A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Coordenação de Programas de Reabilitação Acolhimento Acessibilidade Rede de Suporte Diagnóstico Plano Terapêutico Encaminhamentos Inclusão Prevenção.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Coordenação de Programas de Reabilitação Acolhimento Acessibilidade Rede de Suporte Diagnóstico Plano Terapêutico Encaminhamentos Inclusão Prevenção."— Transcrição da apresentação:

1 Coordenação de Programas de Reabilitação Acolhimento Acessibilidade Rede de Suporte Diagnóstico Plano Terapêutico Encaminhamentos Inclusão Prevenção

2 Portarias Ministeriais Portaria MS/GM nº 2073 de 28 /09/ 2004 – Publicada No DO da União Nº188 de 29/ 09/ 2004 – Estabelece a Política Nacional de Atenção à Saúde Auditiva Portarias MS/SAS nº 587 e nº 589 definem os procedimentos, parâmetros e requisitos para os serviços de saúde auditiva. Normatizam a abrangência e todas as etapas para Assistência em saúde auditiva

3 Política Municipal de Saúde Segue os preceitos da Prefeitura que enfatiza: Ações interdisciplinares, Intersetoriais, em rede hierarquizada por nível de complexidade. Atendimento com referência e contra-referência e regulados. As pessoas inseridas nos diversos programas da rede municipal tem prioridade de atendimento. Pessoas em situação de risco social também são prioridade.

4 Visão geral A Coordenação de Programas de Reabilitação, que integra a Câmara Técnica Estadual de Atenção à Saúde Auditiva, participou da negociação sobre a distribuição das unidades, onde ficaram definidas as Unidades de alta e média complexidade, no Município do RJ. Coordenação de Reabilitação Municipal Câmara Técnica Estadual

5 MóduloCAP.Pop. de Referência UnidadeComplexidadeSituação junto ao Ministério I CMS Waldir FrancoMédia Complexidade Habilitado II CMS Belizário Penna Média Complexidade Em processo de habilitação III CMS Milton Fontes Magarão Média Complexidade Em processo de habilitação IV H.U.C.F.F(UFRJ)Alta Complexidade Em processo de habilitação Além de 22 unidades de porta de entrada e terapia fonoaudiológica para D. A.

6 Coordenação de Reabilitação Equipe: Equipe: Sandra T.Lobo - Coordenadora Sandra T.Lobo - Coordenadora Ana Elizabeth – Assistente da Coordenação Ana Elizabeth – Assistente da Coordenação Eliane Waik – Gerente do Programa de Reabilitação de Adultos Eliane Waik – Gerente do Programa de Reabilitação de Adultos Lucia Lafayette – Gerente do Programa de Reabilitação Infanto-Juvenil Lucia Lafayette – Gerente do Programa de Reabilitação Infanto-Juvenil Assistentes – Vivaldo de Lima Sobrinho, Dorotheia da Cunha Charret, Márcia Gameiro Assistentes – Vivaldo de Lima Sobrinho, Dorotheia da Cunha Charret, Márcia Gameiro Administrativos - Alexandre Tadeu Novaes, Ana Maria Moreira e Cristina Guanabara. Administrativos - Alexandre Tadeu Novaes, Ana Maria Moreira e Cristina Guanabara.


Carregar ppt "Coordenação de Programas de Reabilitação Acolhimento Acessibilidade Rede de Suporte Diagnóstico Plano Terapêutico Encaminhamentos Inclusão Prevenção."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google