A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Hino número 401 do Hinário Abre, Senhor, os Olhos Meus 1. Abre, Senhor, os olhos meus, Ao resplendor da Tua luz. Dá-me o poder de me libertar, E de servir.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Hino número 401 do Hinário Abre, Senhor, os Olhos Meus 1. Abre, Senhor, os olhos meus, Ao resplendor da Tua luz. Dá-me o poder de me libertar, E de servir."— Transcrição da apresentação:

1 Hino número 401 do Hinário Abre, Senhor, os Olhos Meus 1. Abre, Senhor, os olhos meus, Ao resplendor da Tua luz. Dá-me o poder de me libertar, E de servir e amar Jesus. Em contrição espero em Ti, Mostra-me, pois, o Teu querer. Abre, Senhor, os olhos meus, Eu quero ver! 2. Abre, Senhor, o ouvido meu, Para escutar a Tua voz. Quero entender o Teu santo amor, Quero ficar contigo a sós. Em contrição espero em Ti, Quero ser Teu e a paz fruir. Abre, Senhor, o ouvido meu, Eu quero ouvir! 3. Abre-me, ó Pai, o coração, Quero sentir o Teu calor. Abre-me então, a boca também, Para eu falar do Teu amor. Em contrição espero em Ti, Enche-me o ser com Teu amor. Toma-me, enfim, nos braços Teus, Ó meu Senhor!

2 Hino número 402 do Hinário Fala à Minh'Alma 1. Fala à minha alma ó Cristo, fala-lhe com amor! Segreda com ternura: "Eu sou Teu Salvador!" Faze-me bem disposto para te obedecer Sempre louvar Teu nome dedicar-te o ser. CORO: Faze-me ouvir bem manso, em suave murmurar; Na cruz verti Meu sangue, para te libertar; Fala-me cada dia, fala com terno amor; Segreda-me ao ouvido: tu tens um Salvador. 2. Fala aos Teus filhos sempre, dá-lhes a direção; Enche-os de grande gozo mesmo na provação; Faze-os bem consagrados, prontos a trabalhar; Para do reino eterno a vinda abreviar. 3. Como na antigüidade mostravas Teu querer; Revela-me hoje e sempre qual seja meu dever; A Ti somente eu quero louvores entoar; Teu nome eternamente engrandecer e honrar.

3 Hino número 403 do Hinário Mais de Cristo 1. Mais de Cristo quero ser, mais do Seus amor obter, Mais de sua compaixão, mais de sua mansidão CORO: Mais, mais de Cristo! Mais, mais de Cristo! Mais do Seu puro e santo amor, Mais de meu Mestre meu Senhor. 2. Mais de Cristo perto estar, Sua comunhão gozar, Quero Sua voz ouvir, sempre Sua lei cumprir 3. Mais a Cristo quero olhar, Vê-Lo em glória enfim reinar Reine sempre em mim também, Desde agora até no além. 4. Mais de Cristo quero Ter, mais igual a Ele ser Dando ao triste sofredor, mais conforto e mais amor

4 Hino número 404 do Hinário Ó Deus, Contigo Almejo Andar 1. Ó Deus contigo almejo andar, sim como Enoc contigo andou Ó toma, pois a minha mão, pois sabes que mui débil sou E se o caminho escuro for, Contigo quero andar, Senhor. 2. Não posso andar sozinho, ó Deus, a tempestade ruge hostil Mil laços se armam aos meus pés; à espreita estão perigos mil Para arrastar-me à perdição; só tenho em Ti a salvação. 3. Podendo andar contigo, ó Deus, o mundo aqui é sem valor Eu sigo pois a Tua luz, E avanço firme, sem temor E ainda lá no eterno lar Contigo, ó Deus almejo andar

5 Hino número 405 do Hinário Vem, Jesus, nos Despertar 1. Tu que sobre a amarga cruz, Revelas-te Teu amor Tu que vives ó Jesus, Vivificamos Senhor! CORO: Vem, oh, vem, Jesus, Senhor, Nossas almas despertar Teu puro e santo amor, Vem, oh nos inflamar Oh, vem ! Oh, vem, Nossas almas inflamar! 2. Eis o mundo tentador, Procurando nos trair Sem Teu fogo abrasador, Presto estamos a cair 3. Quantos que corriam bem, De ti longe hoje vão. Outros seguem, que também, Frios, sem amor estão 4. Vem agora consumir, Tudo quanto ó Salvador Quer altivo resistir, Ao Teu bando e doce amor!

