A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Sérgio Lenz Fones (48) 8856-0625 ou 8855-0110 MSN: E B D Li ç ão 1 2/10/2011 Igreja Evangélica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Sérgio Lenz Fones (48) 8856-0625 ou 8855-0110 MSN: E B D Li ç ão 1 2/10/2011 Igreja Evangélica."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Sérgio Lenz Fones (48) ou MSN: E B D Li ç ão 1 2/10/2011 Igreja Evangélica Assembléia de Deus São José - SC

2 Lição 1 2 de Outubro de 2011 E disseram-me: Os restantes, que não foram levados para o cativeiro, lá na província estão em grande miséria e desprezo, e o muro de Jerusalém, fendido, e as suas portas, queimadas a fogo. (Ne 1:3) Texto Áureo VERDADE PRÁTICA Somente uma liderança guiada e orientada por Deus pode vencer a crise.

3 Esboço da Lição: 3 – A INTERCESSÃO DE NEEMIAS 2 – O CHAMADO DE NEEMIAS 1 – A CRISE EM JERUSALÉM

4 x Ao longo deste trimestre, estudaremos a vida, a obra e o ministério de Neemias. Assim resumida, esta lição apresenta: 1. Aspectos biográficos de Neemias. 2. A crise que o levou a interceder diante de Deus. 3. Análise da intercessão apresentada por Neemias.

5 1.1 – Antecedentes históricos: A tomada de Jerusalém e o cativeiro dos seus habitantes em Babilônia, de modo algum frustrou o plano redentor de Deus; pois a nação, da qual havia de nascer o Salvador, não podia ser completamente abandonada. Dá-se então o regresso do exílio, como lembra o cronista no seu último capítulo, referindo-se ao decreto do rei da Pérsia, Ciro, que autoriza os cativos a voltarem à terra de seus pais, se assim o desejassem e a reconstruírem o templo do Senhor em Jerusalém. É o que podemos constatar nos livros de Esdras e Neemias, que vão ao ponto de relatar minuciosamente todos esses trabalhos, sem esquecer as dificuldades que tiveram de vencer os filhos de Israel, há pouco vindos do exílio. Estes livros demonstram claramente que, apesar dos revezes da ruína de Jerusalém e do que sofreram no exílio, os filhos de Israel não prestaram o devido culto ao Senhor. Por isso aguardam a "plenitude dos tempos" em que Deus enviará o Seu Filho (#Gl 4.4-5). Davidson, F. O Novo Comentário da Bíblia Ed Vida Nova.

6 1.2 – Deus dá o escape: Ciro simpatizava-se com as aspirações religiosas dos diferentes povos do seu império. Conta Josefo, que chegou a proteger os judeus, só porque lhe tinham sido apresentadas as profecias de Isaías. Em 538 A. C. publicou mesmo um decreto autorizando-os a voltar e a reconstruir a sua cidade. Partiram nesse ano os primeiros cinqüenta mil, chefiados por Sesbazar. Davidson, F. O Novo Comentário da Bíblia Ed Vida Nova. O retorno dos judeus do cativeiro babilônico para a Palestina

7 1.3 – A volta com Zorobabel: x

8 1 – Em que ano o reino do Sul foi levado cativo à Babilônia? 2 – Quanto tempo o povo permaneceu no cativeiro?

9 2.1 – Quem era Neemias: Além das informações contidas na própria lição, podemos destacar que Neemias foi um homem que optou por angustiar-se pela miséria de seu povo e Deus abriu uma porta que pode ser assim analisada: Depois: Governador de Israel Pontos positivos: Destaque, fama e registro histórico de seus feitos. Pontos negativos: Sem conforto, com oposição, com trabalho árduo… Antes: copeiro do Rei Pontos positivos: vida mansa, tranquila e com fartura. Pontos negativos: trabalho de escravo sem grandes realizações pessoais.

10 Um fundo histórico: Esdras tinha estado em Jerusalém treze anos quando chegou Neemias. Enquanto que o primeiro era um escriba instruído e um mestre, o último demonstrou uma forte a agressiva capacidade de condução política nos assuntos públicos. O êxito da reconstrução das muralhas, a despeito da posição do inimigo, proporcionou seguridade para os exilados que retornaram, de tal forma, que podiam dedicar-se por si mesmos, sob a chefia de Esdras, às responsabilidades religiosas que estavam prescritas pela lei. Desta forma, o governo de Neemias procurou as mais favoráveis condições para o engrandecido ministério de Esdras. Schultz, Samuel J. A História de Israel no AT Ed Vida Nova.

11 2.2 – Chamado por Deus: …Ele, então, sente o chamado de Deus para deixar o conforto palaciano e viajar para Israel, a fim de reconstruir os muros da Cidade Santa que se achavam fendidos e as suas portas, queimadas a fogo (Ne 1:3). As grandes histórias de sucesso foram criadas por pessoas que reconheceram um problema e o transformaram em uma oportunidade Joseph Surgarman As grandes histórias de sucesso foram criadas por pessoas que reconheceram um problema e o transformaram em uma oportunidade Joseph Surgarman

12 2.3 – Orando em tempos de crise: A oração de um líder é acompanhada de 4 elementos: 1.A oração internaliza a responsabilidade, aprofundando nosso envolvimento com o problema. 2.A oração insiste em que nós devemos aquietar nosso coração e esperar, tornando-nos menos ativos, para recebermos de Deus a resposta certa. 3.A oração nos faz mergulhar na visão, permintindo-nos perceber o que Deus quer fazer. 4.A oração principia a realização da visão, agindo como um incentivador que nos leva a agir. Extraído de: Bíblia da Liderança Cristã com notas e artigos de John Maxwell

13 3 – Cite o nome do rei que permitiu a volta dos judeus a Jerusalém para reconstruir o Templo e os muros: 4 – Faça um pequeno resumo a respeito de Neemias:

14 3.1 – Ele adorou a Deus: Epicteto disse que se ele fosse um rouxinol, cantaria a Deus como um rouxinol. Mas que na qualidade de ser racional, competia-lhe louvar a Deus através de suas faculdades distintivamente humanas. Essa é a atitude que convém aos homens, a qual se manifestou supremamente na pessoa e na vida de Jesus Cristo. 1 Cf. CHAMPLIN, R. Norman. O NT Interpretado: Vs.por Vs.. São Paulo: Ed.Candeia. Vl 2, 10 ed., 1998, p. 574.

15 3.2 – Ele intercedeu por seu povo (Ne 1:6): O crente que não ora, falha: Contra si mesmo não crescendo espiritualmente. Contra o pastor por quem não ora. Contra a Igreja que precisa do seu apoio espiritual. Contra o mundo que precisa da nossa intercessão. Contra Deus que quer tê-lo na Sua intimidade.

16 3.3 – Ele fez confissão de pecados (Ne 1:6b): Infelizmente o pecado abre chagas em nossa alma. A oração ainda é o curativo que sara velhas feridas morais e espirituais de forma a dar nova vida para a igreja. Para castigar Deus tem limites, mas para abençoar, é ilimitado.

17 5 – Qual foi um dos pontos altos da oração de Neemias?

18 Dois aspectos importantes são destacados no livro de Neemias e especialmente nesta lição: 1. Neemias orou – sem oração tudo trava. 2. Neemias agiu – sem ação nada funciona. Precisamos de homens de oração e iniciativa para que ajudem na restauração moral e espiritual de nossa gente.


Carregar ppt "Prof. Sérgio Lenz Fones (48) 8856-0625 ou 8855-0110 MSN: E B D Li ç ão 1 2/10/2011 Igreja Evangélica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google