A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."— Transcrição da apresentação:

1 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE 3ª POLICLÍNICA - NITERÓI GESPUBLICA 2009 MAJ JOSÉ SUBDIRETOR – 3ª POLICLÍNICA

2 PERFIL

3 PERFIL A 3ª Policlínica - Niterói é uma Unidade Militar de Saúde pertencente ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ), órgão da Subsecretaria de Estado de Defesa Civil (SUBSEDEC).

4 PERFIL MISSÃO Prestar atendimento ambulatorial nas áreas de saúde e pronto atendimento em casos de emergências médicas, aos militares ativos e inativos, dependentes e pensionistas do CBMERJ, com altíssimo padrão de qualidade, e promover atividades em prevenção de saúde junto a corporação e a comunidade. VISÃO Ser reconhecido como centro de excelência em assistência de saúde preventiva e curativa. Valores da 3ª Policlínica Gestão Participativa Humanização (Visão Humanística) Motivação Vocação para o Serviço Ética Comprometimento profissional Qualidade dos Serviços

5 ClientesServiços/Produtos Militares ativos e inativos, dependentes e pensionistas -Consultas médicas e assistenciais; -Pronto Atendimento; -Ações preventivas e vacinações; -Exames radiológicos, laboratoriais e eletrocardiogramas; -Inspeções de saúde; -Programas de Saúde; -Licenças e dispensas; -Farmácia; -Dispensário de medicamentos. Sociedade -Parcerias com a Fundação para Infância e Adolescência e Comunidade do Preventório.PERFIL

6 Principais processos de apoio Serviços de Oficial e Praça de dia; Ouvidoria; Registro do cliente e encaminhamento de material laboratorial e radiológico para o HCAP, bem como distribuição dos respectivos resultados dos exames; Secretaria, administração financeira e controle de bens patrimoniais; Análise de necessidades de insumos, especificação, consulta de preços, compras e recebimento; Armazenamento, controle de estoques e distribuição de insumos; Manutenção e aferição de equipamentos médicos; Manutenção da rede e do sistema de informática; Lavagem e esterilização de instrumentais cirúrgicos; Manutenções e obras na Unidade; Limpeza da Unidade; Coleta de lixo orgânico, hospitalar e resíduos químicosPERFIL Principais Processos finalísticos Recepção, agendamento de consultas médicas e assistenciais; Consultas médicas e assistenciais, inspeções de saúde, concessão de licenças e dispensas médicas, com registros no prontuário eletrônico; Serviço de Pronto Atendimento; Exames radiológicos; Coleta de exames laboratoriais; Exames eletrocardiográficos; Programas de Saúde; Aquisição, estoque e venda de medicamentos.

7 PERFIL

8 Efetivo MilitarQuantitativo Oficiais superiores04 Oficiais intermediários14 Oficiais subalternos05 Suboficiais00 Sargentos10 Cabos10 Soldados00 Total43 EfetivoQuantitativo Militares lotados na 3ª Policlínica43 Militares cedidos pelo UPA à 3ª Policlínica 01 Militares cedido pela 1ª Policlínica01 Funcionários civis06 Total51PERFIL

9 ProfissõesQuantitativo Médico14 Enfermeiro01 Nutricionista01 Assistente Social01 Psicólogo01 Farmacêutico01 Fonoaudiólogo02 Fisioterapeuta02 Técnico em Radiologia02 Administradora01 Auxiliar de Saúde11 Auxiliar Administrativo06 Recepcionista03 Motorista01 Manutenção em limpeza03 Estafeta01PERFIL

10 PERFIL Especialidades MédicasQuantitativo Alergia01 Clínica Médica/Homeopatia01 Clínica Médica/Cardiologia02 Clínica Médica/Gastroenterologia01 Clínica Médica/Endocrinologia02 Dermatologia01 Pediatria/GastroPediatria02 Pediatria/InfectoPediatria01 Pediatria/EndocrinoPediatria01 Ginecologia/Obstetrícia01 Traumatologia/Ortopedia01