6 Hino número 406 do Hinário Em Mim Vem Habitar 1. Em mim vem habitar, ó vem Jesus, E em mim fazer brilhar a tua luz! Eis a minha ambição: Ter e sentir, Senhor, Mais gratidão e mais amor. 2. Os passos Teus seguir eu quero sim, Prá te servir e amar até o fim. Eis o meu deseja, meu ideal maior, Contigo andar ó Salvador. 3. Em meu interior vem Tu brilhar. Faz-me com mais ardor da cruz falar.? Reveste o coração de Teu excelso amor, De retidão e de fervor. 4. Oh! Que consolação a Cristo amar, Pois que com tanto amor me quis salvar! Nada me alegra mais, gozo não há maior Que Tua paz, ó Salvador.

7 Hino número 407 do Hinário Ao Teu Lado Quero Andar 1. Eu sou fraco, sem vigor; Vivo sempre a vacilar. Sê, Jesus meu protetor; Só contigo, Senhor quero andar. CORO: Ao teu lado quero andar, Livre de qualquer temor; Quero em Ti sempre confiar, E viver para Ti, ó Senhor. 2. Neste mundo aterrador, Quem se importa se eu cair? Quem está em meu favor? Só Jesus me poderá me remir. 3. Junto a Ti, meu Salvador, Para sempre eu quero estar; Ó conduz-me com amor Às moradas do teu doce lar.

8 Hino número 408 do Hinário Dá-me Tua Paz 1. Dá-me Tua paz, Mestre, dá-me Tua pa, Se tristezas vêem conturbar-me o coração; Não serei tentado, nem o mal verei, Se me deres paz, bom Mestre; dá-me Tua paz. CORO: Dá-me Tua paz, Mestre, Dá-me Tua paz, Mestre, Pois andar sem Ti não posso; Dá-me Tua paz. 2. Dá-me Tua paz, Mestre, dá-me Tua paz, Sim, nas horas más, quando em treva envolto estou. Guia, pois, meus passos, para eu não cair, Pois andar sem Ti não posso; dá-me Tua paz.

9 Hino número 409 do Hinário Rosa de Saron 1. Rosa de Sarom, vem ao meu coração; Dá-lhe da fragrância desse amor sem-par, Para que eu rescenda em minha vida aqui, O aroma que só Teu amor pode exalar. CORO: Rosa de Sarom, Abre em rediante amor Em nosso coração 2. Rosa de Sarom, dom que desceu do Céu, Faz de minha vida um vaso em Teu louvor, E que eu viva sempre assim a perfumar Aqueles que estão em sofrimento e dor. 3. Rosa de Sarom, reine pra sempre aqui; Tua glória impere em terra, céu e mar. Venham as nações render louvor a Ti; E o Universo inteiro irá Te adorar.

10 Hino número 410 do Hinário Faz Brilhar a Tua Luz 1. Faz brilhar em mim, Jesus, Tua luz, divina luz! Tira o véu dos olhos meus, Para ver os feitos Teus! 2. Reine em mim a Tua paz, Teu amor que bênçãos traz! Sinta eu o perdão O poder da redenção! 3. Que prazer será pra mim, Ó Jesus, viver assim! Sou feliz em tua luz, Mui feliz, ó meu Jesus!

11 Hino número 411 do Hinário Súplica 1. Vem guiar-me, ó Senhor, Meu Amigo, meu Pastor! Guarda-me de todo o mal, Pela graça divinal. 2. Fraco sou e pecador, Nada tenho em meu favor. Só Tu podes, meu Jesus,Dar-me vida, força e luz. 3. Guarda-me das tentações, Neste mundo de aflições. Ajudar-me vem, meu Deus; Quero andar nos passos Teus. 4. Quando o Bom Pastor voltar, E as ovelhas vier buscar, Leva-me, Senhor, também, Ao eterno lar. Amém.

12 Hino número 412 do Hinário Comunhão Preciosa 1. Quão preciosas são as horas, Na presença de Jesus! Comunhão deliciosa, De minh'alma com a luz! Os cuidados deste mundo, Não me podem abalar, Pois é Ele o meu abrigo, Quando o tentador chegar, Quando o tentador chegar. 2. Ao sentir-me rodeado, De cuidados terreais, Conturbado ou abatido, Ou em dúvidas fatais, A Jesus eu me dirijo, Nestes tempos de aflição; As palavras que Ele fala, Trazem paz ao coração, Trazem paz ao coração. 3. Se Lhe conto meus temores, Toda a minha imperfeição, Ele escuta com paciência, Essa triste confissão; Com ternura repreende, Meu pecado e todo o mal. É Jesus o meu amigo, O melhor e mais leal, O melhor e mais leal. 4. Se quereis saber quão doce, É a secreta comunhão, Podereis mui bem prová-la, Fruireis consolação; Procurai estar sozinhos, Em conversa com Jesus: Provareis na vossa vida, Sua graça e Sua luz, Sua graça e Sua luz.

