A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Interação Homem- Computador Parte 7 Fatores Humanos Relevantes no Projeto de Interfaces Prof. Roberto Cabral de Mello Borges 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Interação Homem- Computador Parte 7 Fatores Humanos Relevantes no Projeto de Interfaces Prof. Roberto Cabral de Mello Borges 2008."— Transcrição da apresentação:

1 Interação Homem- Computador Parte 7 Fatores Humanos Relevantes no Projeto de Interfaces Prof. Roberto Cabral de Mello Borges 2008

2 Fatores Humanos Relevantes na Interface Aspectos Psicológicos dos Usuários –Tipos Psicológicos –MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) –Necessidades Complementares Memória do Ser Humano –Funcionamento –Restrições de tempo em relação à memorização –Equilíbrio de hemisférios Tempo de Resposta Pensamento e Inteligência

3 Tipos Psicológicos Segundo o psicólogo Carl Jung ( ), as pessoas se classificam em 4 tipos opostos, chamados Tipos Psicológicos: –Introvertido/Extrovertido –Intuitivo/Sensitivo –Racional-Pensador/Emotivo-Sentimental –Perceptivo/Filosófico-Julgador

4 Os 4 Pares de Preferência Extrovertido: tendem a focar o mundo exterior das pessoas. Introvertido: foco no mundo interior de idéias e impressões. Intuitivo: foco no futuro, com vistas à padrões e possibilidades. Sensitivo: foco no presente e em informações concretas obtidas por seus sentidos.

5 Pensador: baseia suas decisões na lógica e análise objetiva de causa e efeito. Sentimental: baseia decisões em valores e em avaliações subjetivas de interesses centrados nas pessoas. Julgador: tem uma vida planejada e organizada e prefere ter as coisas fixas e estabelecidas. Perceptivo: tem uma vida flexível e espontânea e prefere manter as coisas abertas. Os 4 Pares de Preferência

6 Tipos Psicológicos Emotivo Racional ExtrovertidoIntrovertido Sensitivo Energia Intuitivo Atenção Decisão Vivência Perceptivo Julgador

7 I) Energia: Extrovertidos (E) - Preferência por absorver energia do mundo exterior das pessoas, atividades ou coisas. (75% da população) 1 - Gostam de variedade e ação. 2 - Tendem a ser mais rápidos, não gostando de situações complicadas. 3 - Geralmente são bons fisionomistas e saudam as pessoas. 4 - Geralmente são impacientes com trabalhos longos e lentos. 5 - Interessados nos resultados do trabalho, fazê-lo e como outros fazem. 6 - Geralmente não se preocupam com interrupções ou atender o telefone. 7 - Geralmente agem rapidamente, algumas vezes sem pensar. 8 - Gostam de ter pessoas em volta. 9 - Geralmente se comunicam bem. Introvertidos (I) - Preferência por absorver energia de um mundo interior das idéias, emoções ou impressões.(25% da população) 1 - Gostam de tranqüilidade para concentração. 2 - Cuidadosos com detalhes, não gostando de comandos extensos. 3 - Têm problemas em relembrar nomes e fisionomias. 4 - Não lembram de ter trabalhado num projeto p/ um tempo longo contínuo. 5 - Estão interessados na idéia do que está por trás do trabalho. 6 - Não gostam de interrupções ou atender o telefone. 7 - Pensam bastante antes de agir, não agindo em algumas vezes. 8 - Trabalham a contento sozinhos. 9 - Têm alguns problemas de comunicação.

8 II) Atenção: Sensitivos (S) - Preferência por obter informações através dos 5 sentidos e perceber o que é real. (75% da população) 1 - Não gostam de novos problemas a menos que já haja métodos padrões para resolvê-los. 2 - Gostam de rotinas já estabelecidas. 3 - Gostam mais de usar habilidades já aprendidas, do que aprender novas. 4 - Trabalham mais constantemente, de forma igual e dosada. 5 - Geralmente trabalham o tempo todo a procura de encontrar conclusões. 6 - São impacientes quando os detalhes levam à complicações. 7 - São pacientes com detalhes de rotina. 8 - Raramente confiam em inspirações, e normalmente não estão inspirados. 9 - Raramente cometem erros de fato Tendem a ser bons em trabalhos de precisão. Intuitivos (N) - Preferência por obter informacões através de um "sexto sentido", percebendo o que parece ser. Jung chama isso de "percepção inconsciente". (25% da população) 1 - Gostam de resolver novos problemas. 2 - Não gostam de fazer a mesma coisa repetidamente. 3 - Gostam mais de aprender novas habilidades, do que usá-las. 4 - Trabalham em explosões de energia, com entusiasmo, com folgas entre atividades. 5 - Freqüentemente saltam para as conclusões. 6 - São pacientes com situações complicadas. 7 - São impacientes com detalhes da rotina. 8 - Seguem suas inspirações, sejam boas ou más. 9 - Geralmente tendem a cometer erros de fato Não gostam de gastar tempo com preciosismos.

