A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DISLIPIDEMIAS E ATEROSCLEROSE Jacqueline I Alvarez-Leite.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DISLIPIDEMIAS E ATEROSCLEROSE Jacqueline I Alvarez-Leite."— Transcrição da apresentação:

1 DISLIPIDEMIAS E ATEROSCLEROSE Jacqueline I Alvarez-Leite

2

3

4

5

6

7 E E E E E E E E E E E E E

8

9

10

11

12

13

14

15 HIPERTRIGLICERIDEMIA Aumento da viscosidade do sangue alteração dos vasos de irrigação do pâncreas alteração dos vasos de irrigação do pâncreas inflamação inflamação ativação das enzimas pancreáticas (autocanibalismo) ativação das enzimas pancreáticas (autocanibalismo) PANCREATITE AGUDA MATA em 24 horas se não tratada

16 ++- 0,5 a 1:100 Apo AI/CII? LPL? Hiperlipemia familiar combinada VLDL e/ou LDL VLDL e/ou LDL (TG e/ou CT ) --1:300Varios HiperTG familiar VLDL VLDL (TG ) +PancreatiteXantoma1: Apo CII Apo CII LPL LPL Hiper Qm Qm Qm (TG ) AteroscleroseClinicaFrequÊncia Gene associado Alteracao Genetica Fenotipo DISLIPIDEMIAS COM FORTE COMPONENTE GENETICO E SUA IMPORTANCIA PARA A ATEROSCLEROSE

17 +-? Apo A LPL hepática - HDL HDL ++ Xantoma eruptivo tardio 1:5000(lipemia) Vários defeitos em apo E Disbetalipo- Proteinemia (tipo III) IDL IDL (TG e CT ) +++ Xantoma tendineos e xantelasma Arco corneano 1: (homo) 1:500 (hetero) ApoB100 Receptor B/E Hipercolfamiliar LDL LDL (CT ) AteroscleroseClinicaFrequência Gene associado Alteracao Genetica Fenotipo DISLIPIDEMIAS COM FORTE COMPONENTE GENETICO E SUA IMPORTANCIA PARA A ATEROSCLEROSE

18

19

20

21 HDL < 40 Baixo > 60 Alto Colesterol Total < 200 mg/dlDesejável 200–239 mg/dl Limite do alto 240 mg/dl Alto 240 mg/dl Alto NCEP 2001 LDL < 100 Ótimo 100 –129 Subótimo 130 –159Limite do alto 160 –189Alto 190Muito alto 190Muito alto

22 METAS DE LDL-C E TRATAMENTO DE ACORDO COM CATEGORIAS DE RISCO 190 (160–189: optional)190 (160–189: optional) <160 0–1 Fatores de risco < Fatores de Risco 130 (100–129: optional)130 (100–129: optional) <100 CHD ou Equivalente LDL para iniciar drogas LDL para iniciar IEV Meta de LDL (mg/dL) Categoria de Risco

23 PANORAMA NACIONAL

24 TABAGISMO 17 a 24% da população (taxas em declínio)

25 PANORAMA NACIONAL HIPERTENSÃO 15 a 30% da população (maior cidades desenvolvidas )

26 PANORAMA NACIONAL DISLIPIDEMIAS Cerca de 9% da população

27 PANORAMA NACIONAL OBESIDADE IMC > 25: 27% das mulheres 38% dos homens 38% dos homens IMC > 30: 8%

28 PANORAMA NACIONAL Campanha da SBC – 7 estados (n=81.262) Cerca de 40% das pessoas acima dos 18 anos apresentam taxa de colesterol acima de 200mg/dl. Anos 90, a média era de 33%

29 Mortes (em mil) anos American Heart Association Heart and Stroke Statistical Update. Dallas, Texas: AHA, Morte por Doença Cardiovascular nos Estados Unidos de 1979– Mulher Homen NCEP I NCEP II NCEP III

30 Tratamento de Dislipidemias Expert Panel on Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Cholesterol in Adults. JAMA 2001;285: LDL-C elevado Terapias de Mudanças Estilo de Vida DrogasDrogas Terapia de escolha: Estatinas Alternativa: Resina ou niacina

31 Prevenção Primária: Mudanças dos Hábitos de Vida Adversos Dieta Aterogênica (Reduzir LDL) Dieta Aterogênica (Reduzir LDL) Sedentarismo (Atividade Física Diária) Sedentarismo (Atividade Física Diária) Obesidade (manter ou alcançar peso ideal) Obesidade (manter ou alcançar peso ideal) Expert Panel. JAMA 2001;285:

32 Medidas para Reduzir LDL-C Reduzir gordura SAT (<7% kcal) Expert Panel. JAMA 2001;285: Reduzir colesterol (<200 mg/dia) Outras opções: Estanois/esterois de plantas Estanois/esterois de plantas Fibras Viscosas Fibras Viscosas

