A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CEUNSP–ARQUITETURA E URBANISMO – 9º SEM. S.I.G. – Prof. Daniel Nithack JOSÉ LOURENÇO PROHASKA Nº 26 NILDA ROMÃO Nº 42 ROSEMEIRE ALVES Nº 38 SPRING Sistema.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CEUNSP–ARQUITETURA E URBANISMO – 9º SEM. S.I.G. – Prof. Daniel Nithack JOSÉ LOURENÇO PROHASKA Nº 26 NILDA ROMÃO Nº 42 ROSEMEIRE ALVES Nº 38 SPRING Sistema."— Transcrição da apresentação:

1 CEUNSP–ARQUITETURA E URBANISMO – 9º SEM. S.I.G. – Prof. Daniel Nithack JOSÉ LOURENÇO PROHASKA Nº 26 NILDA ROMÃO Nº 42 ROSEMEIRE ALVES Nº 38 SPRING Sistema de Processamento de Informação Georeferenciada VICTOR GARÇÃO Nº 22 ÉDER SILVA Nº 09 MARIA HELENA Nº

2 SPRING Sistema de Processamento de Informação Georeferenciada O SPRING é um SIG (Sistema de Informações Geográficas) no estado-da-arte com funções de processamento de imagens, análise espacial, modelagem numérica de terreno e consulta a bancos de dados espaciais, para sistemas Windows e Linux. O SPRING é um SIG (Sistema de Informações Geográficas) no estado-da-arte com funções de processamento de imagens, análise espacial, modelagem numérica de terreno e consulta a bancos de dados espaciais, para sistemas Windows e Linux. O SPRING é basedo num modelo de dados que combina as idéias de "campos" e "objetos geográficos" ou seja é estruturado como um Banco de Dados Geográfico que permite o processamento e consulta de informações. O SPRING é basedo num modelo de dados que combina as idéias de "campos" e "objetos geográficos" ou seja é estruturado como um Banco de Dados Geográfico que permite o processamento e consulta de informações.

3 O SPRING é um produto desenvolvido com tecnologia totalmente nacional. É um programa desenvolvido pela DPI - INPE (Divisão de Processamento de Imagens - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) em subistituição ao antigo sistema SITIM/SGI (Sistema de Tratamento de Imagens / Sistema Geográfico de Informações). com a participação de: O SPRING é um produto desenvolvido com tecnologia totalmente nacional. É um programa desenvolvido pela DPI - INPE (Divisão de Processamento de Imagens - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) em subistituição ao antigo sistema SITIM/SGI (Sistema de Tratamento de Imagens / Sistema Geográfico de Informações). com a participação de:DPI - INPEDPI - INPE EMBRAPA/CNPTIA - Centro Nacional de Pesquisa Tecnológica em Informática para Agricultura. EMBRAPA/CNPTIA - Centro Nacional de Pesquisa Tecnológica em Informática para Agricultura. EMBRAPA/CNPTIA IBM Brasil - Centro Latino-Americano de Soluções para Ensino Superior e Pesquisa. IBM Brasil - Centro Latino-Americano de Soluções para Ensino Superior e Pesquisa. IBM Brasil IBM Brasil TECGRAF - PUC Rio - Grupo de Tecnologia em Computação Gráfica da PUC-Rio. TECGRAF - PUC Rio - Grupo de Tecnologia em Computação Gráfica da PUC-Rio. TECGRAF PETROBRÁS/CENPES - Centro de Pesquisas "Leopoldo Miguez". PETROBRÁS/CENPES - Centro de Pesquisas "Leopoldo Miguez". PETROBRÁS O projeto contou com substancial apoio financeiro do CNPq, através dos programas RHAE e PROTEM/CC (projeto GEOTEC) O projeto contou com substancial apoio financeiro do CNPq, através dos programas RHAE e PROTEM/CC (projeto GEOTEC)PROTEM/CCGEOTECPROTEM/CCGEOTEC

