES COM CPAP 1 PACIENTE COM CPAP E OXIGÊNIO 16 PACIENTES COM BiPAP 6 PACIENTES COM BiPAP E OXIGÊNIO 1 PACIENTE COM VENTILADOR VOLUMÉTRICO

81 TRATAMENTO DOMICILIAR DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS-PNEUMOLOGIA-FCM- UNICAMP 55 CONCENTRADORES E SERVIÇO DE APOIO CONTRATADOS PELO HC- UNICAMP RESTANTE DOS APARELHOS FORNECIDOS PELA PREFEITURA DO MUNICÍPIO ONDE MORA O PACIENTE

82

83 TÉCNICAS DIAGNÓSTICAS

84

85

86

87


Carregar ppt "DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DOMICILIAR EM DOENÇAS RESPIRATÓRIAS ILMA PASCHOAL PNEUMOLOGIA-FCM-UNICAMP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google