A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 1 SEIS SIGMA. DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 2 HISTÓRIA Em virtude de uma crise iniciada na década de 70, a Motorola em 1985.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 1 SEIS SIGMA. DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 2 HISTÓRIA Em virtude de uma crise iniciada na década de 70, a Motorola em 1985."— Transcrição da apresentação:

1 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 1 SEIS SIGMA

2 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 2 HISTÓRIA Em virtude de uma crise iniciada na década de 70, a Motorola em 1985 define uma nova estratégia para melhorar a qualidade dos processos da empresa. Esta estratégia é chamada de seis sigma. Em 1987 foi oficialmente lançado o programa Seis Sigma na empresa Motorola. Em 1988 a Motorola conquista o Prêmio Nacional da Qualidade Malcolm Baldrige.

3 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 3 HISTÓRIA II Em 1989 a Motorola abre o Instituto de Pesquisa Seis Sigma, ensinando a estratégia a outras empresas, tais como: IBM, Kodak, etc. Em 1994 dá início à implantação do Programa Seis Sigma na General Eletric. Atualmente no Brasil as empresas Belgo-Mineira, Multibrás, Kodak, Motorola, Ambev, Grupo Gerdau e Cimentos Votorantim estão com programas Seis Sigma em andamento, tendo alcançando bons resultados.

4 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 4 CONCEITO É uma metodologia que foca a melhoria dos processos através da eliminação sistemática de suas falhas, levando produtos e serviços livres de erros, que possam ser entregues num prazo mais curto e a um custo menor. O nome Seis Sigma vem do objetivo em relação à qualidade oferecida pela empresa.

5 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 5 CARACTERÍSTICAS Envolvimento de todas as áreas; Acompanhamento dos processos e resultados; Gerenciamento baseado em fatos e dados; Formação de especialistas na própria empresa: Black Belt e Green Belt. União de várias ferramentas com foco no cliente e melhoria contínua; Foco principal é o processo, não o produto.

6 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 6 BENEFÍCIOS Maior eficiência operacional; Resultados financeiros pela Redução de Custos; Melhoria da qualidade; Aumento da satisfação dos clientes; Capacitação dos colaboradores; Satisfação dos critérios de melhoria contínua presentes na ISO 9000.

7 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 7 INTEGRANTES DO PROCESSO CHAMPIONS Lideres de unidades de negócio. Fazer com que equipes multifuncionais se empenham no desenvolvimento de projetos específicos de melhoria e de redução de custos.

8 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 8 INTEGRANTES DO PROCESSO II BLACK BELTS Pessoas que irão disseminar os conhecimentos sobre o Seis Sigma por toda a empresa, coordenando projetos. Dedicam 100% do seu tempo ao Seis Sigma. Conduzem projetos que visam a melhoria dos tempos de ciclo de produto ou melhoria dos tempos de ciclo de produtos ou serviço, eliminação de defeito, redução de custos e satisfação do cliente.

9 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 9 INTEGRANTES DO PROCESSO II GREEN BELTS Dedicam apenas parte de seu tempo a projetos que dizem respeito ao seu dia-a-dia do trabalho. Tem responsabilidades no processo. Receberam uma versão mais simplificada do treinamento a que estão submetidos os Black Belts.

10 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 10 MÉTODO DMAIC D – Definição do projeto e escopo. M – Medir os processos como estão atualmente. A – Analisar os dados medidos anteriormente. I – Identificar e implementar as oportunidades de melhorias. C – Controlar e manter as melhorias obtidas pelo projeto.

11 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 11 CASE REDUÇÃO DE CONSERTOS PAQUETÁ

12 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 12 REDUÇÃO DE CONSERTOS EQUIPE NÚCLEO JARDEL, LAURI, LUIS, LAERTI, ALTEMIR, PAULO E ALVARINO UNIDADE: MATRIZ CHAMPION: ALEXANDRE JOSE DA SILVA SAPIRANGA, 10 DE NOVEMBRO DE 2003

13 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 13 DEFINIÇÃO: Atualmente existe um elevado nº de consertos nas linhas de produção de calçados, gerando uma grande quantidade de solicitações para reabastecimento de matérias primas, principalmente couro. OBJETIVO: Diminuir os consertos, diminuir os custos de produção, aumentar a produtividade. ESCOPO: Serão tratadas todas as solicitações de reabastecimento de couro dos produtos manufaturados nas linhas 06 e 07 da Matriz. MÉTRICAS DE PROCESSO: Quantidade em metros das Sics de couro, quantidade e tipos de defeitos no processo, produtividade das linhas. MÉTRICAS FINANCEIRAS: Custo da matéria-prima (couro), custo de mão-de-obra nos consertos (esteira, cortadores e conserteiros), faturamento.