13 Hino número 413 do Hinário Lugar de Paz Sei de um lugar de paz, Longe de toda dor; Aonde vou a luz buscar. Entre a vegetação, Prostrado, em oração, A Deus entrego meu pesar. Bem cedo, de manhã, Ou ao cair do Sol, Eu deixo lá o meu temor; E deste bom lugar, Eu saio pra enfrentar a vida Com muito mais amor.

14 Hino número 414 do Hinário Santa Hora de Oração 1. Santa hora de oração! Reina paz divinal, E volvemos a Cristo, o Amigo leal; Hora santa em que a Jesus nós podemos falar. Que poder para a alma! Oh! quão doce é orar! CORO: Doce é orar, com fervor, orar! Que poder para a alma! Oh! quão doce é orar! 2. Santa hora de oração, quando a alma conduz Os pesares da vida aos pés de Jesus, E prorrompe em Seu louvor como as ondas do mar. Que poder para a alma! Oh! quão doce é orar! 3. Santa hora de oração, quando o vil tentador É vencido com forças que vem do Senhor; E do Céu faz descer Sua graça sem par. Que poder para a alma! Oh! quão doce é orar!

15 Hino número 415 do Hinário Só, com Teu Deus 1. Só, com teus Deus, sublime paz e bênção! Sim, sempre a sós com Deus por onde for. Só, com teus Deus, Seu rosto contemplando, Só, sempre ouvindo Sua voz de amor. 2. Só, com teus Deus, nas horas mais difíceis, Paz Ele tem a dar aos filhos Seus. Só, com teus Deus, serás o exemplo vivo, Luz da verdade e do amor de Deus. 3. Só, com teus Deus, supremo bem infindo! Tal comunhão dará prazer sem par. Só, com teus Deus, fiel até a morte, Vais para sempre com Teu Deus andar.

16 Hino número 416 do Hinário Ao Pé da Cruz de Cristo 1. Ao pé da cruz de Cristo, feliz desejo estar, Repouso ter à sombra ali, e então a paz gozar; Um lar feliz no ermo achar, e aqui, na vida, o amor; Alívio à dor e graça há aos pés do meu Senhor. 2. Ao pé da cruz de Cristo, aqui e no jardim, Eu vejo a dor cruel em que Jesus morreu por mim. Compreendo, então, quão débil sou, quão mau e sem valor; Compreendo, sim, quão grande é o Seu sagrado amor. 3. Estar eu quero à sombra da cruz, bendita cruz! Eu posso ali obter perdão e estar junto a Jesus. Eu posso então certeza ter do amor de Deus por mim, E em breve irei fruir no Céu a paz do amor sem fim.

17 Hino número 417 do Hinário Meu Deus e Eu 1. Meu Deus e eu andamos pelos prados, Quais bons amigos, juntos a passear; Dadas as mãos, alegres conversamos, Sem nada, nada a nos atrapalhar; Dadas as mãos, alegres conversamos, Sem nada, nada a nos atrapalhar. 2. Meu Deus me conta de outros tempos, quando Eternos planos Ele fez por mim; Quando o que vejo era apenas sonho, Quando Ele o mundo fez tão belo assim; Quando o que vejo era apenas sonho, Quando Ele o mundo fez tão belo assim. 3. Meu Deus e eu, eternamente juntos, Quais bons amigos, vamos sempre andar; Inda que o Céu e a própria Terra passem, Nada de Deus me pode separar; Inda que o Céu e a própria Terra passem, Nada de Deus me pode separar.

18 Hino número 418 do Hinário O Jardim de Oração 1. Meu Jesus num jardim 'stá esperando, Num lugar de eternal perfeição; Ele é luz e Sua glória cintila, Neste lindo jardim de oração. CORO: Oh! que lindo jardim, o jardim de oração! Oh! que lindo jardim de oração! Meu Jesus perto está, e o portão abrirá, Deste lindo jardim de oração. 2. Meu Jesus num jardim 'stá esperando, Onde vou suplicar-Lhe perdão; Quero ouvi-lo falar de conforto. Neste lindo jardim de oração. 3. Meu Jesus num jardim 'stá esperando, E convida o que sofre aflição Para entrar e fruir Seu descanso, Neste lindo jardim de oração.

19 Hino número 419 do Hinário Bendita Hora de Oração 1. Bendita hora de oração, Pois traz-nos paz ao coração, E vence o mal e toda a dor, Trazendo auxílio do Senhor. Em tempos maus, na provação, Na dor maior, na tentação, Irei buscar ao meu Senhor, Com zelo, fé e mais fervor. 2. Bendita hora de oração, De doce calma e devoção, Que eleva ao Céu o seu odor, Em cheiro suave a meu Senhor. E finda a hora de aflição, Os dias maus, a tentação, Então darei melhor louvor, A meu Jesus, a meu Senhor. 3. Bendita hora de oração, Pois liga-nos em comunhão, E traz-nos fé e mais amor, Enchendo o mundo de dulçor. Desejo a vida aqui findar, Com fé, amor, constante orar; E lá no Céu, junto ao Senhor, Será eterno meu louvor.