4 HISTÓRICO DO SPRING INICIO EM 1991 INICIO EM VERSÃO VERSÃO VERSÃO VERSÃO MAIO-VERSÃO 3.0(WINDOWS) 1998-MAIO-VERSÃO 3.0(WINDOWS) 1998-OUTUBRO-VERSÃO OUTUBRO-VERSÃO JANEIRO-VERSÃO 3.2(WINDOWS) 1999-JANEIRO-VERSÃO 3.2(WINDOWS) 1999-MAIO-VERSÃO 3.3(WINDOWS) 1999-MAIO-VERSÃO 3.3(WINDOWS) 2000-MAIO-VERSÃO 3.4(WINDOWS) 2000-MAIO-VERSÃO 3.4(WINDOWS) 2001-MARÇO-VERSÃO 3.5(WINDOWS-LINUX) 2001-MARÇO-VERSÃO 3.5(WINDOWS-LINUX) 2003-AGOSTO-VERSÃO 4.0(WINDOWS) 2003-AGOSTO-VERSÃO 4.0(WINDOWS) 2004-JULHO-VERSÃO 4.1(WINDOWS) 2004-JULHO-VERSÃO 4.1(WINDOWS) 2005-MARÇO-VERSÃO 4.1(LINUX) 2005-MARÇO-VERSÃO 4.1(LINUX) 2005-SETEMBRO-VERSÃO 4.2(WINDOWS) 2005-SETEMBRO-VERSÃO 4.2(WINDOWS) 2006-JULHO-VERSÃO 4.3(WINDOWS-LINUX) 2006-JULHO-VERSÃO 4.3(WINDOWS-LINUX) 2008-JULHO-VERSÃO 5.0(WINDOWS-LINUX) 2008-JULHO-VERSÃO 5.0(WINDOWS-LINUX) ATUALMENTE – VERSÃO 5.1.7(WINDOWS-LINUX) ATUALMENTE – VERSÃO 5.1.7(WINDOWS-LINUX)

5 Objetivos do projeto SPRING Construir um sistema de informações geográficas para aplicações em Agricultura, Floresta, Gestão Ambiental, Geografia, Geologia, Planejamento Urbano e Regional. Construir um sistema de informações geográficas para aplicações em Agricultura, Floresta, Gestão Ambiental, Geografia, Geologia, Planejamento Urbano e Regional. Tornar amplamente acessível para a comunidade brasileira um SIG de rápido aprendizado. Tornar amplamente acessível para a comunidade brasileira um SIG de rápido aprendizado. Fornecer um ambiente unificado de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto para aplicações urbanas e ambientais. Fornecer um ambiente unificado de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto para aplicações urbanas e ambientais. Ser um mecanismo de difusão do conhecimento desenvolvido pelo INPE e seus parceiros, sob forma de novos algoritmos e metodologias. Ser um mecanismo de difusão do conhecimento desenvolvido pelo INPE e seus parceiros, sob forma de novos algoritmos e metodologias.

6 , é distribuido gratuitamente, podendo ser baixado diretamente no site do DPI, porém não é aberto (OpenSource)., é distribuido gratuitamente, podendo ser baixado diretamente no site do DPI, porém não é aberto (OpenSource).

7 Em parceria com o INPE, a K2 Sistemas tem sido responsável pela operacionalização das novas versões do Spring (versão 5) e tem apoiado no suporte aos usuários, respondendo perguntas, esclarecendo dúvidas e direcionando às melhores condições de uso através da Comunidade Virtual SPRING. Em parceria com o INPE, a K2 Sistemas tem sido responsável pela operacionalização das novas versões do Spring (versão 5) e tem apoiado no suporte aos usuários, respondendo perguntas, esclarecendo dúvidas e direcionando às melhores condições de uso através da Comunidade Virtual SPRING.Comunidade Virtual SPRINGComunidade Virtual SPRING

8 Após a instalação, é necessário ou criar uma base de dados ou acessar uma existente. Após a instalação, é necessário ou criar uma base de dados ou acessar uma existente. A partir dos dados coletados em campo (seja por meio de pesquisas terrestres, imagens de satélite, entrevistas, seja por estudos geológicos) monta-se a base de dados e trabalha-se na interação dos dados colhidos em campo para obter as informações geográficas relevantes. A partir dos dados coletados em campo (seja por meio de pesquisas terrestres, imagens de satélite, entrevistas, seja por estudos geológicos) monta-se a base de dados e trabalha-se na interação dos dados colhidos em campo para obter as informações geográficas relevantes.