14 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 14 FLUXOGRAMA MACRO DO PROCESSO

15 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 15

16 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 16

17 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 17 TESTE DE R&R COM OS OPERADORES (APONTAR QUAL O DEFEITO NO MATERIAL?) * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: EST. 06 e 07

18 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 18 TESTE DE R&R COM OS OPERADORES (APONTAR QUAL O DEFEITO NA COSTURA?) * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: EST. 06 e 07

19 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 19 TESTE DE R&R COM OS OPERADORES (APONTAR QUAL O DEFEITO NA MONTAGEM?) * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: EST. 06 e 07

20 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 20 PARES PRODUZIDOS X CONSERTOS (EST. 06 POR SEMANA) * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ (DPR)

21 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 21 PARES PRODUZIDOS X CONSERTOS (EST. 07 POR SEMANA) * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ (DPR)

22 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 22 * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ (DPR) PERCENTUAL DE CONSERTOS EM RELAÇÃO AOS PARES PRODUZIDOS (ESTEIRAS 06 e 07)

23 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 23 M² DE COURO ABASTECIDO PARA CONSERTO (EST. 06 E 07) * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ (CONTROLADORIA)

24 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 24 DEFEITOS POR MODELO REF.: (EST. 06) * PRODUZIDO: 4079 PARES * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 06 * Período: 13/10 à 07/11/03

25 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 25 DEFEITOS POR MODELO REF.: (EST. 07) * PRODUZIDO: 8761 PARES * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 07 * Período: 13/10 à 07/11/03

26 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 26 DEFEITOS DE MONTAGEM DA ESTEIRA 06 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 06 * Período: 13/10 à 07/11/03

27 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 27 DEFEITOS DE COSTURA DA ESTEIRA 06 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 06 * Período: 13/10 à 07/11/03

28 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 28 DEFEITOS DE MONTAGEM DA ESTEIRA 07 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 07 * Período: 13/10 à 07/11/03

29 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 29 DEFEITOS DE COSTURA DA ESTEIRA 07 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 07 * Período: 13/10 à 07/11/03

30 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 30 ANALISE DE CAPABILIDADE EST.06 NIVEL SIGMA: 2,3

31 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 31 ANALISE DE CAPABILIDADE EST.07 NIVEL SIGMA: 2,52

32 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 32 GRÁFICOS DE CONTROLE: * Período: 04/07 à 09/01/04 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 06 SANDÁLIA

33 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 33 GRÁFICOS DE CONTROLE: * Período: 04/07 à 09/01/04 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 07 SANDÁLIA

34 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 34 TIPO DE MATERIAL X DPU

35 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 35 IDENTIFICAÇÃO DA CAUSA-RAIZ: 1) Para identificação da causa-raiz dos consertos gerados no processo, utilizamos a ferramenta dos 5W, dividida em duas etapas: a)5w dos motivos de consertos na montagem; b)5w dos motivos de consertos na costura;

36 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 36 MATRIZ DE PRIORIZAÇÃO:

37 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 37 PLANO DE AÇÃO:

38 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 38 EVOLUÇÃO DOS CUSTOS COM CONSERTOS * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ

39 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 39 * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ EVOLUÇÃO DOS CUSTOS COM CONSERTOS

40 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 40 * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ EVOLUÇÃO DOS CUSTOS COM CONSERTOS

41 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 41 Reduzir em 50% a quantidade de consertos; Reduzir em 50% os custos com material para conserto; Reduzir em 50% o custo do conserto; METAS

