A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Avaliação Podográfica em Militares TenCel BM José TRABALHO REALIZADO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Avaliação Podográfica em Militares TenCel BM José TRABALHO REALIZADO."— Transcrição da apresentação:

1 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Avaliação Podográfica em Militares TenCel BM José TRABALHO REALIZADO NA 3ª POLICLÍNICA MILITAR DO CBMERJ - NITERÓI

2 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Objetivos A utilização da fotopodoscopia no registro e captura da impressão plantar nas inspeções admissionais dos militares. Detecção precoce das deformidades plantares. Divulgação da utilidade do podoscópio para análise das deformidades dos pés, aparelho de fácil manuseio e de custo acessível.

3 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Introdução O pé humano exerce a dupla função de suportar o peso do corpo na fase de apoio e de impulsioná-lo na marcha. Ele consiste em três partes principais: (1) o retropé; (2) o mediopé; e (3) o antepé. Arquiteturalmente, os componentes esqueléticos do pé formam um arco longitudinal, com sua maior altura medialmente na articulação mediotársica, e é mantido pelas estruturas ósseas, pelos ligamentos e pelo tônus muscular. Os três arcos internos constituiria para Pisani o pé dinâmico ou de movimento. Os dois externos representariam o arco de apoio ou o pé estático. Kapandji tem definido que o arco longitudinal graças a suas mudanças de curvatura, elasticidade, pode adaptar-se a todas irregularidades do terreno e transmitir o peso corporal nas melhores condições mecânicas em circunstâncias variadas. As alterações que aumentam ou diminuem suas curvaturas afetam gravemente o apoio no plano horizontal e repercutem obrigatoriamente sobre a corrida e a marcha, ou mesmo sobre a simples bipedestação.

4 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Introdução Atualmente uma variedade de métodos é utilizada para quantificar a altura do arco longitudinal, sendo eles de forma direta, utilizando-se como recurso o paquímetro, a radiografia, a ultrassonografia e a avaliação clínica. E os de forma indireta, através dos parâmetros da impressão plantar. Para registrar, analisar e interpretar estas impressões, sejam estáticas ou dinâmicas, destacam-se o podoscópio, o pedígrafo, a baropodometria, dentre outros. O podoscópio vem sendo utilizado por alguns ortopedistas como um recurso alternativo, acessível e de fácil manuseio para avaliação da impressão plantar. O pedígrafo permite a impressão plantar que fica registrada em papel quando o pé é apoiado sobre uma película de borracha impregnada de tinta pela sua face inferior. A baropodometria é um sistema computadorizado de análise do pé em posição estática ou dinâmica..

5 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 O Podoscópio é um aparelho para análise das deformidades plantares, como pés planos e cavos, mediante a reflexão de luz num sistema de espelhos. A análise da impressão plantar, podograma, constitui um excelente método de avaliação das deformidades fundamentais dos pés. Define-se fotopodoscopia como a captura fotográfica de impressões plantares expostas em um podoscópio. Introdução

6 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Sua técnica consistia em pincelar a planta dos pés do paciente com revelador e depois de orientá-lo a pisar durante 40 segundos sobre papel fotográfico normal, fixava-o com solução de hiposulfito. A imagem produzida orienta sobre diversas pressões que suportam a planta do pé. Quanto maior a pressão mais clara fica a imagem e quanto menor mais escura. Fotopodograma de Viladot

7 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Para a realização da fotopodoscopia os militares foram posicionados sobre um podoscópio com os pés descalços, apoio bipodal e postura ortostática. Utilizamos uma câmara fotográfica digital a uma distância de 24 cm e uma altura de 45 cm do solo para enquadrar a imagem da impressão plantar refletida no espelho do podoscópio. Participaram deste estudo 100 Bombeiros Militares. Material e Métodos

8 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 PÉ PLANO – grau 1 O apoio central do pé é maior que 1/3 da largura do antepé. PÉ PLANO – grau 2 Contato da borda interna do pé com o solo mas mantendo o arco plantar. PÉ PLANO – grau 3 Desaparece completamente o arco plantar. PÉ PLANO – grau 4 A largura do apoio é maior na parte central do pé. Classificação podográfica do arco plantar segundo Viladot

9 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 PÉ CAVO - grau 2 Desaparece por completo a impressão plantar média. PÉ CAVO - grau 1 Diminuição da amplitude da impressão plantar média. Classificação podográfica do arco plantar segundo Viladot

10 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Etiologia do Pé Plano Alterações neuro musculares Alterações ósseas Alterações músculo ligamentares Paralisia cerebral Mielodisplasia Miopatias Poliomielite Escafóide Acessório Coalizões Tarsais Astrágalo Vertical Pé plano Infantil Sobrecarga Ponderal Síndrome Ehlers- Danlos

11 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Etiologia do Pé Cavo Alterações de origem neurológica Alterações ósteo articulares Retrações de partes moles Fator Paralítico: Poliomielite Fator Espástico: Doença de Charcot-Marie- Tooth Enfermidade de Friedreich Pé Cavo Congênito Sequela de Traumatismo Uso inadequado de Calçado Sequela de Artrite Reumatóide Enfermidade Ledderhose Cicatrizes Retráteis Lesões Vasculares

12 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Dos 100 militares avaliados, foram encontrados 80% de Bombeiros Militares com pés normais, 17% cavos e 3% planos. Resultados

13 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Outro sistema bastante utilizado para captura de impressões plantares é o pedígrafo. Porém, uma das desvantagens deste método em relação à podoscopia é que inevitavelmente o indivíduo deve pisar de maneira unipodal sobre a lâmina de borracha. Isso, provavelmente, leva a uma excessiva impressão do pé ao apoiar sobre o aparelho. Já no método de fotopodoscopia, o paciente além se posicionar de maneira bipodal, a imagem só é capturada após sua adaptação corporal, ou seja, uma correta distribuição de peso entre ambos os pés. Entre as vantagens da fotopodoscopia destacam-se seu fácil manuseio e custo acessível em comparação com instrumentos mais complexos como é o caso da baropodometria que apresenta a desvantagem de um custo muito elevado e uma falta de concordância entre as imagens das superfícies plantares dos pés emitidas pela plantigrafia e baropodometria. Discussão

14 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 O método de fotopodoscopia é de fácil manuseio e custo acessível em comparação com instrumentos mais complexos como é o caso da baropodometria. É um método de avaliação quantitativa devido às suas vantagens e efetividade na aplicação clínica, facilidade de fotointerpretação, alta precisão e reprodutibilidade dos resultados, bem como ausência de radiação. Outra vantagem é que os fotopodogramas também podem ser arquivados no formato eletrônico, o que facilita avaliação posterior pela perícia médica. A utilização da fotopodoscopia como recurso de registro e captura de impressão plantar para posterior análise, demonstra-se ser confiável e pode ser utilizado nas inspeções admissionais dos militares. Conclusão

15 JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro Tel: Muito obrigado!


Carregar ppt "JORNADA MILITAR DE ORTOPEDIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro 5 de Fevereiro 2011 Avaliação Podográfica em Militares TenCel BM José TRABALHO REALIZADO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google