11 PERFIL

12 PERFIL

13 PERFIL

14 PERFIL

15 Liderança

16 Liderança Órgão NormatizadorPadrõesAbrangência de Atuação Comando Geral do CBMERJ Estatuto de Bombeiros Militares, RDCBMERJ, NGA Todos os Órgãos subordinados ao CBMERJ Diretoria Geral de Saúde NGA, Estatuto Interno, Boletins da SUBSEDEC e da 3ª Policlínica HCAP, Policlínicas, CEPAP, CPMSO CEPEGNormas de gestão Todos os Órgãos do CBMERJ Direção da 3ª Policlínica Plano de Comando, Regimento Interno, POPs, NGA 3ª Policlínica ANVISA Normas, Portarias, Leis Todos os estabelecimentos assistenciais de saúde Conselhos Federais e Regionais Código de Ética, Portaria, Leis Todos os estabelecimentos assistenciais de saúde

17 Liderança

18 Atividades para análise de desempenho Ações realizadas Reuniões aleatóriasDiscussão e medidas para os problemas pontuais. Reuniões mensais de Análise Crítica com Assessorias e Coordenações Análise dos indicadores do mês anterior Correlação dos indicadores com possíveis mudanças no cenário interno e externo Produção de relatórios e gráficos de desempenho Reuniões com a Força de Trabalho Discussão ampla sobre as necessidades de correção e/ou adequação de práticas para alcance de melhores resultados; Definição de mudanças a serem implementadas no Plano de Comando Elaboração anual do Plano de Comando (P.C.) Redefinição de metas e estratégias; Implementação de mudanças propostas nas reuniões; Introdução de novas práticas de gestão.Liderança

19 Disseminação das Decisões da Análise do Desempenho Boletins Ostensivos do Comando Geral Boletins Internos da Policlínica Reuniões setoriais e com a Força de Trabalho Murais Circulares e Memorandos Colóquios e visitas diárias aos setores Notas de Instrução e Ordens de Serviço Intranet Portal da Policlínica de Niterói –

20 Estratégia e Planos

21 AMBIENTE EXTERNO A 3ª POLICLINICA AspectoCenárioOportunidadesAmeaças SÓCIO- CULTURAL A fraca imagem da Unidade dentro da DGS pelo número de atendimentos abaixo da capacidade instalada. A1 Pequena concentração de Bombeiros Militares residentes nas proximidades de atuação da 3ª Policlínica A2 Dificuldade de acesso rodoviário a 3 a Policlínica e pelo alto custo.A3 Localização em área nobre de Niterói e de grande beleza natural.O1 Facilidade de acesso interligando o Rio de Janeiro a Niterói pelo terminal Aquaviário de Charitas. O2 Credibilidade de bons serviços prestados a comunidade de Bombeiros Militares. O3 Política priorizando a descentralização do atendimento de saúdeO4 Construção da nova sede da DGS, com centralização administrativa do CPMSO. O5 Alto custo em ações na rede conveniada e em procedimentos de alta complexidade no HCAP. A4 Constantes designações de Bombeiros Militares em programas sociais, concursos e campanhas de promoção de saúde nas diferentes esferas da SUBSEDEC/CBMERJ e do Estado. A5 Confiança e credibilidade que o Alto Comando do CBMERJ tem com a Diretoria da 3 a Policlínica. O6 ECONÔMICOAdesão de parcela dos clientes a plano privado de saúde.A6 TECNOLÓGICO Implantação do prontuário único nas Unidades de SaúdeO7 Rede de informatização Intranet conectando as OBMs.O8 Criação de Central Única de Marcação Eletrônica de Consultas.O9 Estratégias e Planos

22 AMBIENTE INTERNO FORÇAS (F) F1Espaço físico amplo, funcional e confortável. F2Comprometimento da Força de Trabalho. F3 Confiança e credibilidade que a Força de Trabalho tem com o Diretor. F4Recurso econômico fixo. F5Profissionais altamente qualificados F6Informatização dos serviços da Unidade F7 Implantação de Pólo de Programas de Saúde AMBIENTE INTERNO OPORTUNIDADES DE MELHORIA (om) om 1 Falta de ambulância. om 2 Efetivo reduzido para desempenho das atividades. om 3 Atendimentos abaixo da capacidade instalada; om 4 Falta de reservatório definitivo para resíduos de serviços de saúde. om 5 Adequação da rede de saneamento Estratégias e Planos