9 Outra característica, considerada extremamente importante, é que a base de dados é única, isto é, a estrutura de dados é a mesma quando o usuário trabalha em um micro computador (IBM-PC) e em uma máquina RISC (Estações de Trabalho UNIX), não havendo necessidade alguma de conversão de dados. O mesmo ocorre com a interface, a qual é exatamente a mesma, de maneira que não existe diferença no modo de operar o produto SPRING. Outra característica, considerada extremamente importante, é que a base de dados é única, isto é, a estrutura de dados é a mesma quando o usuário trabalha em um micro computador (IBM-PC) e em uma máquina RISC (Estações de Trabalho UNIX), não havendo necessidade alguma de conversão de dados. O mesmo ocorre com a interface, a qual é exatamente a mesma, de maneira que não existe diferença no modo de operar o produto SPRING.

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21 a linguagem espacial LEGAL. Algoritmos inovadores, como os utilizados para indexação espacial, segmentação de imagens e geração de grades triangulares, garantem o desenpenho adequado para as mais variadas aplicações. a linguagem espacial LEGAL. Algoritmos inovadores, como os utilizados para indexação espacial, segmentação de imagens e geração de grades triangulares, garantem o desenpenho adequado para as mais variadas aplicações.

22 O SPRING WEB O SPRING WEB é um aplicativo escrito em Java que permite a visualização de dados geográficos armazenados em um servidor remoto. A transferência dos dados é realizada pela Internet e a sua visualização é feita por um navegador (browser), sem a necessidade de programas específicos, para tanto basta acessar o site onde está aplicação e executá-lo. O SPRING WEB é um aplicativo escrito em Java que permite a visualização de dados geográficos armazenados em um servidor remoto. A transferência dos dados é realizada pela Internet e a sua visualização é feita por um navegador (browser), sem a necessidade de programas específicos, para tanto basta acessar o site onde está aplicação e executá-lo. Para utilizar esta versão, é necessário o "plug-in" do ambiente JAVA 2.0 (Java Plug-in version 1.3) para que o seu navegador possa executar os aplicativos. Para utilizar esta versão, é necessário o "plug-in" do ambiente JAVA 2.0 (Java Plug-in version 1.3) para que o seu navegador possa executar os aplicativos.

23

24 CONCLUSÃO Baseado em suas caracteristicas: Software Freeware – Download via Web Software Freeware – Download via Web Tecnologia nacional Tecnologia nacional Versões em Windows e Linux Versões em Windows e Linux Manual online Manual online Funcionalidades: Processamento Digital de Imagens, Manipulação de Dados Temáticos, Modelagem Numérica de Terreno, Armazenagem e Consultas de Dados Cadastrais, Modelagem e Uso de Redes e, Análises Espaciais. Funcionalidades: Processamento Digital de Imagens, Manipulação de Dados Temáticos, Modelagem Numérica de Terreno, Armazenagem e Consultas de Dados Cadastrais, Modelagem e Uso de Redes e, Análises Espaciais. O SPRING tem se mostrado uma opção altamente atrativa na área de geoprocessamento.


Carregar ppt "CEUNSP–ARQUITETURA E URBANISMO – 9º SEM. S.I.G. – Prof. Daniel Nithack JOSÉ LOURENÇO PROHASKA Nº 26 NILDA ROMÃO Nº 42 ROSEMEIRE ALVES Nº 38 SPRING Sistema."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google