A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Educação Básica: um novo desafio para o SNPG José Fernandes de Lima Conselho Nacional de Educação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Educação Básica: um novo desafio para o SNPG José Fernandes de Lima Conselho Nacional de Educação."— Transcrição da apresentação:

1 Educação Básica: um novo desafio para o SNPG José Fernandes de Lima Conselho Nacional de Educação

2 O SNPG O Sistema Nacional de Pós-Graduação é reconhecido como um dos empreendimentos de maior sucesso já realizados no País. É o último degrau do sistema escolar Recebe os alunos provenientes dos outros níveis. Recebe interferência e pode interferir nos outros níveis

3 Alguns motivos do sucesso do SNPG Atuação da CAPES Participação da comunidade científica Definição de objetivos claros e planos bem definidos Planos nacionais – PNPG Avaliação feita pelos pares Compromisso com o sucesso Capacidade de evoluir

4 Evolução dos objetivos do PNPG Institucionalização do sistema, Consolidação da PG como atividade regular no âmbito das universidades e garantindo-lhes financiamento estável. Institucionalização da pesquisa nas universidades para assegurar o funcionamento da pós-graduação. Estabilidade e indução de programas em assuntos de interesse estratégicos. ( ) Em outras palavras, a preocupação evoluiu da formação de professores até os temas estratégicos.

5 Desafios atuais do SNPG e alguns obstáculos Elevar o nível da ciência praticada para um novo padrão Pré Sal/5 economia mundial. Transformar a ciência em motor da cidadania Estudar novos assuntos estratégicos Aumentar o número de cursos de mestrado e doutorado Promover a popularização da ciência desenvolvida O número de candidatos qualificados não tem acompanhado o crescimento do sistema A educação básica tem sido identificada como o primeiro ponto de estrangulamento e de preocupação.

6 Áreas que devem merecer a atenção do novo presidente áreas Saúde4363 Segurança3139 Emprego4133 Educação Básica1528 Drogas2426 Fome-miséria3118 Salário1016 corrupção2714

7 Situação atual da Educação Básica A Educação Básica tem fama de ruim Documento do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social afirma que a escolaridade é baixa e desigual A Academia Brasileira de Ciências também reclama A imprensa cita os resultados do PISA Todos dizem que a qualidade é baixa Os professores dão nota baixa para educação básica A melhoria da qualidade da educação básica virou uma questão de estado

8 Situação atual da Educação Básica: visão de um empresário Alta taxa de repetência. Alta taxa de abandono escolar. 12 anos para cumprir o ciclo fundamental de 8 anos. 17 anos para cumprir o ciclo básico de 11 anos. Apenas 5% dos alunos concluem o fundamental com a idade correta (14 anos). 50% dos alunos de 4ª Série são analfabetos. Alunos concluem a 8ª Série com nível de conhecimento da 4ª Série. Alunos concluem o Nível Médio com nível de conhecimento da 8ª Série. 70% da população brasileira é analfabeta funcional. 80% da população brasileira não consegue calcular uma porcentagem.

9 Outra visão da Educação Básica O ensino fundamental está universalizado Os indicadores que medem a aprendizagem estão melhorando O número de analfabetos tem diminuído O número médio de anos de estudos vem aumentando Ainda existem desigualdades regionais, étnico-raciais, sócio econômicas O atendimento às crianças de 4 e 5 anos e aos adolescentes de 15 a 17 ainda é insuficiente A quantidade de concluintes do Ensino Fundamental no país corresponde a 53,7% dos que ingressam no mesmo nível de ensino A reprovação e o abandono são grandes o que faz com que os alunos não cheguem nos níveis finais A Educação Básica está melhorando

10 Uma breve trajetória da educação básica A preocupação com a educação nacional é nova A educação praticada sempre foi excludente A constituição de 1988 apontou no sentido contrário Tornou a educação básica obrigatória e definiu as atribuições do estado Em 1996, veio a LDB Em 2001, veio o PNE Em 2007, o MEC lançou o PDE e o PAR Em 2007, o MEC criou a Capes B Em 2009, a Emenda Constitucional 59 ampliou a obrigatoriedade. Em 2010, a CONAE e o novo PNE

11 Matrícula no Ensino Médio Total de matrículas Escola Estadual Escola Privada Com idades de 15 a Taxa de aprovação74% IDEB3,4(2005) 3,5(2007) 3,6(2009) Número de professores

12 Dificuldades do Ensino Médio Relativas à incorporação dos conhecimentos novos Relativas à atualização tecnológica Relativas à mudança dos costumes Aos interesses característicos da idade. Ao fato de ter que atender a diferentes juventudes. Á garantia do acesso

13 Problemas do Ensino Médio Brasileiro Ainda não está universalizado A taxa bruta é de 85% e a líquida é de 50% Necessitamos ampliar o atendimento do ponto de vista quantitativo Ainda faltam escolas, materiais didáticos e professores. Necessitamos definir o padrão mínimo de qualidade da oferta. Isso implica definir as condições físicas, a formação e os salários dos professores Falta definir o que deve ser ensinado Falta formar professores para ensinar na escola pública Montar um sistema de gestão Estabelecer um compromisso com o sucesso Pactuar um sistema de avaliação e cobrar os resultados

14 O que fazer Regulamentar o inciso IX do artigo 4 da LDB (CAQi) Definir o que se espera de uma escola de Ensino Médio Regulamentar diferentes formas de Ensino Médio para atender às várias juventudes Regulamentar os conteúdos – parte fixa e parte diversificada. Estimular procedimentos inovadores na sala de aula Aumentar o protagonismo juvenil Formar professores comprometidos com o sucesso dos alunos e capazes de acompanhar o avanço dos conhecimentos e dialogar de forma mais eficiente com os adolescentes e jovens Criar mecanismos para que as escolas atualizem, dêem publicidade e usem os projetos políticos pedagógicos como instrumento para o sucesso dos alunos Criar mecanismos de responsabilização para que os sistemas de ensino incorporem a novas diretrizes.

15 Temas que podem ser estudados pelo SNPG A definição dos objetivos da educação básica em face do aumento das atribuições das escolas A caracterização do padrão mínimo de qualidade referida no artigo 206 da Constituição Federal A formação e a valorização dos profissionais O rendimento da aprendizagem e a garantia do direito de aprender A gestão dos sistemas e das escolas A definição das responsabilidades e o estabelecimento da colaboração dos entes federados Estabelecer critérios de avaliação


Carregar ppt "Educação Básica: um novo desafio para o SNPG José Fernandes de Lima Conselho Nacional de Educação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google