33 COMPOSIÇÃO GERAL DA DIETA NutrienteIngestão Recomendada Gordura saturada*<7 %das kcal totais Gordura Poliinsaturada10% das kcal totais Gordura Poliinsaturada10% das kcal totais Gordura MonoinsaturadaAté 20% das kcal totais Gordura MonoinsaturadaAté 20% das kcal totais Gordura Total25–35% das kcal totais Gordura Total25–35% das kcal totais Carboidratos**50–60% das kcal totais Carboidratos**50–60% das kcal totais Fibra20–30 gramas por dia Fibra20–30 gramas por dia ProteínaCerca de 15% kcal totais ProteínaCerca de 15% kcal totais ColesterolMenos de 200 mg/dia ColesterolMenos de 200 mg/dia Calorias Totais (energia)Para manter peso desejável Calorias Totais (energia)Para manter peso desejável

34 Efeitos dos AG em lipoproteinas Todos os AG aumentam HDL em relação a CH SAT aumentam LDL e HDL SAT aumentam LDL e HDL PI em relação a SAT = LDL e HDL PI em relação a SAT = LDL e HDL MI em relação a SAT = LDL e HDL MI em relação a SAT = LDL e HDL PORÉM, DEVEM SER MANTIDOS DENTRO DAS PROPORÇÕES RECOMENDADAS

35 ÁCIDOS GRAXOS TRANS (TFA) Mais densamente empacotados que formas cis Mais densamente empacotados que formas cis Ingestão usual: apenas 2-3% da energia total Ingestão usual: apenas 2-3% da energia total Alto consumo: LDL-C; HDL-C Margarina em barra, biscoitos recheados, Margarina em barra, biscoitos recheados, pães, massa feita com gordura hidrogenada. Lichtenstein AH et al. N Engl J Med 1999;340:

36 Principais Fontes de Fibras na Dieta Fontes de 8-10 g/porção Feijão cozido (2 conchas) Feijão cozido (2 conchas) Lentilhas cozidas (2 conchas) Lentilhas cozidas (2 conchas) Feijão branco cozido (2 conchas) Feijão branco cozido (2 conchas) Fontes de 2-4 g/porção Brócole cozido (3/4 xícara) Brócole cozido (3/4 xícara) Repolho cozido (1/3 xícara) Repolho cozido (1/3 xícara) Cenoura crua (1 média) Cenoura crua (1 média) Espinafre cozido (1/4 xícara) Espinafre cozido (1/4 xícara) Fontes de 2-3 g/porção Maçã ( 1 pequena) Banana (1 média) Banana (1 média) Morangos (3/4 xícara) Morangos (3/4 xícara) Laranja (1 média) Laranja (1 média) Batata cozida (1 média) Batata cozida (1 média) Pão integral (1,5 fatias) Pão integral (1,5 fatias) C. Cracker integral (6-7 unid) C. Cracker integral (6-7 unid) Arroz integral (1/2 xícara) Arroz integral (1/2 xícara)

37 Fontes de Fibras para Suplementação FONTEQUANTIDADEGRAMA FIFS DE FIBRA DE FIBRA Granola 1 xícara (85g) 734 All Bran1 xícara (85g)26224 Fiber 11 xícara (85g)30255 Corn Flakes1 xícara (40g)0,450,350,1 Matinais (com fibras)1 xícara(40g)651 Farelo de aveia1 xícara (95g)13,576,5 Aveia 1 xícara (80g)7,73,74 Farelo de trigo1 xícara (110g)1614,51,5 Benefiber1 colher (15g)1515

38 Colesterol na dieta altera pouco o colesterol plasmático em indivíduos saudáveis. Para cada adição de 100mg/dia à dieta aumenta o colesterol total de 2 - 6mg% COLESTEROL ALIMENTAR

39 12 a 15% kcal totais ou 0,8 g/kg ideal PROTEÍNAS Proteína animal aumenta colesterolemia comparada com proteína vegetal Soja é a proteína vegetal mais testada. Reduz a colesterolemia em 5 a 10% em relação à caseína e outras proteínas vegetais em estudos experimentais e alguns estudos clínicos

40 Carboidratos complexos devem ser preferidos 50 a 55% kcal totais. CARBOIDRATOS Carboidratos simples devem ser restritos a 5-10 % das kcal totais, principalmente se ocorrer hipertriglicemia associada.

