A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A PAZ A paz invadiu o meu coração De repente, me encheu de paz Como se o vento de um tufão Arrancasse meus pés do chão Onde eu já não me enterro mais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A PAZ A paz invadiu o meu coração De repente, me encheu de paz Como se o vento de um tufão Arrancasse meus pés do chão Onde eu já não me enterro mais."— Transcrição da apresentação:

1 A PAZ A paz invadiu o meu coração De repente, me encheu de paz Como se o vento de um tufão Arrancasse meus pés do chão Onde eu já não me enterro mais

2 A paz fez um mar da revolução Invadir meu destino; A paz Como aquela grande explosão Uma bomba sobre o Japão Fez nascer o Japão da paz

3 Eu pensei em mim Eu pensei em ti Eu chorei por nós Que contradição Só a guerra faz Nosso amor em paz

4 Eu vim Vim parar na beira do cais Onde a estrada chegou ao fim Onde o fim da tarde é lilás Onde o mar arrebenta em mim O lamento de tantos "ais"

5 Composição: Gilberto Gil & João Donato

6 Você faz a paz

7 Procure uma posição confortável, acomode-se. Fique em silêncio, feche os olhos, concentre-se. Lentamente, respire fundo. Relaxe, pense no mundo. Atinja o nível mais alto do pensamento. Sinta o que falta aos seres humanos, neste momento.

8 Analise a situação atual da humanidade e em como você pode colaborar mesmo com pouca idade. Imagine um mundo sem ira, sem ódio, sem inveja e sem maldade.

9 Só a honra de cada cidadão cumprindo seus direitos e deveres com serenidade. Pense na paz em plenitude e em como alcançá-la com certas atitudes.

10 É tão fácil e seria maravilhoso Qualquer um pode colaborar com um comportamento honroso. Torne isso uma realidade. Então verá que só assim a vida tem sentido de verdade.

11 Cumpra pelo menos você a sua parte e proporcione paz. E verá a felicidade que isso traz. Clarice Pacheco

12 Paz é geralmente definida como um estado de calma ou tranquilidade, uma ausência de perturbações ou agitação. Derivada do latim Pax = Absentia Belli, pode referir-se à ausência de violência ou guerra. Neste sentido, a paz entre nações, e dentro delas, é o objetivo assumido de muitas organizações, designadamente a ONU.

13 No plano pessoal, paz designa um estado de espírito isento de ira, desconfiança e, de um modo geral, de todos os sentimentos negativos. Assim, ela é desejada por cada pessoa para si próprio e, eventualmente, para os outros, ao ponto de ter se tornado uma freqüente saudação (que a paz esteja contigo) e um objetivo de vida. A paz é mundialmente representada pelo pombo e pela bandeira branca.

14 Poema e Poesia

15 OS POEMAS Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapão. Eles não têm pouso nem porto; alimentam-se um instante em cada par de mãos e partem. E olhas, então, essas tuas mãos vazias, no maravilhado espanto de saberes que o alimento deles já estava em ti... Mario Quintana - Esconderijos do Tempo

16 A Arte do Verso

17 Poema: texto escrito em versos; Verso: linhas de cada estrofe; Estrofe: conjunto de versos; Poema: diferente de Poesia; Rima: coincidência sonora que ocorre nos finais dos versos; Métrica: extensão de cada verso dividido em sílabas poéticas;

18 Sílabas poéticas: diferente de sílabas gramaticais. Ex.: No verso Quando invento vela e vento, há dez sílabas gramaticais: quan-do–in-ven-to-ve-la-e-ven- to. Mas há apenas sete sílabas poéticas: quan/do in/ven/to/ve/la e/ven/to. Na métrica, só se conta até a última sílaba tônica. Ritmo: responsável pela musicalidade dos versos. Ex.:

19 A valsa Tu, ontem, Na dança Que cansa, Voavas Co'as faces Em rosas Formosas De vivo, Lascivo Carmim; Na valsa Tão falsa, Corrias, Fugias, Ardente, Contente, Tranqüila, Serena, Sem pena De mim! Casimiro de Abreu

20 Valsavas: Teus belos Cabelos, Já soltos, Revoltos, Saltavam, Voavam, Brincavam No colo Que é meu; E os olhos Escuros Tão puros, Os olhos Perjuros Volvias, Tremias, Sorrias, P'ra outro Não eu! Quem dera Que sintas As dores De amores Que louco Senti! Quem dera Que sintas!... Não negues, Não mintas... Eu vi!...

21 Soneto de Fidelidade De tudo ao meu amor serei atento Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto Que mesmo em face do maior encanto Dele se encante mais meu pensamento. Quero vivê-lo em cada vão momento E em seu louvor hei de espalhar meu canto E rir meu riso e derramar meu pranto Ao seu pesar ou seu contentamento E assim, quando mais tarde me procure Quem sabe a morte, angústia de quem vive Quem sabe a solidão, fim de quem ama Eu possa me dizer do amor (que tive): Que não seja imortal, posto que é chama Mas que seja infinito enquanto dure. (Até um dia meu anjo) Vinícius de Moraes

22 Poema-imagem: Os poemas concretos

23

24


Carregar ppt "A PAZ A paz invadiu o meu coração De repente, me encheu de paz Como se o vento de um tufão Arrancasse meus pés do chão Onde eu já não me enterro mais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google