A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FILANTROPIA HUMANITARISMO ações: bem estar da comunidade saúde sanitária qualidade habitacional educação infantil meio ambiente Código Civil Brasileiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FILANTROPIA HUMANITARISMO ações: bem estar da comunidade saúde sanitária qualidade habitacional educação infantil meio ambiente Código Civil Brasileiro."— Transcrição da apresentação:

1

2 FILANTROPIA HUMANITARISMO ações: bem estar da comunidade saúde sanitária qualidade habitacional educação infantil meio ambiente Código Civil Brasileiro de 1916 – trouxe alguns tópicos sobre regulamentação da forma de registros de sociedades, associações civis e fundações

3 Estado Mercado Sociedade Civil Organizada 1º setor 2º setor 3º setor

4 CLASSES SOCIAIS E MOVIMENTOS SOCIAIS Teorias diversas e conceitos polêmicos. Classes Sociais Fator econômico Econômico Estratificação social Modo e estilo de vida das pessoas Movimentos Sociais Fator político

5 Movimentos Sociais: Com a crise contemporânea no mundo globalizado geraram-se várias alterações nas teorias sobre a sociedade. Onde muitas passaram a enfatizar as ações coletivas organizadas em torno de questões de identidade (sexo, raça, nacionalidade) destacando os novos movimentos sociais.

6 Movimento-classe: visão integrada Quatro diferenças de conceitos: 1. Este grupo tem que formar um coletivo social, necessitando assim de uma identidade comum. As inovações partem das carências ou reivindicações demandadas. 2. É o uso ampliado da expressão movimento ao se designar a ação histórica de grupos sociais. É a ação da classe em movimento e não um movimento específico da classe. 3. Modos de ação coletiva e movimento social propriamente. Ex: protestos, invasões, luta armada. 4. Espaços coletivos não institucionalizados situam-se na esfera pública não estatal ou privada, o que possibilita aos movimentos direcionamento de suas ações.

7 Movimentos Sociais 3º Setor Mudança de foco Os movimentos sociais pautavam por sensibilidade revolucionária e engajamento apaixonados por reformas sociais. INDIVÍDUO: Preocupação com a carreira e qualidade de vida COLETIVO: Profissionalismo da organização, indicadores serviços prestados, sustentabilidade de projetos e das organizações, adequando a um mercado competitivo da assistência.

8 Características MS: Manter-se mobilizado Apresentar-se como referência social Ter continuidade Necessidade de ser flexível e com alguma formalização Conservar baixa especificação de papéis Atuar no limite da legalidade Engajamento espontâneo Não pode ser engessado por regulamentos e normas A paixãodos membros não pode virar cargos e funções Não pode ser previsível para seus opositores

9 Evolução Época colonial República Anos 20: lutas e movimentos das camadas médias da população urbana e revoltas militares. Revolução de 30 (burguesia industrial, leis) 2ª Guerra Mundial: -Alteração do cenário brasileiro no que se refere as questões econômicas e políticas -Concentração de ações desenvolvimentistas nos centros urbanos -Migração do campo para a cidade -Aumento da pobreza, doença, violência e conflitos gerando maior intervenção da sociedade civil

10 Período de 61 a 64: - Organização de movimentos no campo. - Movimentos de Base - Educação (MEB e UNE) - Aliança com setor cultural (CPC) - Sindicalismo Industrial: conflitos - Golpe Militar de 64 - classes médias se expandiram - classes operárias arrocho

11 1974: crise do petróleo, solicitou reestruturação: redução de gastos com pessoas, resultados (eficiência e eficácia) e flexibilidade -Movimentos populares: transporte, uso da terra, saúde, vaga em escolas, apoio à greves. -Movimentos na clandestinidade1978 e 79: mobilização do setor da educação

12 1980: - Ênfase a ações focadas na exclusão social e degradação do meio ambiente movimento Diretas Já -Na Europa introdução do modelo de administração do setor privado, na gestão pública, gerando Princípio do mercado este posteriormente gerou Princípio de Comunidade.