20 Hino número 420 do Hinário Oh! Que Amigo em Cristo Temos! 1. Oh! que amigo em Cristo temos! Mais chegado que um irmão! Quer que tudo nós levemos Ao bom Deus em oração. Oh! que paz perdemos sempre, Oh! que dor de coração! Só porque não recorremos ao bom Deus em oração! 2. Há tristezas e pesares, Há na vida tentação; Não ficamos sem conforto, Indo a Cristo em oração. Pode haver um outro amigo Tão grandioso em compaixão? Aos humildes e contritos, Cristo atende em oração. 3. Quando em dor desfalecemos, Cristo estende-nos a mão, Pois é sempre a nossa força, É refúgio em oração. E se aqui nos menosprezam, Cristo é nosso em oração; Em Seus braços nos acolhe, E nos dá consolação.

21 Hino número 421 do Hinário Brando Qual Coro Celeste 1. Brando qual coro celeste, Vem nos de longe um rumor: Voz de suspiro e de alento, Voz inefável de amor. Eia, que após tempestades, Vem a bonança embalar O coração perturbado, Dando-lhe calma sempar. CORO: Oh doce voz Que me vem embalar! Meu coração vem, Senhor, confortar. 2. Se no crepúsculo da tarde, Podes adiante enxergar, Lá no profundo das trevas, Vais ver a estrela a brilhar. Se vindo as trevas da noite, Tens porventura temor, Não desanimes que logo Há de brilhar o alvor. 3. E se nas lutas da vida, Sentes tristezas e dor, Há de raiar novo dia Cheio de luz e dulçor. Eternamente com Cristo, Vamos a paz desfrutar, E alegria perene Hemos de ter lá no lar.

22 Hino número 422 do Hinário Assentado aos Pés de Cristo 1. Assentado aos pés de Cristo, Oh, que suave comunhão! As palavras que Lhe escuto Trazem paz ao coração. Ao rever o meu passado, Quando estou junto a Jesus, Mais e mais eu avalio Seu amor por mim na cruz. 2. Assentado aos pés de Cristo, Suas bênçãos muitas são; Eu deponho os meus pecados E Ele dá-me Seu perdão. Assentado aos pés de Cristo, Eu demoro-me a orar; Sinto então a plenitude De Sua graça e amor sempar. 3. Ó Jesus bendito, inclina Com amor o Teu olhar! Possa eu sempre livremente Tua face contemplar. Dá-me sentimentos puros, Faz-me santo, meu Jesus. Que eu demonstre aos semelhantes, Ser Teu filho e andar na luz!

23 Hino número 423 do Hinário Música Celeste 1. Que música celeste vem das vagas do mar; Comove minha'lma qual santa canção; São as vozes de anjos soando no ar, A mim estão cantando celeste saudação. 2. Do Jordão nas lindas praias, me detenho a orar, E com fervente prece estendo a mão; Ó, envia os Teus anjos, amável Jesus! E deixa-me cantar, sim, a santa canção. 3. Em forte borrasca que infunde pavor, Não tenho temor se Jesus me guiar, Pois a santa melodia envolveu-me de amor; Junto ao coro dos anjos desejo cantar.

24 Hino número 424 do Hinário Como a Brisa Suave 1. Como a brisa suave dos prados em flor, É Tua voz, ó meu Mestre, pra mim, Quando às vezes, no auge da angústia e dor, Minha mão quase deixa Tua mão. CORO: Como a brisa suave Tua voz é, Senhor, Como a brisa de um claro arrebol; Dos momentos de sombras liberto já estou, Pois ouvi Tua voz me falar. 2. Como a brisa suave Tua voz é, Senhor, Quando a noite me encontra tão só; De minha'lma o fardo deixou de existir, Quando as nuvens fizeste fugir.

25 Hino número 425 do Hinário Que Tempo Já Faz? 1. Que tempo já faz que falaste com Deus. Contando-o os segredos da alma? Que tempo já faz que oraste ao Senhor E de joelhos ouviste-Lhe a voz? Que tempo já faz que não andas com Deus, Deixando-O guiar tua vida? Teu Amigo quer ser, Quer dar-te poder Tu precisas sentir Seu amor. 2. Que tempo já faz que ajoelhas-te a sós E oraste ao Teu Deus lá do Céu? Que tempo já faz que o Teu coração Se apega aos pecados teus? Que tempo já faz que não falas de Deus, Pregando a mensagem do Mestre? Teu Amigo que ser, Quer dar-te poder, Implantar Seu amor em Teu ser.