9 III) Decisão: Emotivos-Sentimentais (F) - Preferência por organizar e estruturar informações para decidir de forma pessoal e orientada para valores. (50% da população) 1 - Tendem a não ficar distantes de outras pessoas e seus sentimentos. 2 - Gostam de agradar as pessoas, mesmo que com coisas não importantes. 3 - Gostam de harmonia. Eficiência pode ser perturbada por disputas internas. 4 - Deixam decisões serem influenciadas por si próprio ou por outros. 5 - Ocasionalmente precisam de elogios. 6 - Não gostam de contar a outras pessoas coisas ruins. 7 - Relacionam-se bem com outras pessoas. 8 - Tendem a ser simpáticos. Racionais-Pensadores (R) - Preferência por organizar e estruturar informações, para decidir de forma lógica e objetiva. (50% da população) 1 - Relativamente não emocionais e desinteressados nos sentimentos alheios. 2 - Podem machucar os sentimentos das pessoas sem sentir. 3 - Gostam de análises e de por as coisas em uma ordem lógica. 4 - Decidem impessoalmente, ignorando às vezes os desejos das pessoas. 5 - Necessitam ser tratados com franqueza. 6 - São capazes de reprimir as pessoas e fulminá-las quando necessário. 7 - Tendem a se relacionar bem com outras pessoas do tipo racional. 8 - Tendem a ser antipáticos.

10 IV) Vivência: Perceptivos (P) - Preferência por viver uma vida expontânea e flexível (50% da população) 1 - Tendem a ser bons em situações de adaptação. 2 - Não se importam em deixar coisas em aberto para alterações futuras. 3 - Podem ter problemas em tomar decisões. 4 - Podem iniciar vários projetos e ter dificuldades em terminá-los. 5 - Podem transferir trabalhos indesejados. 6 - Querem saber tudo sobre um novo trabalho. 7 - Tendem a ser curiosos e receber bem novas coisas, situações e pessoas Filosóficos-Julgadores (J) - Preferência por viver uma vida planejada e organizada. (50% da população) 1 - Trabalham melhor quando podem planejar seu trabalho e seguir o plano. 2 - Gostam de fazer as coisas ajustadas e fechadas. 3 - Podem decidir coisas muito rapidamente. 4 - Podem não gostar de interromper o projeto em que estão trabalhando, para atuar em outro mais urgente. 5 - Não gostam de transferir trabalhos, mesmo que não agradáveis, não tomando conhecimento, de eventuais coisas novas que devam ser feitas. 6 - Querem saber apenas o essencial para realizar a tarefa. 7 - Tendem a ficar satisfeitos, uma vez que obtiveram uma posição a respeito de alguma coisa, situação ou pessoa.

11 Tipos Psicológicos Emotivo Racional ExtrovertidoIntrovertido Sensitivo Energia Intuitivo Atenção Decisão Vivência Perceptivo Julgador

12 Extrovertido (E) –Sociabilidade –Interação –Externo –Liberalidade –Extensivo –Multiplicidade de relacionamentos –Expansões de energia –Interesse em eventos externos Introvertido (I) –Territorial –Concentração –Interno –Profundidade –Intensivo –Relacionamentos Limitados –Conservação de energia –Interesse em reações internas Palavras-Chave Tipos Psicológicos Energia

13 Sensitivo (S) –Experiência –Passado –Realidade –Perspiração –Real –Pés no chão –Utilidade –Fatos –Praticidade –Sensibilidade iNtuitivo (N) –Palpite –Futuro –Especulação –Inspiração –Possibilidades –Cabeça nas nuvens –Fantasia –Ficção –Habilidade –Imaginação Palavras-Chave Tipos Psicológicos Atenção

14 Tipos Psicológicos Emotivo Racional ExtrovertidoIntrovertido Sensitivo Energia Intuitivo Atenção Decisão Vivência Perceptivo Julgador

15 Racional (R -Rational ) –Objetivo –Princípios –Política/plano –Leis –Critérios –Firmeza –Impessoal –Justiça –Classes/categorias –Padrões –Crítica –Análise –Alocação Sentimental (F - Feeling ) –Subjetivo –Valores –Valores sociais –Atenuação –Circunstâncias –Persuasão –Pessoal –Humano –Harmonia –Bom ou mau –Apreciação –Simpatia –Devoção Palavras-Chave Tipos Psicológicos Decisão