42 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 42 ANALISE DE CAPABILIDADE EST.06 12,23% de peças fora do especificado, levando em conta o desvio- padrão de curto prazo NÍVEL SIGMA: 2,82

43 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 43 ANALISE DE CAPABILIDADE EST.06 24,93% de peças fora do especificado, levando em conta o desvio- padrão de curto prazo NÍVEL SIGMA: 2,22

44 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 44 ANALISE DE CAPABILIDADE EST.07 NÍVEL SIGMA: 2,67 13,10% de peças fora do especificado, levando em conta o desvio- padrão de curto prazo

45 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 45 GRÁFICOS DE CONTROLE: * Período: 04/07 à 23/01/04 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 06 SANDÁLIA 9 pontos consecutivos do mesmo lado.

46 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 46 GRÁFICOS DE CONTROLE: * Período: 04/07 à 23/01/04 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 07 SANDÁLIASAPATO 9 pontos consecutivos do mesmo lado. 4 em 5 pontos mais que 1sigma da média.

47 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 47 GRÁFICOS DE CONTROLE: * Período: 25/11 à 23/01/04 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 06

48 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 48 GRÁFICOS DE CONTROLE: * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 06 * Período: 25/11 à 23/01/04

49 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 49 GRÁFICOS DE CONTROLE: * Período: 09/12 à 23/01/04 * Responsáveis pela coleta dos dados: Cortador e Conserteiro * Fonte da coleta: Corte Esteira 07

50 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 50 GRÁFICOS DE CONTROLE: * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ (CONTROLADORIA *PERÍODO: JUL/2003 à JAN/2004

51 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 51 GRÁFICOS DE CONTROLE: * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ (CONTROLADORIA *PERÍODO: JUL/2003 à JAN/2004

52 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 52 GRÁFICOS DE CONTROLE: * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ (CONTROLADORIA *PERÍODO: JUL/2003 à JAN/2004

53 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 53 GRÁFICOS DE CONTROLE: * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ (CONTROLADORIA *PERÍODO: JUL/2003 à JAN/2004

54 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 54 Possíveis motivos para zerar valores gastos com couro em dez/03: 1)Diferença de +/- duas semanas entre solicitado e abastecido; Est. 06: Não houve solicitação Est. 07: 2) Sobra por diferenças no consumo; (Fechou em 101,01%(06) E 100,7% (07)) 3) Aproveitamento de sobras de materiais; INFORMAÇÕES Sic nº ,45 mR$ 3.180,91 Sic nº ,39 mR$ 813,05 * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: SISTEMA PAQUETÁ (CONTROLADORIA voltar

55 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 55 FOTO DE UMA DAS ANÁLISES DOS 5w

56 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 56 ANÁLISE DE PARETO CONSERTOS vs REFEITOS

57 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 57 ANÁLISE DE PARETO CONSERTOS vs REFEITOS

58 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 58 TESTE DE HIPÓTESE DAS DIFERENÇAS ENTRE AS MÁQUINAS DE APONTAR: Não normal, porém as análises quantitativas são robustas quanto a não normalidade.

59 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 59 TESTE DE HIPÓTESE DAS DIFERENÇAS ENTRE AS MÁQUINAS DE APONTAR: Dá o primeiro indício de que há diferenças significativas. Ferramentas utilizadas no Projeto:

60 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 60 Two-Sample T-Test and CI: dpu 06 07; esteiras Two-sample T for dpu esteiras N Mean StDev SE Mean ,0735 0,0439 0, , , ,0024 Difference = mu (6) - mu (7) Estimate for difference: 0, % CI for difference: (0,0318; 0,0957) T-Test of difference = 0 (vs not =): T-Value = 4,52 P-Value = 0,001 DF = 9 TESTE DE HIPÓTESE DAS DIFERENÇAS ENTRE AS MÁQUINAS DE APONTAR: Há diferenças significativa entre os dois modelos de máquinas c/ chance 0,1% de erro para esta afirmação 7,35 consertos em cada 100 pares produzidos 0,97 consertos em cada 100 pares produzidos

61 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 61 TESTE DE HIPÓTESE DAS DIFERENÇAS ENTRE COSTURA ATELIER vs COSTURA PAQUETA Deu normal, continuo investigando

62 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 62 TESTE DE HIPÓTESE DAS DIFERENÇAS ENTRE COSTURA ATELIER vs COSTURA PAQUETA Indica que não há diferenças significativas, mas continuamos a investigação.

