A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Por que muitas mulheres brasileiras ainda morrerão por câncer... Luisa Lina Villa, PhD Instituto do HPV, Santa Casa de São Paulo ICESP, Faculdade de Medicina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Por que muitas mulheres brasileiras ainda morrerão por câncer... Luisa Lina Villa, PhD Instituto do HPV, Santa Casa de São Paulo ICESP, Faculdade de Medicina."— Transcrição da apresentação:

1 Por que muitas mulheres brasileiras ainda morrerão por câncer... Luisa Lina Villa, PhD Instituto do HPV, Santa Casa de São Paulo ICESP, Faculdade de Medicina da USP Forum Saúde da Mulher São Paulo, 17 de outubro de 2011

2 Incidência de câncer de colo do útero nas Américas em comparação com o Mundo America do Norte Mundo America do Sul America Central e Caribe 0-14 anos anos anos anos 65+ anos

3 3 Mortalidade por câncer de colo do útero na América do Sul Mulheres de 15–44 anos1st 2 nd to 3rd 4 th to 5th 6 th and more No data Highest mortality rate = 1st. Ranking is based on crude mortality rates (actual number of cervical cancer deaths) in the country/region. Ranking using age-standardized rates may differ. Data source: IARC, Globocan HPV Information Centre. Human Papillomavirus and Related Cancers in the Americas. Summary Report Update. September 15,

4 Tendência nas taxas de mortalidade por câncer de colo do útero na América Latina por ano de introdução de programas de prevenção (teste de Papanicolaou) Murillo et al., Vaccine 26S (2008):L37-48 PROGRAMAS NÃO ORGANIZADOS QUALIDADE VARIÁVEL DO DIAGNÓSTICO ENTREGA DOS RESULTADOS E SEGUIMENTO DOS POSITIVOS OFERTA DE TRATAMENTO DIFICULDADE EM ATINGIR E RASTREAR MULHERES de ALTO RISCO (acima de 30 anos, vivendo em regiões distantes e pouco assistidas, baixo nível socio-economico)

5 A partir de 2006, vacinas profiláticas contra HPV foram aprovadas na maioria dos países do mundo, inclusive no Brasil Entretanto, poucos países de nossa região implementaram programas públicos de vacinação contra HPV

6 Argentina 11yrs Peru 10 yrs Panama 11-12yrs Vacinação contra HPV Vaccine em programas nacionais de imunização na América Latina Cayman Islands 11-17yrs GARDASIL CERVARIX Mexico > 9yrs

7 Introdução de vacinação contra HPV: DESAFIOS Custo atual da vacina. Reduções significativas através de negociações entre governos e indústrias farmaceuticas Outros interesses e prioridades em programas de saúde pública, incluíndo implementação de novas vacinas Desafios na implementação de um programa de vacinação envolvendo principalmente adolescentes Estratégias de administração em larga escala (por faixa etária, por região de risco, …) Assegurar rastreamento populacional (vigilância epidemiológica) Ensure broad vaccine delivery while maintaining cervical cancer screening (explore alternative technologies and screening intervals) Establish surveillance systems to monitor vaccine effectiveness Education: Improving understanding of cervical cancer and HPV is key

8 Introdução de vacinação contra HPV: OPORTUNIDADES Programas de imunização bem coordenados e de ampla cobertura, principalmente imunização infantil, mas também adolescentes Participação importante da OMS e Organização Panamericana da Saúde –OPAS –R–Recomendações a favor das vacinas contra HPV –R–Redução do custo e disponibilidade das vacinas através do Fundo Rotatório para os países membros Estudos demonstrativos na região podem contribuir para acelerar a introdução de vacinação no sistema público de saúde

9 Cortesia Dr José Humberto Tavares Guerreiro Fregnani (H. Barretos, 2011) Estudo demonstrativo de vacinação com a vacina quadrivalente de HPV no município de Barretos (SP)

10 ESCOLAS: 6° - 7° ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL (19) Escolas municipais (2) N = 326 Escolas municipais (2) N = 326 Escolas estaduais (11) N = 972 Escolas estaduais (11) N = 972 Escolas particulares (6) N = 315 Escolas particulares (6) N = 315 N = EXCLUSÕES (n=7): Amamentação (2) Doença psiquiátrica (1) Mudança de cidade (4) EXCLUSÕES (n=9): Mudança de cidade (5) Gestação (1) Sem informação (3) EXCLUSÕES (n=0)

11 ACEITAÇÃO N = 1.418

12 CUMPRIMENTO (3 doses) N = 415

13 EFEITOS ADVERSOS – Observados / Reportados 15 meninas / doses = 0,7%

14

15 Teste preventivo e vacinação no controle do câncer de colo do útero: o estudo MARCA (Mulheres e Adolescentes pela Redução de Câncer) Instituto SE TOQUE Instituto do HPV (INCT-HPV), Santa Casa de São Paulo Hospital e Maternidade Vila Nova Cachoerinha vacinar meninas e adolescentes de escolas públicas rastrear as mães para câncer de colo do útero em UBS da região norte do município de São Paulo COMUNICAÇÃO ACEITAÇÃO VACINAÇÃO PREVENÇÃO PAPANICOLAOU EDUCAÇÃO

16 No Brasil a pobreza tem cara: ela é feminina, está ligada às mulheres Meu empenho em garantir a qualidade de saúde no Brasil é total... Meu compromisso supremo é honrar as mulheres, proteger os mais frágeis e governar para todos Dilma Rousseff, Presidente do Brasil

17 Muito Obrigada


Carregar ppt "Por que muitas mulheres brasileiras ainda morrerão por câncer... Luisa Lina Villa, PhD Instituto do HPV, Santa Casa de São Paulo ICESP, Faculdade de Medicina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google