26 Hino número 426 do Hinário No Jardim 1. Eu fui ao jardim bem a sós, Aos primeiros raios celestes, Pude então ouvir doce e meiga voz, A voz gentil do Mestre. CORO: Que alegria sempre essa voz ouvir; "Eu te amo, ó pecador! Mesmo a morte lá sobre a cruz sofri, Para ser o teu Salvador". 2. Ouvi Sua voz divinal, Em acentos muito suaves, Que fala a mim com ternura igual, À voz gentil das aves. 3. Eu fico a escutar Sua voz, Na vibrante luta terrestre, E ao me vir tentar o inimigo atroz, Quão bom ouvir o Mestre!

27 Hino número 427 do Hinário Mais Perto Quero Estar 1. Mais perto quero estar, Meu Deus, de Ti, Inda que seja a dor, Que me una a Ti. CORO: Eis meu constante orar: Mais perto quero estar, Meu Deus, de Ti. 2. Andando triste aqui, Na solidão, Paz e descanso a mim, Teus braços dão. 3. Minh'alma cantará, A Ti, Senhor, Cheia de gratidão, Por Teu amor.

28 Hino número 428 do Hinário Glória Perene 1. Quando meu tempo de lutas passar, Quando meu Mestre vier me buscar, Grato, perante Ele então me prostrar, Glória perene será para mim! CORO: Sim, há de ser glória pra mim! Glória pra mim! Glória pra mim! Quando puder o Seu rosto mirar, Oh! há de ser grande glória pra mim! 2. Quando, por graça do Seu grande amor, Eu alcançar o infinito favor De ir para perto do meu Salvador, Glória perene será para mim! 3. Muitos amigos ali hei de achar, Paz, alegria, prazer, bem estar; Mas, quando meu Salvador me saudar, Glória perene será para mim!

29 Hino número 429 do Hinário Eu Face a Face Vê-Lo-ei 1. Em breve irei, de meu Jesus, O rosto meigo contemplar. Quanta alegria fruirei, E doce paz irei gozar! Ante Seu trono adorarei, E meu louvor então darei; Almejo estar no eterno lar, E face a face o contemplar. CORO: Eu, face a face, vê-lo-ei; Por graça salvo, cantarei; Sim, face a face, vê-lo-ei, E Dele sempre então serei. 2. A vida aqui irá passar, O novo Éden Surgirá. Pecado ali não se achará, Nem mal algum existirá. Pois o Senhor com a sua luz, Já os baniu na rude cruz; Almejo estar no novo lar, E sua face contemplar.

30 Hino número 430 do Hinário O Eterno Lar 1. Ó irmãos, cantai nesta peregrinação, Dentro em pouco iremos para o lar! Vai então raiar nossa eterna redenção, Dentro em pouco iremos para o lar! CORO: Dentro em breve, sim, Dentro em breve, sim, Estaremos lá no lar; Sim, depois de o mar Deste mundo atravessar, Nós iremos para o eterno lar! 2. Vamos, pois, fazer o que está à nossa mão, Dentro em pouco iremos para o lar! Cada dia Deus nos será a salvação, Dentro em pouco iremos para o lar! 3. Há um repouso além, um alívio a todo mal, Dentro em pouco iremos para o lar! Não há pranto ou dor na cidade celestial, Dentro em pouco iremos para o lar!

31 Hino número 431 do Hinário Sim, Glória Haverá no Final 1. Findo o labor, que prazer sem-par, Pra quem por Cristo aqui lutar, Levar os molhos que ganhar, Para ti, Jerusalém! CORO: Sim, Glória haverá no final, Sim, glória sublime, eternal; Oh! quanto prazer, quanto amor Lá no Céu junto ao Senhor! 2. Doces canções entoaremos lá; Grato louvor a Jeová Eternamente se ouvirá, Lá em ti, Jerusalém! 3. Puro e bendito o prazer será, Lindas mansões sim, haverá, Cristo conosco se achará, Lá em ti, Jerusalém!

32 Hino número 432 do Hinário Hei de Ver o Rei 1. Hei de ver o Rei junto à Sua grei, Vê-Lo-ei um dia além, Num país melhor, anjos ao redor, Na feliz Jerusalém. CORO: Sim, na glória hei de ver o Rei E louvores sempre cantarei. No Calvário Cristo morreu por mim; Hei de vê-lo um dia enfim. 2. Que prazer será com os salvos lá,Contemplar o Salvador. Gratidão sem-par hei de Lhe ofertar Pelos bens do Seu amor. 3. Eis que a dor passou nada mais ficou, Deste mundo sofredor. Nesse bom país viverei feliz, Com Jesus, meu Salvador.

