A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Beatriz Fernandes Dias Fernanda Avellar Cerqueira Marcos Antônio Gomes Brandão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Beatriz Fernandes Dias Fernanda Avellar Cerqueira Marcos Antônio Gomes Brandão."— Transcrição da apresentação:

1 Beatriz Fernandes Dias Fernanda Avellar Cerqueira Marcos Antônio Gomes Brandão

2 Aprendizado do Diagnóstico de Enfermagem na EEAN Estratégias Diagnósticas de Enfermagem

3 & Diagnóstico de enfermagem Déc. 50 – estudos internacionais voltados ao julgamento do DE Déc. 90 – intensificação de estudos da temática no mundo e Brasil. Aprendizagem Estudos sobre o aprender em enfermagem A maioria dos estudos com forma tradicional do aprendizado – repetição ou repasse.

4 Predomínio do Processamento da Informação (PI) no entendimento do processo de elaborar o diagnóstico. O foco do PI é a capacidade de receber, guardar, processar e gerar informações que auxiliem na tomada de decisão no atendimento ao paciente/cliente (LUNARDI FILHO; LUNARDI; PAULITSCH, 1997). Porém, como pensar aprendizes críticos, reflexivos, que pensem sobre o seu fazer, que monitorem e controlem o curso de seu raciocínio e aprendizado mais do que apenas reproduzam ações e procedimentos?

5 Metacognição Metacognição é o conhecimento que nós temos sobre como nós percebemos, relembramos, pensamos e agimos. Ou seja, é o que nós sabemos sobre o que nós sabemos (TOLEDO, 2003). Para Flavell (1976), a metacognição significa cognição da cognição. Trata-se de pensamento sobre pensamento, ou conhecimento sobre cognição e do controle e monitoração das atividades cognitivas.

6 Estratégias diagnósticas de enfermagem, na perspectiva metacognitiva São ações planejadas, têm finalidade de existir. Uma ação consciente, que faz o indivíduo ser ativo no seu processo de aprender. Brandão (1999) apresentou dez estratégias diagnósticas: ouvir a passagem de plantão, leitura do prontuário, conversa com o cliente, exame físico, observação, testes de hipóteses diagnósticas, questionamento a profissionais da equipe de enfermagem, relacionamento de dados, consulta ao livro, questionamento ao professor.

7 Os estudantes formandos têm o nível de metaconhecimento maior que os estudantes iniciantes na prática hospitalar, no que diz respeito às finalidades das estratégias diagnósticas identificadas por Brandão (1999).

8 Verificar o nível de conhecimento metacognitivo dos estudantes iniciantes na prática hospitalar e dos formandos em relação às finalidades das estratégias diagnósticas atribuídas no estudo de Brandão (1999). Comparar o nível de conhecimento metacognitivo entre os dois grupos de estudantes, em relação às finalidades das estratégias diagnósticas atribuídas no estudo de Brandão (1999). Analisar os resultados da comparação entre os grupos, relacionando-os ao contexto de ensino-aprendizagem da Escola de Enfermagem Anna Nery.

9 Tipo de Estudo Cenário População Quantitativo Escola de Enfermagem Anna Nery Iniciantes na prática hospitalar (PCI VI e VII) Formandos (PCI XII e XIII)

10 Técnica e coleta de dados Aspectos éticos Questionário: assertivas sobre finalidades e escala de classificação do nível de conhecimento metacognitivo Aprovação pelo CEP EEAN/HESFA Atendimentos aos requisitos da Res. Nº196/96 CNS/MS

11 Não foi identificada a destacada diferença no nível de metaconhecimento entre os grupos na maioria das finalidades como se esperava. Contrariando, em parte, a hipótese preliminar. Existem algumas diferenças intergrupos que podem ter uma possibilidade de explicação baseada na experiência vivenciada ao longo da formação e mais ainda na inserção prática no momento da coleta de dados. Para Pozo (2002), Aprender é uma atividade social.