16 Tipos Psicológicos Emotivo Racional ExtrovertidoIntrovertido Sensitivo Energia Intuitivo Atenção Decisão Vivência Perceptivo Julgador

17 Julgador (J) –Estabelecido –Decidido –Fixo –Planejamento adiante –Vida regrada –Fechado –Tomada de decisões –Planejamento –Completo –Decisivo –Urgente –Prazo Perceptivo (P) –Pendente –Aguarda mais dados –Flexível –Adaptações –Deixa a vida acontecer –Opções em aberto –Caça ao tesouro –Final em aberto –Emergente –Tentativa –Tempo disponível –Adiamento Palavras-Chave Tipos Psicológicos Vivência

18 Tipos Psicológicos Emotivo Racional ExtrovertidoIntrovertido Sensitivo Energia Intuitivo Atenção Decisão Vivência Perceptivo Julgador

19 ii) (MBTI) Myers-Briggs Type Indicator A partir destas definições de Jung, Lilian Myers-Briggs determinou indicadores de perfis psicológicos, pelas combinações destes 4 pares opostos, chamado de (MBTI) Myers- Briggs Type Indicator. As 16 combinações possíveis dos 4 pares forma 16 tipos diferentes de personalidades, descritos a seguir:

20 SiglaEnergiaAtençãoDecisãoVivência 1(ESFP)ExtrovertidoSensitivoEmotivoPerceptivo 2(ESFJ) ExtrovertidoSensitivoEmotivoJulgador 3(ESRP)ExtrovertidoSensitivoRacionalPerceptivo 4(ESRJ)ExtrovertidoSensitivoRacionalJulgador 5(ENFP)ExtrovertidoIntuitivoEmotivoPerceptivo 6(ENFJ)ExtrovertidoIntuitivoEmotivoJulgador 7(ENRP)ExtrovertidoIntuitivoRacionalPerceptivo 8(ENRJ)ExtrovertidoIntuitivoRacionalJulgador 9(ISFP) IntrovertidoSensitivoEmotivoPerceptivo 10(ISFJ)IntrovertidoSensitivoEmotivoJulgador 11(ISRP) IntrovertidoSensitivoRacionalPerceptivo 12(ISRJ) IntrovertidoSensitivoRacionalJulgador 13(INFP) IntrovertidoIntuitivoEmotivoPerceptivo 14(INFJ) IntrovertidoIntuitivoEmotivoJulgador 15(INRP)IntrovertidoIntuitivoRacionalPerceptivo 16(INRJ) IntrovertidoIntuitivoRacionalJulgador

21 Os 4 Temperamentos Sensitivo-Julgador [SJ] (ISFJ, ESFJ, ISTJ, ESTJ) - 38% da população. Sensitivo-Perceptivo [SP] (ISRP, ESRP, ISFP, ESFP) - 38% da população. Intuitivo-Racional [NR] (INRP, ENRP, INRJ, ENRJ) - 12% da população. Intuitivo-Sensitivo [NF] (INFJ, ENFJ, INFP, ENFP) - 12% da população.

22 Temperamentos segundo Deuses Gregos Epimetheus - Sensitivo-Julgador [SJ] - Visão pregressa Dionísio - Sensitivo-Perceptivo [SP] - Vamos tomar vinho Prometheus - Intuitivo-Racional [NR] - Visão futura Apolo - Intuitivo-Sentimental [NF] - Alcançar o céu

23 1 - ESFP - "ANIMADOR"- (13 % da população) –Irradia entusiamo contagiante e otimismo. Polido, espitituoso, charmoso, esperto. Agradável estar com ele. Muito generoso. 2 - ESFJ - "VENDEDOR" - (13 % da população) –O mais sociável de todos os tipos. Nutriente da harmonia. Ilustre hospedeiro ou anfitrião. 3 - ESRP - "PROMOTOR" - (13 % da população) –Ação! Quando presente as coisas começam a acontecer. Impetuoso, competitivo. Empreendedor. Geralmente usa efeito de choque para obter atenção. Negociador por excelência. 4 - ESRJ - "ADMINISTRADOR" - (13 % da população) – Muito em contato com o ambiente externo. Muito responsável. Pilar de energia. 5 - ENFP - "JORNALISTA" - (6 % da população) –Misterioso senso de motivação para os outros. A vida é um drama excitante. 6 - ENFJ - "PEDAGOGO" - (6 % da população) –Notável líder de grupos. Pode ser agressivo ao ajudar os outros a obter o melhor que podem de si.

