A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

USO DO GPS NA AGRICULTURA DE PRECISÃO Prof. Daniel Marçal de Queiroz Departamento de Engenharia Agrícola Universidade Federal de Viçosa Maio/2000.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "USO DO GPS NA AGRICULTURA DE PRECISÃO Prof. Daniel Marçal de Queiroz Departamento de Engenharia Agrícola Universidade Federal de Viçosa Maio/2000."— Transcrição da apresentação:

1 USO DO GPS NA AGRICULTURA DE PRECISÃO Prof. Daniel Marçal de Queiroz Departamento de Engenharia Agrícola Universidade Federal de Viçosa Maio/2000

2 TÓPICOS DA APRESENTAÇÃO 1 - O que muda com a agricultura de precisão 2 - Como funciona a agricultura de precisão Automatização das máquinas agrícolas Utilização de sensores Utilização do sistema de posicionamento global (GPS) Qualificação de pessoal para atuar com máquinas na agricultura de precisão Formas de manejo da variabilidade 3 - Perspectivas da agricultura de precisão aplicada à cultura do feijão Distribuição de sementes e fertilizantes Aplicação de defensivos Colheita e mapeamento de produtividade Tomada de decisão

3 O QUE MUDA COM A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Uma nova forma de monitorar o sistema de produção agrícola n Envolve o manejo localizado do uso de insumos n Ter um excelente entendimento do sistema produtivo e das interrelações entre os seus diversos componentes n Tomar as decisões de tal forma a atingir um objetivo pré-estabelecido n Retorno esperado: econômico e ambiental

4 O QUE MUDA COM A AGRICULTURA DE PRECISÃO n De acordo com Fran Pierce da Michigan State University (EUA): fazer a coisa certa, no tempo certo, no lugar certo e da maneira certa

5 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Automatização das máquinas agrícolas u Aplicadores de fertilizantes, sementes e defensivos agrícolas com controle automático da quantidade aplicada à medida em que a máquina se desloca u Controle feito com base em um mapa pré-estabelecido ou com base em sensores trabalhando em tempo real u Usando um mapa pré-estabelecido: a máquina tem que ser dotada de um sistema de posicionamento, geralmente um GPS diferencial u A colhedora é dotada de um sistema para gerar automaticamente o mapa de produtividade da área

6 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Utilização de sensores u Sensores para monitorar/controlar a aplicação de insumos: sensores de posicionamento, fluxo, rotação, velocidade de deslocamento, torque, etc. u Sensores usados na colhedora para geração de mapas de produtividade: posicionamento, velocidade, de teor de umidade, fluxo de grãos

7 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Utilização do sistema de posicionamento global (GPS) u Composto por 24 satélites que fornece dados durante as 24 horas por dia em qualquer condições meteorológicas u Custo do sistema estimado em 8 a 10 bilhões de dolares u Sistema com um só receptor: precisão de 100 metros na horizontal e 150 metros na vertical u Sistema GPS com correção diferencial: precisão sub- métrica ou sub-centimétrica dependendo do sistema adotado u Agricultura de Precisão: usa-se GPS com correção diferencial com precisão de 1 a 5 metros

8 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Utilização do sistema de posicionamento global (GPS) u Formas de correção diferencial: F Em tempo real ou pós-processado F Utilização de uma estação base F Utilização do sinal diferencial da marinha, disponível para localidades até 250 km do litoral F Utilização de serviços de correção via satélite

9 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Utilização do sistema de posicionamento global (GPS) Esquema de um sistema GPS com correção diferencial (Fonte: Blackmore, S.

10 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO Amostragem de solo

11 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO Amostragem de solo

12 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO Amostragem de solo

13 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO Amostragem de solo

14 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO Mapas de tipos de solo

15 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO Mapas de fertilidade dos solos

16 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Automatização das máquinas agrícolas - Aplicação à taxa variável (Fonte: Searcy, S.W.

17 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Automatização das máquinas agrícolas - Aplicação à taxa variável

18 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Automatização das máquinas agrícolas - Aplicação à taxa variável

19 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Automatização das máquinas agrícolas - Aplicação à taxa variável

20 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Automatização das máquinas agrícolas - Aplicação à taxa variável

21 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Automatização das máquinas agrícolas - Aplicação à taxa variável

22 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Automatização das máquinas agrícolas - Computador de campo

23 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Automatização das máquinas agrícolas - Computador de campo

24 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Sensores de produtividade Esquema de uma colhedora de grãos (Fonte: John Deere,

25 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Sensores de produtividade

26 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Sensores de produtividade

27 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Sensores de produtividade

28 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Sensores de produtividade

