A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Controle do Ruído na Fonte Convênio UFU/REGAP Abril/2010 Marcus Antonio Viana Duarte

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Controle do Ruído na Fonte Convênio UFU/REGAP Abril/2010 Marcus Antonio Viana Duarte"— Transcrição da apresentação:

1 Controle do Ruído na Fonte Convênio UFU/REGAP Abril/2010 Marcus Antonio Viana Duarte

2 PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE PROTEÇÃO

3 PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DO RUÍDO 1. Controle nas Fontes Geradoras Máquinas e Equipamentos – –Amortecimento da base(calços) – –Proteção de mecanismos – –Lubrificação – –Manutenção – –Substituição de materiais e mecanismos – –Enclausuramentos – –Silenciadores – –Redutores ativos – –Mudanças de ferramentas

4 PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DO RUÍDO 2. Controle na Trajetória do ruído no Ambiente Biombos Isolamento de áreas Mudança no fluxo do processo Mudança de layout

5 PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DO RUÍDO 3. Edificação Barreiras acústicas(teto ou paredes) Revestimentos(teto, paredes, piso) Mudança de Pé-direito Abertura de vãos(aquários) Tratamento do Sistema de ventilação(teto, paredes)

6 PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DO RUÍDO 4. Pessoal Alterações nos turnos de trabalho Sistemas de pausas Salas de descanso Rotação de cargos

7 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Fundamentos: aumento da distância da fonte emissora redução da concentração das máquinas substituição por máquinas mais silenciosas alteração no ritmo de funcionamento melhoria ou adequação da manutenção preventiva alteração na fonte emissora

8 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Modificações no Projeto: Escolher fontes de energia e de transmissão que permitam regulagens de velocidade Munir de silenciadores as saídas de ar de válvulas pneumáticas Utilizar modelos de ventiladores mais silenciosos ou colocar silenciadores nos condutores do sistema de ventilação Escolher o tipo adequado de bomba no sistema hidráulico Dotar de silenciadores as entradas dos compressores de ar Instalar motores e transmissões elétricas mais silenciosas Equipar os sistemas hidráulicos com reservatório de óleo bem reforçado (bastante massa)

9 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Modificações no Projeto: Dotar de amortecedores os circuitos hidráulicos Munir os condutores dos sistemas de ventilação de silenciadores de modo a evitar que o ruído se propague dos locais ruidosos para locais silenciosos Evitar ou reduzir os choques entre os componentes das máquinas Reduzir progressivamente os movimentos alternativos, e se possível eliminá-los Substituir partes metálicas por partes plásticas, mais silenciosas Blindar as partes ruidosas das máquinas.

10 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Som decorrente de vibrações de um corpo: Reduzir a força aplicadaReduzir a força aplicada Reduzir a superfície vibranteReduzir a superfície vibrante Reduzir a capacidade de emissão da superfície vibrante (revestindo-a com material amortecedor)Reduzir a capacidade de emissão da superfície vibrante (revestindo-a com material amortecedor) Utilização de DamperUtilização de Damper

11 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Som decorrente de Impacto: Aumentar tempo de contatoAumentar tempo de contato Amortecedores de vibraçõesAmortecedores de vibrações Quedas sobre Placas Duras:Quedas sobre Placas Duras: Inclinar a placa sobre a peça que caiInclinar a placa sobre a peça que cai aumentar a rigidez dos contentores e tratá-los acusticamenteaumentar a rigidez dos contentores e tratá-los acusticamente Recobrir com material dissipador de vibraçõesRecobrir com material dissipador de vibrações Substituir placas por telasSubstituir placas por telas

12 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Ruído Aerodinâmico: Reduzir a velocidade do fluidoReduzir a velocidade do fluido Reduzir dimensão CaracterísticaReduzir dimensão Característica Reduzir a turbulência do fluidoReduzir a turbulência do fluido

13 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Ruído Aerodinâmico: Laggings a jusante de válvulas de controleLaggings a jusante de válvulas de controle Bocais silenciosos p/ ar comprimidoBocais silenciosos p/ ar comprimido Atenuadores para ejetores e ventsAtenuadores para ejetores e vents Equipamento a ar comprimido portátil por elétricos.Equipamento a ar comprimido portátil por elétricos.

14 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Ruído Mecânico: EngrenagensEngrenagens Engrenagens helicoidaisEngrenagens helicoidais Materiais plásticosMateriais plásticos BalanceamentoBalanceamento Evitar movimentos alternativosEvitar movimentos alternativos Absorvedores Dinâmicos de VibraçõesAbsorvedores Dinâmicos de Vibrações Damper em grandes áreas de irradiaçãoDamper em grandes áreas de irradiação

15 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Manutenção: Manter lubrificadas e em bom estado as engrenagensManter lubrificadas e em bom estado as engrenagens ParafusosParafusos BalanceamentoBalanceamento Bocais nas saída de válvulasBocais nas saída de válvulas Velocidades corretas para sistemas de transporte evitando paradasVelocidades corretas para sistemas de transporte evitando paradas

16 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Manutenção: Reduzir a altura de queda dos produtos para recipientes e contentoresReduzir a altura de queda dos produtos para recipientes e contentores Não utilizar correias velhas, elas devem ter boa elasticidade.Não utilizar correias velhas, elas devem ter boa elasticidade. Correias com a tensão adequadaCorreias com a tensão adequada Ajuste dos rolamentosAjuste dos rolamentos Montagem de engrenagensMontagem de engrenagens Vazamentos de ar e vaporVazamentos de ar e vapor

17 EXEMPLOS DE REDUÇÃO DE RUÍDO NA INDÚSTRIA Ventiladores, Sopradores: 13 – 15 dBA com a utilização de silenciadores. Ventiladores, Sopradores: 13 – 15 dBA com a utilização de silenciadores. Ar Comprimido: 15 dBA colocando silenciadores nos bocais.Ar Comprimido: 15 dBA colocando silenciadores nos bocais. Compressores: 6 a 10 dBA com utilização de mufflers. Compressores: 6 a 10 dBA com utilização de mufflers. Motor Elétrico: 10 dBA com silenciadores. Motor Elétrico: 10 dBA com silenciadores. Ruído de Impacto: 7 a 10 dBA utilizando dampers. Ruído de Impacto: 7 a 10 dBA utilizando dampers.

18 TRATAMENTO ACÚSTICO DE VENTILADORES (EXAUSTORES) Silenciadores Resistivos Silenciadores Resistivos Silenciadores típicos para ventilador Configuração típica de um silenciador

19 TRATAMENTO ACÚSTICO DE TUBULAÇÃO Sistemas de ar condicionado: Material acústico no interior do duto. Sistemas de ar condicionado: Material acústico no interior do duto. Tubulação em indústria: tratamento com material acústico externamente à tubulação, conhecido como lagging. Consegue-se com este tipo de tratamento, uma perda de transmissão sonora da ordem de 30 e 36 dB para as freqüências de 2 kHz e 4 kHz respectivamente.

20 TRATAMENTO ACÚSTICO DE TUBULAÇÃO a) Lagging e seus componentes. b) Resultados obtidos com o lagging antes do tratamento (curva 1) e depois (curva 2).

21 ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DE RUÍDO NA FONTE Manutenção, o mais importante é: Deixar do jeitinho que estava antes

22 Obrigado pela Atenção


Carregar ppt "Controle do Ruído na Fonte Convênio UFU/REGAP Abril/2010 Marcus Antonio Viana Duarte"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google