A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FEIRA DE SANTANA Oficina de Apoio Técnico aos Municípios no desenvolvimento dos processos de trabalho que garantam a Regulação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FEIRA DE SANTANA Oficina de Apoio Técnico aos Municípios no desenvolvimento dos processos de trabalho que garantam a Regulação."— Transcrição da apresentação:

1 FEIRA DE SANTANA Oficina de Apoio Técnico aos Municípios no desenvolvimento dos processos de trabalho que garantam a Regulação

2 CARACTERIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
Área: Município: Feira de Santana Área da unidade territorial do município (km²) TOTAL: Fonte: População: Período: 2007 TOTAL: Fonte:http://www.saude.ba.gov.br/tabnet/ Densidade Demográfica: Densidade demográfica: 400,46 hab/km2 Fonte:

3 SITUAÇÃO DE SAÚDE EIXOS – ATENÇÃO BÁSICA
2005 2006 Saúde da Criança (Taxa de Mortalidade infantil) 21,9 21,5 Saúde da Mulher(Proporção de nascidos vivos de mães com 7 ou mais consultas de pré-natal) 46,64 30,92 Controle da Hipertensão Arterial(Taxa de internações por acidente vascular cerebral (AVC) 25,95 20,96 Controle da Diabetes(Proporção de internações complicações do Diabetes Mellitus) 0,97 0,81 Controle da Tuberculose(Proporção de abandono do tratamento de tuberculose) Obs. Para este indicador os anos devem ser 2004 e 2005. 4,84 2,73 Eliminação da Hanseníase(Coeficiente de detecção de casos de hanseníase) 2,39 1,9 Saúde Bucal(Cobertura de primeira consulta odontológica programática) 11,17 9,74

4 MORBIDADE

5 MORTALIDADE

6 ESTRATÉGIAS DE REGULAÇÃO
DESCRIÇÃO DAS ESTRATÉGIAS Sim Não Os critérios de escolha das prioridades na regulação tem relação com o perfil epidemiológico do município? X Existem protocolos de regulação? Existem protocolos clínicos estabelecidos? A Central Municipal regula os procedimentos ambulatoriais? A Central Municipal regula procedimentos de Alta Complexidade/alto custo? Existe protocolo estabelecido para encaminhamento do TFD interestadual Existe Núcleo Permanente de Educação? Os municípios referenciados utilizam o mesmo software que você utiliza para operacionalizar a regulação? Qual o software que o município utiliza na regulação? DOAR SERVIDOR Qual o percentual de população residente cadastradas no cartão SUS 71%

7 ESTRATÉGIAS DE REGULAÇÃO
Sim Não Existe Plano de Regulação do município? X Todos os prestadores tem contrato vigente com o município? Caso, não, como se dá a relação entre os prestadores? Nestes contratos existem cláusulas contratuais que garantam a regulação? As cláusula de regulação destes contratos, são aplicadas quando necessárias? Existe Fluxo estabelecido de regulação entre os municípios que foram pactuados? É realizado prestação de contas dos serviços pactuados com outros municípios? Existe controle dos recursos financeiros disponibilizados através dos municípios pactuados?

8 PROTOCOLOS Atenção Básica Referência Contra referência Doenças Sexualmente Transmissível Câncer de Colo Uterino Câncer de Mama Urgência/Emergência Hipertensiva Gravidez de Alto Risco Climatério Urgência Clinica, Traumática

9 REDES DE SERVIÇOS PSF 72 EQUIPES Municipal Atenção Básica Baixa Comp.
UNIDADE NATUREZA TIPO PORTE Nº DE LEITOS CONTRATUALIZADOS FORMALMENTE ESPECIALIDADE PSF 72 EQUIPES Municipal Atenção Básica Baixa Comp. UBS 14 Unidades Policlínica Atenção secundária Média 5 unidades Neurologia,cardiologia, Pediatria, urologia,ortopedia,reumatologia, angiologia,nefrologia... Pronto Atendimento Urgências clínicas

10 Nº DE LEITOS CONTRATUALIZADOS FORMALMENTE
REDES DE SERVIÇOS UNIDADE NATUREZA TIPO PORTE Nº DE LEITOS CONTRATUALIZADOS FORMALMENTE ESPECIALIDADE HIPS Municipal Atenção secundária Média Comp 168 Ginecologia/Obstetrícia HGCA Estadual 158 Cirurgia Geral,Clínicamédica,Obstetrícia,ortopedia,Urgência/Emergência,Pediatria

11 Nº DE LEITOS CONTRATUALIZADOS FORMALMENTE
REDES DE SERVIÇOS UNIDADE NATUREZA TIPO PORTE Nº DE LEITOS CONTRATUALIZADOS FORMALMENTE ESPECIALIDADE HDPA Filantrópica/Conveniada ao SUS Atenção secundária Média 175 Clínica Médica,Cirurgia Geral,Obstetrícia,Pediatria,Ortopedia CSS Privado/Conveniado ao SUS 51 C.M, C.G, Ortopedia

12 Nº DE LEITOS CONTRATUALIZADOS FORMALMENTE
REDES DE SERVIÇOS UNIDADE NATUREZA TIPO PORTE Nº DE LEITOS CONTRATUALIZADOS FORMALMENTE ESPECIALIDADE HELR Estadual Atenção Secundária 380 Psiquiatria CAPS i CAPS ad CAPS II CAPS III Municipal Atenção especializada 1 unidade 2 unidades Saúde Mental

13 Nº DE LEITOS CONTRATUALIZADOS FORMALMENTE
REDES DE SERVIÇOS UNIDADE NATUREZA TIPO PORTE Nº DE LEITOS CONTRATUALIZADOS FORMALMENTE ESPECIALIDADE Hosp. Criança Municipal Átenção Secundária Média Comp 48 Pediatria SAMU - 192 Atenção Urgências 5 USB 1 USA

14 SITUAÇÃO ATUAL Qual as dificuldades?
Estrutura do Serviço: Planta física, Materiais, Equipamentos e Software adequados Processo de trabalho: Falta de Conhecimento dos Profissionais de Saúde e População sobre o processo de Regulação e a Central Municipal de Regulação, interferindo no fluxo de atendimento, acesso aos Serviços e integralidade das ações. Adequação da central Estrutura física adequada para o fluxo necessário das ações de regulação conforme planta em anexo Mobiliário Gabines / cadeiras,mesas e estantes adequadas ao serviço da regulação Mais computadores, impressoras, servidor, fax

15 Dificuldades Proposta e Soluções.


Carregar ppt "FEIRA DE SANTANA Oficina de Apoio Técnico aos Municípios no desenvolvimento dos processos de trabalho que garantam a Regulação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google