23 Resultado da Avaliação da Matriz FOFA: as potencialidades de ação traduzem o real compromisso com a missão, todavia observamos um alto índice de debilidade agregando nossas vulnerabilidades. Nossa capacidade de reação é baixa ao desenvolvimento da missão. OPORTUNIDADES AMEAÇAS FORÇAFORÇA potencialidade de ação 59,09% capacidade de reação 12,5% FRAQUEZAFRAQUEZA fragilidade 24,24% Vulnerabilidade 13,63% Estratégias e Planos

24 PerspectivaFatores críticos de sucessoEstratégia LiderançaPromover a Excelência em Gestão; 1- Realizações normativas junto aos Órgãos de classe; 2- Atos administrativos; 3- Redefinição de Chefias e Coordenações; 4- Redefinição das Comissões Médicas 5- Elaboração de Programas de Saúde; 6- Realização de eventos culturais e sociais; 7- Implementação de melhorias estruturais proporcionando maior conforto aos clientes; 8- Promover um sistema de gestão alinhado com os critérios de excelência do PQ-RIO; EstratégicosAumento do número de atendimentos9- Medidas de divulgação da 3ª Policlínica; ClientesSatisfação dos clientes10- Atender as necessidades e expectativas dos clientes; Sociedades Ações de redução de impacto ao meio ambiente e desenvolvimento social 11- Redução do gasto de energia; 12- Redução do consumo de papel; 13- Gerenciamento de resíduos; 14- Educar e conscientizar a Força de Trabalho para atitudes e comportamentos pró- ativos relativos à responsabilidade sócio-ambiental. Ampliar a participação da Unidade nas ações sócio-educativas em prol da comunidade local. 15- Ações sociais; 16- Apoio a Comunidade. Pessoa Elevar a qualificação técnico-profissional da Força de Trabalho 17- Priorizar o bem estar do nosso efetivo, proporcionando um bom ambiente de trabalho e convívio sócio-familiar; 18- Melhoria das condições de segurança no trabalho; InformaçõesCapacitação e qualificação profissional19- Capacitação e qualificação profissional; Processos Agregar o maior nível de qualidade nos processos 20- Identificar as necessidades de recursos tecnológicos; 21- Sensibilizar quanto à importância dos produtos para a qualidade do atendimento; 22- Aprimorar os processos de relacionamento. Estratégias e Planos

25 Cidadãos

26 SEGMENTAÇÃODESCRIÇÃOESPECIFICIDADE Militares da Ativa Força de Trabalho do CBMERJ atuando em suas diversas áreas Militares Inativos Militares da reserva (por tempo de serviço) e reformado (por motivos de saúde) Pensionistas Dependentes (esposa ou marido e filhos) de militares que, após a morte do titular, passam a receber proventos pecuniários 887 Dependentes de Militares do CBMERJ Esposas, filhos e agregados de militares ativos e inativos, que tem direito ao atendimento médico-assistencial. Estimativa de aproximadamente Outros Parcerias com Instituições Filantrópicas e com a comunidade Cidadãos

27 MECANISMOSOBJETIVOSFINALIDADES Questionários e Caixa de Sugestões Método mais completo para coletar dados necessários ao desempenho das atividades. Tornar o atendimento mais direcionado às necessidades dos clientes. Telefonia, Sala de Espera e Ouvidoria Criar uma maior aproximação com os clientes, ampliando o relacionamento inter-pessoal. Aumento da confiabilidade e respeitabilidade. Reuniões e Palestras Oferecer ao público interno oportunidade de manifestar sua opinião, coletar dados e disseminar informações. Desenvolvimento contínuo de novas idéias e satisfação no ambiente de trabalho..Cidadãos

28 Cidadãos INSATISFAÇÃOMUDANÇAS Tempo de espera para o atendimento Reativação da senha eletrônica com painel digital informativo; Baixo número de atendimentos Aquisição de profissionais médicos nas especialidades de Alergia,Cardiologia, Dermatologia, Gastroenterologia, Endocrinologia etc. Parceria com a Universidade Estácio de Sá. Criação de Programas de Saúde; Falta de divulgação Implementação do portal da 3ª Policlínica; Folders s Conforto do ambiente Aclimatação do auditório e do corredor central. Melhoria da sinalização dos ambientes. Construção do Estar de Praças; Marcação de consultas Sistema de agendamento eletrônico de consultas. Otimização de linhas telefônicas. Aumento da transmissão de dados, com um link extra, independente do Complexo de Charitas.

