A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Santo Agostinho Tagaste - 13 de Novembro de 354 Hipona – 28 de Agosto de 430 Filósofo, escritor, bispo e padre da Igreja Católica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Santo Agostinho Tagaste - 13 de Novembro de 354 Hipona – 28 de Agosto de 430 Filósofo, escritor, bispo e padre da Igreja Católica."— Transcrição da apresentação:

1 Santo Agostinho Tagaste - 13 de Novembro de 354 Hipona – 28 de Agosto de 430 Filósofo, escritor, bispo e padre da Igreja Católica.

2 Mantinha a aten ç ão para as coisas mundanas. Agostinho vivia imerso em graves questões intelectuais e existenciais. Interessou-se pelas doutrinas dos maniqueus, que afirmavam a existência absoluta de dois princ í pios, o bem e o mal, a luz e as trevas. Abandonou o manique í smo e freq ü entou a Academia platônica, então muito distante da linha de pensamento de seu criador e voltada para um ceticismo e um ecletismo não muito consistentes.

3 Uma nova corrente chamou aten ç ão de Agostinho: O neoplatonismo. Em ú ltima instância, essa corrente era tida para os cat ó licos como uma filosofia capaz de formular melhor a verdade de maneira racional. O neoplatonismo era visto como uma doutrina que, com ligeiros retoques, parecia capaz de auxiliar a f é cristã a tomar consciência da pr ó pria estrutura interna e defender-se com argumentos racionais, elaborando-se como teologia.

4 Manteve sua aten ç ão direcionada ao pensamento filos ó fico e religioso Foi Vig á rio aos 36 anos, bispo coadjutor de Val é rio aos 41 e sucessor deste. Logo depois, Agostinho continuou por mais de quarenta anos ligado à igreja de Hipona, dividindo-se entre tarefas administrativas e reflexão filos ó fica. Principais obras de Agostinho: Contra os Acadêmicos (escrita em 386), Solil ó quios (387), Do Livre Arb í trio ( ), De Magistro (389), Confissões (400), Esp í rito e Letra (412), A Cidade de Deus ( ) e as Retrata ç ões ( ).

5 Patr í stica: O cristianismo j á não era tão novo, a religião antes era uma doutrina de certo modo simples, baseada em algumas regras de conduta moral e na cren ç a na salva ç ão, não tinha ainda nenhuma fundamenta ç ão filos ó fica. Por é m, estudos baseados em obras gregas e romanas, tentaram conciliar religião e filosofia. Nascia, assim, a filosofia Patr í stica, criada por Padres, que formularam alguns problemas teol ó gicos. A Patr í stica era uma forma de elogiar o cristianismo, fazendo com que o vissem como uma doutrina ligada a verdades racionais do pensamento helênico.

6 Racionalização de dogmas cristãos Agostinho colocava a fé como via de acesso para a verdade eterna, mas sustentava também que a fé é precedida por uma certa ação racional. É necessário compreender para crer e crer para compreender.

7 Conhecimento: A busca pelos fundamentos do conhecimento foi o primeiro grande problema, para Agostinho, ap ó s a sua conversão. O pensador, então, se esfor ç ou para combater o pensamento dos c é ticos, que acreditavam que a fonte de todo o conhecimento era a percep ç ão sens í vel, sendo esta pass í vel de erros. Agostinho ir á argumentar que o erro prov é m dos ju í zos que se fazem sobre as sensa ç ões e não das pr ó prias sensa ç ões. A sensa ç ão não pode ser falsa.

8 A verdade: Percebemos as proposi ç ões como verdadeiras, pois estas teriam sido previamente iluminadas pela luz divina. A alma não passaria por uma existência anterior, como acreditava Platão, na qual chega a contemplar as id é ias: ao contr á rio, existiria uma luz eterna da razão que procede de Deus e atua a todo o momento, possibilitando o conhecimento das verdades eternas. Assim como os objetos exteriores s ó podem ser vistos quando iluminados pela luz do Sol, tamb é m as verdades da sabedoria precisariam ser iluminadas pela luz divina para se tornarem intelig í veis.


Carregar ppt "Santo Agostinho Tagaste - 13 de Novembro de 354 Hipona – 28 de Agosto de 430 Filósofo, escritor, bispo e padre da Igreja Católica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google