A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Índices de Preços ao Consumidor Harmonizado Mercosul Ampliado Palestrante: Marcia Quintslr Chefe do Departamento de Índices de Preços IBGE (IPCA/INPC;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Índices de Preços ao Consumidor Harmonizado Mercosul Ampliado Palestrante: Marcia Quintslr Chefe do Departamento de Índices de Preços IBGE (IPCA/INPC;"— Transcrição da apresentação:

1 Índices de Preços ao Consumidor Harmonizado Mercosul Ampliado Palestrante: Marcia Quintslr Chefe do Departamento de Índices de Preços IBGE (IPCA/INPC; Construção Civil; Orçamentos Familiares)

2 IPCH-MA Projeto de Cooperação Internacional Institutos Nacionais de Produção de Estatísticas da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, e Uruguai e Banco Central do Paraguai. CEPAL - Secretaria Técnica Consultor Internacional - Sr. Jacob Ryten

3 IPCH-MA Motivação Usos dos Índices de Preços ao Consumidor –Medida geral de Inflação –Avaliação de metas inflacionárias pré- estabelecidas –Correção de salários (uso histórico) –Correção de contratos em geral –Comparação Internacional - Ex.: Europa - Harmonized Consumer Price Index. (impulso nos investimentos teóricos)

4 IPCH-MA Motivação A motivação central é suprir o bloco de países de medida comparável da variação de preços ao consumidor. Trabalhos iniciados em 1998 visavam identificar viabilidade do projeto de harmonização e promover intercâmbio técnico entre produtores.

5 IPCH-MA Objetivo Cálculo de Índice de Preços ao Consumidor em cada país, segundo critérios de harmonização das cestas de bens e serviços, nomenclatura e metodologia. Observação: Não substitui o IPC oficial de cada país.

6 IPCH-MA Comparando Índices Oficiais Estudo das metodologias dos índices de preços oficiais e identificação do grau de comparabilidade – Fórmulas de Cálculo – Cálculos Específicos – Comparação das |Cestas de Produtos e Serviços

7 IPCH-MA Comparação das Fórmulas de Cálculo Semelhança - Os seis países utilizam a fórmula de Laspeyres O quadro que segue identifica diferentes tratamentos abaixo da linha de Laspeyres A agregação dos relativos de preços até a aplicação da fórmula de Laspeyres é diversa

8 IPCH-MA Quadro de fórmulas abaixo da linha de Laspeyres

9 IPCH-MA Hierarquia e Nomenclatura Relacionadas ao Cálculo Elementar

10 IPCH-MA Métodos e Situações Especiais Alimentação Energia/telefone res Saúde Transporte Educação Aluguel Sazonais Comparável Consumo médio Medicamentos Ônibus/Taxi Não comparável Aprofundar estudos

11 IPCH-MA Comparação detalhada das cestas de produtos e serviços Utilização de tradução para classificação comum - Classificação por Finalidade de Uso dos Bens e Serviços (CCIF 1999) Importância da Classificação comum para análise comparativa. Tendência de migrar os índices oficiais para a mesma classificação.Brasil-adotar CCIF no IPCA Comparação das cestas propriamente dita

12 IPCH-MA As Divisões da CCIF Alimentos e Bebidas não Alcoólicas Vestimenta e Calçado(inclui serviços) Residência,Água,Eletricidade,Gas outors combustíveis. Móveis,artigos p/lar e conservação da casa Saúde Transporte Comunicações Recreação e Cultura Restaurante e Hotéis Bens e Serviços Diversos

13 IPCH-MA Nomenclatura Comum Glossário-CEPAL Necessária Adoção de nomenclatura comum Glossário em Espanhol pode atender toda América Latina Exemplos e Árvore de Classificação (transparência)

14 IPCH-MA Primeira Versão Definir - Principalmente produtos transáveis excluindo quase a totalidade dos serviços. Prioridade para a comparabilidade / nenhum esforço adicional em relação ao IPC Oficial. Exercício :1997 até 2001 ; cuidados na análise ( Pofs em datas diversas; preços com variação pontual; comparação com o resultado oficial). Resultados sendo preparados e analisados para entrega a autoridades Mercosul

15 IPCH-MA Versão 1- Cesta Comum vs Cesta IPCA-Brasil Índice Geral ,57% Alimentos e Bebidas ,09% Vestimenta e Calçado ,70% Habitação, Gás etc ,03% Móveis,Artigos p/lar ,36% Saúde ,66% Transporte ,18% Comunicações ,93% Recreação e Cultura ,10% Restaurantes e Hotéis ,53% Bens e Serviços Diversos. 32,74 %

16 IPCH-MA Próxima Etapa Convênio Mercosul/Comunidade Européia/ Chile ( Bolívia - prossegue) - Agregar de forma mais efetiva a experiência Européia Incluir Serviços de Saúde e Educação Ampliar Transporte Avaliar custo benefício de harmonização de fórmulas ao nível elementar e sazonais. Até outubro de Versão 2

17 IPCH-MA Versão completa Incluir demais itens Identificar fórmula para Habitação Mudança de Qualidade Atualização das Ponderações

18 IPCH-MA Atualização de Ponderações Pesquisa de Orçamentos Familiares 2001/ Brasil –Abrangência Nacional - urbana e rural (até então, 11 regiões) –Ampliação Temática –CCIF / Revisão de alguns quesitos (processo de harmonização vs qualidade do IPC.

19 Estatísticas Harmonizadas Uma necessidade indiscutível Preços - atualização do manual IPC - Eurostat, FMI, OIT, Institutos de Estatística - reunião de experts em outubro de Genebra

20 IPC Harmonizado vs Núcleo Comum para o Mercosul A experiência operativa do Grupo de Trabalho do IPC harmonizado A identificação dos aspectos comuns e/ou divergentes dos diversos IPC s oficiais é fundamental para a interpretação de núcleo comum. A harmonização dos IPC s é um ponto de partida para o núcleo comum.


Carregar ppt "Índices de Preços ao Consumidor Harmonizado Mercosul Ampliado Palestrante: Marcia Quintslr Chefe do Departamento de Índices de Preços IBGE (IPCA/INPC;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google