29 Sociedade

30 Sociedade Ações e Projetos da 3 a PoliclínicaFoco Programa de Controle de TabagismoClientes e Sociedade Sala de Espera Clientes e seus acompanhantes Planejamento FamiliarClientes e Sociedade Curso de GestantesClientes e Sociedade GASMU Clientes e seus acompanhantes Programa de Prevenção e Controle de Obesidade Infanto-Juvenil Clientes e Sociedade (Infância) Programa de Prevenção e Controle de Obesidade em Adultos Clientes e Sociedade Programa de Prevenção Primária de Doenças Cardiovasculares Clientes e Sociedade

31 Sociedade Responsabilidade sócioambientalResponsabilidade Potabilidade dáquaPESAGRO-RIO Limpeza e higienização Firma J.R Santos Ltda DedetizaçãoFirma Construir LTDA Coleta SeletivaCLIN Resíduos QuímicosECOCARE Rádio-proteção (dosimetria)PRO-RAD Engenharia MédicaINFRATEC PGRSSCCIH

32 Sociedade Ações e Projetos da 3 a PoliclínicaFoco Programa de Controle de TabagismoClientes e Sociedade Sala de Espera Clientes e seus acompanhantes Planejamento FamiliarClientes e Sociedade Curso de GestantesClientes e Sociedade GASMU Clientes e seus acompanhantes Programa de Prevenção e Controle de Obesidade Infanto-Juvenil Clientes e Sociedade (Infância) Programa de Prevenção e Controle de Obesidade em Adultos Clientes e Sociedade Programa de Prevenção Primária de Doenças Cardiovasculares Clientes e Sociedade

33 AÇÃODISSEMINAÇÃO Palestras ministradas pela CCIH Disseminação das práticas do PGRSS. Participação em Campanhas Campanhas internas; Campanhas da SUBSEDEC/CBMERJ. Participação em palestrasVoltadas às necessidades da sociedade. Reuniões da UnidadeConscientização e adequação das práticas. MEIOS DE COMUNICAÇÃO DAS PRÁTICAS DE BIOSSEGURANÇA A SOCIEDADE Produtos e Processos Portal da Unidade; Mapa de Risco; Boletim Ostensivo e Interno; Cartazes e folders; Palestras, jornadas e campanhas. Instalações Exposição dos certificados dos Órgãos NormativosSociedade

34 Informações e conhecimento

35 FOCOCANAIS DE INFORMAÇÕES Cliente Murais e quadro de avisos; Cartazes e folders; Portal; Contato Direto: Ouvidor e Oficial de Dia. Recepção Sistema de Agendamento Eletrônico Sad Estatuto Bombeiro Militar, Documentos Internos e Externos, Boletins Ostensivos e murais. Controladoria Notas Fiscais, Controle de Estoque, Cadastro de Fornecedores. Força de Trabalho Boletim da SUBSEDEC; Boletim Interno; Boletim Reservado (exclusivo aos Oficiais); Boletim da DGS; Portal; Reuniões, confraternizações e eventos; Contato Direto: Oficial de Dia. Sociedade Portal; Cartazes e folders. Fornecedores Portal; Contato Pessoal (Seção de Compras). Informações e conhecimento

36 Segurança das Informações Descrição dos Métodos AtualizaçãoRealizações de backup do servidor Confidencialidade Acessos personalizados através de senhas pessoais; Classificação da informação (ostensiva ou sigilosa) Integridade Utilização de estabilizadores e no-break, acionamento diário do sistema antivírus para as estações e Firewall para a rede; Livros de Protocolos da SAd, sistema de câmera de vigilância Disponibilidade Portal Corporativo e da Unidade, Murais, exposição de Boletins Internos Informações e conhecimento

