A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."— Transcrição da apresentação:

1 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE 3ª POLICLÍNICA - NITERÓI AMENORRÉIA Caso Clínico Acad. Marcela Vieira Acad. Priscila Eisemberg

2 Caso Clínico 27/05/09-Pc feminina, 48 anos, procurou ambulatório de endocrinologia. 27/05/09-Pc feminina, 48 anos, procurou ambulatório de endocrinologia. QP: Preciso emagrecer QP: Preciso emagrecer Relata Amenorréia há 23 anos, após parto normal. Amamentou normalmente. Relata tb da libido e hirsutismo. Nega galactorréia, cefaléia e alteração de campo visual. Relata Amenorréia há 23 anos, após parto normal. Amamentou normalmente. Relata tb da libido e hirsutismo. Nega galactorréia, cefaléia e alteração de campo visual.

3 HFIS: G, P, A0. HFIS: G, P, A0. HPP: HAS, fazendo uso de HCTZ 50mg/dia e Propanolol 80 mg/ dia. HPP: HAS, fazendo uso de HCTZ 50mg/dia e Propanolol 80 mg/ dia. HF: pai falecido DM2. HF: pai falecido DM2. HS: nega tabagismo e etilista social. HS: nega tabagismo e etilista social. Exame Físico: Exame Físico: Bom Estado Geral. Bom Estado Geral. Peso:77Kg Alt.:1,65 IMC:28,2Kg/m². Peso:77Kg Alt.:1,65 IMC:28,2Kg/m². Sem galactorréia à expressão. Sem galactorréia à expressão. Hirsutismo em mento. Exame sucinto de campo visual normal. Sem outras alterações. Hirsutismo em mento. Exame sucinto de campo visual normal. Sem outras alterações. Conduta: Trazer seus exames anteriores Conduta: Trazer seus exames anteriores

4 29/09/09 29/09/09 Investigação de Amenorréia Precoce. Investigação de Amenorréia Precoce. Pc com Sd. Metabólica(apresentou exames anteriores com Gli.135, Col.209 e Trig.248) Pc com Sd. Metabólica(apresentou exames anteriores com Gli.135, Col.209 e Trig.248) Exs. Lab. (março 2009): Exs. Lab. (março 2009): FSH 1,1() E 2 : 46,5 FSH 1,1() E 2 : 46,5 Col.198 Trig.123 HDL.56 LDL.117 Col.198 Trig.123 HDL.56 LDL.117 Gli.115 Gli.115 Hepatograma, Hemograma, ác. Úrico, Na e K sem alterações. Hepatograma, Hemograma, ác. Úrico, Na e K sem alterações.

5 Exame Físico: sem alteração. Exame Físico: sem alteração. Peso:79,3 Kg( 2Kg). Peso:79,3 Kg( 2Kg). Conduta: Curva Glicêmica Conduta: Curva Glicêmica Aguardo dosagem hormonal basal Aguardo dosagem hormonal basal Densitometria Óssea. Densitometria Óssea.

6 14/01/10 14/01/10 Apresentou USG com ovários de vol. normais: vol. D 1,5 cm³ e vol. E 1,3 cm³. Ex. Lab. : PRL 92ng/ml(<14) SDHEA 209mg/dl (32-240) PRL 92ng/ml(<14) SDHEA 209mg/dl (32-240) Testo 1,78 pg/ml (0,05-3.9) 17OHP 40ng/dl Peso: 78 Kg() Peso: 78 Kg() Conduta: Aguardo basais ( IGF1, GH, LH, E 2, FSH, TSH, T 4 L) Conduta: Aguardo basais ( IGF1, GH, LH, E 2, FSH, TSH, T 4 L) Solicitado RNM Sela Túrcica Solicitado RNM Sela Túrcica Aguardo Densitometria óssea Aguardo Densitometria óssea

7 02/03/10 02/03/10 Refere que, na verdade, tem sangramentos menstruais(tipo spot) eventualmente(± 4 episódios/ ano). Colheu exames laboratoriais aproximadamente 15 dias após (fase lútea?). Refere que, na verdade, tem sangramentos menstruais(tipo spot) eventualmente(± 4 episódios/ ano). Colheu exames laboratoriais aproximadamente 15 dias após (fase lútea?). Ex. Lab.(20/01): Ex. Lab.(20/01): FSH 45 () LH 15,4 CORTISOL 10,8 FSH 45 () LH 15,4 CORTISOL 10,8 GH 1,17 E2 <5 Gli 75154(após 2 h) GH 1,17 E2 <5 Gli 75154(após 2 h) T4L 1,1 TSH1,8 COL 207 T4L 1,1 TSH1,8 COL 207 Trig 236 HDL 42 LDL 127 Trig 236 HDL 42 LDL 127

8 RNM de Sela: Formação ovalada 1,1 cm, contígua à superfície inferior da hipófise, para- mediano à direita, projetando-se no seio esfenoidal sugerindo macroadenoma de hipófise. RNM de Sela: Formação ovalada 1,1 cm, contígua à superfície inferior da hipófise, para- mediano à direita, projetando-se no seio esfenoidal sugerindo macroadenoma de hipófise. Densitometria Óssea sem alterações Densitometria Óssea sem alterações Peso: 81 Kg Peso: 81 Kg Conduta: Investigação de Macroadenoma hipofisário Conduta: Investigação de Macroadenoma hipofisário

9 RNM de Sela Túrcia

10 Amenorréia Classificação: Amenorréia Primária ausência de menstruação aos 14 anos associada à falta de desenvolvimento sexual ou ausência de menstruação aos 16 anos mesmo com desenvolvimento sexual. Amenorréia Secundária ausência de menstruação por seis meses ou pelo período equivalente a três ciclos.

11 Amenorréia Classificação: Amenorréia Primária ausência de menstruação aos 14 anos associada à falta de desenvolvimento sexual ou ausência de menstruação aos 16 anos mesmo com desenvolvimento sexual. Amenorréia Secundária ausência de menstruação por seis meses ou pelo período equivalente a três ciclos.

12 Etiologia: Desordens de origem uterina e nas vias de saída do Fluxo Menstrual Desordens ovarianas Desordens da hipófise anterior Desordens do SNC e Hipotálamo Investigação da Amenorréia: Dosagem TSH/ T4 livre Dosagem de Prolactina Teste de Progesterona

13 Hipogonadismo Hipergonadotrófico Amenorréia por falência ovariana FSH, LH, E2 Causas: Menopausa Iatrogênica Auto-imune (ovariana) Sd Savage Galactosemia

14 Hipogonadismo Hipogonadotrófico FSH, LH, E 2 Causas: Amenorréia Hipotalâmica Deficiência na produção pulsátil de GnRH e apresentam-se com dosagens baixas de gonadotrofina. Outros achados: níveis normais de prolactina, Tc sela túrcica normal. Amenorréia Hipofisiária Tumores, Infartos, lesões infiltrativas ou granulomatosas, ablação cirúrgica, radioterapia, Sd de Sheehan e hipopituitarismo.

15 Produtor PRl > 200 Efeito Gancho? Macroadenomas Não produtor Efeito Haste? Macroprolactina CONCLUINDO...

16 Efeito Gancho

17 Programação: Nova dosagem de prolactina com diluição do soro Dosagem de macroprolactina por precipitação por polietilenoglicol Novo cortisol Novos basais IGF1 e GH basais (EM TODO MACROADENOMA É NECESSÁRIO DESCARTAR ACROMEGALIA) GH pos TOTG (75g de dextrose)

18 OBRIGADA!!!


Carregar ppt "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google