33 Hino número 433 do Hinário O Triunfo do Messias 1. Jesus é rejeitado, o mundo não O quer, Recusa com orgulho seu Rei reconhecer; Mas, eis que vem glorioso do Seu celeste lar, Para logo com poder aqui reinar! CORO: Logo vem o dia eterno da Sua exaltação! Vem, sim, para o livramento de toda a criação. Oh! que canto de vitória então há de soar, Quando Cristo triunfante aqui reinar! 2. O Sol ao meio dia não tem o resplendor Qual há de ter a Igreja na vinda do Senhor; Porque do Esposo a glória, a noiva há de ostentar, Quando Cristo triunfante aqui reinar! 3. Já temos privilégio de pela fé prever A divina herança que vamos receber A dor e o sofrimento jamais terão lugar, Quando Cristo triunfante aqui reinar!

34 Hino número 434 do Hinário Quando for Chamado 1. Quando Cristo Sua trombeta lá do Céu mandar tocar; Quando o dia mui glorioso em luz romper, E aos remidos, triunfantes, meu Jesus se apresentar, E chamado então eu for, sim, lá estarei. CORO: Quando for então chamado, Quando for então chamado, Aprovado hei de estar perante o Rei. 2. Nesse tão glorioso dia, quando o crente ressurgir, E da gloria de Jesus participar; Quando os salvos ressurgidos atingirem o porvir, E chamado então eu for, sim, lá estarei. 3. Lidarei por meu Jesus até o dia terminar; Falarei do seu amor por nós aqui; Quando tudo aqui cessar em meu constante labutar, E chamado então eu for, sim, lá estarei.

35 Hino número 335 do Hinário Estrelas Terei 1. Meu deleite é pensar noutra terra de além, Onde irei, finda a luta de aquem; Quando, enfim, por Jesus, conseguir lá chegar, Na coroa eu estrela terei? CORO: Na coroa de luz, eu estrela terei, Quando o sol aqui não aqui mais raiar? Quando Deus me levar para o reino dos Céus Na coroa eu estrelas terei? 2. No poder de Jesus vou orar e lutar, Para o Céu muitas almas guiar. Quero, pois, receber nesse dia final A coroa de glória a brilhar. 3. Oh! que gozo será, o Seu rosto mirar E a Seus pés com louvor adorar! Na cidade eternal minha glória será Receber a coroa a brilhar.

36 Hino número 436 do Hinário Que Será Ver a Cristo 1. Há prazer sem igual lá no lar celestial, Junto às margens do mui belo rio. Surpresas sem fim ali há pra mim, Mas oh! que será ver a Cristo?! CORO: Oh! que será ver a Cristo! Ver a meu bom Salvador! Surpresas sem fim ali há pra mim, Mas oh! que será ver a Cristo?! 2. Uns deveram morrer, pra seu nome viver; Sua vida por Cristo entregaram. Um dia, no lar, os quero encontrar, Mas, oh! que será ver a Cristo?! 3. Que direi da emoção, ter na mão Sua mão, Lá na pátria dos salvos, pra sempre; Já livre do mal, feliz, afinal! Mas oh! que será ver a Cristo?! 4. Quando a luz desse olhar o meu ser inundar, Quando eu vir o Seu rosto divino, Sorrindo o Senhor, em Seu grande amor, Oh! sim, que será ver a Cristo?!

37 Hino número 437 do Hinário Vitória em Cristo 1. Ouvi da bela história, Que Jesus desceu da glória E no Gólgota enfim morreu, Por quantos como eu. Ouvi dos Seus gemidos, De Seus sangue e dos remidos; E ao fim, contrito me prostrei, Vitória nEle achei. CORO: Vitória em Cristo, Eterna vitória! Buscou-me, salvou-me, Na cruz por mim morreu. Que paz e alegria! Raiou um novo dia! Vitória Jesus me deu, No sangue que verteu! 2. Ouvi que Ele cura, Sim, a todo que O procura; Que o coxo fez andar, então, E ao cego deu visão. Orei, clamei: "Meu Mestre, Vem restaura minha vida." E logo Cristo me atendeu, E a mim vitória deu. 3. Ouvi falar da glória, Que virá após vitória, Para os redimidos por Jesus, Na resplendente luz; De anjos lá cantando, E mansões já me aguardando; Será glorioso ali chegar, E então poder cantar:

38 Hino número 438 do Hinário Hei de Vê-Lo 1. Quando ao fim da carreira desta vida nos chegar, E o mortal se revestir do imortal, Hei de ver meu amado, meu bendito Salvador; Seu sorriso para mim é divinal. CORO: Hei de vê-Lo, hei de vê-Lo; Ao Seu lado pra sempre habitarei. Hei de vê-Lo, hei de vê-Lo; E na Sua mão ferida pegarei. 2. Oh! que gozo supremo, quando vir o rosto Seu, E estiver pra sempre junto ao meu Senhor! Que vibrante alegria, quando entrar no lar do Céu! Mas primeiro quero ver meu Salvador. 3. Ao entrar pelas portas da celeste habitação, Onde findam os gemidos e o sofrer, Cantarei com os salvos, a dulcíssima canção, Mas primeiro meu Jesus eu quero ver.