37 PRINCIPAIS ATIVOS INTANGÍVEIS DA 3ª POLICLINICA Força de Trabalho com alto nível de qualificação técnico-profissional; Comprometimento do Comitê Interno de Qualidade na disseminação de informações ligadas à gestão; Membros da Força de Trabalho empenhados no desenvolvimento de programas para prevenção e redução de apuros relacionados a doenças crônicas prevalentes; Comprometimento da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar com disseminação de informações para a redução de acidentes com materiais biológicos e práticas inibidoras de infecção hospitalar; Comprometimento do Setor de Assistência Social da 3ª Policlínica em minimizar problemas e agilizar processos administrativos dos militares ativos, inativos e pensionistas do CBMERJ. Informações e conhecimento

38 Pessoas

39 INSTRUMENTOS UTILIZADOS PARA DEFINIÇÃO DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DA 3ª POLICLÍNICA Corporativos Estatuto do CBMERJ; Regulamento Disciplinar do CBMERJ; Regulamento de Uniformes e Continências; Regulamento de Promoções; Regulamento de Movimentação para Oficiais e Praças; Regulamento de Incorporação de Praças Extra-Corporativos Constituição Federal; Constituição Estadual; Código Penal; Código Penal Militar; Código de Processo Penal Militar; CLT (servidores civis); Código de Ética das ProfissõesPessoas

40 FORMAS DE RECONHECIMENTO Elogios em Boletins Interno e Ostensivo Sugerido por clientes e Força de Trabalho e indicados pela Direção Monções, Condecorações e Medalhas Indicado por outros Órgãos do CBMERJ e Órgãos externos (Câmara de Vereadores, Sindicatos e outros). Destaque do Mês Divulgação em quadro e portal da Unidade. Aniversariantes do Mês Evento festivo mensal com entrega de presentes.Pessoas

41 Público AlvoCursosInstituição Direção Formação de avaliadores PQ-Rio GEPEG Funcionários de recepçãoRelações humanasCONSTRUIR Auxiliares de Enfermagem Operador de aparelho de ECG; Formação de Técnicos em Emergência Médica HCAP CEPAP Médico, Psicólogo, Nutricionista e Enfermeiro Diversos Congressos, Cursos e Palestras em Diversas Instituições Pessoas

42 Público-alvoMedidas Técnicos RX -Uso de avental de chumbo -Dosímetro Funcionários da área de saúde -Palestra: Prevenção de Acidente Biológico -Comunicados em quadros de avisos -Sala de pequena cirurgia -Luva estéril -Óculos de proteção -Capote estéril Funcionário da limpeza -Luvas, aventais e gorros; -Sapatos fechados e impermeáveis Todos os funcionários -Medidas de ergonomia: -Cadeira (espaldar com altura adequada e apoio para braços) -Monitor com distância recomendada do indivíduo -Orientações quanto a pausas e a exercícios de relaxamento -Medidas de bem estar relacionadas à área física: corredores largos e livres de obstáculos, boa iluminação e pintura clara das paredes, aclimatização de todas as áreas. Pessoas

43 PESSOASFATORES IDENTIFICADOS Bem-estar -Adequação do ambiente físico -Qualificação de instalações básicas de serviço (água, esgotamento, iluminação, ar e lixo primário); -Qualificação das prestações de serviço ao público interno (segurança, radiossegurança e biossegurança); Satisfação -Escalas extras e falta de efetivo; -Melhoria no sistema de gestão organizacional; -Aquisição de recursos tecnológicos; -Melhorias no sistema de informática Motivação -Reconhecimento de valor profissional; -Comemorações das datas representativas; Pessoas