12 Estratégias diagnósticas: Conversa com o cliente (finalidade 06), Consulta ao livro (finalidades 17, 18 e 19), Questionamento ao professor (finalidades 21 e 23). Onde prevaleceu os níveis de metaconhecimento mais elevados entre os estudantes iniciantes da prática hospitalar?

13 Conteúdos programáticos – foco nas situações de cuidado direto a clientes nas dimensões técnicas expressivas Exemplo: tratamento de feridas, terapia intravenosa, técnica de sondagem vesical Estreita relação com o docente O que explica a predominância de um nível de metaconhecimento no grupo de estudantes iniciantes da prática hospitalar?

14 Estratégia diagnóstica: Questionamento a profissionais da equipe de enfermagem (finalidades das assertivas 12 e 13) Onde prevaleceu os níveis de metaconhecimento mais elevados entre os estudantes formandos?

15 O que explica a predominância de um nível de metaconhecimento no grupo dos formandos? Foco da ação é gerencial (PSF e Gerência Hospitalar) Formando tem atenção voltada para atuação como enfermeiro, há destaque da profissionalização e do contato com o profissional. Processo de intensa comunicação interpessoal com profissionais de serviço sem a presença próxima do docente. O estudante tem de desenvolver competências de negociação autônoma com parceiros da equipe de saúde.

16 Aprendizagem é situada – Lave e Wenger (1991): aprendizado sempre ocorre em função da atividade, contexto e cultura no qual ocorre ou se situa.

17 Contexto de inserção Experiências vivenciadas Aprendizado Significado das Estratégias Diagnósticas

18 AmbienteHostil Estudante passivo Favorável Estudante crítico, reflexivo O docente deve usar as estratégias diagnósticas na resolução de problemas. Além de instigada a pensar, ter idéias, refletir, dar explicações e tomar decisões. O ensino do diagnóstico de enfermagem deve ser contínuo ao longo do currículo e que respeite as especificidades e a complexidade de cada etapa curricular.

19 BABBIE, E. Métodos de Pesquisa de Survey. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2001, 519p. BRANDÃO, MAG. Uma visão metacognitiva das estratégias diagnósticas de enfermagem p. Dissertação Mestrado em Tecnologia Educacional nas Ciências da Saúde – Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde/Centro de Ciências da Saúde. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, BRANDÃO, MAG. Associação entre a interação e a metacognição: características e perspectiva de uma comunidade virtual em enfermagem. Rio de Janeiro, p. Tese Doutorado em Tecnologia Educacional nas Ciências da Saúde – Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde/Centro de Ciências da Saúde. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, BRANDÃO, MA; AZEVEDO, S; DIAS, BF. Uma investigação metacognitiva da aprendizagem do raciocínio diagnóstico em enfermagem: indicativos das estratégias. In: XIV Pesquisando em Enfermagem/EEAN, Rio de Janeiro, DIAS, B; COIMBRA, L; BRANDÃO, MA; AZEVEDO, S. Estratégias Diagnósticas de Enfermagem: apreciação por alunos de graduação. Trabalho de IC/FAPERJ, 2003/2004. FLAVELL, J.H., MILLER, P.H. & MILLER, S.A. Desenvolvimento cognitivo. Porto Alegre: Artmed, p. PEIXOTO, MAP; BRANDÃO, MAG; SANTOS, G. Metacognição e Tecnologia Educacional Simbólica. Revista Brasileira de Educação Médica. Rio de Janeiro, v.29, nº 1, jan./abr UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO, Proposta de Reajuste Curricular – Graduação EEAN. Centro de Ciências da Saúde. Rio de Janeiro, 1999.

20 TECCONSAE - Grupo de Pesquisa em Tecnologias e Concepções para a Sistematização da Assistência de Enfermagem Escola de Enfermagem Anna Nery/ UFRJ


Carregar ppt "Beatriz Fernandes Dias Fernanda Avellar Cerqueira Marcos Antônio Gomes Brandão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google