A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Adalberto Sistema Endócrino. adalberto Controle Nervoso ação imediata I.N. é transmitido pelos neurônios com grande velocidade liberando neuro-hormônios.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Adalberto Sistema Endócrino. adalberto Controle Nervoso ação imediata I.N. é transmitido pelos neurônios com grande velocidade liberando neuro-hormônios."— Transcrição da apresentação:

1 adalberto Sistema Endócrino

2 adalberto Controle Nervoso ação imediata I.N. é transmitido pelos neurônios com grande velocidade liberando neuro-hormônios nas sinapses estímulo cessa : resposta cessa Controle Hormonal ação mais lenta hormônios são produzidos nas glândulas e liberados na circulação estímulo cessa : resposta persiste até a decomposição do hormônio

3 adalberto Glândulas Tecidos especializados na secreção de determinadas substâncias 1.Exócrinas: sudoríparas, salivares, sebáceas 2.Endócrinas: hipófise, tireóide 3. Mistas ou Anfícrinas: pâncreas

4 adalberto Hormônio Substância química de caráter regulador, produzida em doses diminutas e transportado pelo sangue. Agem em células ou órgãos distantes chamados alvos. Órgão-alvo Local onde o Hormônio age Possue receptores específicos

5 adalberto Principais Glândulas Endócrinas Humanas 1.Hipófise 2.Tireóide 3.Paratireóide 4. Supra-Renais 5.Pâncreas 6.Ovários 7.Testículos

6 adalberto

7 Feed-back Negativo ou Retroalimentação Controle da secreção de hormônios

8 adalberto Principais Hormônios Hipófise: adenohipófise e neurohipófise

9 adalberto

10 Adenohipófise 1. Hormônio de Crescimento ou Somatotrófico ou GH excesso: jovem - gigantismo adulto - acromegalia deficiência:jovem - nanismo 2.Prolactina ou Lactogênio: glândulas mamárias 3.Tireotrofina ou TSH : tireóide 4.Adrenocorticotrofina ou ACTH : córtex das adrenais 5.Hormônio Folículo Estimulante : ovários e testículos 6.Luteinizante ou LH : ovários e testículos

11

12

13 adalberto

14 Neurohipófise 1.Ocitocina : glândulas mamárias e útero 2.Hormônio Antidiurético ou Vasopressina ou ADH age nos túbulos renais diminuindo a produção de urina, portanto, aumentando o volume sangüíneo e a Pressão Arterial Deficiência: Diabettes insipidus Hormônios produzidos pelo hipotálamo e secretados pela hipófise.

15 adalberto 1.T 3 (triiodotironina) : metabolismo celular 2.T 4 (tetraiodotironina) ou Tiroxina : metabolismo celular excesso: hipertireoidismo (exoftalmia) deficiência: adulto - hipotireoidismo (mixidema) criança – cretinismo biológico Bócio endêmico – hipertrofia da glândula 3. Calcitonina : incorpora cálcio aos ossos Tireóide

16 Bócio endêmico, papo ou papeira.

17 hipertireoidismo hipotireoidismo

18 adalberto Paratireóides 1.Paratormônio incorpora cálcio ao sangue Excesso: descalcificação dos ossos Deficiência: tetania fisiológica

19 adalberto Supra-Renais ou Adrenais Córtex 1.Glicocorticóides: atuam na produção de glicose a partir de proteínas e lipídios. Aumentam quantidade disponível de glicose 2.Mineralocorticóides: estimulam a retenção de sais no organismo. Atuam no equilíbrio hídrico do organismo. 3.Testosterona Medula 1. Adrenalina: em situações de stress o sistema nervoso estimula sua liberação. Prepara o organismo para resposta vigorosa. 2. Noradrenalina: produzida em doses constantes. Mantém a pressão sangüínea em níveis normais.