41 Novas Opções para reduzir LDL EVITAR Gordura trans* Gordura trans*ADICIONAR Fibras Viscosas Fibras Viscosas Ésteres de esterol/estanol de plantas Ésteres de esterol/estanol de plantas Expert Panel. JAMA 2001;285:

42 Esterificação de Estanois Estanol de Plantas Pó cristalino com pouca solubilidade em lípides Ponto de fusão 140–150 o C R C - = O O O HO 17 Esterificação Estanollipossolúvel

43 ESTERES DE ESTERÓIS E ESTANÓIS DE PLANTAS Ingestão de esteróis de vegetais e animais semelhante em nossa dieta Ingestão de esteróis de vegetais e animais semelhante em nossa dieta Estanóis são menos absorvidos que esteróis Estanóis são menos absorvidos que esteróis Mecanismo de ação: Mecanismo de ação: Interfere com a absorção do colesterol micelar Interfere com a absorção do colesterol micelar Não altera absorção de gorduras Não altera absorção de gorduras Law MR et al. BMJ 2000;320:

44 Esteres de estanol/esterol de Plantas 2 g de estanol de plantas adicionados na porção diária de margarina é capaz de reduzir LDL-C de acordo com a faixa etária: 2 g de estanol de plantas adicionados na porção diária de margarina é capaz de reduzir LDL-C de acordo com a faixa etária: 50–59 anos 21 mg/dl 50–59 anos 21 mg/dl 40–49 anos 17 mg/dl 40–49 anos 17 mg/dl 30–39 anos 13 mg/dl 30–39 anos 13 mg/dl Law MR et al. BMJ 2000;320:

45 Tratamento com Éster de Estanol em margarina -2 Cholesterol (mg/dl) Período do estudo (meses ) Miettinen TA et al. N Engl J Med 1995;333: Massachusetts Medical Society. All rights reserved Margarina com Sitostanol-ester

46 EFEITO DE ADJUNTOS ALIMENTARES Mudança estilo de vida em pacientes LDL-C = 160 Walden CE et al. Arterioscler Thromb Vasc Biol 1997;17: Jenkins DJ et al. Curr Opin Lipidol 2000;11: Cato N. Stanol meta-analysis. Personal communication, Componente Dietético LDL-C (mg/dL) LDL-C (mg/dL) Redução de gordura saturada/colesterol –12 Fibras Viscosas (10–25 g/d) –8 –8 Estanpois/Esteróis de Plantas (2 g/d) –16 Total –36 mg/dl –36 mg/dl (22,5%) (22,5%)

47 Vitamin E – Redução de aterosclerose em animais experimentais nas doses de 400 UI/dia – Nenhum benefício comprovado na maioria dos estudos –HOPE Trial – vitamina E natural –GISSI Prevention –vitamin E Sintética MEGADOSES DE VITAMINAS

48 Beta Caroteno Beta Caroteno Nenhum benefício provado em 3 estudos clínicos Nenhum benefício provado em 3 estudos clínicos Um estudo com interrupção precoce (CARET) por sua relação com aumento de mortalidade Um estudo com interrupção precoce (CARET) por sua relação com aumento de mortalidade Vitamina C Vitamina C Evidências menos claras na aterosclerose Evidências menos claras na aterosclerose Alpha-Tocopherol, Beta-Carotene Cancer Prevention Study Group. N Engl J Med 1994;330: Hennekens CH et al. N Engl J Med 1996;334: Omenn GS et al. N Engl J Med 1996;334: HOPE Study Investigators. N Engl J Med 2000;342: GISSI- Prevenzione Investigators. Lancet 1999;354:

49 EFEITOS NA TRIGLICERIDEMIA - TG em VLDL - secreção de VLDL - clearance de Qm e VLDL (?) EFEITOS NA COLESTEROLEMIA - Nenhum efeito em indivíduos normais - LDL e LDLc em pacientes hipertrigliceridêmicos - ox LDL (EPA e DHA) -3 -3

50 Omega-3 DART: 29% mortes DART: 29% mortes GISSI: (1g/d) 10-15% morte, IAM não fatal, AVC GISSI: (1g/d) 10-15% morte, IAM não fatal, AVC Dieta Mediterrânea Lyon Trial: Dieta pobre em gordura animal e gordura do leite e rica em fontes vegetais de omega-3 e fibras Lyon Trial: Dieta pobre em gordura animal e gordura do leite e rica em fontes vegetais de omega-3 e fibras Redução de 73% em IAM 76% mortalidade cardíaca 76% mortalidade cardíaca 70% mortalidade total, 70% mortalidade total, Burr ML et al. Lancet 1989;2: GISSI-Prevenzione Investigators. Lancet 1999;354: de Longeril M et al. Circulation 1999; 99: DADOS CLÍNICOS DE EFICÁCIA DA DIETA

51 Álcool: Doses moderadas de álcool aumentam HDLc Doses altas de álcool aumentam TG levemoderadaalta

52 Lyon Diet Heart Study: Sobrevivência cumulativa sem IAM ou morte cardíaca de Lorgeril M et al. Circulation 1999;99: Lippincott Williams & Wilkins. 1 % sem eventos Experimental Control P = anos 2345 Margarina de Canola, Margarina de Canola, colesterol, colesterol, gordura saturada gordura saturada frutas e vegetais frutas e vegetais fibra, fibra,


Carregar ppt "DISLIPIDEMIAS E ATEROSCLEROSE Jacqueline I Alvarez-Leite."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google