A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo OSESP SEGER – ES 19/outubro/2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo OSESP SEGER – ES 19/outubro/2007."— Transcrição da apresentação:

1 1 Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo OSESP SEGER – ES 19/outubro/2007

2 Difundir, preservar e fomentar a música de concerto, tornando-a acessível ao grande público. Valorizar a educação musical como instrumento de cidadania e inclusão social Missão:

3 3 OSESP – Breve Histórico Instabilidade operacional (contratos de longo prazo) resultante da sensibilidade aos aspectos políticos; Necessidade de institucionalização da OSESP (despersonalização); A escolha da Fundação como modelo (estabilidade e perpetuidade); Proteção em face do passivo trabalhista e previdenciário; Dificuldade na apuração de custos (falta de controles internos eficazes);

4 4 Números de Concertos

5 5 Principais Projetos Orquestra Coral Programas Educacionais Academia de Música Editora Criadores do Brasil Centro de Documentação Musical Turnês nacionais e internacionais Gravações Sala São Paulo

6 6 PROGRAMA DE METAS DO CONTRATO DE GESTÃO

7 7 Programa de metas do contrato de gestão

8 8

9 9 Programa de metas do contrato de gestão – 2006

10 10 Programa de metas do contrato de gestão

11 11 Programa de metas do contrato de gestão

12 12 Programa de metas do contrato de gestão

13 13 Programa de metas do contrato de gestão

14 14 Pesquisa de Satisfação (Ibope)

15 15 Pesquisa de Satisfação

16 16 Pesquisa de Satisfação

17 17 TOTAL DAS RECEITAS: R$ MIL Captação de Recursos

18 18 TOTAL RECEITAS PRÓPRIAS: R$ MIL Captação de Recursos

19 19 Aplicação de Recursos

20 20 Aplicação de Recursos

21 21 Recursos Humanos

22 22 Recursos Humanos

23 23 Recursos Humanos

24 24 ESTRUTURA DA FUNDAÇÃO

25 ADMISTRATIVE DIVISION FINANCE DIVISION INFORMATION TECHNOLOGY PURSHAISING STOCK HUMAN RESOURCES FACILITIES MAINTENANCE DIRECTOR OF OPERATIONS EXECUTIVE PRODUCTION STAGE TECHNICIANS SUPORTE ADM (ADMINISTRATIVE SUPORT) DIRETORIA EXECUTIVA (CEO) MARKETING DIRECTOR CONTROLLER SUPERINTENDENT LEGAL DEPARTMENT TREASURY ACCOUNTING COORDINATION SUPPLIES ASSISTANT MANAGER (DIRETOR) (DEPARTMENT MANAGER) (DIVISION MANAGER) STAFF (CEO) ´(SUPERINTENDENT ) BOARD SALES DONORS ADVERTISEMENT RENTAL EVENTS FUNDRAISING

26 26 ARTISTC DIRECTOR ARTISTC PLANING INTERNATIONAL CONTACS EDUCATIONAL PROGRAMES COORDINATOR EDUCATIONAL PROJECTS GUIDED VISIT ACADEMY (AUDITIONS) ARTISTC PLANNING AND COMUNICATION SUSCRIPTIONS AND TICKETS WEB SITE ORCHESTRA MANAGER INSPECTOR CHOIR SINFOMIC CHORUS INSPECTOR CHORUS MANAGER CONDUCTOR CHILDREN YOUTH CONDUCTOR PRESS OFFICE ASSISTANT CONDUCTOR DOCUMENTA TION CENTER MEDIATECA PUBLISHING HOUSE FILING DIRETORIA (DIRETOR) DEPTO (GERENTE) CHEFIA SUPERVISÃO DIVISÃO (GERENTE) STAFF (DIRETOR) ( ) BOARD ARTISTC ADMINISTRATOR

27 27 Governança Corporativa Objetivos imediatos: Melhores práticas administrativas e transparência nos processos decisórios Eficiência e eficácia operacional; Confiabilidade nos relatórios financeiros e demonstrativos contábeis; Estrita observância da legislação aplicável ao modelo;