24 7 - ENRP - "INVENTOR" - (6 % da população) –Interesse entusiástico em tudo e sempre sensível à inovações e possibilidades. Não conformista e inovador. 8 - ENRJ - "COMANDANTE-CHEFE" - (6 % da população) –A força básica de direção e necessidades é comandar. Tende a buscar uma posição de responsablidade e aprecia ser um executivo. 9 - ISFP - "ARTISTA"- (6 % da população) –Interessado em beleza e harmonia. Expressão primariamente através da ação ou modelo de arte. Os sentidos são mais desenvolvidos do que os dos outros tipos ISFJ - "CONSERVADOR" - (5 % da população) –Cobiçado para estar a serviço e para atender às necessidades individuais. Muito Leal ISRP - "ARTESÃO"- (5 % da população) –Ação impulsiva. A vida deve ser de impulsos ao invés de propósitos. Ação é um fim em si só. Intrépido, desperta excitação. Mestre dos instrumentos e ferramentas.

25 12 - ISRJ - "FIEL-DEPOSITÁRIO" - (5 % da população) –Decisivo em casos práticos. Guardião de instituições tradicionais. Dependente INFP - "INVESTIGADOR" - (1 % da população) –Grande capacidade de atenção. Calmo e de bem com o mundo. Alto senso de honra, oriunda de valores interiores INFJ - "AUTOR" - (1 % da população) –Forte direcionamento e satisfação em ajudar os outros. Personalidade complexa INRP - "ARQUITETO" - (1 % da população) –Grande precisão em pensamentos e linguagem. Pode prontamente discernir contradições e inconsistências. O mundo existe primariamente para ser entendido INRJ - "CIENTISTA" - (1 % da população) –Mais auto-confiante e pragmático de todos os tipos. Decisões saem facilmente. Um construtor de sistemas e o aplicador de modelos teóricos.

26 Profissões Típicas 1 - ESFP Professor (Pré-escola e 1º grau) Veterinário Músico Secretária Relações Públicas Garçom Enfermeiro de UTI Recepcionista Treinador de Atletas Comissário de Bordo Assistente Social Terapeuta Ocupacional 2 - ESFJ Enfermeiro Contabilista Padre/Pastor/Rabino Comerciante Gerente de Escritório Operador Telemarketing Agente de Seguros Vendedor Massagista Voluntário Secretária de Médico/Dentista Analista de Crédito

27 Profissões Típicas 3 - ESRP Repórter Jornalístico Engenheiro Eletricista Mecânico de aeronaves Técnico em Radiologia Empresário Piloto Consultor Bombeiro Estoquista Corretor de Imóveis Analista de Orçamentos Dono de Franquia 4 - ESRJ Analista de Sistemas Gerente de Projetos Gerente de Banco de Dados Engenheiro Industrial Trabalhador Construção Cozinheiro Dentista Supervisor de Fábrica Auditor Farmacêutico Servidor Público Empreiteiro

28 Profissões Típicas 5 - ENFP Compositor Fonoaudiólogo Jornalista Ator Orientador Vocacional Consultor de Marketing Projetista Gráfico Massagista Editor / Diretor de arte Nutricionista Publicitário Ouvidor 6 - ENFJ Projetista de Programas Psicólogo Artista Executivo Tradutor/Intérprete Síndico Político Agente de Viagens Conselheiro Tutelar Bibliotecário Recrutador Jornalista

29 Profissões Típicas 7 - ENRP Projetista de Sistemas Analista de Sistemas Dono de Restaurante Consultor de Logística Apresentador de Rádio/TV Criador Publicitário Agenciador de Empregos Agente Literário Desenvolvedor Projetos Especiais Agente Imobiliário Corretor de Investimentos Empreendedor Capitalista 8 - ENRJ Projetista de Programas Administrador Engenheiro Químico Gerente de Vendas Engenheiro Biomédico Gerente de Pessoal Gerente de Escritório Advogado Bankeiro/Investidor Avaliador de Crédito Engenheiro Ambiental Consultor de Logística

30 Profissões Típicas 9 - ISFP Geólogo Mecânico Pesquisador (de mercado) Joalheiro Jardineiro Pintor Biólogo Botânico Cabelereiro Paisagista Chefe de Cozinha Radiologista 10 - ISFJ Operador de Computador Enfermeiro Administrador de Pessoal Músico Artista Fisioterapeuta Decorador Interiores Assistente Social Contabilista Zelador Corretor de Imóveis Comerciante

31 Profissões Típicas 11 - ISRP Desenvolvedor Software Programador Técnico Computador Carpinteiro Biólogo Marinho Treinador Engenheiro Eletricista Piloto corridas Comprador Paramédico Artista de Comercial Secretária Advogado 12 - ISRJ Programador Operador de Computador Gerente Eletricista Policial Escritor Livro Técnico Auditor Dentista Farmacêutico Motorista Escolar Agente Imobiliário Arquivista

