A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Primeira aula Segundo semestre de 2008. Capítulo 2 – Estática dos Fluidos Aqui estudamos: a pressão; lei e teorema ligados a pressão, escalas de pressão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Primeira aula Segundo semestre de 2008. Capítulo 2 – Estática dos Fluidos Aqui estudamos: a pressão; lei e teorema ligados a pressão, escalas de pressão."— Transcrição da apresentação:

1 Primeira aula Segundo semestre de 2008

2 Capítulo 2 – Estática dos Fluidos Aqui estudamos: a pressão; lei e teorema ligados a pressão, escalas de pressão e os aparelhos básicos para leituras da pressão, principalmente aqueles utilizados nas bancadas do laboratório. Importante: tudo que aqui for estudado só valerá para as condições: fluido contínuo, incompressível e em repouso.

3 2.1 Conceito de pressão - (p) A

4 Vamos buscar um conceito do capítulo 1

5 Pressão em um ponto fluido Hipóteses: fluido contínuo, incompressível e em repouso. p =. h A expressão: p =. h é válida quando considera-se p atm = 0.

6 Espero que aqui se tenha sempre a motivação para se questionar: por que?

7 O questionamento anterior deve estimular a demonstração de como se chega a expressão que determina a pressão em um ponto fluido pertencente a um fluido contínuo, incompressível e em repouso: p =. h

8 O fluido é considerado contínuo quando por menor que seja o volume considerado (ponto fluido) se tem matéria, ou seja, o fluido não apresenta vazio.

9 Se considera o fluido como incompressível quando ao mesmo submetido a variações de pressão se tem o peso específico constante, ou seja: = constante

10 Em repouso é a condição do capítulo (unidade) 2, estudo da estática dos fluidos.

11 Demonstração possível Considerando na figura a seguir o ponto que tem um dA, pode-se afirma que sobre o mesmo existe um volume dV, o qual apresenta um peso dG. dA dG h

12 Pelas condições impostas no capítulo 2: fluido contínuo, incompressível e em repouso, pode-se escrever que:

13 Considerando a pressão atmosférica igual a zero (escala efetiva) e dividindo ambos os membros por dA, resulta: dA dG h p atm =0

14 Portanto, pode-se generalizar: Escala efetiva: pressão atmosférica igual a zero Escala absoluta: pressão atmosférica diferente de zero

15 2.2 Teorema de Stevin O teorema de Stevin será a base para o estudo dos manômetros de colunas de líquido. Consideramos um volume de controle no formato de um cilindro com a base apresentando uma área elementar dA, como mostra a figura a seguir:

16 Considerando o eixo z, que passa pelos centros de gravidades das bases do cilindro, como mostra a figura do próximo slide, podemos escrever que:

17 F Z = 0 p 1. dA +. dA. h = p 2. dA p 1 - p 2 =. h Teorema de Stevin

18 Aplicação do teorema de Stevin = exercício ligado a bancada h

19 Pede-se determinar para uma dada posição da válvula globo a diferença:

20 E aí moçada, nesta primeira aula estudamos que p = h, onde p é a pressão na escala efetiva, é o peso específico e h é a cota do ponto (carga manométrica) em relação a um referência, que geralmente é a superfície livre. Outra coisa, estudamos o teorema de Stevin: p 1 – p 2 = h. É isto para aplicar no exercício, onde consideraremos o peso específico da água igual a N/m³, o do mercúrio N/m³ e a aceleração da gravidade igual a 9,8 m/s². Outra coisa, deve-se especificar a vazão: Q = volume/tempo


Carregar ppt "Primeira aula Segundo semestre de 2008. Capítulo 2 – Estática dos Fluidos Aqui estudamos: a pressão; lei e teorema ligados a pressão, escalas de pressão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google