28 28 GOVERNANÇA CORPORATIVA Sistemas adotados para suporte operacional: Benner – ERP program – módulos financeiro, contábil, RH, contratos e orçamentário; OPAS -- the Orchestra Planning and Administration System – software especificamente criado para administração de praticamente todos os aspectos de uma orquestra sinfônica; COFIP – relatórios gerenciais; PSO – Programa Sua Orquestra – software especificamente criado para gerenciamento de doações de pessoas físicas; Assinaturas – software para gerenciamento de vendas para assinantes da temporada;

29 Expectativas: Amadurecimento das relações com o Governo, tanto SEC como demais instâncias, aprimoramento de mecanismos de controle (eficiência e objetividade), criação de um espírito de real parceria, ou seja, relações equilibradas; Relação de complementaridade e não de continência. A OSESP tem uma imagem positiva pela população. Desejo: quebra de um estigma elitista (também disseminado pelo governo). Profissionalização e melhoria do clima organizacional através de políticas de RH mais bem definidas e focadas na manutenção dos quadros (músicos, técnicos e administrativos). Integração maior das instancias internas (conselho, direção artística).

30 Principais Metas Aumento de público através de: abertura de novos dias de concerto, novas mídias (podcast), exposição em meios de comunicação de massa em programas atrativos, concertos abertos e ao ar livre (expansão geográfica – caminhão-palco). Meta: atingir pelo menos 5 milhões de ouvintes/ano (hoje são 1,5milhões). Fomento à criação de novas obras. Maior exposição da marca Criadores do Brasil. Centro de estudo e consulta de música via mediateca. Digitalização de todo o acervo e disponibilização via web. Expansão da academia: 40 alunos, orquestra de câmara fixa dos acadêmicos; intercâmbio com outros centros de ensino e festivais para aumentar a atratividade;

31 Principais Metas Criação de um departamento voltado ao treinamento de professores de canto (expansão do ensino de música através desse pólo); módulos de 20 alunos/ano e apoio à criação de 20 corais/ano em escolas públicas a partir do 2º ano nas instituições assistidas. Captação de recursos: reavaliação da exposição da imagem da OSESP, migração do foco da captação em leis de incentivo para formas mais eficientes e independentes em razão do gargalo na captação via Lei Rouanet); Meta: elevar a captação própria a 35% do orçamento. Criação de um centro de estudos permanente em gestão de orquestras, visando a identificação de oportunidades de captação e melhoria da eficiência na aplicação dos recursos; Publicações trimestrais.

32 Principais Obstáculos: O tempo de maturação necessário para geração e solidificação do conhecimento gerencial específico. Escassez de administradores culturais; Institucionalização efetiva (integração necessária). Necessidade de modernização da estrutura organizacional; Lei Rouanet: gargalo nas possibilidades de captação (contrapartidas);

33 Instituição de referência nacional em gestão de projetos culturais; Aperfeiçoamento do modelo de gestão (OS) e maior autonomia financeira, busca de sustentabilidade; Solidificação da imagem como orquestra de nível internacional associada à idéia de um país que dá certo; orgulho dos artistas + orgulho do público; Desenvolvimento de um projeto educacional para profissionais de alta performance (academia); Visão de futuro:

34 Recuperação e finalização da Sala São Paulo e sua interligação efetiva com os demais equipamentos culturais – Aumento do tempo de permanência de público no complexo – Sinergia. Busca de novos públicos – Criação de produtos voltados a camadas mais jovens a partir da detecção/prospecção de demanda potencial; Busca e fixação de novos talentos; Uma instituição que reconheça no seu capital humano o maior valor e reflita esse aspecto em ações afirmativas; Visão de futuro:

35 35 Pode aplaudir que a Orquestra é sua!!!


Carregar ppt "1 Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo OSESP SEGER – ES 19/outubro/2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google