13 ANOS 90 Eco – 92 Fundos governamentais para apoio aos projetos sociais das ONGs Crise financeira + miséria da África e do Leste Europeu surge a linha de atuação de Auto sustentabilidade 1998 – Lei nº9.608: regulamenta o trabalho voluntário Lei nº9.790: Lei da OSCIPs – termo de parceria substituindo contrato e convênio

14 3º Setor inclui: Fundações Igrejas Associações comunitárias Associações de lazer Organizações de caridade Filantropia empresarial Sindicatos Movimentos sociais ONGs OSCIPs

15 Características do 3º setor Maior proximidade com o cidadão Maior agilidade e desburocratização Melhor utilização de verbas Desenvolvimento da cidadania Valorização de soluções pela comunidade Rompimento com o assistencialismo Geração de emprego e renda Controle sobre o Estado

16 Virtudes do 3º Setor Maior proximidade com o cidadão Maior agilidade e desburocratização Melhor utilização de verbas Desenvolvimento da cidadania Valorização de solução da comunidade Rompimento com assistencialismo Geração de emprego e renda Controle sobre o Estado

17 Razões para o crescimento: Estado sem condições de bancar o desenvolvimento social, visto como negativo, ineficiente e ultrapassado ONGs trabalhando em projetos sociais Quebra da dicotomia público e privada Esgotamento dos modelos de controle do Estado e da lei do mercado de lucro 3º setor visto como eficaz, competente, ágil e sem lucro, regras próprias.

18 Crítica ao 3º setor – Carlos Montaño 1. Questionamento: Não seria o 3º setor na realidade o 1º setor? 2. Quais entidades compõem este setor? 3. Um conceito que mais confunde do que esclarece. 4. Caráter não governamental, auto governado e não lucrativo, pois são muitas parcerias com Estado e até terceirização.

19 Movimentos Sociais + Cooperação Internacional ONG Nova denominação, conceito emprestado da ONU DEFINIÇÕES: -Estar voltado para o atendimento de necessidades da base popular, ter ações financiadas por agências de cooperação internacional, contar com trabalho voluntário, vinculada a transformações da sociedade. (LANDIM)

20 -Agrupamento coletivos com alguma institucionalidade e participação voluntária. (SCHERER – WARREN) -Visão do mundo ampla, participação voluntária, orientação para o bem comum e certo grau de organização. (NEUBERT) -ABONG: Associação Brasileira de ONGs, define que não pode ter fins lucrativos, ter compromissos social com movimentos sociais, com setores populares, na busca de construção de sociedade democrática e ter autonomia.

21 - Vocação política, entidade sem fins lucrativos, focada no desenvolvimento de uma sociedade pautada na democracia, liberdade, igualdade, diversidade, participação e solidariedade. Exige ética, credibilidade, criatividade, trabalho e inovação, geradores de nova política e nova cultura. (Betinho – HEBERT DE Souza)

22 CARACTERÍSTICAS DAS ONGs Organizações civis, constituídas na forma da lei Prestadoras desinteressadas de serviços Sem fins lucrativos Associadas a valores universais Ter certa autonomia Estão a serviço dos MS, mantêm compromisso solidário com eles, mas não são parte deles Eficiente e eficazes Honestidade (principalmente na questão da gestão) Tendência a profissionalização Proximidade com a população alvo Compromisso com suas ideias

23 OSCIPs Caracterização específica: Qualidade de Interesse Público Objetivo: restringir o acesso generalizado aos recursos públicos Termo de Parceria substituindo o contrato e o convênio

24 Diante de tantas modificações, principalmente da postura da sociedade civil, as empresas passam a ser cobradas de forma efetiva em relação as suas ações.... Responsabilidade Social Empresarial

25 Neoclássica (Friedman) üResponsabilidade com os Shareholders üLivre Mercado – Empresa como constructo social üDesconsideração de ganhos de longo-prazo com RSC Business Ethics (Kreitlon) üNormativa e Voluntarista – Catequização üMatriz Anglo-fônica üDever Moral – Alta Gerência (Popstar – Empreendedor Social – Herói) Business & Society üPressões, Hegemonia e Contra-Hegemonias üMatriz Européia e Franco-fônica üPartes Interessadas üConflito estrutural Social Issues Management üUtilitarismo üGerencialismo üGanhos Competitivos RSC: Significados e Significantes

26 Mercados e Sociedade no Brasil (Trajetória Histórica e Debates) Filantropia Investimento Social Empresarial Responsabilidade Social Empresarial Movimentos Empresariais (Ethos, GIFE) Neofilantropia (Paoli; Garcia) Gerencialismo x Gestão Social Despolitização interessada (politização do interesse) – (Vernis et al)

27 ATÉ DIA 23/10!! BONS ESTUDOS! Adriana Furtado


Carregar ppt "FILANTROPIA HUMANITARISMO ações: bem estar da comunidade saúde sanitária qualidade habitacional educação infantil meio ambiente Código Civil Brasileiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google