32 Profissões Típicas 13 - INFP Professor Universitário Pesquisador Psicólogo Missionário Padre/Pastor/Rabino Poeta/Escritor Projetista Gráfico Juiz Terapeuta Ocupacional Assistente Social Homeopata Especialista Recursos Humanos 14 - INFJ Nutricionista Tradutor/Intérprete Arquiteto Ecologista Especialista Marketing Artista Bibliotecário Psicólogo Consultor Educacional Poeta Professor Educação Especial Psiquiatra

33 Profissões Típicas 15 - INRP Programador Analista Sistemas Administrador Banco Dados Químico Biólogo Legislador Arquiteto Fotógrafo Professor (2º grau) Psicólogo Físico Analista Financeiro 16 - INRJ Programador Economista Cientista Administrador Matemático Psicólogo Neurologista Biomédico Juiz Inventor Engenheiro Civil Financista

34 Alguns endereços de testes de Tipos Psicológicos win/JTypes2.asp

35 Fatores Humanos Relevantes na Interface Aspectos Psicológicos dos Usuários –Tipos Psicológicos –MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) –Necessidades Complementares Memória do Ser Humano –Funcionamento –Restrições de tempo em relação à memorização –Equilíbrio de hemisférios Tempo de Resposta Pensamento e Inteligência

36 O processo de memorização - A memória do ser humano - O esquema da memória humana »memória de curto termo (ou rápida): retém informações por cerca de 10 segundos grava cerca de 7 ± 2 porções de informação »memória de trabalho: retém informações por um tempo maior é a memória intermediária entre a rápida e a permanente »memória de longo termo (permanente): retém informações por longos períodos tem tamanho quase ilimitado (teoricamente) Miller 56 Borges 95 Shneiderman 87

37 Processo de Memorização Memória de Longo Termo ou Permanente Memória de Trabalho Memória de Curto Termo Visão Audição Fala Movimento Ref.: [Borges 95], [Miller 56], [Card 80]

38 Memória do Ser Humano Memória de Longo Termo (Permanente) Armazenamento de Imagem Visual Armazenamento de Imagem Auditiva Memória de Trabalho Processador de Percepção Processador Motor Processador Cognitivo t=200 mseg p=17 letras m=Físico t=tempo acesso p=pedaço informação(chunk) m=modo acesso t=1500 mseg p=5 letras m=Físico t=73 seg (1 Chunk) =7 seg (3 Chunks) p=3 a 7 Chunks) m=Acústico ou visual Movimento do Olho=230 mseg t=100 mseg t=70 mseg m=Semânticop=?t=?

39 Área Psicomotora Córtex Psicomotor Primário Córtex Somatosensorial Primário Sulco Central Área Frontal Área do Sabor Área Visual Associativa Área de Associação Somatosensorial Área de Associaçã o Auditiva Área Motriz da Linguagem Córtex Auditivo Primário Córtex Visual Setor Cognitivo Lingüístico

40 TempoAçãoMemória Teoria Segundos (unidade comum) 10 9 (décadas)TecnologiaCultura Social 10 8 (anos)SistemaDesenvolvimento e 10 7 (meses)ProjetoEducação Organizacional 10 6 (semanas)TarefaEducação 10 5 (dias)TarefaHabilidade 10 4 (horas)TarefaHabilidade Racionalidade 10 3 (dezenas minutos) TarefaLTM Limitada 10 2 (minutos)TarefaLTM 10 1 (segundos)Unidade TarefaLTM 10(segundo)OperadorSTM Psicologia (décimos segundos) Tempo cicloBuffers (centisegundos)SinalIntegração Neural e (milisegundos)PulsoAdição Bioquímica Escala de tempos da ação humana e respectivo envolvimento da memória

41 Geralmente lembramos: 10% do que lemos 20% do que ouvimos 30% do que vemos 50% do que vemos e ouvimos 70% do que dizemos quando falamos 90% do que dizemos quando fazemos algo TREICHER, D.G. Are You Missing the Boat in Training Aids? Film and AV Communications, 1, 14-16, 1967

42 Grau de eficiência dos mecanismos de memória humana Auditiva 8% Mecânica12% Visual75% Outras 5%

43 Pensamento e Inteligência Devemos nos exercitar a pensar em 3 dimensões: Vista Superior Vista Latera l Pensar em 3 dimensões

44 Tempo de Resposta Atrasos constantes são preferíveis a atrasos variáveis. O "Agora Humano" ou "Presente Psicológico" é de 2 a 3 segundos Um "instante" é um tempo de 5 a 10 segundos O tempo de resposta acima de 10 segundos interrompe a continuidade do pensamento. Isto ocorre porque a seqüência de ações armazenada na memória de curto termo é interrompida e deve ser recarregada.

