A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

I ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE REGULAÇÃO E SUPERVISÃO EM MICROFINANÇAS BANCO CENTRAL DO BRASIL JUNHO-2005.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "I ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE REGULAÇÃO E SUPERVISÃO EM MICROFINANÇAS BANCO CENTRAL DO BRASIL JUNHO-2005."— Transcrição da apresentação:

1 I ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE REGULAÇÃO E SUPERVISÃO EM MICROFINANÇAS BANCO CENTRAL DO BRASIL JUNHO-2005

2 O Setor Informal

3 Ainda é... É atendido pelo varejo ou por opções informais É apoiado pela rede de relacionamento Lança mão do crédito informal Não se vê na atual comunicação bancária Problemas… Filas Burocracia Custo de ida ao banco (p.ex., condução) Portas giratórias, segurança ostensiva, etc. Setor Informal (Mercado popular) – Conclusões de Pesquisa Recente Fonte:Pesquisa recente – consultoria Data-Popular

4 Características Crédito Produtivo e Orientado Autosustentabilidade Garantias em Grupo (solidária) Assessores: Capacitação permanente e remuneração por incentivo Atendimento no Local Risco baseado no caráter e solidariedade Downscaler Público Atuação de 1º piso Metodologia específica para Microcrédito Unidades especializadas para atendimento Microcrédito

5 Produtos / Servi ç os Capital de Giro Crédito Solidário Crédito Individual Crédito para investimento fixo (máquinas, equipamentos, reforma do negócio e da residência) Conta Corrente Seguros Prestamistas Assessoria Empresarial - Complementar ao crédito -Melhora a capacidade gerencial dos clientes Em fase de piloto: CREDIAMIGO Comunidade (Metodologia de Village Banks)

6 Condi ç ões de Cr é dito Grupo Solidário: De 3 a 10 microempreendedores 1 ano de atividade Valores iniciais: até R$ 500,00 (Clientes com faturamento até R$ 1.000,00); até R$ 1.000,00 (Clientes com faturamento de R$ 1.000,00 até R$ 5.000,00); até R$ 2.000,00 (Clientes com faturamento de R$ 5.000,00 até R$ ,00). Taxa de juros: Valores até R$ 1.000,00 – 2% e Taxa de Abertura de Crédito de até 4% Valores acima de R$ 1.000: de acordo com prazo e periodicidade; Endividamento máximo: R$ ,00, limitado a: Capital de giro: até R$ 8.000,00 Investimento Fixo: até R$ 3.000,00 Prazo: Capital de giro: 1 a 6 meses; Investimento Fixo: até 18 meses

7 Metodologia Conhecimento e Abertura de Mercado Promoção e Informação Concessão do crédito Solicitação do crédito / Cadastro Visita prévia ao negócio Sessão de consolidação Levantamento Sócio-Econômico Definição das condições do crédito Comitê de Crédito e Desembolso Relacionamento com o cliente Verificação de Investimento Visitas mensais de acompanhamento Assessoria Empresarial / Educação Financeira Renovação do Crédito Gestão Operacional Gerenciamento de área Gestão Operacional – Assessor Coordenador Gestão Operacional – Assessor de Crédito Gestão da Inadimplência

8 Credit Score – Grupo Solid á rio CREDIT SCORE QUALIFICAÇÃO DO CARÁTER CAPACIDADE DE PAGAMENTO RISCO DA ATIVIDADE / ZONA RISCO DO NEGÓCIO HISTÓRICO DE CRÉDITO CLASSIFICAÇÃO DO CLIENTE NOTA DE CRÉDITO LIMITEPRAZO

9 Perfil da Carteira Ativa por Produto Mar/2005

10 Perfil de Clientes – 31/01/2005

11 Empréstimos no Ano – Mar/2005 Empréstimos Acumulado – Mar/2005 Nº Clientes: 167,4 mil Valor: R$ 108 milhões Valor médio:R$ 644,87 Carteira Ativa – Mar/2005 Nº Empréstimos: Valor Desembolsado: R$ 121,5 milhões Valor médio: R$ 909,20 Nº Empréstimos: Valor Desembolsado: R$ 1,65 bilhões Valor médio: R$ 816,54 Maior que 30 dias 0,36% Inadimplência A partir de um dia * 0 a 90 dias de atraso sobre a carteira ativa até 90 dias Governo Lula – Jan/03 a Mar/2005 Nº Empréstimos: Valor Desembolsado: R$ 930 milhões Valor médio: R$ 864,69 *Mar Resultados – 31/03/2005 Gênero

12 Evolu ç ão dos Indicadores – Mar/2005

13 Quanto maior o ciclo do cliente, menor o risco e a necessiade de acompanhamento; Os clientes da base da pirâmide econômica permanecem menos no Porgrama; O sucesso depende do modelo de gestão dos resultados tanto dos coordenadores como dos assessores de crédito Novos produtos devem ser testados em projetos pilotos antes de por na rede; Li ç ões Aprendidas

14 Li ç ões Aprendidas - continua ç ão Os prazos e valores dos empréstimos devem ser adequados à necessidade do cliente O clientes de maior porte econômico optam por grupos menores; Os grupos com maior número de integrantes são adequados para os clientes da base da pirâmide econômica; Quanto menor o número de integrantes maior o risco e a perda;

15 Grupo Solid á rio - Sinais de deterioriza ç ão Desconfiança entre os componentes; Consolidação mínima; Integrantes não assumem seus deveres nem responsabilidades; Integrantes não dão importância à sessão de liberação dos recursos; Desconhecimento entre os componentes; Não-aplicação do aval solidário nas situações de inadimplemento; Desonestidade na administração da parcela; Poder de decisão do grupo concentrado nas mãos de poucas pessoas; Individuação do pagamento da parcela; Redução do número de componentes;

16 Educa ç ão Financeira Acompanhamentos programados e sistemáticos Prazos curtos e sem carência Pequenos Empréstimos Seqüenciais e Graduais (aumento de valor de acordo com o desenvolvimento do negócio) Sanções sociais Disponibilização de controles administrativos (caderneta do negócio) Cobrança preventiva

17 Adaptar a metodologia do CREDIAMIGO Urbano para o Microcrédito Rural – PRONAF B Simplificação da Metodologia mantendo os princípios básicos do Microcrédito Produtivo Orientado; Desenvolver metodologia que permita trabalhar com várias OSCIPs na forma de mandatário e correspondente; Ofertar novos serviços financeiros aos clientes de Microcrédito – Urbano e Rural; Crescer para manter os ganhos de escala; Investir em Crédito Solidário ou Crédito Individual. Desafios

18 Parcerias

19 Stélio Gama Lyra Júnior Nossos Agradecimentos! Banco do Nordeste do Brasil S/A Área de Microfinanças e Projetos Especiais Av. Paranjana, 5700 – Bl. C1 Superior Fortaleza-CE - Fone: (55 085)


Carregar ppt "I ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE REGULAÇÃO E SUPERVISÃO EM MICROFINANÇAS BANCO CENTRAL DO BRASIL JUNHO-2005."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google