63 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 63 Two-Sample T-Test and CI: DPU 06 E 07; ESTEIRAS Two-sample T for DPU 06 E 07 ESTEIRAS N Mean StDev SE Mean 6 8 0,0398 0,0226 0, ,0321 0,0157 0,0044 Difference = mu (6) - mu (7) Estimate for difference: 0, % CI for difference: (-0,01231; 0,02773) T-Test of difference = 0 (vs not =): T-Value = 0,85 P-Value = 0,415 DF = 11 Não há diferenças significativas entre a costura dentro de casa ou no atelier. 3,98 consertos em cada 100 pares produzidos 3,21 consertos em cada 100 pares produzidos Desvio padrão de +/- 2,26 consertos em cada 100 pares produzidos Desvio padrão de +/- 1,57 consertos em cada 100 pares produzidos TESTE DE HIPÓTESE DAS DIFERENÇAS ENTRE COSTURA ATELIER vs COSTURA PAQUETA

64 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 64 TESTE DE HIPOTESE DE MATERIAL vs CONSERTOS Não normal, porém as análises quantitativas são robustas quanto a não normalidade.

65 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 65 TESTE DE HIPOTESE DE MATERIAL vs CONSERTOS Dá o primeiro indício de que há diferenças significativas.

66 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 66 Two-Sample T-Test and CI: DPU BEZERRO; DPU VACUM Two-sample T for DPU BEZERRO vs DPU VACUM N Mean StDev SE Mean DPU BEZE 11 0,1941 0,0996 0,030 DPU VACU 15 0,0402 0,0284 0,0073 Difference = mu DPU BEZERRO - mu DPU VACUM Estimate for difference: 0, % CI for difference: (0,0859; 0,2219) T-Test of difference = 0 (vs not =): T-Value = 4,98 P-Value = 0,000 DF = 11 TESTE DE HIPOTESE DE MATERIAL vs CONSERTOS Há diferenças significativas entre os materiais c/ chance 0% de erro para esta afirmação. 19,41 consertos em cada 100 pares produzidos 4,02 consertos em cada 100 pares produzidos

67 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 67 ANOVA – ANÁLISE DE VARIÂNCIA ENTRE AS ESTEIRAS 06 E 07 Não normal, porém as análises quantitativas são robustas quanto a não normalidade.

68 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 68 ANOVA – ANÁLISE DE VARIÂNCIA ENTRE AS ESTEIRAS 06 E 07 Falho em rejeitar minha hipótese nula, ou seja, indica que não há diferenças

69 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 69 One-way ANOVA: dpu versus esteiras Analysis of Variance for dpu Source DF SS MS F P esteiras 1 0, , ,20 0,021 Error 22 0, , Total 23 0, Individual 95% CIs For Mean Based on Pooled StDev Level N Mean StDev , , (------*------) 7 6 0, , ( * ) Pooled StDev = 0, ,0060 0,0120 0,0180 0,0240 Comprova que há diferenças significativas entre as esteiras c/ 2,1% de chance de erro para esta afirmação Ε²=0, /0,002032=0,2199, ou seja, 21,99% dos consertos são explicados pela esteira ANOVA – ANÁLISE DE VARIÂNCIA ENTRE AS ESTEIRAS 06 E 07

70 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 70 ANÁLISE GRÁFICA MULTI-VARI RELACIONANDO ESTEIRA-PRODUTO-SETOR

71 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 71 ANÁLISE GRÁFICA MULTI-VARI RELACIONANDO ESTEIRA-PRODUTO-SETOR

72 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 72 MAIOR FONTE DE VARIAÇÃO

73 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 73 One-way ANOVA: DPU versus MODELOS Analysis of Variance for DPU Source DF SS MS F P MODELOS 1 0, , ,73 0,000 Error 26 0, , Total 27 0, Individual 95% CIs For Mean Based on Pooled StDev Level N Mean StDev , ,03326 (------*------) , ,01128 (-----*------) Pooled StDev = 0, ,020 0,040 0,060 0,080 ANOVA – ANÁLISE DE VARIÂNCIA PARA REDUÇÃO DE CONSERTOS (SAPATO) Rejeito a hipótese nula. Existe diferença entre as amostras, ou seja, houve redução de consertos na análise, c/ 0% de chance de erro para esta afirmação 2,8 consertos em cada 100 pares produzidos c/ +/- 1,12 de desvio-padrão. 6,9 consertos em cada 100 pares produzidos c/ +/- 3,32 de desvio-padrão.