39 Hino número 439 do Hinário Primeiro Quero Ver Meu Salvador 1. No céu há muita, muita coisa que eu anseio ver, Suas mil belezas, glórias e esplendor; Mas antes de fruir de tais delícias o prazer, Primeiro quero ver meu Salvador. CORO: Primeiro quero ver meu Salvador, Sim, antes dos queridos ao redor; E então por longos dias, Que doces alegrias! Mas quero ver primeiro o Salvador. 2. As ruas de ouro eu quero ver, o e brilho dos portais, Eu quero ver os paços celestiais; A árvore da vida e o lindo rio do Senhor, Mas quero ver primeiro o Salvador. 3. Eu quero ver mamãe e estar com ela no jardim, Lembrar dos dias idos, com amor; Queridos quero ver, os quais partiram antes, sim, Mas quero ver primeiro o Salvador.

40 Hino número 440 do Hinário Para Além das Montanhas 1. Para além das montanhas do celeste lar, A cidade santa nos espera já; Mui cansados vamos de subir, galgar, Mas, avante, sempre, não desanimar! CORO: Perto, sim, do lar! Perto, sim, do lar! Eis as luzes deste deslumbrante lar! E esplendores junto aos seus portais sem par! Perto está o dia se rever Jesus, E subir com Ele para a Sua luz! Perto, sim, do lar! 2. Os profetas antigos nos falaram já, Da cidade bela, de ouro e cristal; Já nos vêm vislumbres, divisamos lá, As mansões luzentes que não tem rival. 3. Neste lar tão somente poderão entrar, Os remidos pela graça de Jesus; Nossas vozes juntas hão de ali vibrar, Em louvor Àquele que morreu na cruz. 4. Meus irmãos, meus queridos, estaremos lá, Nesta terra linda, sem tristeza ou dor? Aceitai, pois, a mensagem de Jeová, E em Seu reino vos receberá co'amor.

41 Hino número 441 do Hinário Junto ao Rio Jordão 1. Bem junto estou ao rio Jordão, E lanço além o olhar. Saudoso estou e anseio herdar, Meu doce, doce lar. CORO: Eu irei descansar no eterno lar, Quando enfim transpuser o rio Jordão Com os salvos sempre poderei me alegrar, Cantando minha redenção. 2. Já farto estou de tanta dor, Dos males e dos ais; A morte ali no lar de amor, Não entra nunca mais. 3. Apressa, ó Deus, o reino Teu, Não tardes mais, Senhor! Eu quero já subir ao Céu, Meu doce lar de amor.

42 Hino número 442 do Hinário Tão Grato me é Lembrar 1. Tão grato me é lembrar, Que cada dia estou Mais perto do celeste lar, Em que morar eu vou! CORO: Cada vez mais, Perto do lar, Perto do meu eterno lar, Em que morar eu vou. 2. Em breve vou partir, Para onde não há dor. Eterna vida vou fruir, Naquele lar de amor. 3. Ó Mestre, que leal, Eu seja sempre aqui, Pois quero junto aos salvos mil, Contigo estar aí. 4. Oh! quando ali chegar, Que dia tão feliz! Descanso e paz irei gozar, Naquele bom país.

43 Hino número 443 do Hinário Eis Que as Estrelas Vêm Eis que as estrelas vêm, Do Sol fenece a luz! O coração mergulha em paz do além Que atrai e que seduz; E nesta hora sobe ao coração A voz de anseios mil, Cálido almejar de redenção, Saudade atroz de um lar gentil. Já negras sombras vêm, E cai a escuridão! A embarcação dos sonhos meus Também se faz ao mar; Eu posso ver a praia além; Irei em breve ali chegar. Espero ver meu Mestre, E afinal encontrarei meu lar.

44 Hino número 444 do Hinário Face a Face 1. Quanto almejo ver a Cristo! Ver-Lhe o rosto, que prazer! Quando enfim, no lar eterno, Poderei pra sempre O ver! CORO: Face a face eu hei de vê-Lo, Quando vier em glória e luz; Face a face lá na glória Hei de ver meu bom Jesus! 2. Muito ao longe já O avisto, Vejo como por um véu, Mas desejo em breve vê-Lo, Face a face lá no Céu! 3. Oh! que encanto estar com Cristo, Onde já não há mais dor! Livre de qualquer perigo, Desfrutando Seu amor! 4. Face a face, que alegria, Há de ser viver assim, Vendo o rosto tão querido, De quem morto foi por mim!