45 Tempo de Resposta Alguns tempos de resposta desejáveis: –Iniciação : 30 segundos a 2 minutos –Mensagens de Erro: 2 a 4 segundos –Consulta: »Local: 1 a 7 segundos »Remota: 5 a 15 segundos –Edição: 1 segundo ou menos –Entrada de Dados: »em uma transação: 4 a 6 segundos »após uma transação: até 15 segundos –Busca de uma Página na Internet: 3 a 10 segundos –Tempo Médio Geral: 10 segundos

46 Algumas observações sobre tempo de resposta Cuidado no uso de "Timeout", principalmente na Internet. O ajuste dos tempos de resposta aos valores ideais justifica, se necessário, uma completa reestruturação das técnicas usadas ou da simplificação do visual. Quando o tempo de resposta ultrapassar o "agora humano", deve-se usar algum mecanismo de feedback

47 Mecanismos de Feedback Relógios Ampulhetas Indicadores –de unidade de lote –tipo manômetro –tipo cursor –tipo termômetro Contador Regressivo/Progressivo Ponteiros/Knobs/Potenciômetros 25 Página 12 de

48 Mecanismos indicadores de feedback visual Mecanismo de feedback tipo Manômetro Mecanismo de feedback tipo Termômetro

49 Contador Progressivo (percentual) Contador Regressivo (numérico)

50 Comunicação pelos Sentidos Humanos: Visão Audição Tato Olfato Gosto

51 Mecanismos de Memória Memória Degustativa Memória Táctil Memória Olfativa Memória Auditiva Memória Mecânica Memória Visual

52 1 - Comunicação pelo Gosto ou Degustativa (Memória Degustativa) É a comunicação que vem do gosto, pelo toque da língua, bem como pela ação de beber ou comer. O índice de eficiência é cerca de 1%.

53 2 - Comunicação pelo Tato ou Táctil (Memória Táctil) É a comunicação que vem pelo tato, tanto das mãos (mais sensível) como por outras partes do corpo. Isoladamente o grau de eficiência é de 1,5%

54 3 - Comunicação pelo Olfato ou Olfativa (Memória Olfativa) É a comunicação que vem pelo olfato, ou seja, o nariz sente um cheiro e levado ao cérebro. O índice de eficiência é da ordem de 2,5%.

55 4 - Comunicação pela Audição ou Auditiva (Memória Auditiva) É a comunicação que vem pelo que se ouve, ou seja, os ouvidos transmitem ao cérebro o que ouvem, levando ao cérebro as informações captadas. O índice de eficiência é da ordem de 8%.

56 5 - Comunicação Táctil pela Escrita (Memória Mecânica) É a comunicação que vem pela caligrafia quando se copia ou se registra idéias e fatos que se vê ou imagina, ou seja, o ato de escrever de próprio punho, ativa um mecanismo chamado "memória mecânica". Esta memória combina a memória visual com a do tato, tendo um índice de eficiência da ordem de 12%.

57 6 - Comunicação pela Visão (Memória Visual) É a comunicação que vem pelos olhos e é responsável por cerca de 75% do que se grava na memória. A comunicação através da memória visual pode ser captada por 4 formas diferentes: Comunicação Escrita (Memória Visual) Comunicação Gráfica (Memória Visual) Comunicação Visual (Memória Visual) Comunicação Áudio-Visual (Memória Visual e Auditiva)

58 6.1 - Comunicação Escrita (Memória Visual) É a comunicação que vem através de um documento escrito, em papel ou numa tela. O índice de eficiência da leitura de textos em papel é maior do que em tela.

59 6.2 - Comunicação Gráfica (Memória Visual) É a comunicação que vem através de símbolos, desenhos, plantas, diagramas, ícones, fotos ou outros recursos gráficos isoladamente. É o caso da maioria das placas de trânsito, onde um único símbolo tenta traduzir o que a placa representa, de forma rápida e eficaz. sabe-se que 80% das coisas que se vê são captadas por símbolos, desenhos, etc., ou seja, do total, 60% de eficiência (80% de 75% = 60%).