44 Fatores IdentificadosAções Desenvolvidas Necessidade de Adequação do Ambiente Físico -Auditório climatizado com 30 lugares para palestras, cursos, grupos de assistência multidisciplinar e reuniões de serviço; -Cassinos e Sala de Estar de Praças; Necessidade de qualificação de instalações básicas de serviço -Construção de reservatório de lixo hospitalar; -Coleta seletiva de lixo; Necessidade de qualificação das prestações de serviço ao público interno -Certificação técnica e sanitária da Farmácia, Radiologia, Dispensário e Posto de Coleta; Escalas extras e falta de efetivo;-Aumento do quantitativo de profissionais de saúde e especialidades; Necessidades de melhoria no sistema de gestão organizacional -Atos administrativos; -Criação de Chefias; -Implantados livros de Registros; -Criação do Centro de Estudos; -Elaboração de Programas de Saúde; -Ações Socio-ambientais. Necessidade de aquisição de recursos tecnológicos -Aquisição de câmeras digitais de segurança; -Reinstalação de sistema de senha eletrônica. Necessidade de melhorias no sistema de informática -Reformulação do portal; -Informatização do SPA, Farmácia e Recepção; -Aquisição de equipamentos de multimídia (Datashow, notebook, DVD). Reconhecimento de valor profissional -Destaque do mês e do ano; Comemorações das datas representativas -Confraternizações de Natal e Ano Novo; -Confraternizações para os aniversariantesPessoas

45 Benefícios Assistência de Saúde Assistência médica e multidisciplinar para saúde a nível ambulatorial, hospitalar e de urgência; Exames laboratoriais e radiológicos de alta complexidade; Exames em serviços conveniados Assistência Odontológica Atendimento odontológico para o militar e dependentes, a nível ambulatorial e emergencial Orientação PsicológicaAtendimento em terapia individual e familiar Assistência Social Atendimento com orientações e encaminhamentos nas diversas situações sociais críticas. Assistência Farmacêutica Farmácias para atendimento ao servidor e dependentes com medicamentos a preço de custo Assistência Educativa Parcerias com Instituições de Ensino, que oferecem descontos para matrícula e mensalidades. Cesta de Natal Distribuída em Dezembro, para a Força de Trabalho, com itens alusivos a cultura natalina local. Pessoas

46 Processos

47 PROCESSOS PRINCIPAIS DO NEGÓCIO ProcessosRequisitosIndicadores Atendimento Médico e Assistencial - Acessibilidade à assistência de saúde; - Atendimento do paciente de forma humanizada; - Recursos humanos adequados; -Conhecimento técnico- científico atualizado; - Registros adequados; - Integralidade no atendimento. -Total de atendimentos médicos e assistenciais; Total de inspeções; -Quantitativo de atendimentos aos pacientes civis; -Total de atendimentos em Programa de Prevenção; -Participação da comunidade em palestras; -Participação em Campanhas de Solidariedade. Exames Complementares - Cortesia e resolubilidade; - Agilidade de marcação e entrega de resultados; - Instalações e equipamentos adequados. - Total de exames complementares (radiologia, laboratório, eletrocardiograma); - Total de exames conveniados. Processos

48 PROCESSOS DE APOIO Setor de Ouvidoria - Disponibilidade e resolubilidade; - Acolhimento, acessibilidade e cortesia; -Capacitação técnica do profissional. -Número de críticas; -Número de elogios; -Satisfação geral do público interno. Comissão de Ética Médica -Imparcialidade; - Compromisso ético; - Precisão de informações. - Índice de satisfação do cliente quanto ao atendimento dos profissionais de saúde. Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) - Segurança dos militares; - Responsabilidade sócio- ambiental; - Promoção de prevenção de acidentes biológicos. - Peso de lixo seletivo recolhido - Percentual de acidentes de trabalho; - Percentual de acidentes com material biológico. Assessoria de Qualidade e Estatística - Inovação, proatividade e visão sistêmica; - Busca contínua de excelência em gestão de qualidade. - Melhorias Implementadas nos Processos de Apoio. Centro de Estudos - Atualização científica; - Capacitação intelectual da Força de Trabalho. - Militares com curso de pós- graduação.Processos

49 Setor de Controladoria/ Almoxarifado -Apoio à área assistencial com controle de estoque e com qualidade de fornecimento. - Percentual gasto com materiais médico-hospitalares; - Gasto com filmes de raios-x; - Total de fornecedores cadastrados; - Índice de satisfação com fornecedores; - Índice de não conformidade. Serviço de Limpeza -Eficiência permanente na limpeza e higienização. - Índice de satisfação do cliente quanto ao serviço de limpeza; - Número de reclamações relacionadas à manutenção da limpeza. Serviço de Manutenção Predial -Eficiência nos reparos das partes elétrica, hidráulica e outros. - Percentual de verba aplicada em reformas - Índice de satisfação quanto ao conforto das instalações. Serviço de Segurança -Segurança e integridade dos bens patrimoniais -Total de incidentes relacionados à segurança; Processos ProcessosRequisitosIndicadores

