A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NEFROTOXICOLOGIA. Introdução *Susceptibilidade * Unidade funcional e morfológica: néfron - glomérulo ( parte vascular) - túbulo ( parte epitelial) TÚBULO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NEFROTOXICOLOGIA. Introdução *Susceptibilidade * Unidade funcional e morfológica: néfron - glomérulo ( parte vascular) - túbulo ( parte epitelial) TÚBULO."— Transcrição da apresentação:

1 NEFROTOXICOLOGIA

2 Introdução

3 *Susceptibilidade * Unidade funcional e morfológica: néfron - glomérulo ( parte vascular) - túbulo ( parte epitelial) TÚBULO PROXIMAL

4 Epidemiologia * Exposição ocupacional a químicos nefrotóxicos: 4 milhões (EUA) * Incidência anual de insuf. renal aguda= 2: (EUA) 20% lesão tóxica por drogas * Insuf. Renal Crônica = 50% dos casos de origem indeterminada

5 VIAS DE EXPOSIÇÃO *Indústrias: –Inalação: fumos metálicos, poeiras e solventes –Contato dérmico: solventes –Ingestão *População geral: –Ingestão: metais. Agrotóxicos –Inalação: hidrocarbonetos.

6 Nefrotoxinas Ação tóxica direta Efeito: condições de exposição (dose e duração) Propriedades toxicológicas.

7

8 DIAGNÓSTICO - Manifestações clínicas Hematúria Proteinúria (> 0.5g 24h) > 3.5g 24h: síndrome nefrótica. Tipo tubular (baixo peso molecular): lesão em túbulo proximal. Tipo glomerular (alto peso molecular - > ): perda da seletividade da barreira glomerular Oligúria (fluxo urinário < 600mL dia) Azotemia (elevação da concentração sérica de uréia, creatinina, 2 microglobulina, etc.) Edema generalizado (hipoalbuminemia) Hipertensão (glomeruloesclerose)

9 NEFROTOXINAS 1. CHUMBO Insuficiência renal aguda: necrose tubular aguda Insuficiência renal crônica: nefrite tubulointersticial progressiva. 2. CÁDMIO Insuficiência renal crônica: nefrite tubulointersticial progressiva.

10 NEFROTOXINAS 3. MERCÚRIO Necrose tubular aguda e Insuficiência renal Exposição crônica a vapores de Hg: Altas doses: glomerulonefrite –proteinúria e síndrome nefrótica Baixas doses: distúrbios renais subclínicos –Excreção urinária de enzimas e proteínas de alto peso molecular

11 NEFROTOXINAS 4. CROMO Necrose tubular aguda Exposição crônica a Cromo hexavalente: Disfunção tubular –Excreção urinária de enzimas e proteínas de baixo peso molecular

12 NEFROTOXINAS 5. SOLVENTES (químicos orgânicos) Hidrocarbonetos halogenados, etileno glicol, destilados de petróleo, tolueno –Toxinas tubulares diretas: exposição aguda por inalação ou ingestão proteinúria ou excreção de enzimas a NTA. Ex. Inalação de colas, tintas ou tolueno: Síndrome de Fanconi (aminoacidúria, glicosúria, acidose tubular renal e proteinúria tubular)

13 NEFROTOXINAS 5. SOLVENTES (químicos orgânicos) Exposição crônica ou subaguda: Glomerulonefrite – mediadas por anticorpos anti- membrana basal glomerular (GBM): -Ex. Síndrome de Goodpasture -Emissões de automóveis, solventes (cabeleireiros), gasolina, colas, tricloroetano e tetracloroetano

14 Metodologia Diagnóstica Anamnese Clínico-ocupacional História ocupacional História social Pesquisa do uso de fármacos potencialmente nefrotóxicos Doenças com tratamento prolongado Ingestão de alimentos ou bebidas contaminadas Exposição a poluentes ambientais Drogadição Exame Físico: completo e direcionado

15 Metodologia Diagnóstica Exames laboratoriais EAS, creatinina e ureia séricas (TFG), clearence de creatinina ou inulina Avaliação da função tubular: capacidade de concentração e acidificação da urina. Exames radiográficos e de imagem (radioisótopos) Biópsias

16 Testes de screnning para Nefrotoxicidade Creatinina sérica: TFG 30 – 50% 2 microglobulina resultados falso + Clearence creatinina / inulina / compostos marcados: 50% lesão parênquima renal PROTEINÚRIA Detecção precoce de dano glomerular: – albumina Detecção precoce de dano tubular proximal: - Ptn ligada a retinol

17 Testes de screnning para Nefrotoxicidade Excreção urinária de enzimas: NAG (enzima lisossomal -N-D-glucosaminidase) Isoenzimas A e B Antígenos renais: anidrase carbônica, ligandina, alanina aminopeptidase (túbulo proximal), fibronectina (glomérulo) Marcadores da fase aguda de lesão renal


Carregar ppt "NEFROTOXICOLOGIA. Introdução *Susceptibilidade * Unidade funcional e morfológica: néfron - glomérulo ( parte vascular) - túbulo ( parte epitelial) TÚBULO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google