A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Saúde da Família de Todos Nós MORTALIDADE MATERNA E INFANTIL ATENÇÃO BÁSICA DAB/SESAB.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Saúde da Família de Todos Nós MORTALIDADE MATERNA E INFANTIL ATENÇÃO BÁSICA DAB/SESAB."— Transcrição da apresentação:

1 Saúde da Família de Todos Nós MORTALIDADE MATERNA E INFANTIL ATENÇÃO BÁSICA DAB/SESAB

2 POLÍTICAS DA ATENÇÃO BÁSICA Investir na mudança do modelo de atenção na Bahia. Expandir a oferta de serviços na atenção básica através da estratégia de saúde da família.

3 POLÍTICAS DA ATENÇÃO BÁSICA Qualificar a atuação dos trabalhadores para avançar no processo de gestão do cuidado comprometido com resultados e articulado com o conjunto de rede de serviços.

4 RESULTADOS 2008 Cobertura populacional da estratégia de saúde da família: 55 % Incremento de 4,98% em 2008 Proporção de NV de mães com 4 ou mais consultas de pré-natal: 83,4% Incremento de 7,5% em 2008

5 RESULTADOS 2008 Implantação dos Núcleos de Apoio a Saúde da Família (NASF) (pediatra, ginecologista, nutricionista, assistente social, psicólogo, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, farmacêutico, outros) Em 2008, já foram aprovados na CIB, 72 NASFs em 47 municípios; Implantados (recebendo financiamento federal) 35 NASFs em 18 municípios baianos.

6 RESULTADOS 2008 Desprecarização dos ACS: Leis aprovadas em 82% dos municípios beneficiando 88,8% (21.133) dos ACS do Estado; Seleções de ACS em 135 municípios em 2008 somando um total de mais de 250 municípios com seleção realizada desde o início desse governo; Esses trabalhadores estão sendo formados no curso de formação técnica (EFTS), o que amplia sua capacidade de impactar nos indicadores de mortalidade infantil. Nesses dois anos foram formados mais de 5 mil ACS.

7 Resultados 2008 Curso de Especialização em Saúde da Família com ênfase na coordenação e gerenciamento de processos de trabalho: 159 gestores em 2008 (municípios, DIRES e outros setores da SESAB)

8 AÇÕES PROGRAMADAS QUALIFICAR A ATENÇÃO AO PRÉ-NATAL, AO PARTO E AO RN EDUCAÇÃO NA SAÚDE GESTÃO DO TRABALHO MOBILIZAÇÃO SOCIAL E COMUNICAÇÃO

9 QUALIFICAÇÃO DA ATENÇÃO AÇÕES Expansão do número de ESF nos municípios/áreas com vazios assistenciais NÓS CRÍTICOS Custo da expansão e provimentos dos profissionais médicos. Mercado predatório entre os municípios. META Implantar a FUNDAÇÃO ESTATAL DE SAÚDE DA FAMÍLIA, que exercerá um efeito de regulação do mercado de trabalho.

10 QUALIFICAÇÃO DA ATENÇÃO AÇÕES Garantir no PN o vínculo do local de ocorrência do parto. (LEI Luiza Erondina, RDC ANVISA/MS 36) NÓS CRÍTICOS Insuficiência da Rede Obstétrica, fluxos mal definidos e pactuados entre municípios e ausência de regulação. META Investimento na Rede Regional; Implantação da LINHA DE CUIDADO da mamãe-bebê; Articulação da ESF com a maternidade de referência.

11 EDUCAÇÃO NA SAÚDE AÇÕES QUALIFICAÇÃO das ESF para o PN de baixo risco. NÓS CRÍTICOS Dificuldade dos municípios de promoverem espaços de Educação Permanente. META Qualificar e Especializar 3000 profissionais; Implantar protocolos para a Linha de Cuidado Mamãe-bebê.

12 EDUCAÇÃO NA SAÚDE AÇÕES Qualificação das ESF para Identificar e fazer o encaminhamento seguro das gestantes e RN de risco. NÓS CRÍTICOS Dificuldade dos municípios de fazerem Educação Permanente; Insuficiência da Rede Obstétrica, fluxos mal definidos e pactuados entre municípios e ausência de regulação. META Qualificar e Especializar 3000 profissionais e Implantar protocolos para a Linha de Cuidado Mamãe-bebê.

