A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética."— Transcrição da apresentação:

1 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 1 V Oficina de PIR na USP Planejamento Integrado de Recursos Projeto Araçatuba FAPESP Coordenador: Miguel Edgar Morales Udaeta "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Jonathas Luiz de Oliveira Bernal Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 03 de Maio de 2006

2 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 2 Contexto do Projeto 1995 – GEPEA foca no desenvolvimento do interior paulista 1996/1997 – Desenvolvimento dos estudos da ferramenta PIR 2001 – Parceria com a Cooperhidro, de Araçatuba Projeto de diagnóstico preliminar dos recursos energéticos de oferta do Oeste Paulista 2004 – 1ª fase do projeto Novos Instrumentos De Planejamento Energético Regional Visando O Desenvolvimento Sustentável

3 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 3 O Planejamento Integrado de Recursos (PIR) Busca a melhor alocação dos recursos disponíveis Do lado da Oferta, todas as possibilidades de suprimento e transporte disponíveis (GLO). Do lado da Demanda, gerenciamento de consumo e eficiência na utilização da energia (GLD).

4 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 4 O Planejamento Integrado de Recursos (PIR) Alocação de recursos Temporal e Geograficamente de acordo com seus valores sociais, técnico-econômicos, políticos e ambientais. Avaliação de Custos Completos (ACC) relativos aos recursos energéticos.

5 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 5 Região Admnistrativa de Araçatuba

6 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 6 A Região De Araçatuba Curso do Baixo Tietê e trecho do rio Paraná. Usinas hidrelétricas de Promissão, Nova Avanhandava, Três Irmãos, Ilha Solteira e Jupiá. Hidrovia Tietê-Paraná: transporte de cargas agrícolas. Presença do Gasoduto Bolívia-Brasil.

7 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 7 A Região De Araçatuba Grande vocação para bovinos de corte. Destaque na Cultura de Cana-de-Açúcar Presença de indústrias de calçados infantis.

8 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 8 Atividades Realizadas Fase 1 – Diagnóstico Preliminar da Região Fase 2 – identificação e entendimento dos En-In. Fase 3 – Capacitação da Equipe da entidade parceira Fase 4 – Organização da Oficina de Planejamento Energético

9 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 9 Atividades Realizadas FASESMESES Cronograma de Atividades

10 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Diagnóstico Preliminar da Região Coleta de Dados e Identificação dos En-In através de entrevistas: Postos de GNV Prefeituras e Governo do Estado UDOP – Usinas e destilarias do Oeste Paulista AES Tietê Cetesb Companhias de navegação Gás Brasiliano CPFL CESP Indústrias Pólo Calçadista Pecuaristas e Agricultores Sindicatos

11 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Visitas Realizadas

12 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Visitas Realizadas

13 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Visitas Realizadas

14 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Visitas Realizadas

15 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Visitas Realizadas

16 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Levantamento do Potencial Disponível Recurso Potencial Teórico (MWh/ano) Potencial Realizável (MWh/ano) Custo da Energia Gerada (US$/MWh) Bagaço de Cana1221 mil73 mil45 – 105 Álcool3628 mil1814 mil45 – 105 Cascas de Arroz – 150 Biodiesel154 mil15 mil200 Fotovoltaica37000 mil657 mil500 – 1160 Coletores Solares72 mil7 mil30 – 60 Eólica de Pequeno Porte 8760 mil730 mil 100 – 200 Eólica de Grande Porte50 – 95 Pico Centrais Hidrelétricas 1300 mil130 mil 60 – 250 Micro centrais hidrelétricas45 – 200 Pequenas centrais hidrelétricas35 – 145 Resíduos Rurais Animais60 mil6 mil60 – 120 Aterros Sanitários37 mil7,4 mil160 – 400 Esgoto18 mil4,8 mil250 Gás Natural (termelétricas)---17 mil100 – 180

17 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Avaliação de Custos Completos (ACC)

18 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Capacitação de Equipe Parceira Treinamento de equipe parceira na metodologia PIR Introdução Aspectos relevantes acerca do desenvolvimento Meio ambiente Energia Recursos naturais Produção de energia Transporte de energia Distribuição de energia Usos da energia Aspectos relevantes dos sistemas energéticos Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL)

19 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Capacitação de Equipe Parceira

20 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Discussões sobre o PIR Oficina aberta aos Envolvidos e Interessados Palestras sobre: Planejamento Integrado de Recursos Resultados da Caracterização Inicial do Potencial Regional Dinamica de Avaliação de Custos Completos

21 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Discussões sobre o PIR

22 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Resultados Obtidos Identificação/Diagnósticos dos recursos da região

23 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR Resultados Obtidos Capacitação da equipe da entidade parceira. Identificação e entendimento com os principais atores da Indústria Energética na região e envolvidos em geral. Realização do Treinamento e Oficina.

24 Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética de fontes alternativas no PIR 24 Resultados Obtidos Pontuações/ Recursos Técnico-Econômico*Ambient al PolíticoSocialPontuação Final Coletores Solares8,338,759,758,008,71 Bagaço de Cana7,179,251,009,256,67 Eólico de Grande Porte4,837,55,258,006,40 Eólico de Pequeno Porte3,758,506,007,006,31 Esgoto4,429,004,756,756,23 Gás Natural Residencial5,588,501,008,505,89 Gás Natural Veicular5,757,003,507,005,81 Termelétricas a Gás Natural6,834,753,007,755,58 Aterros Sanitários3,755,50 7,005,44 Painéis Fotovoltaicos4,255,254,756,755,25 Biodiesel2,428,002,508,005,23 Álcool5,927,001,005,754,92 Pico Hidrelétricas5,154,503,256,254,79 Dejetos Animais6,086,251,004,504,46 Diesel6,251,502,004,003,44


Carregar ppt "Jonathas Luiz de Oliveira Bernal V Oficina: "Como Considerar Variáveis Sociais, Ambientais e Políticas no Planejamento Energético" Perspectiva energética."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google