A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Música e a Subjetividade: Articulações Identitárias nas Corporações Musicais dos Campos das Vertentes Prof. Dr. Marcos Vieira Silva (Orientador) Laboratório.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Música e a Subjetividade: Articulações Identitárias nas Corporações Musicais dos Campos das Vertentes Prof. Dr. Marcos Vieira Silva (Orientador) Laboratório."— Transcrição da apresentação:

1 A Música e a Subjetividade: Articulações Identitárias nas Corporações Musicais dos Campos das Vertentes Prof. Dr. Marcos Vieira Silva (Orientador) Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial – LAPIP/UFSJ Bolsistas: Aline Moreira Gonçalves, Karine Aparecida Costa, Sábatha Resende Chaves, Sérgio Rossi Ribeiro Agência Financiadora: CNPq e FAPEMIG

2 Antecedentes - Início da pesquisa em 2004 (fase exploratória: levantamento histórico das corporações). - Ampliação para região. Objetivos Gerais Atuais - Articulações entre as categorias afetividade, identidade, tradição e transformação implicadas no processo grupal e na produção musical.

3 A afetividade é um fenômeno marcante no desenvolvimento do fazer musical, interferindo nele de maneira positiva ou negativa. Para Dayrell ( 2002 ), é relevante apreender os significados atribuídos à participação em grupos musicais buscando compreender os sentidos que a pertença a esses grupos adquire no processo de construção social deles próprios.

4 Aspectos Relevantes -Articulação entre a atividade musical e suas implicações históricas no desenvolvimento da identidade grupal de corporações musicais em São João del Rei e Região -Formação musical voltada para a possibilidade de um profissionalismo como fonte de renda e também como manutenção de uma tradição musical, carregada de nuances sócio- educativas.

5 Banda Salesiana Meninos de Dom Bosco

6 Banda Teodoro de Faria

7 Banda do 11° Regimento de Infantaria de Montanha

8 Banda Municipal Santa Cecília de Resende Costa

9 Banda Municipal Santa Cecília

10 Metodologia Baseia-se nos pressupostos da pesquisa participante e da pesquisa ação, utilizando- se as seguintes estratégias: - Leitura e análise de bibliografia específica e de documentos históricos sobre as corporações; - Gravações em vídeo e fotografias de ensaios e espetáculos; - Produção de mapas de registro de fenômenos grupais; - Entrevistas semi-dirigidas com músicos;

11

12

13 Resultados e Discussão - A atividade musical exerce um papel significativo na formação da identidade coletiva dos músicos e no desenvolvimento das mais tradicionais comemorações da região. - A atividade musical tem-se direcionado como uma prática sócio-educativa em função da característica Banda-escola tão presente nas corporações.

14 - Movimento de conjunção entre o tradicional e o novo quando a realização da atividade musical é entendida como prática sócio-educativa. - A atividade musical é capaz de influenciar positivamente a representação social dos jovens de periferia, pois estes encontram nas corporações das quais fazem parte uma forte referência formativa.

15

16

17 Conclusões - A atividade musical nos Campos das Vertentes tem exercido um papel significativo na formação dos músicos de banda, o que se deve a uma tradição musical marcada por uma historicidade que delineia o lugar que essas corporações ocupam nas comunidades em que estão inseridas.

18 - O sentido atribuído à música perpassa tanto o aperfeiçoamento técnico quanto o caráter formativo possibilitando aos jovens de periferia o envolvimento numa atividade de trabalho satisfatória que os insere num contexto social diferenciado. - O ensino musical atua como viabilizador de transformações sócio-culturais da realidade em que vivem os jovens músicos.

19

20

21 Referências Bibliográficas CIAMPA, Antônio da Costa. A estória do Severino e a história da Severina. São Paulo: Brasiliense, DAYRELL, Juarez. O rap e o funk na socialização da juventude. Educ. Pesqui., Jun 2002, vol.28, no.1, p GALO, Pedro Paulo Vilela. Coalhadas e Rapaduras: história social da música em São João del-Rei no século XIX Monografia (Especialização em História de Minas do Século XIX)–Curso de Pós-Graduação em História de Minas do Século XIX, Fundação de Ensino Superior de São João del-Rei, São João del-Rei, LANE, Silvia Tatiana Maurer (Org.). Psicologia social – o homem em movimento. São Paulo: Brasiliense, MAHEIRIE, Kátia. Processo de criação no fazer musical: uma objetivação da subjetividade, a partir dos trabalhos de Sartre e Vygotsky. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 8, n. 2, p , ______.Sete mares numa ilha: a mediação do trabalho acústico na construção da identidade coletiva Tese (Doutorado em Psicologia Social)–Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, MARTÍN- BARÓ, Ignacio. Sistema, grupo y poder. San Salvador: UCA Editores, PAGÈS, Max. A vida afetiva dos grupos. Petrópolis: Vozes, SILVA, M. V. Processo grupal, afetividade, identidade e poder em trabalhos comunitários: paradoxos e articulações Tese (Doutorado em Psicologia Social)– Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SOBRINHO, Antônio Gaio. Bandas Musicais em São João Del-Rei e a Banda Teodoro de Faria. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São João del-Rei. São João del-Rei, v. 10, p , 2002.


Carregar ppt "A Música e a Subjetividade: Articulações Identitárias nas Corporações Musicais dos Campos das Vertentes Prof. Dr. Marcos Vieira Silva (Orientador) Laboratório."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google