13 EDUCAÇÃO NA SAÚDE AÇÕES Qualificação dos profissionais dos NASFs (Pediatras e Ginecologistas) para acompanhamento das gestantes e RN de risco e Educação Permanente das ESF. NÓS CRÍTICOS NASFs como novidade. Diferença dos papéis e atuação do pediatra e ginecologista fora da AB e como referência e apoiador matricial dos NASFs. META Desenvolver a Educação Permanente nos NASFs já implantados no Estado.

14 EDUCAÇÃO NA SAÚDE AÇÕES Estruturação dos pontos de apoio educacional. NÓS CRÍTICOS Escassez de recursos, equipamentos e pessoal qualificado para o processo de descentralização da Educação Permanente. META Implantação do Núcleo Microrregional de Linhas de Cuidado e Educação Permanente para AB em cada Pólo de microrregião.

15 Gestão do trabalho AÇÕES Estratégias para fixação dos profissionais nos municípios. NÓS CRÍTICOS Provimentos dos profissionais médicos. Mercado predatório entre os municípios. META Implantar a FUNDAÇÃO ESTATAL DE SAÚDE DA FAMÍLIA, que exercerá um efeito de regulação do mercado de trabalho.

16 Mobilização social e comunicação AÇÕES Integrar as Campanhas de Mobilização na Primeira Semana de Saúde Integral. NÓS CRÍTICOS Ausência das Visitas domiciliares dos profissionais médicos / enfermeiros / técnicos de enfermagem. META Intensificação do cuidado com o RN e a puérpera na Primeira Semana de Saúde Integral.

17 Situação dos Municípios prioritários Atenção Básica Dos 33 municípios prioritários – 23 são pólos de microrregião onde estão implantados os núcleo microrregionais das Linhas de Cuidado e Educação Permanente para a AB e onde iniciarão, em maio, as atividades do curso de Especialização em Saúde da Família com ênfase na implantação das Linhas de Cuidado para trabalhadores e gestores. 18 municípios com cobertura da ESF superior a 50%. 27 equipes de NASF implantadas e financiadas pelo MS.

18 Cobertura estimada ESF, por município prioritário, segundo CNES, fevereiro 2009 CAMACARI40,82 DIAS D'AVILA60,95 LAURO DE FREITAS47,35 SALVADOR11,93 SANTO AMARO65,80 SIMOES FILHO3,01* FEIRA DE SANTANA47,81 ALAGOINHAS40,23 SANTO ANTONIO DE JESUS82,54 VALENCA42,86 ILHEUS35,93 ITABUNA38,96 EUNAPOLIS70,27 PORTO SEGURO91,65 ITAMARAJU102,20 TEIXEIRA DE FREITAS94,71 PAULO AFONSO68,45 RIBEIRA DO POMBAL70,37 SERRINHA46,84 JAGUAQUARA86,08 JEQUIE55,07 ITAPETINGA47,11 JUAZEIRO75,37 JACOBINA65,64 ITABERABA56,28 VITORIA DA CONQUISTA41,68 IRECE79,24 SANTA MARIA DA VITORIA66,12 SENHOR DO BONFIM36,61 BOM JESUS DA LAPA63,55 GUANAMBI60,99 CASA NOVA10,49

19 Equipes de NASF implantadas, por município prioritário DIAS D'AVILA 1 FEIRA DE SANTANA 8 SANTO ANTONIO DE JESUS 2 PORTO SEGURO 3 PAULO AFONSO 2 JAGUAQUARA 1 JUAZEIRO 4 JACOBINA 1 VITORIA DA CONQUISTA 4 BOM JESUS DA LAPA 1

20 Contatos Diretoria da Atenção Básica - DAB Tel Coordenação de Apoio e Desenvolvimento (Apoio Institucional) Tel / 4162


Carregar ppt "Saúde da Família de Todos Nós MORTALIDADE MATERNA E INFANTIL ATENÇÃO BÁSICA DAB/SESAB."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google