60

61 6.3 - Comunicação Visual (Memória Visual) É a comunicação que vem da junção da comunicação gráfica com a escrita, onde um símbolo, desenho, etc., vem acompanhado de palavras-chave ou textos que complementam o símbolo, desenho, etc. Usando o mesmo exemplo de placas de trânsito, há uma placa que significa "cuidado, pista derrapante" mas que pode vir acompanhado da expressão "Em dias de chuva". Bibliografia Curva Fechada à Direita

62 6.4 - Comunicação Áudio-Visual (Memória Visual e Auditiva) É a comunicação que junta a comunicação Visual, com a auditiva. É considerada a mais eficiente de todas. O dispositivo cognitivo do cérebro ativa os dois principais sentidos, chegando-se a um índice de cerca de 83% de eficiência Atenção Bombeiros

63 Hemisférios do Cérebro Esquerdo –Linguagem –Leitura –Ritmo –Cálculos –Contagem –Dependência do tempo –Subdivisão do ambiente –Pensamento Digital –Análise –Inteligência –Consciente –Lado Direito do corpo –Mão Direita Direito –Totalidade –Forma –Música –Melodia –Olfato –Padrão total –Atemporalidade –Visão abrangente –Pensamento Analógico –Holismo –Intuição –Inconsciente –Lado esquerdo do corpo –Mão Esquerda

64 Área Psicomotora Córtex Psicomotor Primário Córtex Somatosensorial Primário Sulco Central Área Frontal Área do Sabor Área Visual Associativa Área de Associação Somatosensorial Área de Associaçã o Auditiva Área Motriz da Linguagem Córtex Auditivo Primário Córtex Visual Setor Cognitivo Lingüístico

65 Música acorda lado direito do cérebro Descoberta do Búlgaro Georgi Lozanov Tipo de música: Barroca Compositores: –Johann Sebastian Bach ( ) –Georg Friedrich Händel ( ) –Johann Pachelbel ( ) –Tomaso Albinoni ( ) –Antonio Vivaldi ( ) –Georg Philipp Telemann ( ) Freqüência: entre e 8000 Hertz

66 Ilusões Ópticas o cérebro pode "ver" coisas de diferentes maneiras, conforme o estímulo e a concentração acionando um ou dois hemisférios. em uma mesma imagem podem ser vistas dois ou mais objetos ou cenários diferentes

67

68 O que você vê? Apenas um vaso ou duas pessoas se olhando?

69 O que você vê nesta foto? Um careca com a mão no peito ou um casal de camponeses e um cachorro deitado?

70 Tente encontrar 9 pessoas

71 Você vê um cubo flutuando ou um canto da sala?

72 O que você vê? Setas amarelas ou setas verdes?

73 Uma caveira ou um casal?

74 Você vê uma senhora ou uma moça?

75 Os círculos vermelhos têm mesmo tamanho?

76 Você vê uma moça lendo ou o perfil de um senhor?

77 O ponto amarelo está mais próximo do vértice superior ou da base?

78

79

80

81 Conflito no cérebro: O lado direito tenta dizer a cor, mas o lado esquerdo insiste em ler a palavra.

82

83 Ilusão da Lua A lua quando está próxima do horizonte nos parece maior do que quando no alto. O que ocorre é um erro de cálculo do processador visual do cérebro, que compara objetos conhecidos junto ao horizonte, com a lua.

84

85 Teste de Memorização Compaq Epson Band Globo Santa Maria Canela Vivo Tim PDT PTB Fernanda Torres Paulo Autran Richard Nixon Color de Mello Ray-o-Vac Eveready Grampeador Tesoura Bic Faber Castell

86 Estude a lista por 3 minutos. Espere 2 minutos. Tente lembrar do maior número possível de palavras e as escreva.

87 Memorização verbal 1 - casa 2 - rifle 3 - esquilo 4 - cotovelo 5 - quebra-nozes 6 - caminhonete 7 - telefone 8 - cachorro 9 - camisa 10 - tomate 11 - lâmpada 12 - trem 13 - toalha 14 - abelha 15 - vaca 16 - policial 17 - gravata 18 - grama 19 - dedos 20 - ponte Estude a lista por 3 minutos. Espere 2 minutos. Tente lembrar do maior número possível de palavras e as escreva.

88

89 Memorização visual ORDKNSLCAORDKNSLCA Olhe as letra do quadro por 30 segundos. Tente lembrar do maior número possível de leras e as escreva em qualquer ordem. Depois tente lembrar da ordem e posição de cada uma.

90 Estude a lista por 3 minutos. Espere 2 minutos. Tente lembrar do maior número possível de palavras e as escreva.

91 Memorização Geométrica Observe os 4 desenhos acima e tente memorizá-los

92 Memorização Geométrica Identifique os 4 desenhos no quadro acima

93 Compare com os 4 que havia Memorização Geométrica

94 Testes de comunicação Comunicação Auditiva Comunicação Escrita Comunicação Visual

95 Desligar o canhão Sem escrever calcule mentalmente: Comece com 1000 some mais 40 some mais 1000 Some mais 30 some 1000 some mais 20 some 1000 some mais 10 Qual o total? ?

