A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DETECÇÃO MOLECULAR DO HPV EM PACIENTES ENCAMINHADAS À URS – SAGRADA FAMÍLIA - PBH Vanessa Carla de Moraes Gonçalves Cirino Orientadora: Profa. Annamaria.

Cópias: 1
Câncer do Colo do Útero – aspectos morfológicos, epidemiológicos e fatores de risco Vanessa Carla de Moraes Gonçalves Cirino Orientadora: Profa. Annamaria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DETECÇÃO MOLECULAR DO HPV EM PACIENTES ENCAMINHADAS À URS – SAGRADA FAMÍLIA - PBH Vanessa Carla de Moraes Gonçalves Cirino Orientadora: Profa. Annamaria."— Transcrição da apresentação:

1 DETECÇÃO MOLECULAR DO HPV EM PACIENTES ENCAMINHADAS À URS – SAGRADA FAMÍLIA - PBH Vanessa Carla de Moraes Gonçalves Cirino Orientadora: Profa. Annamaria Ravara Vago PAD – Departamento de Morfologia - ICB – UFMG Laboratório de Biologia das Interações Celulares

2 INCIDÊNCIA DO CÂNCER DO COLO DO ÚTERO 15% DE TODAS AS CATEGORIAS DE CÂNCER FEMININO 2 O TIPO DE NEOPLASIA MAIS COMUM ENTRE AS MULHERES MAIOR INCIDÊNCIA ENTRE MULHERES DE 40 A 60 ANOS NOVOS CASOS SÃO DIAGNOSTICADOS A CADA ANO

3 Estimativas para o ano 2005 das taxas brutas de incidência por e de número de casos novos por câncer, em mulheres, segundo localização primária. Localização Primária Neoplasia maligna Estimativa dos Casos Novos Minas Gerais Belo Horizonte Casos Taxa Bruta Casos Pele não Melanoma , ,43 Mama Feminina , ,99 Traquéia, Brônquio e Pulmão 7707, ,41 Estômago8008, ,93 Colo do Útero , ,28 Cólon e Reto , ,25 Esôfago3503,61403,47 Leucemias4104,19806,09 Cavidade Oral 3303,38604,86 Pele Melanoma 2102,21604,67 Outras Localizações , ,32 Total , ,39

4 HISTOLOGIA Connective Tissue Tissue Stratified Squamous Epithelium Epithelium

5 INCIDÊNCIA DAS NEOPLASIAS

6 NEOPLASIAS INTRAEPITELIAIS CERVICAIS

7 COILOCITOSE

8 Nova Classificação Bethesda System. NIC I » lesão escamosa intra-epitelial de baixo grau (LSIL) NIC II, III e carcinoma in situ » lesão escamosa intra-epitelial de alto grau (HSIL) Células escamosas atípicas de significado indeterminado » ASCUS Células glandulares atípicas de significado indeterminado » AGUS

9 FATORES DE RISCO Infecção por HPV Paridade elevada Início precoce da vida sexual ativa Multiplicidade de parceiros sexuais Tabagismo Uso de contraceptivo oral Casos de imunossupressão Baixo nível socioeconômico

10 VIAS DE TRANSMISSÃO Sexual Neonatal Através de pinças, luvas, roupas, equipamentos, etc.

11 VÍRUS DO PAPILOMA HUMANO (HPV) : 1, 2, 6, 11, 26, 40, 42, baixo risco : 1, 2, 6, 11, 26, 40, 42, , 57, 59, 66 e 68; , 57, 59, 66 e 68; : 5, 8, 16, 18, 31, médio e alto risco : 5, 8, 16, 18, 31, 33, 35, 39, 45, 51, 52, 56 e 59; 33, 35, 39, 45, 51, 52, 56 e 59; Câncer de pele Câncer de mucosas 1, 2, 5 e 8 16, 18, 31 e 45

12 O GENOMA DO HPV Dupla Hélice de DNA circular, 8000 pb, 3 segmentos: Early-region (E) – E1, E2, E4, E5, E6, E7 Late-region (L) – L1 e L2 Long control region (LCR)

13 MÉTODOS DE DETECÇÃO CLÍNICO - LABORATORIAIS Citopatológico Colposcópico Histopatológico

14 MÉTODOS DE DETECÇÃO MOLECULARES Captura Híbrida Hibridização com sondas PCR – Reação em Cadeia da Polimerase

15 OBJETIVO Realizar a extração do DNA e detecção de um fragmento do genoma viral amplificado por PCR das amostras cervicais coletadas de pacientes na URS – Sagrada Família.

16 METODOLOGIA METODOLOGIA

17 POPULAÇÃO ESTUDADA

18 DESENHO EXPERIMENTAL PACIENTES ENCAMINHADAS n = 82 COLETA DE AMOSTRAS ECTO E ENDOCERVICAIS EXTRAÇÃO DE DNA COLORAÇÃO Ag + PCR ELETROFORESE GEL DE POLIACRILAMIDA Proteinase K Fenol: Clorofórmio: IAA

19 MECANISMO DO PCR

20 PCR – fragmento de 450 pb do genoma viral ( Região de L1) Primers : MY09 e MY11 Programa de 40 ciclos

21 PRODUTO DE AMPLIFICAÇÃO DO FRAGMENTO DE 450 pb DO GENOMA DO HPV

22 PRODUTO DE AMPLIFICAÇÃO DO FRAGMENTO DE 110 pb DO GENE DE β–GLOBINA HUMANO

23 RESULTADOS Amostras coletadas 82 Extração de DNA60 PCR – HPV40 PCR – β-Globina6

24 RESULTADOS AMOSTRAS PCR - HPV PCR – β-Globina

25 OBJETIVOS FUTUROS Realizar a comparação entre os achados clínico-colposcópicos, citológicos, histopatológicos e moleculares obtidos nas amostras analisadas. Realizar a detecção dos subtipos de HPV.

26 BIBLIOGRAFIA Ministério da Saúde/ Instituto Nacional do Câncer, 1996, Viva Mulher. Programa Nacional do Câncer do Colo Uterino – Manual Informativo, RJ. Villa, L., Caballero, O. L., Levi, J. E., Pena, S. D. J., Simpson A. J. G. An approach to Human Papillomavirus indentification using low stringency single specific primer PCR. Franco, E. L. The sexually transmitted disease model for cervical cancer: incoherent epidemiologic findings and the role of misclassification of human papillomavirus infection. Epidemiology, v.2, p.98 – 106, 1991.

27 AGRADECIMENTOS Professora Annamaria Ravara Vago Pacientes participantes deste Projeto de Pesquisa Professora Cleida A. Oliveira Lucas Henrique, Sandra Moraes (Mãe) e Altair Cirino (Pai) Amigos do Laboratório ( Alan, Soraya, Daniela, Alexandre e Carla) Equipe do Serviço de Patologia da URS – Sagrada Família (Médicos, Enfermeiros e Auxiliares de Enfermagem).


Carregar ppt "DETECÇÃO MOLECULAR DO HPV EM PACIENTES ENCAMINHADAS À URS – SAGRADA FAMÍLIA - PBH Vanessa Carla de Moraes Gonçalves Cirino Orientadora: Profa. Annamaria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google