45 Hino número 445 do Hinário As Riquezas Mundanas Nada Valem 1. As riquezas mundanas nada valem pra mim; Quero ir para o reino onde há vida sem fim. Sim, no livro da vida, que é escrito por Ti, Certo estou, ó meu Mestre, tens o meu nome aí. CORO: Foi escrito por Ti o meu nome no céu; Sim, no livro da vida, foi escrito por Ti. 2. Meus pecados são muitos, como areia do mar; Mas Jesus me revela caridade em par. Veio para salvar-me, o Seu sangue verteu, E as delícias eternas, Ele a mim prometeu. 3. Oh, cidade festiva, refulgente de luz! Doce lar dos remidos e fiéis de Jesus! Só verá tua glória o que crê no Senhor, Cujo nome já esteja com o Seu Redentor.

46 Hino número 446 do Hinário Junto ao Trono de Deus 1. Junto ao trono de Deus preparado, Há lugar, ó cristão, dado a ti; É de Cristo precioso legado; Alegria terás sempre ali. Sim, ali, sim, ali, De Seus anjos fiéis rodeado, E cercado de glória e de luz, Junto ao Pai já te espera Jesus. 2. Não nos podem da Terra os encantos, Dar idéia do que há ali; Se no mundo os prazeres são tantos, São prazeres que cessam aqui; Mas ali, Mas ali, As venturas eternas concorrem, Na existência de bênçãos a flux, Para a vida feliz com Jesus. 3. Conservemos em nossa lembrança, As belezas do lindo país, E guardemos conosco a esperança, De uma vida radiosa e feliz, Pois ali, pois ali, Uma voz mui suave não cansa De falar-nos do reino de luz: É a voz divinal de Jesus. 4. Se quisermos fruir da ventura, Que na pátria gloriosa haverá, É somente pedir de alma pura, Que Jesus Sua graça nos dá. Sim, ali, sim, ali, Com desvelo, amor e ternura, Com amor revelado na cruz, Nos espera, sorrindo, Jesus.

47 Hino número 447 do Hinário Almas Gêmeas 1. Almas gêmeas que se enlaçam, Pelos elos da afeição, Té que a morte ao fim os venha separar; Lado a lado um do outro, Pela vida seguirão, Para, unidos, os encantos desfrutar. CORO: Chovam bênçãos sobre o venturoso par Que se encontra dado a lado neste altar; Dá-lhes, Deus, a proteção e uma sólida união, Alicerces para o seu ditoso lar. 2. A beleza da grinalda, E a finura deste véu Sejam símbolos de um puro e casto amor; Seja o lar aqui na Terra, Miniatura lá do Céu, Hospedando sempre a Cristo, Redentor. 3. Pela fé sempre aquecidos, Com amor no coração, Ombro a ombro, lado a lado irão lutar; Quer nos dias de bonança, Na borrasca ou na aflição Hão de a vida sempre juntos partilhar.

48 Hino número 448 do Hinário Duas Vidas 1. Duas vidas, Senhor, unem-se no altar; Duas vidas e dois nobres corações. Pelo amor e afeição possam caminhar, Sempre juntos na calma e nas aflições. CORO: Abençoa, Senhor, esta santa união, Derramando Tua graça e o Teu divino amor; Neste lar haja paz, haja compreensão, Qual fragrância de um belo jardim em flor. 2. Mais um lar que se faz, cheio de dulçor, Sob a bênção de Deus, Sua proteção; Haja nele prazer e sincero amor, Bem firmado na fé e na oração.

49 Hino número 449 do Hinário Perfeito Amor 1. Pai, colocaste já no ser humano, Teus sentimentos, Teu divino amor. Eis que, segundo Teu sagrado plano, Vem este par perante Ti, Senhor. 2. Bem como às aves dás seguro abrigo, Bem como aos ninhos dás também calor, Vem dar aos noivos lar ameno e amigo, Paz, proteção e o mais sincero amor. 3. Vem conceder-lhes luz em sua história, Fé confiança, muito amor também; E, quando Cristo vier em Sua glória, Ó, dá-lhes Tu, um lar feliz no além.

50 Hino número 450 do Hinário Abençoa Este Lar 1. Abençoa, bom Senhor, de Teus filhos, este lar. Vem eterna proteção e Tua santa paz nos dar. Mesmo quando em prova e dor, reine aqui somente amor. Haja sempre neste lar, harmonia e bem estar. 2. E na senda do viver, guia-nos com Tua mão. Une nossos corações pelos laços da afeição. Livra-nos de todo o mal, nesta vida terreal. E prepara-nos, ó Deus, para o eterno lar dos Céus. 3. Nossos filhos, ó Senhor, tenham Tua proteção. Dá-lhes forças e poder pra vencer a tentação. E que juntos, em amor, recebamos Teu favor. E que neste nosso lar possas Tu também morar.


Carregar ppt "Hino número 401 do Hinário Abre, Senhor, os Olhos Meus 1. Abre, Senhor, os olhos meus, Ao resplendor da Tua luz. Dá-me o poder de me libertar, E de servir."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google