74 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 74 PLANO DE AÇÃO:

75 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 75 Criar um padrão de operação para o manuseio do sapato. Criar um check-list para conferência diária (pela chefia) dos padrões da produção (Qualidade, temperaturas, tempos, materiais, etc). Criar um padrão de operação para o manuseio das formas. Criar um padrão de operação (escrito+visual), para cada operação relacionada no estudo, indicando a maneira correta de trabalho e os pontos críticos. O padrão deverá conter ainda, um campo a ser preenchido pelo chefe da esteira, com as especificações da ficha técnica. Ações que atingem diretamente a produção: Treinar os operadores nas máquinas mais complexas (Apontar, Calceira, Conformar, Rachar e Pregar salto). Diariamente passar um gráfico pela esteira com as maiores ocorrências de defeitos do dois últimos dias.

76 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 76 Métricas de Processo: * RESPONSÁVEL: CORTADOR DE CONSERTOS * FONTE: FOLHA DE VERIFICAÇÃO DE CONSERTOS

77 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 77 Métricas de Processo: * RESPONSÁVEL: CORTADOR DE CONSERTOS * FONTE: FOLHA DE VERIFICAÇÃO DE CONSERTOS

78 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 78 MÉDIA: 43 m² MÉDIA: 216,73 m² Métricas de Processo: * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: CONTROLADORIA

79 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 79 MÉDIA: 74,45 m² MÉDIA: 239,80 m² Métricas de Processo: * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: CONTROLADORIA

80 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 80 Métricas de Processo: * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: PLANEJAMENTO – FOLHA DE VERIFICAÇÃO

81 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 81 Métricas Financeiras * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: CONTROLADORIA

82 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 82 Métricas Financeiras * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: CONTROLADORIA

83 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 83 Métricas Financeiras * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: CONTROLADORIA – DP – FOLHA DE VERIFICAÇÃO - PLANEJAMENTO

84 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 84 Cálculo dos Benefícios Financeiros * RESPONSÁVEL: JARDEL * FONTE: CONTROLADORIA – FOLHA DE VERIFICAÇÃO - PLANEJAMENTO

85 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 85 Ganhos Intangíveis: Melhor qualidade de informação com a execução dos padrões (Instruções de Trabalho); Melhor percepção dos detalhes do modelo com acompanhamento/troca de idéias no teste de escala; Maior envolvimento dos interessados (Processo/Desenvolvimento); Acesso facilitado as informações sobre os materiais; Melhor percepção dos problemas através do check da esteira; Melhor identificação dos consertos com a criação do Padrão de Identificação;

86 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 86 Ferramentas utilizadas no Projeto: FLUXOGRAMA TESTE DE R&R (Repetibilidade&Reprodutibilidade) GRÁFICO DE PARETOGRÁFICO DE BARRASGRÁFICO DE LINHAS DIAGRAMA SIPOC

87 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 87 Ferramentas utilizadas no Projeto: FMEA GRÁFICOS MULTI-VARI ANÁLISE DE CAPABILIDADE ANÁLISE DE VARIÂNCIA - ANOVA DIAGRAMA 5W TESTE DE HIPÓTESE

88 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 88 MATRIZ DE PRIORIZAÇÃO PLANO DE AÇÃO Ferramentas utilizadas no Projeto: CEP – Gráficos de Controle

89 DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 89 FIM


Carregar ppt "DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 1 SEIS SIGMA. DMAICPROJETO SEIS SIGMASlide 2 HISTÓRIA Em virtude de uma crise iniciada na década de 70, a Motorola em 1985."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google