20 adalberto Pâncreas 1.Insulina: diminui a taxa de glicose no sangue. Glicose entra nas células (do fígado) e é convertida em glicogênio. Excesso: hipoglicemia Diabettes melittus Deficiência: hiperglicemia (Diabettes melittus) 2. Glucagon: aumenta a taxa de glicose no sangue. Glicogênio dentro das células é convertido em glicose e retirado das células. Excesso: hiperglicemia Deficiência: hipoglicemia

21 adalberto insulina Taxa baixa de glicose Absorção de glicose pelo fígado e armazenamento de glicogênio células beta células alfa Taxa alta de glicose Quebra de glicogênio e liberação de glicose pelo fígado Alimento glucagon células alfa células beta

22 adalberto

23 Aparelho Reprodutor Masculino

24 adalberto Testículos(Túbulos Seminíferos ) Epidídimo Canais Deferentes Vesícula Seminal Próstata Glândula Bulbouretral Uretra ^Pênis

25 adalberto

26

27 Controle endócrino na reprodução Nos testículos ocorre a produção de testosterona, que tem como função garantir os caracteres sexuais secundários. -maior força muscular -presença de pêlos no rosto -timbre de voz grave -etc.

28 adalberto após a formação dos espermatozóides (túbulos seminíferos), passam ao epidídimo onde ficam por 18h a10 dias, sofrem um processo de maturação adquirindo movimento. no canal deferente ocorre o armazenamento dos espermatozóides, este diminui até formar um estreito canal que se une ao canal da vesícula seminal, com sua junção temos o ducto ejaculador

29 adalberto

30

31 Vasectomia Amarrar e cortar os canais deferentes Método definitivo

32 adalberto Hormônios Sexuais Masculinos Adeno - hipófise FSH e LH Espermatogênese nos testículos Células Intersticiais dos testículos Testosterona caracteres sexuais secundários impulso sexual

33 adalberto

34 Aparelho Reprodutor Feminino

35 adalberto Ovários ovidutos Útero Vagina

36 adalberto

37

38 Tipos de Hímen

39 adalberto

40

41 Hormônios Sexuais Femininos Adeno - hipófise FSH e LH Maturação de folículos ovarianos Progesterona aumenta espessura e irrigação do endométrio uterino Estrogênio caracteres sexuais Inibe produção de FSH Ovulação e formação do Corpo Lúteo Inibe produção de LH

42 adalberto Crescimento FolicularCorpo Lúteo ProgesteronaEstrógeno

43 adalberto

44 Desenvolvimento de folículo ovariano no nascimento de uma criança (menina), esta apresenta em torno de folículos primordiais (maioria sofre atresia) 1 ovócito é liberado a cada ciclo de 28 dias, admitindo uma vida sexual em torno de 30 a 40 anos, significa que esta usará 450.

45 adalberto

46 Diagrama do Ciclo Menstrual

47 adalberto · A hipófise secreta FSH que promove o crescimento de um folículo primordial (este produz estrógeno ). ·O estrógeno atua no aumento de células do endométrio uterino. · A concentração de estrógeno aumenta que faz inibir a hipófise na secreção de FSH · Como consequência folículo cessa seu desenvolvimento. Ciclo Sexual Feminino Fase Pré ovulatória e Fase Pós ovulatória 1ª Fase ou Fase Estrogênica

48 adalberto A hipófise secreta O LH, que atua sinérgicamente com o FSH promovendo a ovulação. Após a ovulação ( mantendo a ação o LH ) o folículo se transforma em corpo lúteo ou corpo amarelo que produzirá a progesterona, esta vai manter o endométrio uterino crescido. Ao final de 14 dias a concentração de progesterona, inibe a hipófise na secreção de LH, fazendo com isto a ocorrência de menstruação. (endométrio uterino descama) 2ª Fase ou Fase Progesterônica

49 adalberto Ovulação

50 adalberto Fecundação

51 zigoto

52 adalberto a implantação vai ocorrer no 21º dia do ciclo e a partir do 22º dia, inicia – se a formação da placenta, e esta mesmo em formação produz o HCG. O Hormônio da Gonadotrofina coriônica ( HCG ) mantém o corpo lúteo por mais três meses. A partir do 4º mês a própria Placenta produz estrógeno e progesterona, assegurando a gestação.

53 embrião

54 adalberto Fecundação Placenta produz gonadotrofina coriônica que atua mantendo o Corpo Lúteo. Corpo Lúteo produz progesterona Progesterona mantém o endométrio

55 adalberto Pílula Anticoncepcional

56 D.I.U. = dispositivo intra-uterino

57 Diafragma

58 Preservativo feminino

59 Ligadura da tuba uterina


Carregar ppt "Adalberto Sistema Endócrino. adalberto Controle Nervoso ação imediata I.N. é transmitido pelos neurônios com grande velocidade liberando neuro-hormônios."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google