29 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO Qualificação de pessoal para atuar com máquinas na agricultura de precisão Máquinas e implementos sofisticados dotados de sensores, sistemas controladores, monitores: necessidade de mão-de- obra melhor formada na operação Necessidade de oferecimento de cursos para treinamento para operadores de máquinas agrícolas

30 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Formas de manejo da variabilidade u Tipos de variabilidade: espacial, temporal e preditiva u Variabilidade espacial: observada no interior do campo de produção - mapas de produtividade, de fertilizade de solo, etc. informação deve ser utilizada na tomada de decisão sobre técnicas de manejo u Variabilidade temporal: observada comparando-se mapas de produtividade de ano para ano, análise das tendências de produtividade u Variabilidade preditiva: diferença entre o que foi previsto e o que realmente ocorreu

31 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Formas de manejo da variabilidade com base nos mapas de produtividade (Larscheid, G.; Blackmore, S.; e Moore, M. u estágio I: F baseado no mapa de um ano F reposição de nutrientes usados u estágio II: F mapa de produtividade convertido em mapa de lucratividade F usado para localizar áreas com problemas F as causas desses problemas devem ser identificadas

32 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Formas de manejo da variabilidade com base nos mapas de produtividade (Larscheid, G.; Blackmore, S.; e Moore, M. u estágio III: F mapas de produtividade obtidos por mais de um ano F elaboração de mapa espacial de tendência de produtividade (muito alta, alta, média, baixa, muito baixa) F elaboração de mapa de variabilidade temporal de produtividade (muito alta, alta, média, baixa, muito baixa) F classificação das áreas em três grupos de produtividade: alta e estável (acima da média e coeficiente de variação inferior a 30%), baixa e estável (abaixo da média e coeficiente de variação inferior a 30%), instável (coeficiente de variação superior a 30%) F identificação de causas e possíveis soluções

33 COMO FUNCIONA A AGRICULTURA DE PRECISÃO n Formas de manejo da variabilidade com base nos mapas de produtividade (Larscheid, G.; Blackmore, S.; e Moore, M. u estágio IV: F idêntico ao estágio III, os mapas de tendência de produtividade espacial e de variabilidade temporal são convertidos em mapas de lucratividade

34 PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO APLICADA À CULTURA DO FEIJÃO n Sementes e fertilizantes

35 PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO APLICADA À CULTURA DO FEIJÃO n Aplicação de defensivos u Um dos mais importantes ítens do custo de produção u Aplicação de fungicidas, inseticidas e herbicidas

36 PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO APLICADA À CULTURA DO FEIJÃO n Aplicação de defensivos - pragas e doenças n Semeadura: u Primier 0,20 kg/100 kg de semente u Vitavax th 0,3 ml/100 kg de semente n aos 8 dias: Daminen 150 ml/ha n aos 12 dias: Curacron 600 ml/ha n aos 15 dias: Curacron 600 ml/ha n aos 22 dias: Curacron 600 ml/ha n aos 27 dias: Hamidop 700 ml/ha Danimen 150 ml/ha n aos 33 dias: Dacobre 1,50 kg/ha Hamidop 700 ml/ha Danimen 150 ml/ha n aos 40 dias: Cerconil 2,00 kg/ha Cartap 1,00 kg/ha Danimen 150 ml/ha n aos 48dias: Sialex1,00 kg/ha n aos 57 dias: Cerconil 2,00 kg/ha Curacron 600 ml/ha n aos 61 dias: Sialex1,00 kg/ha

37 PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO APLICADA À CULTURA DO FEIJÃO n Aplicação de defensivos - herbicidas u Dual: 2 litros/ha u Flex: 500 ml/ha u Fusilade: 500 ml/ha u Gramoxoni: 1 litro/ha

38 PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO APLICADA À CULTURA DO FEIJÃO n Aplicação de defensivos u Utilização de DGPS para mapeamento das áreas infestadas u Utilização de técnicas de sensoriamento remoto - em desenvolvimento u Utilização de sensores em tempo real para ervas daninhas u Utilização de sistemas de aplicação de defensivos a taxa variável

39 PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO APLICADA À CULTURA DO FEIJÃO n Colheita e mapa de produtividade

40 PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO APLICADA À CULTURA DO FEIJÃO n Mapa de lucratividade

41 PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO APLICADA À CULTURA DO FEIJÃO u Esquema do sistema de colheita de feijão com sistema para obtenção do mapa de produtividade


Carregar ppt "USO DO GPS NA AGRICULTURA DE PRECISÃO Prof. Daniel Marçal de Queiroz Departamento de Engenharia Agrícola Universidade Federal de Viçosa Maio/2000."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google