50 PROCESSO DE SELEÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS FORNECEDORES CONSIDERANDO OS REQUISITOS DE DESEMPENHO RequisitosEtapas -Legalização; -Qualidade do produto; -Bom preço; -Diversificação e facilitação na forma de pagamento; -Cumprimento dos prazos; -Qualidade de atendimento; -Premiações e reconhecimentos formais de qualidade de produtos e serviços. -Avaliação dos fornecedores através de protocolo específico a respeito dos requisitos; -Seleção e cadastramento dos fornecedores que preenchem os requisitos de desempenho. É firmado contrato padrão com cada fornecedor; -Os fornecedores cadastrados são convidados formalmente a visitarem a Unidade. -A cada contato e entrega de material ou prestação de serviço, os fornecedores são avaliados pela Controladoria;Processos

51 CRITÉRIOS PARA QUALIFICAÇÃO E SELEÇÃO DOS FORNECEDORES Qualidade do produto; Certificações conquistadas; Cuidado com o meio ambiente; Cumprimento do prazo de entrega; Não contratação de trabalho infantil; Preço; Tempo de atuação no mercado Transporte adequado; Proximidade da Policlínica.Processos

52 Resultados

53 Total de verba recebida pela Unidade RESULTADOS ECONÔMICOS- FINANCEIROS

54 Percentual gasto com empresas terceirizadas. RESULTADOS ECONÔMICOS- FINANCEIROS

55 Índice de satisfação global dos clientes. RESULTADOS RELATIVOS AOS CLIENTES E AO MERCADO

56 Índice de satisfação dos clientes quanto ao atendimento dos profissionais de saúde. RESULTADOS RELATIVOS AOS CLIENTES E AO MERCADO

57 Índice de satisfação quanto ao conforto das instalações. RESULTADOS RELATIVOS AOS CLIENTES E AO MERCADO

58 Índice de satisfação dos clientes quanto ao serviço de limpeza. RESULTADOS RELATIVOS AOS CLIENTES E AO MERCADO

59 N ú mero de cr í ticas.

60 Resultados Relativos à Sociedade N ú mero de elogios.

61 Resultados Relativos à Sociedade N ú mero de atendimentos de cortesia (civil).

62 Resultados Relativos às Pessoas N ú mero de acidentes de trabalho.

63 Resultados Relativos às Pessoas Militares com curso de p ó s-gradua ç ão.

64 Resultados dos Processos Principais do Negócio e dos Processos de Apoio Total de exames conveniados.

65 Resultados dos Processos Principais do Negócio e dos Processos de Apoio Incidentes relacionados à seguran ç a.

66 Resultados dos Processos Principais do Negócio e dos Processos de Apoio N ú mero de computador por profissional.

67 Resultados dos Processos Principais do Negócio e dos Processos de Apoio Equipamentos de inform á tica adquiridos.

68 Resultados dos Processos Principais do Negócio e dos Processos de Apoio Pontos recebidos no Programa Qualidade Rio.

69 Resultados Relativos aos Fornecedores Fornecedores cadastrados.

70 Resultados Relativos aos Fornecedores Í ndice de satisfa ç ão da Unidade com os fornecedores.

71 Resultados Relativos aos Fornecedores Í ndice de satisfa ç ão dos fornecedores com a Unidade.

72 Resultados Relativos aos Fornecedores N ú mero de não conformidades com os fornecedores (prazo de entrega e qualidade dos produtos/servi ç os).

73 Resultados Relativos aos Fornecedores Í ndice de conformidade no prazo de pagamento dos fornecedores

74 Resultados Relativos aos Fornecedores Reclama ç ões relacionadas à manuten ç ão da limpeza.

75 Resultados Relativos aos Fornecedores Reclama ç ões relacionadas à manuten ç ão de inform á tica.

76 SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE 3ª POLICLÍNICA - NITERÓI Tel:


Carregar ppt "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google