A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Jonas – A Misericórdia Divina Ev. Sérgio Lenz Fone (48) 9999-1980 MSN:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Jonas – A Misericórdia Divina Ev. Sérgio Lenz Fone (48) 9999-1980 MSN:"— Transcrição da apresentação:

1 Jonas – A Misericórdia Divina Ev. Sérgio Lenz Fone (48) MSN:

2 E Deus viu as obras deles, como se converteram do seu mau que tinha dito lhes faria e não o fez. (Jonas 3:10) VERDADE PRÁTICA O relato de Jonas ensina-nos o quanto Deus ama e está pronto a perdoar os que se arrependem.

3 Jonas 1:1-3; 15,17; 3:8-10; 4:1-2 1 A palavra do SENHOR veio a Jonas, filho de Amitai, com esta ordem: 2 Vá depressa à grande cidade de Nínive e pregue contra ela, porque a sua maldade subiu até a minha presença. 3 Mas Jonas fugiu da presença do SENHOR, dirigindo-se para Társis. Desceu à cidade de Jope, onde encontrou um navio que se destinava àquele porto. Depois de pagar a passagem, embarcou para Társis, para fugir do SENHOR. 15 Em seguida pegaram Jonas e o lançaram ao mar enfurecido, e este se aquietou. 17 O SENHOR fez com que um grande peixe engolisse Jonas, e ele ficou dentro do peixe três dias e três noites. 8 Cubram-se de pano de saco, homens e animais. E todos clamem a Deus com todas as suas forças. Deixem os maus caminhos e a violência. 9 Talvez Deus se arrependa e abandone a sua ira, e não sejamos destruídos. 10 Tendo em vista o que eles fizeram e como abandonaram os seus maus caminhos, Deus se arrependeu e não os destruiu como tinha ameaçado. 1 Jonas, porém, ficou profundamente descontente com isso e enfureceu-se. 2 Ele orou ao SENHOR: SENHOR, não foi isso que eu disse quando ainda estava em casa? Foi por isso que me apressei em fugir para Társis. Eu sabia que tu és Deus misericordioso e compassivo, muito paciente, cheio de amor e que prometes castigar mas depois te arrependes.

4

5 O contexto histórico: Nínive, hab. Incluía vários subúrbios e outras cidades pequenas, por isso, para atravessá-Ia, levava, se três dias (v. 3). Sua muralha interna tinha 13 km de circunferência. Uma outra muralha externa tinha 96,5 km. A altura delas era 30,5 m e incluía 150 torres de 61 m. A largura dos muros era tal que várias carruagens lado a lado podiam trafegar por cima deles. Estudos arqueológicos provam que a cidade, era avançada em ciência, matemática, astronomia e religião. Era grande, e poderosa.

6 Vida pessoal: Jonas (Pomba, no hebraico), proveniente de uma aldeia a 14 km de Nazaré. O livro é de autoria do próprio profeta. Contemporâneo do profeta Amós e Oseias, escreveu o livro 780 aC, já no fim da sua carreira. Jonas, ainda que profeta, é mais um Evangelista, tendo esse duplo ofício, proclamou o juízo divino contra Nínive, capital da Assiria, tema: A Misericórdia de Deus

7 Estrutura e mensagem:

8 Baleia ou grande peixe? O termo hebraico, em Jonas 1.17 e 2.10, é daggadol, isto é, grande peixe. Não uma baleia, sabemos que baleia não é peixe, mas um animal marinho, de sangue quente e mamífero. A baleia alimenta seus filhotes por meio de mamas, o que não acontece com peixe algum.

9 Interpretação:

10 A conversão dos ninivitas:

11 O arrependimento de Deus: Para entender a Eternidade de Deus em forma de gráfico, poderíamos nos expressar da seguinte forma: (linha do tempo = eternidade = estrada divina) INTERAGE COM O HOMEM: Promete abençoá-lo desde que este permaneça fiel ao seu chamado. Em pecando, a fidelidade de Deus à Sua Palavra acaba por condenar o homem no seu estado pecaminoso… INTERAGE COM O HOMEM: O mal que dantes estava determinado, caso o homem mude de atitude, pode ser revogado pela bondade e misericórdia de Deus, que é rico em perdoar. A ISTO CHAMAMOS DE ARREPENDIMENTO DE DEUS O TEMPO EXISTE P/ NÓS… NUNCA P/ DEUS…

12 Descontentamento de Jonas (4:1):... é que nem sempre a resposta e a ação divina estão em consonância com a nossa vontade, e, a culpa é do nosso egoísmo e do nosso egocentrismo!

13 Jonas esperava vingança? Era lógico que Jonas queria se livrar dos assírios, pois eles eram cruéis, sanguinários e não tinham misericórdia: mestres nas artes da TORTURA e da INTIMIDAÇÃO. A sua reputação manchou a região mesopotâmica por séculos e os seus inimigos, antes mesmo de travarem combate contra eles em campo aberto, já podiam sentir o gosto de sangue na boca. Eram ODIADOS por todos os povos ao redor.

14 Compreendendo a misericórdia divina:

15 É difícil para o homem mortal e pecador entender a misericórdia divina, porém, a exemplo da história de Jonas, Deus nos pede que obedeçamos, mesmo que não entendamos, pois o Seu controle é absoluto sobre todas as coisas!


Carregar ppt "Jonas – A Misericórdia Divina Ev. Sérgio Lenz Fone (48) 9999-1980 MSN:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google