96 Produzir o desenho abaixo descrito Para cálculos das dimensões, será tomada por base a largura, dividindo-a em 14 (quatorze) partes iguais, sendo que cada uma das partes será considerada uma medida ou módulo (M). Os demais requisitos dimensionais seguem os critérios : 1. Um retângulo com Comprimento de vinte módulos (20M); 2. Um losango, cuja distância do seus vértices ao retângulo será de um módulo e sete décimos (1,7M); 3. Um círculo de raio três módulos e meio (3,5M); 4. Uma faixa em arco estará a dois módulos (2M) à esquerda do ponto de encontro do prolongamento do diâmetro vertical do círculo com a base do retângulo; 5.Raio do arco inferior da faixa será de oito módulos (8M); o raio do arco superior da faixa será de oito módulos e meio (8,5); 6. A largura da faixa será de meio módulo (0,5);

97 7. As letras da palavra ORDEM e da palavra PROGRESSO terão um terço de módulo (0,33M)de altura e três décimos de módulo (0,30M) delargura; 8. A letra da conjunção E terá três décimos demódulo (0,30M) de altura e um quarto de módulo (0,25M) de largura; 9. As estrelas serão de 5 (cinco) dimensões, sendo que devem ser traçadas dentro de círculos cujosos diâmetros são: Três décimos de módulos (0,30M) para as de 1ªgrandeza; Um quarto de módulos (0,25M) para as de 2ªgrandeza; Um quinto de módulo (0,20M) para as de 3ªgrandeza; Um sétimo de módulo (0,14M) para as de 4ªgrandeza; Um décimo de módulo (0,10M) para as de 5ªgrandeza.

98 20 M 14 M 1,7 M R=3,5 M 2 M

99 Teste de Comunicação Auditiva

100 Teste de Comunicação Visual Desligar Canhão

101 Teste de Comunicação Visual

102 FINISHED FILES ARE THE RESULT OF YEARS OF SCIENTIFIC STUDY COMBINED WITH THE EXPERIENCE OF YEARS Conte quantas letra "F" tem no texto acima.

103 Capacidades de processamento do cérebro humano Se conseguir ler as primeiras palavras o cérebro decifrará automaticamente as outras... 3M D14 D3 V3R40, 3574V4 N4 PR414, 0853RV4ND0 DU45 CR14NC45 8R1NC4ND0 N4 4R314. 3L45 7R484LH4V4M MU170 C0N57RU1ND0 UM C4573L0 D3 4R314, C0M 70RR35, P4554R3L45 3 P4554G3NS 1N73RN45. QU4ND0 3575V4M QU453 4C484ND0, V310 UM4 0ND4 3 D357RU1U 7UD0, R3DU21ND0 0 C4573L0 4 UM M0N73 D3 4R PUM4. 4CH31 QU3, D3P015 D3 74N70 35F0RC0 3 CU1D4D0, 45 CR14NC45 C41R14M N0 CH0R0, C0RR3R4M P3L4 PR414, FUG1ND0 D4 4GU4, R1ND0 D3 M405 D4D45 3 C0M3C4R4M 4 C0N57RU1R 0U7R0 C4573L0. C0MPR33ND1 QU3 H4V14 4PR3ND1D0 UM4 GR4ND3 L1C40; G4574M05 MU170 73MP0 D4 N0554 V1D4 C0N57RU1ND0 4LGUM4 C M415 C3D0 0U M415 74RD3, UM4 0ND4 P0D3R4 V1R 3 D357RU1R 7UD0 0 QU3 L3V4M05 74N70 73MP0 P4R4 C0N57RU1R. M45 QU4ND C0N73C3R 50M3N73 4QU3L3 QU3 73M 45 M405 D3 4LGU3M P4R4 53GUR4R, 53R4 C4P42 D3 50RR1R! S0 0 QU3 P3RM4N3C M124D3, 0 4M0R 3 C4R1NH0. 0 R F3170 D3 4R314

104 Capacidades de processamento do cérebro humano De aorcdo com uma pqsieusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as lrteas de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia lrteas etejasm no lgaur crteo. O rseto pdoe ser uma ttaol bçguana que vcoê pdoe anida ler sem pobrlmea. Itso é poqrue nós não lmeos cdaa lrtea isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo.


Carregar ppt "Interação Homem- Computador Parte 7 Fatores Humanos Relevantes no Projeto de Interfaces Prof. Roberto Cabral de Mello Borges 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google