A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2/3/20141 1 PRINCIPAIS MOVIMENTOS ARTICULARES E AMPLITUDES FISIOLÓGICAS Estamos chegando na reta final desta etapa do curso. Vamos agora entender um pouco.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2/3/20141 1 PRINCIPAIS MOVIMENTOS ARTICULARES E AMPLITUDES FISIOLÓGICAS Estamos chegando na reta final desta etapa do curso. Vamos agora entender um pouco."— Transcrição da apresentação:

1 2/3/ PRINCIPAIS MOVIMENTOS ARTICULARES E AMPLITUDES FISIOLÓGICAS Estamos chegando na reta final desta etapa do curso. Vamos agora entender um pouco mais sobre os movimentos articulares e suas amplitudes fisiológicas? Isso irá ajudá-lo tanto no planejamento das aulas quanto na comunicação com o trabalhador.

2 2/3/ TERMINOLOGIA ANATÔMICA

3 2/3/ Para começar, vamos rever alguns conceitos básicos. Os movimentos humanos são descritos com base na posição anatômica. Neste ponto de partida (veja figura), o corpo humano está em posição ereta, os pés paralelos e ligeiramente separados, os braços ao longo do corpo com as palmas da mãos direcionadas à frente. TERMINOLOGIA ANATÔMICA

4 2/3/ PLANOS ANATÔMICOS

5 2/3/ Planos anatômicos Os planos cardinais dividem o corpo humano em três dimensões e nelas acontecem todos movimentos articulares que conhecemos. De uma maneira mais simples, um plano anatômico pode ser entendido como uma superfície imaginária (tal qual uma folha de papel posicionada através do nosso corpo). É com base nos planos anatômicos que definimos a nomenclatura correta para cada movimento.

6 2/3/ Os três planos anatômicos são: SAGITAL FRONTAL (OU CORONAL) TRANSVERSAL Veja no slide seguinte os movimentos permitidos em cada um deles: PLANOS ANATÔMICOS

7 2/3/ Planos anatômicos

8 2/3/ EXEMPLOS

9 2/3/ MOVIMENTOS COMBINADOS Além dos movimentos isolados que fazemos nos planos cardinais, temos ainda situações em que ocorrem combinações entre diferentes planos. Movimentos que se combinam simultaneamente nos três planos são denominados circundução. O quadril e ombro são exemplos típicos de articulações que permitem esse tipo de movimentação, que dá a sensação de que os membros superiores ou inferiores descrevem um círculo no ar.

10 2/3/ Além dos movimentos isolados que fazemos nos planos cardinais, temos ainda situações em que ocorrem combinações entre diferentes planos. Movimentos que se combinam simultaneamente nos três planos são denominados circundução. O quadril e ombro são exemplos típicos de articulações que permitem esse tipo de movimentação, que dá a sensação de que os membros superiores ou inferiores descrevem um círculo no ar. MOVIMENTOS COMBINADOS

11 2/3/ AMPLITUDES FISIOLÓGICAS Para cada um dos movimentos articulares, existem referenciais de normalidade para a amplitude de movimento (ADM). Os exemplos que citaremos em seguida tomam como base uma população adulta jovem saudável. Conforme já vimos anteriormente, diversos fatores podem interferir sobre esses valores. Até o momento, não existem estudos específicos que determinem as médias de amplitude de movimento para os trabalhadores da indústria. De qualquer maneira, com estas referências e uma pitada de bom senso, seus exercícios certamente terão ótima margem de segurança!

12 2/3/ Flexão plantar – aproximadamente 45 graus* TORNOZELO

13 2/3/ Flexão plantar – aproximadamente 45 graus* Dorsiflexão – 10 a 20 graus* TORNOZELO

14 2/3/ Flexão plantar – aproximadamente 45 graus* Dorsiflexão – 10 a 20 graus* TORNOZELO

15 2/3/ Flexão plantar – aproximadamente 45 graus* Dorsiflexão – 10 a 20 graus* TORNOZELO * Para estes movimentos, a referência inicial é o tornozelo em posição anatômica, ou seja, com o pé e a perna formando ângulo de 90 graus.

16 2/3/ PUNHO Desvio radial (abdução) – aproximadamente 15 a 20 graus*

17 2/3/ PUNHO Desvio radial (abdução) – aproximadamente 15 a 20 graus* Desvio ulnar (adução) – 30 a 40 graus*

18 2/3/ PUNHO Desvio radial (abdução) – aproximadamente 15 a 20 graus* Desvio ulnar (adução) – 30 a 40 graus*

19 2/3/ Desvio radial (abdução) – aprox. 15 a 20 graus* Desvio ulnar (adução) – 30 a 40 graus* * Para estes movimentos, a regra básica é de que a ADM de desvio ulnar deve ser aproximadamente o dobro do desvio radial. PUNHO

20 2/3/ Pronação – aproximadamente 80 graus* COTOVELO

21 2/3/ Pronação – aproximadamente 80 graus* Supinação – aproximadamente 90 graus* COTOVELO

22 2/3/ Pronação – aproximadamente 80 graus* Supinação – aproximadamente 90 graus* COTOVELO

23 2/3/ Pronação – aproximadamente 80 graus* Supinação – aproximadamente 90 graus* COTOVELO * Para estes movimentos, as amplitudes são praticamente iguais. É aceitável que a ADM de pronação seja ligeiramente menor que a de supinação.

24 2/3/ Adução horizontal – aproximadamente 120 graus* OMBRO

25 2/3/ Adução horizontal – aproximadamente 120 graus* Abdução horizontal – aproximadamente 45 graus* OMBRO

26 2/3/ Adução horizontal – aproximadamente 120 graus* Abdução horizontal – aproximadamente 45 graus* OMBRO

27 2/3/ Adução horizontal – aproximadamente 120 graus* Abdução horizontal – aproximadamente 45 graus* OMBRO * Para estes movimentos, a referência inicial é o ombro abduzido a 90 graus.

28 2/3/ Ombro Adução horizontal – aprox. 120 graus* Abdução horizontal – aprox. 45 graus* * Para estes movimentos, a referência inicial é o ombro abduzido a 90 graus.


Carregar ppt "2/3/20141 1 PRINCIPAIS MOVIMENTOS ARTICULARES E AMPLITUDES FISIOLÓGICAS Estamos chegando na reta final desta etapa do curso. Vamos agora entender um pouco."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google