A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Piometra Grupo de Estudo de Animais de Companhia Simone Scarpin de Sá – 9º Período de Medicina Veterinária - UFV.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Piometra Grupo de Estudo de Animais de Companhia Simone Scarpin de Sá – 9º Período de Medicina Veterinária - UFV."— Transcrição da apresentação:

1 Piometra Grupo de Estudo de Animais de Companhia Simone Scarpin de Sá – 9º Período de Medicina Veterinária - UFV

2 Definição É o acúmulo de exsudato purulento dentro do lúmen uterino É o acúmulo de exsudato purulento dentro do lúmen uterino Hidrometra Hidrometra Mucometra Mucometra Sem predisposição racial Sem predisposição racial Risco à vida potencial Risco à vida potencial

3 Fonte:

4 Ciclo Estral da Cadela EstroDiestro Anestro Proestro 4 meses 60 dias 3-21 dias11 dias

5 Ciclo Estral da Cadela Diestro Corpos lúteos lúteos Progesterona Reduz atividade miometral Crescimento e Atividade secretora das glândulas endometriais

6 Fisiopatologia Progesterona Hiperplasia endometrial cística Acúmulo de fluido nas glândulas endometriais e no lúmen uterino Infecção bacteriana secundária Piometra

7 Fisiopatologia Outros fatores: Outros fatores: Estrógeno Estrógeno Prosgestágenos Prosgestágenos Tumores uterinos Tumores uterinos Microorganismos isolados comuns à flora vaginal normal Microorganismos isolados comuns à flora vaginal normal E. coli E. coli

8 Piometra Felina Ovulação induzida Ovulação induzida Aplicação progestágenos Aplicação progestágenos

9 Classificação Aberta: Aberta: 75% das cadelas com piometra 75% das cadelas com piometra Fechada Fechada Mais grave Mais grave Fonte: veterinaria-online.blogspot.com

10 Anormalidades Intercorrentes Hipoglicemia Hipoglicemia Disfunção renal Disfunção renal Azotemia pré-renal Glomerulopatia primária Redução da capacidade de concentração tubular Disfunção hepática Disfunção hepática Anemia Anemia Arritmias Cardíacas Arritmias Cardíacas Anormalidades de coagulação Anormalidades de coagulação

11 Diagnóstico Anamnese Anamnese Duração: gatas 1 a 4 semanas; cadelas 4 a 8 semanas Histórico de ciclo estral e terapia hormonal Sinais: distensão abdominal óbvia, febre, anorexia parcial ou completa, letargia, poliúria, polidipsia, vômito, diarreia e/ou perda de peso. Exame Físico Exame Físico Aberta ou fechada Aumento do tamanho uterino Desidratação

12 Diagnóstico Achados Laboratoriais Achados Laboratoriais Neutrofilia com desvio à esquerda Monocitose Leucocitose – acima de /µL Leucopenia – septicemia Anemia não regenerativa leve Hiperprotrinemia Hiperglobulinemia Azotemia

13 Diagnóstico Foto: Flávio Medeiros Paz e Silva

14 Diagnóstico Fonte: https://www.vetconnect.com.au/5min/toc/img1000.htmhttps://www.vetconnect.com.au/5min/toc/img1000.htm

15 Diagnóstico Fonte:

16 Diagnóstico Diferencial Mucometra Mucometra Hidrometra Hidrometra Piovagina Piovagina Gestação Gestação Metrite Metrite Torção uterina Torção uterina Peritonite Peritonite

17 Tratamento Médico Animais Reprodutores valiosos e metabolicamente estabilizados Animais Reprodutores valiosos e metabolicamente estabilizados Antiobiótico por 2 a 3 semanas Prostaglandina (PGF 2α ): 0,1-0,25 mg/kg, SC, bid ou sid, por 3 a 5 dias Terapia hidroeletrolítica Cefazolina: 20 mg/kg, IV ou IM, t.i.d. Enrofloxacina : 5-10 mg/kg, VO ou IV, b.i.d. Ampilicilina : 22 mg/kg, IV, IM, SC ou VO, t.i.d a q.i.d

18 Tratamento Médico Efeitos colaterais (30 a 60 min) Efeitos colaterais (30 a 60 min) Ofego, salivação, êmese, defecação, micção, midríase, aninhamento, tenesmo, lordose, vocalização e higiene intensa por lambedura Ofego, salivação, êmese, defecação, micção, midríase, aninhamento, tenesmo, lordose, vocalização e higiene intensa por lambedura Altas doses Altas doses Ataxia, colapso, choque hipovolêmico, desconforto respiratório ou morte Ataxia, colapso, choque hipovolêmico, desconforto respiratório ou morte

19 Tratamento Cirúrgico Pré-operatório Pré-operatório Fluidoterapia Fluidoterapia Antibiótico largo espectro Antibiótico largo espectro Corticóide Corticóide Monitorar entrada de fluidos e a produção urinária Monitorar entrada de fluidos e a produção urinária Dopamina ou diuréticos Dopamina ou diuréticos Antiarrítmicos Antiarrítmicos

20 Tratamento Cirúrgico OSH OSH Fonte:

21 Tratamento Cirúrgico Fonte:

22 Tratamento Cirúrgico Fonte:

23 Tratamento Cirúrgico Fonte:

24 Tratamento Cirúrgico Fonte:

25 Tratamento Cirúrgico Fonte:

26 Tratamento Cirúrgico Complicações intra-operatórios Complicações intra-operatórios Peritonite Peritonite Hemorragia Hemorragia Tumores uterinos Tumores uterinos Encarceramento da piometra Encarceramento da piometra em uma hérnia inguinal

27 Tratamento Cirúrgico Pós-operatório Pós-operatório Analgésicos Analgésicos Monitoração por 24 a 48hs Monitoração por 24 a 48hs Fluidoterapia Fluidoterapia Antibioticoterapia por 10 a 14 dias Antibioticoterapia por 10 a 14 dias Desconforto abdominal, temperatura elevada e dor sugerem peritonite Desconforto abdominal, temperatura elevada e dor sugerem peritonite

28 Tratamento Cirúrgico Complicações pós-operatório Complicações pós-operatório Piometra de coto Piometra de coto Formação de granuloma no colo do útero Formação de granuloma no colo do útero Inapetência Inapetência Hipotermia Hipotermia Prognóstico Prognóstico

29 ???? Fim


Carregar ppt "Piometra Grupo de Estudo de Animais de Companhia Simone Scarpin de Sá – 9º Período de Medicina Veterinária - UFV."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google